História The True Heirs of Blood - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink, IKON
Personagens B.I, Bobby, Chanwoo, Donghyuk, Jennie, Jinhwan, Jisoo, Junhoe, Lisa, Rosé, Yunhyeong
Tags Blackpink, Hentai, Ikon, Jennie, Junhoe, Lisa, Sobrenatural, Vampiro
Visualizações 19
Palavras 1.563
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction The True Heirs of Blood - Capítulo 5 - Capítulo 5

Privado Lisa

Nunca havia me imaginado naquela situação, mas lá estava eu, nos braços de JunHoe e como estava gostando. A cada vez que ele mexia seus dedos circularmente eu gemia entre seus beijos. Solto um gemido mais arrastado logo deitando na cama, sentia meu corpo começar a suar aos poucos, e ele continuava o mesmo, mas eu não me importava com isso, o mesmo termina de tirar sua calça podendo finalmente ver o volume na cueca do rapaz, eu já nua sobre a cama, e ele vestido. Realmente estava em desvantagem, assim que ele finalmente tirou sua cueca pode ver o seu pênis, era de um tamanho perfeito, e ao contrário do que eu imaginava, eu estava gostando de ver, não saberia descrever apropriadamente como era. Ele parecia um ator de filme porno, não sei se aquilo poderia ser considerado um elogio, o corpo do mais velho era perfeito, dos pés a cabeça, não conseguia tirar meus olhos de tal área. Já havia visto órgãos reprodutores masculinos, de outros rapazes em episódios de minha vida tola, na escola quando era influenciada por minhas amigas e ver os meninos no vestiário, sendo que poderia ser o contrário, ou até mesmo nos livros da universidade, filmes adultos no cinema, eu me aventurei a ir de madrugada sozinha ou alugar um filme na locadora. Mas o dele era perfeito, me perturbava como ele poderia ser assim. Perfeito demais.

_ Gostou não foi?!-Ouço a voz brincalhona de June me olhando e logo sentindo as mãos dele em minhas pernas as abrindo e se posicionando entre elas. Não respondo sua pergunta, ele parecia tão tranquilo, coloco minhas mãos em seus ombros o olhando.

_ Você promete não…-Não tive tempo de terminar quando senti o mesmo me penetrar por completo mordendo meus lábios com força, ao contrário do que Rosé havia me dito, não havia doído apenas um desconforto enorme naquela região, talvez mudasse de uma garota para outra. Umedeço meus lábios vendo ele subir ainda mais sobre mim e começando a finalmente a se movimentar, seus olhos estavam de contato com os meus, ele não desviava um único segundo, era perturbador e excitante, segurando minhas pernas e logo fazendo movimentos mais rápidos.

_Eu estou apaixonado por você Lisa!- Eu não esperava aquilo do mais velho, realmente. Mas me fez puxar o rapaz para um beijo rápido. E logo o encarar, sentindo até mesmo ele incentivar os movimentos. Ele ainda me olhava esperando uma resposta, era visível.

_Eu também estou June.-Falo sentindo o beijo do mesmo, e logo ele deitar mais sobre meu corpo, cruzando minhas pernas em seu quadril indo ainda mais rápido, agora podendo sentir finalmente o prazer, antes o incômodo agora suas investidas rápidas e precisas, minha respiração rápida assim como a dele, fincando minhas unhas em suas costas a cada penetrada certeira em meu ponto sensível, ele estava fazendo aquilo cada vez mais rápido, meus gemidos estavam começando a se misturar aos dele, que eram roucos e grossos, poderia delirar apenas com aquilo. Com certeza as outras garotas ouviram.

_Porra June…-Não era do meu feitio falar palavrões mas naquele nada poderia expressar melhor, sentindo ondas de prazer me preencher. Era um rapaz, lindo, inteligente e bom de cama ali comigo. Era meu ano de sorte? Me sentia uma sortuda e idiota diante a situação. Mas estava aproveitando cada segundo.

Privado JunHoe

 

Como imaginado, ela era virgem. Optei por fingir meu cansaço junto ao dela, e terminar assim que a vejo estar satisfeita. Óbvio que me aproveitei da mesma na situação, seria mentiroso dizer que não. Até mesmo para uma primeira vez ela havia aguentado mais que o normal, Lisa tinha um corpo atlético e isso ajudava. Se eu fizesse em meu ritmo e lances normais ela não duraria muito tempo, tudo havia sido mais lento dessa vez.

Dizer sobre paixão em um momento como aquele afetaria ainda mais a mesma, estamos a quase um mês se conhecendo, estaria apaixonado ainda mais depois de uma noite de prazer. Estava agora nesse momento deitando abraçado a ela, que dormia pesado em meus braços. Eu não dormia, então apenas me dava mais tempo para pensar no próximo passo, ela havia adiantado as coisas.

Observando ela, não havia imaginado tal iniciativa, sempre fora muito discreta e silenciosa, e horas atras estava quase tirando minhas roupas na escada do dormitório. Isso apenas mostrava que eu não sabia definitivamente nada do que se passava na mente das pessoas. Fazer se apaixonar foi mais fácil do que eu imaginei. Sendo seu primeiro amor, puro e jovem.

Sinto ela se mexer e logo fecho meus olhos e respiro fundo fingindo estar dormindo, sentindo no mesmo instante os lábios quentes dela sobre minha bochecha e a cama subir um pouco. Abrindo meus olhos a vendo caminhar nua no escuro em direção ao possível banheiro, realmente mulheres foram criadas pelos deuses, não me interessava se os corpos eram magros ou gordos, as curvas que apenas uma mulher havia já me satisfazia. Sorri de lado, como tal espécie poderia destruir minha vida.

_Como será que ela está?-Me pergunto pensando na minha amada, a qual eu não havia visto desde que estava naquele lugar entediante humano, ela estava sentindo minha falta? Estaria com outra pessoa? Não me surpreenderia se estivesse com outro, mas ela era minha. Fecho meus olhos ouvindo o som do banheiro e logo os passos da jovem e sentir ela me abraçar, fingindo estar dormindo. Mesmo sendo um vampiro consideravelmente velho e ela uma humana jovem, não podia ignorar meu tesão, não conseguindo conter a vontade, eu tinha o corpo jovem, os desejos de um jovem. Abrindo meus olhos e logo a olhando com os olhos fechados.

_Eu sei que está acordada!- Falo sorrindo e logo vendo ela abrir os olhos, ela estava acordava, bem acordava como eu, ainda estávamos nus, e meu pênis ereto, mesmo que tivesse me aliviado a vontade era maior. Avançando mais uma vez nos lábios dela, mas minha cabeça estava em outro lugar, quer dizer não era aquela cabeça que estava pensando e sim a de baixo, pego a mão da mesma arrastando até meu membro, sentindo ela segurar o mesmo e logo começar a masturbar durante o beijo.

_Eu quero mais uma vez, um segundo round hu?!-Sinto ela continuar a me masturbar e logo continuar o beijo.

Não tivemos nenhuma alternância em movimentos, até porque era muito cedo e deixar ela com mais vontade e inquieta era meu objetivo. Depois de transarmos mais uma vez naquela madrugada ela definitivamente dormiu e eu? Fiquei imóvel mesmo que a cede estivesse me matando, eu estava morrendo de fome, até mesmo ela estava me causando fome, mas não sairia da minha dieta, meu desespero não era tanto. Olhando para o relógio e supondo que ela só irá acordar mais tarde. Visto minha calça, ficando sem camisa e saiu de seu quarto, andando pelos inúmeros corredores do dormitório onde havia garotas adormecidas, meu olfato era rápido e certeiro. Caminhando lento por três andares acima, identificando o cheiro de uma garota, branca, loira e virgem. Abrindo a porta de seu quarto, ela dormia tinha a aparência se ter seus dezoito anos, no mesmo quarto mais três garotas dormindo, aquilo não era problema, conseguiria me alimentar sem fazer nenhum ruído, a não ser se quisesse. A mesma dormia como uma pedra, tiro seu cobertor e coloco meus braços por baixo de seu corpo, logo a pegando no colo e caminhando em direção ao banheiro fechando sua porta. Ligando o chuveiro, entrando na banheira com a mesma adormecida, pegando seu pescoço o quebrando dando um grande estalo, perfuro sua jugular com minhas presas, tudo rapidamente. Começo a sugar o sangue da mesma, ela havia bebido e não era pouco, talvez por isso estivesse tão imóvel anteriormente, olho pra pequena janela vendo que o sol logo não demoraria a surgir. Bebendo o sangue dela, imaginando como faria a mesma parecer ter morrido acidentalmente. Depois de mais ou menos meia hora, quando a maioria se seu sangue foi sugado, levanto segurando o corpo dela como se fosse uma boneca, tirando suas roupas jogando no chão, segurando seus cabelos e batendo seu rosto lindo contra a quina da banheira, fazendo um barulho enorme, e o pouco de sangue ir até aquela região, a deixando boiando. Abro a porta do banheiro e como imaginado, todas ainda dormiam, ao lado delas copos de bebidas e drogas, caminho em direção a porta. Quando olho para baixo da porta do banheiro, podendo ver a água da banheira, que havia transbordado e fecho a mesma. Estava com o estômago cheio pronto para mais um dia com a garota Lalisa, sexo gastava muito mais rápido minha energia, afinal tinha que manter ao máximo minha aparência e não parecer um peso morto.

Ao entrar no quarto dela, que ainda cheirava a sexo ela dormia, nua na cama me fazendo revirar os olhos, não era de deboche ou raiva, aquele cheiro e aquela imagem me excitava até os fios de cabelo. Não podia perder o foco do por que estava ali, no meio de humanos, era por causa dela e eu rezava internamente para que fosse a última, que durasse apenas mais um pouco. Queria voltar para ela, voltar para minha amada e Lisa me ajudaria a concretizar meu dever. Ela mal poderia imaginar o que lhe esperava em Reysnublue, ela vai querer me matar.


Notas Finais


Espero que todos tenham gostado
Estou diariamente escrevendo novos capítulos para adiantar os dias que não poderei.
Fico motivada todas as vezes que vejo algum comentário, isso é realmente muito gratificante, seja ele bom ou ruim. Afinal os bons sempre nos motiva e os ruim nos faz melhorar não é mesmo.
Agradeço a atenção de todos, até a próxima.
Que iKON e BP esteja com vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...