História The Truth Behind the Dare - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 72
Palavras 671
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Special Things


{Autora's P.O.V}

De repente aquela enorme cama de casal se fez pequena diante às provocações e gemidos manhosos de Seokjin. A tensão sexual era palpável, tanto que o cheiro de sexo estava impregnado nas roupas de cama. O beijo que envolvia as bocas e línguas em uma dança sensual, em ambos os presentes os excitava ainda mais.

Namjoon rapidamente separou suas bocas, as levando para o pescoço branco e macio do mais velho, e depositando ali um beijo molhado seguido de chupões e mordidas, ora fracas e ora fortes. Jin gemia baixinho no pé do seu ouvido, dando mordidas no lóbulo da orelha e rebolava contra o membro já desperto do maior. Aquilo para Nam era um tiro em sua sanidade, coisa que ele havia perdido no momento em que entrou dentro de casa e seu hyung começou a provoca-lo. Ele tirou suas camisas em uma habilidade e rapidez impressionantes, logo percorrendo seus lábios pelo tronco do acastanhado e parando nos mamilos rosados. Chupou, mordiscou, lambeu e judiou do menino, que só sabia gemer em consequência.

Decidiu então brincar. Trocou as posições em que estavam, deixando Jin por baixo deitado no colchão macio e tirou o resto das vestes do menor. Instantaneamente, o membro ereto do namorado saltou para fora da cueca clamando por atenção. Não hesitou em passar sua língua na glande inchada, e recebeu um gemido baixo em troca. Amava escutar o hyung gemer. Amava tudo nele.

Não tardou muito e sua boca estava envolvendo o pênis dele, enquanto fazia movimentos de vai-e-vem que estavam sendo ditados pelo mais velho. Gemidos escapavam da boca entreaberta de Seok, conforme Namjoon o chupava. Quando o mesmo percebeu que o amado estava prestes a gozar, tirou o membro ainda mais rijo da boca – se é que era possível –, desabotoou sua próprias calça e a tirou juntamente de sua cueca. O mais velho, entendendo o que o outro queria, se levantou da cama e pegou na mesinha de cabeceira um tubo de lubrificante e preservativo.

Quando já estava deitado novamente, o seu namorado deu três de seus dedos para chupar no intuito de preparar para o que estava por vir. Seokjin chupou os dedos do mais novo fazendo barulhos eróticos com sua boca. Logo, um deles já estava o penetrando e fazendo gemer que nem uma puta. Isso era o que o acastanhado era. Uma puta na cama.

Com uma das mãos livres, Namjoon passou pouco de lubrificante em seu membro, não seria necessário camisinha. Introduziu um segundo dedo na intimidade de seu namorado, e fez com calma, movimentos de tesoura para alargar pouco mais sua entrada. Novamente Seokjin gemia e arfava, enquanto arqueava suas costas contra o colchão. O terceiro e último dedo alargou ainda mais a entrada do mais velho. Jin sentiu os dedos de seu companheiro saírem de dentro dele e logo sentiu uma pressão em sua intimidade. Estava sendo penetrado. Namjoon enfiou praticamente todo seu pênis em Jin e esperou que o outro se acostumasse com o volume dentro de si.

Jin rebolou contra o corpo de Namjoon buscando mais contato. A dor que sentiu ao ser penetrado era tão fraca que poderia se classificar como somente um incômodo. Nada comparado à sua primeira vez. O mais alto começou as estocadas lentas, sentindo seu membro dentro do namorado. Os movimentos foram ganhando velocidade e intensidade conforme Jin gemia o nome do mais novo e arranhava seus ombros e costas com sua curta unha. Não demorou muito para se cansarem daquela posição e trocarem de lugar. Dessa vez Jin cavalgava no pênis do namorado, rebolando e quicando em uma velocidade incrível.

Nam gemia rouco no ouvido do mais velho, que por sua vez quase gritou quando a próstata foi atingida. Em alguns instantes, ambos alcançaram seu ápice. Seok saiu do colo dele, e deitou ao seu lado com a respiração ofegante e o rosto corado. Apoiou sua cabeça no peito do de cabelos desbotados e disse as três palavras que mais gostava de pronunciar e escutar. Eu te amo.


Notas Finais


Hey, trouxe esse lemon para vocês para me desculpar pela demora na atualização do último capítulo.
Sorry se estiver ruim, é o meu primeiro lemon
Não me matem pls


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...