História The visit of a love - (Camren) - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren
Exibições 859
Palavras 1.253
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Orange
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura. (Eu até revisei mas, sou míope e tô no escuro sem óculos, me desculpem)

Capítulo 29 - Yes!


Lauren Pov.

Poderia passar horas insistindo para a tal pessoa das mensagens se confessasse mas isso ele acabou fazendo desde o princípio, única coisa que eu queria realmente saber era quando Camila iria me contar bom Lauren não surta ela só não queria te preocupar com isso relaxa.

Bloqueio o celular de volta antes que ela pudesse me ver mexendo no mesmo. Voltei a sentar e fiquei olhando pra algum ponto fixo existente no quarto, chegando nem perceber a presença da latina que agora mantinha seus olhos sobre meu corpo.

-Amor?.-Ela estralou os dedos na frente do meu rosto, como se quisesse me tirar do transe no qual eu permanecia.

-Oi...vamos?

-Uhum.-Ela sorriu, segurando na minha e saímos do quarto encontrando Ally e Dinah jogadas no sofá aparentemente nos esperando.

-Pensei que ia ter que esperar a foda acabar pra gente ir.-Revirei os olhos, como eu sentir falta disso.

-Para de ser chata DJ.-Ally deu um tapa em seu braço, a mesma passou a mão no local afetado.

-Me dá logo a chave do carro, ô palmita.

-Tá com a Camz!.-Camila entregou a chave pra Dinah e logo abriu a porta traseira pra entrarmos.

Encostei a cabeça no vidro do carro, pensando uma forma de acabar com a raça do Austin antes que ele fizesse mais merda, e acabasse em morte com alguma de nós.

-Lo...-Camila praticamente sussurrou

-Hum?

-Porque está tão quieta?

-Não é nada anjo.-Lhe roubei um selinho enquanto a mesma ainda me olhava.

-Mesmo?

-Sim!

Lucy Pov.

Hoje! Estava decidido eu não ia fazer nada demais além de cantar uma música no qual marcou bastante nosso namoro, é uma música que costumavamos sempre ouvir e que nos indentificamos muito com a letra dela.

Chamei as meninas, aliás elas mais que ninguém me ajudaram bastante em meio isso tudo com a Vero, eu quero provar pra ela que o ocorrido não vai acontecer mais e isso não é uma promessa, é uma juramento pra mim mesma.

Eu só preciso que ela tenha um pouco de confiança dentro de si.

Cheguei no mesmo momento que as meninas chegaram mas Vero ainda não o que já me deixou um pouco preocupada/ansiosa mais do que já estava.

Sentamos e ficamos esperando Mani e Vero chegar e por fim vi as mesmas entrando, o que já foi um alivio, bom comemos a pizza em meio muita conversa muita risadas, a pizzaria já não tinha tantas pessoas assim.

As luzes se apagaram assim como eu havia pedido, logo um garçom trouxe meu violão, então comecei dedilhar umas notas e logo embalando para a música.

Time is going by
So much faster than I
And I'm starting to regret
Not spending all of it with you

( O tempo está passando
Muito mais rápido do que eu
E estou começando a me arrepender
De não passá-lo com você)

Now I'm wondering why
I've kept this bottled inside
So I'm starting to regret
Not telling all of this to you
So if I haven't yet
I've gotta let you know

( Agora estou imaginando por que
Deixei isso preso dentro de mim
Então, estou começando a me arrepender
De não ter dito tudo para você
Então, se eu ainda não te disse
Tenho que deixar você saber que)

You're never gonna be alone
From this moment on
If you ever feel like letting go
I won't let you fall
You're never gonna be alone
I'll hold you 'til the hurt is gone

( Você nunca vai estar sozinha
De agora em diante
Mesmo que você pense em desistir
Eu não vou deixá-la cair
Você nunca vai estar sozinha
Vou te abraçar até a dor passar)

And now as long as I can
I'm holding on with both hands
'Cause forever I believe
That there's nothing I could need but you
So if I haven't yet
I've gotta let you know

( E agora, enquanto eu puder
Vou te segurar com ambas as mãos
Pois sempre acreditei
Que não há nada que precise a não ser você
Então, se eu ainda não te disse
Tenho que deixar você saber que)

E continuei a cantar fitando no fundo dos seus olhos, que estavam totalmente brilhantes por conta de algumas lágrimas geradas e escorridas em meio a extensão da sua face. Cada refrão da música eu sentia como se estivesse realmente tirando metade de um peso em minhas costas, cada vez que eu ela fazia uma expressão facial eu me sentia como só estivesse nós duas, pude sentir que em todo esse tempo, todas as vezes que alguma declaração foi expressada e entendida vinha sempre do lado dela, eu nunca busquei de fato agradá-la, nunca mostrei o quão eu realmente à amava isso era estranho pra mim, por mais que eu evitasse. Todas formas de amor e carinho demonstrados ela sempre ganhava Verônica sabe como lidar com as pessoas por mais que ela tenha esse jeito meio idiota de ser, mas esse jeito é o que torna tudo em sua volta descontraído.

Parei a música, parei de pensar aquelas coisas bonitas e realmente falar, do que adiantaria eu pensar e não falar ou ao menos demonstrar.

-Verônica Iglesias, uma pessoa linda, encantadora, idiota às vezes mas é de lei ser assim, além de uma boa amiga foi uma boa namorada sempre me deu atenção devida, me mimou bastante e eu não fiz por onde, não fiz nada pra reconpensar esse amor que ela me rodiava todos os dias. Como era bom acordar e receber suas mensagens de bom dia, me desejando um bom dia, como era bom saber que eu tinha uma mulher assim ao meu lado e eu simplesmente deixei ela ir por algumas burradas. Mas eu sei que errei e por isso estou fazendo isso em um pedido de perdão, em um novo pedido de namoro para que a gente possa começar do zero, como tudo era antes. Então Verônica Iglesias aceita namorar comigo?.-Ouvi muitas pessoas gritando um "aceita" em coro, o que acabou deixando ela com um pouco de vergonha talvez, muito porque ela ficou bastante vermelha.

-Nossa eu não sei como falar a respeito, eu só...

-Aceita isso logo, para de charme.-Dinaj se pronunciou.

-Meu deus! Eu aceito!.-Todos comemoraram, nem sei explicar minha sensação por dentro.

Lauren Pov.

Voltamos todos pra casa de Camila, antes já tinha comentado com o Troy que precisava da ajuda dele pra uma coisa, só não expliquei bem para o que era. Ficamos todos ainda conversando até que resolveram ver um filme.

-Vão fazendo as coisas aí, eu vou ter que ir lá em casa rapidinho e já venho.-Inventei uma mentira qualquer.

-Eu vou com você Lo.-Camila disse me olhando.

-Não!, digo não meu amor o Troy vai lá comigo, fica aí com as meninas eu já venho ok?.-Ela assentiu e me deu um selinho demorado.-Ally pode me emprestar teu macho como motorista?.-gritei da sala pois a menor estava na cozinha.

-Claro Laur!.-Ela rebateu

-Vamos!.-Falei saindo sendo acompanhada por Troy.

-Vai fala logo, não matou ninguém não né?

-Ainda não, mas pretendo!.-Entrei no carro.-Você sabe onde o Austin mora não é?.

-Sei...Lauren o que tu vai fazer?

-Nada..só segue pra lá.-Peguei o celular cujo "roubei" de Camila, peguei sem ela ver  e mandei uma mensagem falando pro Austin me encontrar na frente do prédio.

Alguns poucos metros ví ele, pedi pro Troy parar e fui lá sozinha pedi pra qualquer coisa o ele ir lá me ajudar a matar esse filhinho de papai por mais que eu esteja com o braço quebrado.


Notas Finais


Quero amiguinhos, sejam meus amiguinhos 🌚 (sou muito abusada pqp)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...