História The Viper's Daughter - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias WWE
Personagens Allen Jones "Aj Styles", Bray Wyatt, Brie Bella, Brock Lesnar, Christopher Irvine "Chris Jericho", CM Punk, Daniel Bryan, Dean Ambrose, Dwayne "The Rock" Johnson, Fergal Devitt "Finn Bálor", John Cena, Kane, Kevin Steen "Kevin Owens", Mercedes Kaestner-Varnado "Sasha Banks", Nicholas Nemeth "Dolph Ziggler", Nikki Bella, Paige, Pamela "Bayley" Martinez, Personagens Originais, Rami Sebei "Sami Zayn", Randy Orton, Roman Reigns, Seth Rollins, Seth Rollins, Shane McMahon, Stephanie McMahon, The Undertaker, Triple H (Hunter Hearst Helmsley), Vince McMahon
Visualizações 34
Palavras 1.557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Não irei comentar o capítulo, apenas leiam e tenham ataques do coração bbs.

Boa leitura :*

Capítulo 10 - Complicações


P.O.V Jennifer Orton On


Eu estava caminhando pelos corredores pouco iluminados do performance center, estava pronta para iniciar mais um treino, já que o NXT TakeOver Brooklyn II estava próximo e o William Regal me contou que eu faria um papel importante naquela noite. Tudo bem que ainda faltavam algumas semanas, mas se era um papel importante eu precisava estar pronta. 

Meu pai havia me trazido mais cedo para que eu pudesse aproveitar mais o tempo de treinamento, então o local estava quase vazio, o que de certa forma era bom. Porém, de imediato comecei a odiar a idéia, já que assim que me aproximei da sala de treino pude ver alguns superstars treinando, mas eu não conhecia grande parte deles pessoalmente. 

Sem me importar muito com os superstars presentes, apenas caminhei até um canto um pouco isolado, e logo me senti perseguida por alguns olhares. Tirei os meus fones do bolso do casaco e o meu celular também, coloquei os dois em uma bancada e tirei o casaco sufocante que Randy me obrigou a usar jogando ele em algum canto. Coloquei os meus fones e escolhi uma música aleatória para começar a me alongar. 


Passei alguns minutos me alongando, até que senti uma mão encostar no meu ombro, tal ato que me assustou. Me virei, ainda assustada, para encarar a pessoa que tinha me tocado e avistei um homem de longos cabelos negros e barba. 


— Precisa de algo? — Perguntei enquanto tirava os fones.


— Bem, sinceramente, não. — O homem falou dando uma leve risada. Quando eu ia me voltar aos meus exercícios, o homem me parou segurando no meu pulso. — Hey, você é a Jennifer, certo?


— Sou sim, Jennifer Orton. — Eu disse um pouco sem paciência.


— Prazer Sra. Orton. Caso você não esteja me reconhecendo, sou Colby, mas sou conhecido como Seth Rollins. — Ele falou sorrindo e estendendo a mão para mim, e eu a apertei. — Você vai ficar se alongando, ou vai treinar no ringue? 


— Não vou treinar no ringue, pretendo treinar só quando esvaziar. — Eu disse mexendo no meu celular. 


— Por quê? — Seth aproximou de mim. — Acho que já sei o motivo... Olha, eles parecem brutos, mas até que tentam ser legais... Eu sou um exemplo. — Ele disse rindo, uma risada bem estranha por sinal. 


— Tudo bem, mas ainda prefiro esperar esva

ar...  — Falei sorrindo. 


— Ok...tão, vou ser um cavaleiro e fazer companhia pra você. — Ele continuou se aproximando e eu me afastando.


— Não precisa, estou acostumada a ficar sozinha. Não se preocupe, Colby. — Eu dei o meu melhor sorriso, já o outro revirou os olhos.


— Oi Jeh! — Ouvi alguém falar animado, e logo identifiquei a voz em meio a alguns superstars. Ele se aproximou, e sua expressão feliz (e fofa) mudou rapidamente. — Eh, Colby.


— Fergal, quanto tempo... — Um sorriso falso brotou nos lábios do Colby.


Os dois se encararam e os superstars presentes se aproximaram para apartar uma possível briga. 


— Brigas apenas dentro do ringue, crianças. — Chris, um dos poucos rostos que eu reconheci entre os outros, foi o primeiro a se meter entre os dois.


— Crianças, tsc... — Colby continuou sorrindo, enquanto Fergal permanecia sério.


— Mas não iriamos brigar, estamos apenas "conversando". — Fergal disse fazendo aspas no ar. — E de qualquer forma, consigo esperar um pouco para te dar uma surra. — Fergal sorriu e Colby apenas saiu do local bufando, enquanto os outros superstars foram desfazendo o pequeno grupinho que havia se formado.


— Fergal, só quero que entenda. Eu sei que você não brigaria fora dos ringues e muito menos sem um bom motivo, mas Colby... É por conhecermos ele muito bem que escolhemos tirar ele daqui. — Chris falou antes de se afastar, e no final sobrando apenas eu e o Finn. 


— O que acabou de acontecer?  — Perguntei ao Finn, ainda sem entender nada.


— Nada, Jeh. — Ele olhou para mim preocupado. — Ele te fez algo?


— Não, ele só tentou puxar assunto, mas foi uma tentativa falha...


— Tudo bem... — Finn sorriu aliviado. — Ainda vai treinar, Sweetie?


— "Sweetie"? — Eu sorri e o outro desviou o olhar. — Bem, não tem quase ninguém agora... Então, por mim pode ser!


— Então, vamos! — Ele disse puxando a minha mão. 



Ele me ajudou a entrar no ringue e nós começamos a treinar alguns moves. Eu queria lutar com o Finn, mas o mesmo tentava a todo custo tirar essa ideia da minha cabeça. 


— Não quero te machucar, Jeh. — Ele sorriu. 


— Está com medinho de perder, Bálor?  — Falei sarcástica e Fergal me olhou de boca aberta, logo sorrindo novamente. Um sorriso que fez meu coração dar uma acelerada.



— Eu não vou lutar com você, Sra. Orton. — Ele se aproximou e se abaixou para ficar do meu tamanho. — Eu não vou. 


Fergal se afastou e se virou de costas para mim, e eu estava decidida a tentar lutar contra ele, então a primeira ideia que tive em mente foi pular nas costas e tentar um mata-leão, porém Finn conseguiu escapar com facilidade. Ele apoiou o meu corpo no chão logo após me tirar das costas dele.


— Corajosa. — Ele disse recuperando um pouco do ar. — Eu gosto disso... — Ele estendeu a mão para que eu pudesse me levantar, e eu aceitei.


— Que droga. — Eu disse ficando brava.


— Não fica assim, Sweetie. — Fergal fez carinho no meu rosto e olhou no fundo dos meus olhos.


Permanecemos assim durante alguns poucos segundos, até que senti o rosto do outro se aproximar e os nossos lábios quase se tocarem...


— Jennifer? — Nós dois nos separamos com o susto. — Cadê você? — Era a voz do meu pai. 



— Erh...então, acho que já preciso ir. — Falei tropeçando nas palavras por conta do nervosismo. 


— Tudo bem... — Ele falou com o rosto levemente vermelho. — Tchau, Sweetie.


— Tchau, Fergal. — Falei saindo do ringue e pegando o meu celular e os fones de ouvido.


Eu saí do perfomance center, caminhei um pouco pelos corredores pouco iluminados, até que encontrei Randy, Paul e uma garota morena alta.


— Oi Paul, oi pai! — Cumprimentei a pare... O homem, e logo depois cumprimentei o meu pai. — E...?


— Alison... Alison Evans, prazer. — A morena estendeu a mão e eu apertei.


— Sou Jennifer Orton, prazer. — Disse sorrindo.


— Então, Sra. Evans e Sra. Orton, será interessante ver vocês duas trabalhando juntas em breve. — O Levesque falou animado.


— Como assim trabalhar juntas? — Perguntei meio perdida.


— Estou planejando fazer coisas que serão perfeitas para os negócios. — Paul disse orgulhoso.


— Então tá, né... — Eu disse estranhando o suspense. — Então pai, do que precisa? Ainda está cedo para ir.


— Te chamei porque precisamos ir ao escritório do Paul para tratar de negócios,  mas antes, seja mais descente e vá por o casaco que eu te trouxe. — Randall me disse, enquanto Paul observava parecendo um pouco orgulhoso (provavelmente por conta dessas "mudanças" que ele contou que o meu pai teve) e a tal da Alison apenas deu uma risadinha. 


Eu apenas me virei para voltar ao performance center para procurar o maldito casaco.

Caminhei novamente pelos corredores pouco iluminados, até me aproximar dos ringues e começar a procurar o meu casaco. Achei estranho o local estar praticamente vazio, mas não liguei muito.


— Cadê essa merda?? — Falei sem paciência.


— Procura isso? — Eu me assustei com a voz que "surgiu" repentinamente atrás de mim. Eu me virei e me deparei com Fergal, que me deixou aliviada.


Ele me entregou o casaco e eu peguei.


— Obrigada, odeio essa mania de esquecer as coisas. — Falei rindo, e o outro permaneceu calado. — Então, até depois...


Eu continuei andando, porém fui parada pela voz do Fergal.

  

— É Jennifer... Eu também odeio essa sua mania de esquecer as coisas... — Ele riu, e eu me voltei para onde ele estava e a minha expressão era de curiosidade e principalmente confusão. 


— Nossa, mas por que? Isso não te afeta, não é? — Falei cabisbaixa e o outro continuou sorrindo, até que sem perceber ele juntou os nossos lábios. 


Eu me assustei com a ação dele, mas não vou dizer que não gostei. Foi um simples selinho, mas o suficiente para me encher de borboletas no estômago. Eu queria mais, porém ele se afastou com um sorriso fofo.

— Você se esquece de se despedir devidamente de mim, Sweetie. — Finn disse mexendo nos meus fios de cabelo. — Até qualquer hora, Sra. Devitt... 


Finn saiu do Performance Center medeixando, boquiaberta por lá. 


— Sra. Devitt... É, desse nome eu gosto. —  Disse tocando o meu rosto que estava quente, mas esse meu momento logo se foi quando escutei novamente a voz do meu pai. — Já tô indo! 



Fui até os três que me esperavam impacientes, e fui recebida por alguns olhares duvidosos, mas eu não liguei muito.


Eu ainda me sentia nas nuvens, mas rapidamente tomei a minha postura séria. Está na hora de tratar de negócios! 



P.O.V Jennifer Orton Off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...