História The Virtual World - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Chariel, Frans, Humantale, Sans X Frisk, Undertale
Exibições 270
Palavras 835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não sei se ficou bom, MASSS! Espero que gostem >3<

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction The Virtual World - Capítulo 1 - Capítulo 1

*Frisk Pov's ON*

Oi! Eu me chamo Frisk! Eu sou uma garota de 13 anos, falam que eu sou muito inocente pra minha idade, aliás o que eles querem disser com isso? Eu entendo muita coisa! Mas voltando ao assunto, eu tenho cabelos castanhos escuros e curtos, olhos caramelo e sempre uso um sueter azul com duas listras roxas. Sempre estou com um sorriso no rosto e adoro alegrar meus amigos, tenho uma irmã chamada Chara, ela tem 15 anos, possui cabelos castanhos claros e curtos, olhos avermelhados e usa um sueter verde com uma listra amarela, ao contrário de mim, seu sorriso é falso, sempre que ela sorri eu sei que ela queria estar chorando em algum canto.

Eu estava em meu quarto junto de Chara, em cima da cama dela. Estávamos conversando sobre quem a gente gostava, mas nem eu e nem ela sabíamos o que disser. Eu não gostava de ninguém que eu conhecia, gostava não, amava. Já Chara, ela sempre suspirava quando alguém falava de Nathan, ele era um garoto arrogante e chato. Ele tinha cabelos loiros e até um pouco depois dos ombros, olhos verdes e pele branca, parecia neve (Nathan de neve).

-Você tem certeza que não gosta de ninguém? Tipo assim... Não ama ninguém?...- Chara se aproximou de mim me deixando um pouco tensa pois eu não sabia o que responder, eu realmente não amava ninguém.

-Olha... E-eu N-nã... -Fui interrompida por uma porta sendo aberta com força, fazendo a mesma bater na parede.

-Mas que merda vocês ainda estão fazendo acordadas? -Nossa "mãe", que na verdade era nossa madrasta estava furiosa. Eu e Chara tínhamos que dormir as 9 horas, e já se passava das 11. "Samanta"(desculpa pessoinhas com o nome Samanta) era nossa madrasta à uns 3 anos. Nossa mãe morreu quando eu tinha 5 anos e Chara 7, nosso pai tinha entrado em depressão por conta da morte indesejada, ai ele conheceu a Samanta, eles casaram e tiveram um filho, mas ele morreu 5 dias após o nascimento, fazendo meu pai entrar em depressão novamente, ele morreu já faz 1 ano... Samanta começou a mostrar o seu lado verdadeiro. Antes ela era como uma verdadeira mãe, mas agora ela bate sem motivo algum e chinga sem motivo também. Ela começou a namorar um cara que eu nem sei o nome, ele abusa de mim e de Chara todo mês, todo dia que ele vez pra cá, ele nunca chegou a nos machucar ou tocar nas partes sensíveis, mas ainda era um grande incómodo.

-D-desculpe Samanta! A gente não viu a hora passar! - Disse Chara com lágrimas nos olhos. Ela sabia o que viria a seguir.

-Que porra de desculpa o que! Vocês são umas inúteis mesmo! Venham aqui agora!- Ela pegou uma cinta que estava pendurada na porta e começou a bater em mim e em Chara, a gente tentava implorar por misericórdia ou fugir, mas era sempre em vão.

Quando a tortura terminou e ela havia saído do quarto eu deitei em minha cama e me segurei para não chorar. Pude ouvir Chara chorar baixinho e gemer de dor algumas vezes. A cutuquei e perguntei.

-Chara, o que você esta fazendo? -Chara se virou pra mim e sorriu.

-Tá vendo essa lâmina? -Concordei balançando a cabeça e ela continuou falando. - Sempre que eu estou triste eu faço isso.- Ela pois o pequeno pedaço de ferro no braço e puxou rapidamente sorrindo tentando me mostrar que estava tudo bem. -Ajuda a espantar a dor... A dor psicológica é substituída pela dor física...-  Olhei para seu corte e vi o sangue começar a aparecer lentamente. - Quer tentar? -Ela me entregou a lâmina. Concordei balançando a cabeça e fiz um corte no começo do braço, bem longe do pulso. Senti um dor fina invadir meu peito e ao mesmo tempo um prazer inimaginável. Olhei pra Chara que já estava dormindo e sorri.

  *Quebra de tempo, 3 horas*

Já eram 3 da manhã eu não conseguia dormir, peguei o celular que papai tinha me dado antes de falecer e procurei algo para passar o tempo. Entrei em app de bate bapo e entrei uma 'sala' chamada "underground", todos tinham nomes estranhos, 'Sans', 'Undyne', 'Papyrus', 'Alphys' etc.

  *Bate papo ON*

Frisk: Oii!

Alphys O-oii!!

Sans: Eae.

Undyne: Você é nova aqui?

Frisk: Sim...

Undyne: Fuhuhuhuhu! Sans! Explique para ela como é que as coisa funcionam por aqui.

Sans: Bem, como pode ver todos aqui somos amigos, nunca, jamais, vamos machucar uns aos outros. Esse 'mundo' se trata de um RPG. Suponho que você saiba o que é um. A gente 'diz as nossa ações' por "*" exemplo: *Tapa na nuca de Undyne*. Entende?

Undyne: Ei! porque eu? *Pega uma lança*

Sans: Só foi um exemplo sua idiota!

Sans: Bem, vê nossos perfis? As fotos mostram como nós somos, quer disser, como nossos personagens são. Bem, agora que você sabe como as coisas funcionam, você é uma de nós agora... F r i s k...


Notas Finais


Nyaaahhhh
Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...