História The unlikely taste - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Ana Paula Padrão, Erick Jacquin, Henrique Fogaça, Paola Carosella
Visualizações 68
Palavras 1.911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eieiei advinha quem chegou ?
Gente primeiramente queria me desculpar com vocês pela demora e pelo tamanho do capítulo, prometo que vou recompensar porque o capítulo foi realmente pequeno pela demora então tentarei voltar o mais rápido possível mas gente, você escreve, escreve e escreve e quando olha o negócio continua pequeno, não dá não haja, enfim boa leitura

Capítulo 3 - Capítulo 3


POV ANA PAULA

  


Acordo com o som do despertador já soando tão alto e estridente que por um segundo penso ter afetado minha pobre audição, sentia os raios solares entrando pela janela e tocando meu rosto fazendo-o ficar aquecido, já me descriminando mentalmente por não ter fechado as cortinas, continuo divagando ainda de olhos fechados até que dou um pulo ao lembrar que dia é hoje e então já deduzindo rapidamente que, se o sol está batendo forte em meu rosto significa​ que já deve ser tarde e tarde significa estar atrasada, com isso já saio correndo para tomar meu banho, logo que ligo o chuveiro agradeço mentalmente a água refrescante. Já que está fazendo um calor infernal. Não ligando para esses pensamentos já começo meu banho cantarolando uma música qualquer saltitando de felicidade por finalmente ter chegado o dia.

 

  Devm estar se perguntando se estou nervosa, afinal definitivamente a aprovação de hoje vai definir minha vida daqui pra frente, mas não estou nervosa. Prometi a mim mesma que não ficaria nervosa afinal já me sinto preparada e, honestamente, o nervosismo só atrapalha, porém outra coisa clara é que auto-confiança demais também não é nada bom, pois de alguma forma faz com que se concentre menos dos detalhes e ambos sobrepõem a perfeição. Então decidi apenas ser eu mesma e relaxar sem deixar de ser atenta, afinal apesar de descontraída sempre sou totalmente focada no que quero.... Vou divagando enquanto tomo banho e faço minha igiene matinal já aproveitando para secar o cabelo e me maquiar só de toalha mesmo. Passo um creme facial, base, pó, pensei em colocar corretivo porém realmente dormi bastante esta noite então quanto menos melhor afinal não sou apegada em maquiagem mas aparecerei na tv então não dá mesmo pra desleixada muito, termino passando máscara de cílios e um batom nude bastante discreto. Saio do banheiro já correndo, visto as roupas separadas ontem, já pego minha bolsa. Por fim dou uma conferida já aprovando o que vejo no espelho e parto para o café. Não sou de comer muito pela manhã e ultimamente meu apetite anda lá embaixo então apenas pego uma maçã e como enquanto checo as mensagens no celular notando muitas de minhas amigas me desejando boa sorte e por fim do meu pai, agradeço todas logo após finalizando minha maçã e jogando o caroço fora agradecendo a Deus e o mundo por não estar atrasada como achei, pego as chaves do carro e parto em direção a Band.

  Quando estou chegando em frente aos grandes portões noto uma fila de carros logo na primeira guarita e a aflição começa a surgir, com medo de chegar atrasada por conta disso. Começo a me perguntar quem pode estar nesses carros e não posso deixar de pensar que quem sabe os chefs que irão me julgar mais tarde podem estar neles. Bom, talvez quando eu disse não me permitir ficar nervosa estivesse blefando um pouco, agora o nervosismo me corria aos poucos e estar na frente das câmeras não é e nunca foi pra mim. Sou interrompida pelo senhor da portaria me chamando.

  - Senhora ? - ele parecia já estar irritado com minha inércia.

  - Me desculpe, desculpe - digo já ficando sem jeito - Estou indo para os estúdios do Masterchef - digo já pegando minha bolsa pois sabia que tenho de lhe entregar um crachá comprovando minha autorização de entrada na emissora.

  - O seu crachá por favor - pede estendendo-me a mão agora parecendo menos mal-humorado. Mostro-lhe o crachá e o mesmo o analisa rapidamente já liberando a minha entrada - É só a senhora seguir reto até chegar em um jardim então virar a direita até o final, será lá - apontou.

  - Obrigada - sorri amigável e sai na direção apontada.

   Chegando no estacionamento após parar o carro, respiro fundo tentando manter o foco e então pego minha bolsa ja saindo do carro e indo em direção ao grande edifício. Logo na porta já mostro meu crachá novamente entrando em seguida, sigo em frente enquanto pego meu celular para ver as horas. Depois de um tempo andando percebo que não sei onde ir ou onde é que eu tenho que estar, logo o desespero bate tendo em vista que estou em corredor totalmente vazio e parado sem nem ideia pra onde ir. Dou algumas voltas procurando voltar ao início para pedir algum tipo de informação, logo adiante vejo uma mulher de costas pra mim parecendo mexer em sua bolsa, ela é bem alta,, muito mais alta do que eu -relevando que todo mundo é mais alto do que eu- rio do meu pensando idiota e me aproximo, a mulher parece estar inerte a minha presença e sinto certo receio disso já que não quero atrapalhar. Chego devagar por trás e lhe cutuco de leve o braço.

- Moça - chamo baixo tentando em vão não assustá-la, já que a mesma da um pulo logo se virando pra mim parecendo levemente irritada pela minha interrupção. Arregalo os olhos ao ver quem era, não pode ser, não pode ser, não pode ser, meu Deus porque só acontece comigo ?? Instantâneamente sinto minhas bochechas tomarem uma tonalidade vermelho intenso ao sentir seus olhos em mim, logo me apresso a dizer - Err, com licença me desculpa e-eu só... - droga Ana Paula gaguejar agora não - só estou um pouco perdida e queria s-aber se você sabe me dizer onde ficam os estúdios onde serão gravados as primeiras cenas do Masterchef - concluo finamente parando de guaguejar sorrindo levemente vitoriosa ao concluir esse pensamento, vejo seu sorriso diante do meu aparente nervosismo e me xingo mentalmente por ter achado esse sorriso bonito apesar de parecer meio debochado pera, o que ?? Bonito o sorriso dela ? Não não não, eu tô realmente nervosa e essa pose intimidadora dela não ajuda droga não posso deixar que ela pense que sou uma idiota que não consegue falar direito, foco Ana Paula.

- Oh claro me desculpe é só você seguir esse corredor e então quando chegar ao final dele você vira a direita e então é lá - diz apontando distraidamente enquanto fala - creio que seja participante han ? - diz seriamente erguendo uma sobrancelha de forma intimidadora enquanto olha diretamente nos meus olhos, me encolho internamente, que mulher intimidadora do caramba é essa ? Isso não vai ficar assim, penso, porém logo a ideia de que a mesma irá avaliar meu prato em alguns minutos me faz apenas assentir com pesar e sair logo sussurrando um "obrigado" quase inaudível e então saindo de cabeça erguida não querendo mostrar qualquer tipo de submissão ou algo do tipo. Chego no mesmo lugar onde me foi indicado já sendo mandada para o camarim escolher alguma roupa ou então pegando uma minha mesmo. Opto por ficar assim mesmo apenas querendo retocar a maquiagem por já estava quase na hora, logo meu pai me liga rapidamente desejando boa sorte e dizendo-me rapidamente palavras de carinho das quais me emocionam. Sou tirada do telefone quando chamam meu nome, já que infelizmente ou felizmente a gravação dos participantes gravando sozinhos na cozinha e também logo após a avaliação é feita em ordem alfabética e então nas edições são colocados em ordens aleatórias, provavelmente serei a segunda a gravar já que ouvi boatos de que há alguém chamada Amanda. O nervosismo começa a aumentar então enquanto caminha até a cozinha do programa. Então levo um enorme susto ao ser informada que a primeira participante já foi avaliada e não aprovada. Como assim já foi avaliada ? Eu acabei de ver a Paola como assim ? Me pergunto enquanto coloco o avental e em seguida sou chamada.

  Respiro profundamente enquanto caminha até a cozinha e sorrio para a câmera logo em seguida focando apenas nas panelas e tentando reunir tudo o que estudei durante todo essa tempo de preparação e até mesmo antes disso.

Iria preparar uma torta de limão tradicional da minha família porém com algumas mudanças, então já começo a colocar os limões para ferver enquanto isso vou começando a preparar a massa que seria o mais leve possível, raspo os limões e vou fazendo tudo na maior concentração possível. Ao longo do tempo fui me soltando e fazendo tudo com mais desenvoltura, mas nunca esquecendo da atenção, a apresentadora vai fazendo algumas perguntar e para isso preciso parar e olhar para a câmera enquanto falo, confesso que isso me incomodou um pouco, tanto por estar perdendo o tempo que poderia gastar com o prato como por não ser boa na frente das câmeras e por várias vezes ficar sem jeito com alguns comentários e perguntas sobre minha vida pessoal. Olho no relógio vendo que faltavam 5 minutos, término os processos permitidos serem feitos ali e respiro fundo. É agora, coloco tudo na enorme bandeja e em seguida coloco no carrinho. O nervosismo começa a ficar em níveis inimagináveis porém preciso acreditar no que fiz então sorrio para a câmera uma última vez antes de sair pelo corredor.

Quando entro na sala já recomposta é suficientemente confiante de mim mesma ergo a cabeça e olho pra frente. A primeira coisa que vejo e única antes de ouvir meu nome são os olhares avaliativos sobre mim.

- Ana Paula, certo ? - quem diz é o Focaça com seu ar sério mas ao mesmo tempo tentando ser simpático, tremo por dentro ao notar o olhar sério de Paola e me lembro do jeito que a deixei falando sozinha, agora não é hora Ana Paula, me repreendo mentalmente.

- Sou eu mesma, tudo bem ? - digo tranquilamente afinal, agora já era, o máximo que pode acontecer é a torta desandar, não me atento a isso e sorrio para os três porém o único que retribui é Fogaça enquanto Erick apenas acena com a cabeça também educado e Paola continua a me encarar indecifrável mas não deixando de ser educada e mexendo sutilmente quase imperceptível a cabeça.

- Tudo certo - sorri olhando para o carrinho - O que você vai fazer pra nós hoje ?

- Então - respiro fundo - Vou terminar o restante de uma torta de limão com raspas de limão ceciliamo é uma massa feita com amêndoas - Erick segue a sobrancelha então me dou conta - oh é receita de família apenas com algumas modificações - digo confiante

- E você acha uma torta pode te fazer entrar para o programa ? - reconheço a voz cortante de Paola e então viro-me para olha-la, a mesma me olha seria porém já parecendo menos "eu sou a chef aqui"

- Tem que fazer chef - sorrio nervosa

- Então Ana Paula - viro-me para Fogaça - você tem 40 minutos para finalizar seu prato e entregar - aperta o cronômetro no relógio - Boa sorte - todos desejam. Então começo a finalizar tudo terminando o receio e o deixando separado logo após provar, sinto três pares de olhos me analisando e aquilo já estava me matando, olho pra frente de relance e capto o olhar de Paola sobre mim, a mesma olhava atentamente meus movimentos mas continuava do mesmo modo - 3 minutos Ana Paula termina esse empratamento de uma vez ou vai sentar na graxa.

-Não chef - grito desesperada logo terminando e suspirando fundo olhando para os três apreensiva.

-Vejamos só Ana Paula - diz Paola me causando arrepios com seu sotaque e sua seriedade. O desespero me toma por completo agora.


  


Notas Finais


Gente queria agradecer pelos comentários, favs, enfim t u d o. Não sei se está agradando mas prometo que estou dando meu melhor. Se puderem comentem e dêem a opinião de vocês pra eu saber o que querem, o que acham porque acho que isso é uma troca enfim. Obrigada.
Beijos Ana


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...