História The two sides of the game - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dajan, Kentin, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Priya, Rosalya
Tags Amor Doce, Armin, Hentai, Romance
Visualizações 121
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Cap. 14


Fanfic / Fanfiction The two sides of the game - Capítulo 14 - Cap. 14

Acabou que eu não só me troquei mas como também tomei outro banho. O meu corpo estava um pouco suado e com cheiro de sexo. Quando entrei no chuveiro eu fui me ensaboando e de acordo que eu passava a mão em mim mesma eu me lembrava das mãos do Armin no meu corpo, como ele me pegou naquele quarto, o que acabou me deixando excitada ao um ponto que eu não resisti e me masturbei pensando em como foi boa a minha manhã nos braços do Armin até que eu acabei gozando debaixo do chuveiro. Depois de ter acabado de tomar o meu banho, eu me sequei e vesti um short jeans e uma regata amarela e descalça mesmo desci pra me juntar a Rosalya, ela já tinha almoçado e como eu tomei café da manhã muito tarde eu não estava com fome. Nós estávamos assistindo Os mercenários deitadas no sofá quando eu dei falta do Alexy.

 

Angel: Você viu o Alexy hoje?

Rosa: Sim. Ele disse que estava indo resolver algumas coisas no trabalho e que depois ia encontrar  “amigo”, e que não precisamos esperar ele chegar. - eu concordei com a cabeça - Você vai contar pra ele?

Angel: Não, por enquanto não. -  ela assentiu.

 

18:24 da noite

 

Angel: Eu vou subir pra me arrumar e você faça o mesmo e vê se não demore, eu quero sair antes das oito. - eu me levantei mas antes de subir as escadas eu olhei para Rosa. - Eu esqueci de perguntar pra onde estamos indo.

Rosa: Em uma boate do amigo do Leigh, eu não sei onde é, mas temos pulseiras VIP que o meu amor me deu.

 

Eu concordei, e fui pro meu quarto me arrumar.

Dessa vez eu coloquei um vestido azul, um salto preto, mantive os meus cabelos soltos fiz uma maquiagem bem simples mas com muito rímel. Quando eu já estava do jeito que queria eu desci e olhei no relógio, ainda eram sete e meia, a Rosalya desceu logo depois de mim, nós chamamos um táxi que rapidamente chegou. Quanto estávamos no carro postamos o papo em dia e também descobri o porquê da Rosa não está com o namorado hoje. Ela disse que ele tinha assuntos burocráticos para resolver e como ela odeia esse tipo de coisa ela não quis acompanhar ele.

Não demorou muito para chegarmos, mas como estamos tão entretidas conversando que o motorista do táxi teve que nos avisar que já tínhamos chegado, e foi quando eu olhei pro lado de fora da janela e levei um susto. Nós estávamos na mesma boate em que eu estava ontem, eu não podia acreditar de todos os lugares do mundo eu vim parar aqui de novo.

 

Rosa: O que foi amiga? Parece que você viu um fantasma.

Angel: Rosa foi aqui que o Castiel me trouxe ontem.

Rosa: Sério? Que demais! Com certeza isso é um bom sinal. Vamos descer logo estou doida pra ver como é lá dentro.

 

Ela me puxou pra fora do carro assim que pagou pela corrida ao motorista do táxi. Do lado de fora tinha fila mas nada comparado com a de ontem. Graças às pulseira que Rosa trouxe nós entramos direto.

Do lado dentro estava um som muito alto com várias pessoas dançando, o local estava razoavelmente cheio se for pra levar em conta que é segunda - feira.

Nós fomos até o bar, onde a Rosa e eu cumprimentamos o Dajan, eu não precisei apresentá - los já que Rosa também o conhecia da época de escola. Rosalya estava bebendo e eu acompanhei tomando somente um energético que continha um pouco de álcool, quando estávamos um pouco soltinhas fomos pro meio da pista dançar, Rosalya e eu acabamos fazendo amizade com algumas garotas que estavam dançando também. Eu dançava quando eu senti como se alguém tivesse me observando então comecei a procurar de onde vinha o meu desconforto, eu até achei alguns rapazes que olhavam para mim mas eu sabia que não era isso que me incomodava até que eu encontrei os olhos azuis que me encaravam. O Armin estava sentado no bar, onde a pouco eu e a Rosa estávamos, ele percebeu que eu estava olhando pra ele e veio até a mim.

 

Angel: Por um acaso você está me seguindo? - eu fiquei nas pontas dos pés para falar perto do seu ouvido.

Armin: Quem deveria perguntar isso sou eu, já que é a segunda vez que você vem na minha boate.

Angel: Eu não acredito, você que é o tal dono daqui?  - ele concordou com a cabeça.

 

Armin me pegou pelo pulso e me conduziu até o bar onde o som não estava tão alto. Dajan nos ofereceu uma bebida mas o Armin recusou.

 

Armin: Eu estou aqui a trabalho então vou beber somente um copo de água , e essa linda donzela já bebeu o suficiente pela semana inteira ontem. - ele disse com o Dajan que apenas sorriu, pegou a água e voltou ao trabalho. - E então o que traz de novo aqui?

Angel: A Rosalya me obrigou a acompanhar ela hoje e aqui estou. - eu sorri.

Armin: Sei bem como ela é. - ele sorriu de um jeito que me desconcertou me fazendo acidentalmente derrubar o copo de água que se encontrava no balcão cair no seu colo.

Angel: Perdão Armin… Aí meu Deus, Dajan! - ele veio até a mim - me dê um pano. - ele pegou e me entregou um pano e comecei a limpar a calça do Armin.

Armin: Angel… - eu não ouvi e continuei a limpar. - Angel! Desse jeito ao invés de me secar você está fazendo é outra coisa.

 

Só então eu percebi o volume que se formava na calça de Armin, o que me deixou envergonhada e ao mesmo tempo excitada. Aquilo me deixou com a respiração acelerada eu olhei para o rosto do Armin sem jeito e mordidos o lábio inferior da minha boca. Der repente o olhar do Armin mudou totalmente, ficou mais feroz, ele se levantou da cadeira e me puxou pela mão.

Eu não estava entendendo nada até que ele me levou pra um canto um pouco mais vazio e me prensou contra parede, segurou na minha nuca e puxou para um beijo, eu automaticamente me entreguei e o beijo foi esquentando ainda mais, eu já sentia o meu corpo pedir por mais. Não parávamos de nos beijar e o Armin já estava com as mãos na minha bunda quando o ar se fez necessário a nós dois nos fazendo parar o beijo. Ainda estávamos com os rostos bem próximo quando me lembrei onde ainda estávamos.

Angel:  Armin… - eu dei uma pausa para recuperar o ar - tem muita gente aqui.


Não foi preciso dizer muito para que que ele entendesse, e logo parou, mas depois me pegou pela mão e saiu me guiando entre as pessoas até um lugar inusitado.


Notas Finais


Até amanhã.
Bjos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...