História The Vampire Diaries Off Luna - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~MyBernasconi

Postado
Categorias Sou Luna, The Vampire Diaries
Tags Luna Valente, Lutteo, Matteo Balsano, Sou Luna, Vampiros
Exibições 139
Palavras 1.130
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá amoreeessssss 3>
Sei que demorei muito pra postar o capítulo, Sorry leitores do meu core 😍😍😍
Daqui é a My, e espero que gostem do capítulo, Boa Leitura! 😘

Capítulo 2 - One


Simón tentou tirar essas preocupações da cabeça e deitou simplesmente, mais não conseguia dormir, sua cabeça estava cheia, e sabia que com Matteo lá fora fazendo o que bem queria era perigoso de mais, todos corriam perigo, Matteo não é um vampiro que não cumpre o que diz, bem pelo contrário, se ele disse que teria coragem de matar o próprio irmão, ele teria coragem de o fazer sem exitar. Logo seus pensamentos chegam em Luna, aquela garota não saía da sua cabeça, ele estava gostando muito dela, e não ia deixar que Matteo a machucasse. Adormeceu finalmente.

Matteo observava seu irmão pela janela do quarto, ele ri malignamente, "Simón não sabe o que o espera", ele pensa, tinha ódio de seu irmão, dele ser o certinho em tudo o que faz.

Luna acorda com o despertador exatamente as seis e meia da manhã, como um zumbi, ela tinha dormido muito tarde por conta da festa, ficou um pouco triste porque Simón tinha saído cedo da festa. Mais também, pouca gente tinha continuado a ficar na festa de Ámbar, depois do acontecido com Yamila. Só ela, Nina e poucas pessoas ficaram por considera ao da loira.

[...]

Luna chega no Colégio e logo avista Nina, só que aos amassos com um garoto. "Acho que é o mesmo de ontem", ela pensa e ri com seu pensamento. Não querendo incomodar a amiga vai a procura de Ámbar, mais não a encontra. Ela se vira bruscamente e dá de cara com Simón que estava muito próximo a ela.

 - Você me assustou! - Ela fala pondo a mão em seu peito. - Porquê chega assim de repente? - Luna diz com um lindo sorriso no rosto e o moreno sorri, ele estava se apaixonando por ela.

 - Desculpa, acabei de chegar. - Ele acaricia o rosto da castanha que o puxa pelo braço até um banco no pátio do Colégio.

 - Você foi embora cedo ontem - Ela diz.

 - É que eu fiquei apavorado pelo que aconteceu ontem - Ele fala nervoso.

 - Eu também, e por isso eu pesquisei um pouco na Internet ontem com a Ámbar e a Nina, e vimos que quem pode fazer isso sem deixar nenhum rastro, é um vampiro acredita? - Ela fala olhando séria para Simón, ele solta uma gargalhada.

 - Luna, vampiros não existem, de onde você tirou isso? - Ele fala muito nervoso.

 - Da Nina e da Ámbar, elas são umas malucas! eu acho isso impossível afinal vampiros não existem, bom eu espero que não né - Ela solta uma risada nasal muito engraçada, Simón olhava para ela maravilhado.

 - Porquê Luna, tem medo de vampiros? - Ele pergunta com um sorriso encantador no rosto.

 - Não sei, eles devem ser maus, porquê em filmes, séries, eles matam as pessoas sugando o sangue delas - A castanha diz.

 - Ué, pode ter vampiros bons que queiram recomeçar sua vida e ter se arrependido de ter feito essas coisas - Ele diz e se repreende mentalmente.

 - Mais você disse que vampiros não existem - Luna diz rindo de Simón.

 - Esquece o que eu disse - Ele fala olhando nos olhos de Luna que fica paralisada com o seu olhar. Ele se aproxima da mesma, e lhe dá um selinho, que depois de alguns segundos ele queria que fosse um beijo, só faltava Luna ceder, mais se separaram bruscamente com o toque anunciando o início da primeira aula.

 - Nos vemos por aí amor - Ele beija a bochecha dela e sai.

 - Co... com que direito ele me beija e ainda me chama de meu amor? - Luna se pergunta e se vê com um sorriso bobo no rosto lembrando do momento.

 - Buuuu! - Nina e Ámbar dizem ao mesmo tempo fazendo Luna dar um pulo de susto.

 - Ai vocês me assustaram! - Luna empurrou as duas de leve.

 - Miga conta tudo! você beijou ele? - A loira diz pulando feito pipoca enquanto Nina revirava os olhos.

 - Como se as duas stalkers já não soubessem da resposta né? - Ela fala cruzando os braços e olham para as amigas que sorriam com um sorriso amarelo.

 - Temos mais o que fazer do que ficar te vigiando Valente. - Nina diz. - Olha Luna, o boy é lindo e tals, mais... - Ela não sabia como contar para Luna que sentia que ele era um vampiro, sendo que para a castanha nada disso existe, nem vampiros, e muito menos sabia que Nina era uma bruxa -Fica longe dele - Nina diz. É melhor, eu sinto que ele não é boa pessoa, sinto alguma coisa ruim, sei lá - A morena diz e Luna estranha a atitude dela, Ámbar encara Nina em negação e começa o seu falatório.

 - Lá vem você de novo com isso, eu sinto isso, eu sinto aquilo - Ámbar fala e dá um grande suspiro - Deixa a Luna ficar com o Simón em paz, ele é uma boa pessoa sim. - A loira revira os olhos - Você e esses seus pressentimentos, aff. - Ámbar diz isso mas por mais que tenha gostado de Simón, queria fazer sua amiga feliz, e , não era nenhuma fura olho.

Depois do Colégio, Luna, Ámbar, Nina e Simón, que foi convidado especialmente por Ámbar, foram para o Roller tomar alguma coisa. Todos estavam muito movimentados, os quatro se perguntavam o porque, e se assustaram quando virão Delfi no mesmo estado de Yam na festa anterior.

 - Meu Deus! isso de novo! - Luna disse pondo a mão na boca horrorizada.

 - Eu preciso sair - Simón diz e sai mais Luna não consegue alcanca- lo pois estava caminhando a passos largos à procura de Matteo. Ele chega na sua casa e entra no seu quarto para pegar as chaves do quatro quando vê seu irmão deitado em sua cama e o olhando debochado.

 - O que você quer aqui? caia fora! - Simón fala.

 - Negativo. Viu o estrago que eu fiz? - Matteo ri com seu jeito debochado.

 - Sai daqui agora Matteo eu estou perdendo a paciência! - Simón disse.

 - Ok... mas - Matteo não termina.

 - Mas? - Simón fala pra ele continuar.

 - Eu vou me divertir um pouco com a Luna, a gente se vê por aí irmãozinho - Ele sai pela janela como um corvo, Simón tenta alcança-lo mais Matteo era mais rápido, era bem difícil alcança-lo, agora o que restava era torcer para que Luna estivesse bem agora.

Luna voltava do Roller distraída, pensando nos seus pais, em como seria sua vida se eles não estivessem morrido, quando ela se choca com alguém. A castanha fica totalmente hipnotizada quando olhou direto nos olhos da pessoa, "encantadora", Matteo.


Notas Finais


Pexoas, e aí, gostaram?
não esqueçam de dar uma comentada kkkk
mil corações pra vcs
❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...