História The Walking Dead - O Medo dos Mortos-Vivos (Segunda Versão) - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrew Lincoln, Norman Reedus, The Walking Dead
Personagens Aaron, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Maggie Greene, Michonne, Morgan Jones, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Tara Chambler
Tags Aaric, Carnid, Família, Richonne, Thewalkingdead, Zumbi
Visualizações 6
Palavras 1.809
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Conselhos


Estavamos de volta para a Alexandria, tudo que Daryl me disse sobre os Salvadores, me deixou pensativa, eles deixaram que um filho nasça sem pai, isso é uma maldade, eu fico pensando quando pessoas morreram por causa deles, concerteza foram muitas, Daryl me falou do tal Negan, ele disse que foi Negan que matou o marido da Maggie, isso me deixou triste, eu fico imaginando a criança preguntando pelo pai, eu não o que eu responderia no lugar da Maggie.

Topázio gostou da cama nova, Enzo gostou das roupas nova, Daryl havia levado roupas novas para Judith, eu estava na cozinha preparando a comida, eu não era boa na cozinha, mais dava pro começo, toda vez que eu entrava na cozinha um desastre acontecia, algo queimava ou derramava, mais nesse caso eu não tive outra opção, eu tive que entrar na cozinha.

No lado de fora da casa, Enzo brincava com algumas criança, Topázio também brincava com elas. Em Alexandria, Topázio tinha um espaço maior para ela brincar, aonde ela vivia, ela não tinha espaço suficiente para ela se divertir com ela deveria.

Depois que eu preparei a comida, coloquei a travesse de vidro com lasanha dentro do forno, eu me lembrava das vezes que minha mãe colocava uma lasanha no forno, eu ficava toda hora perguntando para ela se já estava pronta, mais ele me dizia para eu esperar que ia ficar pronta no tempo certo, eu sentia muita a falta dela, sentia falta até das broncas que ela me dava, eu sentia falta dos apelidos ofensivos que meu irmão mais velho me dava, tudo do antigo mundo me fazia falta.

Ouvi uma batida na porta, eu disse que podia entrar, era o Carl,assim que ele me viu ele veio até mim, eu coloquei o pano em cima da mesa e lavei as mãos.

-Oi Carl.- falei.

-Oi.- disse Carl.

Sua cara não estava nada boa, eu me aproximei dele.

-Está tudo bem?- perguntei.

-Você acha que uma garota pode não gostar de mim por causa de eu ter somente um olho?- perguntei.

Eu não entendi o motivo de sua pergunta, eu fiquei olhando para ele.

-Olha! Carl, não importa quantos olhos você tenha, não importa se você tem um olho só, o quê importa é o seu coração, se alguma garota gostar de você vai ser pelo o quê você é e não pelo o quê você tem.- falei.

Eu não sou muito boa em  conselhos, mais por Carl ter vindo me perguntar uma coisas sobre garotas, no antigo mundo, muito mesmo eu sendo ruim para conselhos as pessoas vinham me pedir conselhos.

-Obrigado.- disse Carl.

Eu sussurei um "denada" logo em seguida ele saiu, eu voltei a minha atenção pra travessa que eu havia colocado no forno, mais o fato de Carl ter vindo aqui e ter feito essa pergunta, me deixou meio pensativa, fato dele ter vindo só tinha uma resposta, ele gosta da Enid, eu vejo o jeito que ele olhava para ela.

             ~~~~~§~~~~~

Por sorte, pela primeira vez, a comida não havia queimado, eu estava me sentindo vitóriosa, eu não tinha visto o Rick e nem outros, somente Carl. Eu comia em silêncio, Enzo ás vezes jogava comida para Topázio, ele olhava pra mim esperando eu reclamar, mais eu não tinha esses direito, já que idade dele eu fazia a mesma coisa, meu pai dizia que não fazia bem, podia fazer mal para o cachorro, tanto que eu parei.

Meu pai dizia que cachorros tem que comer ração, coisas que não façam mal para eles.

-Isso faz mal pra Topázio.- falei.

Ele olhou para mim e sorriu, ele comeu mais não jogou mais nada para ela, depois que Topázio viu que não tinha mais nada para ela, ela foi deitar perto do sofá.

-O quê achou?- perguntei depois que Enzo terminou de comer.

-Gostoso.- disse Enzo com um sorriso.- Você é uma ótima cozinheira.- continuou Enzo.

-Obrigado.- falei com um sorriso no rosto.

Ele veio até mim e me deu um abraço, eu fiquei alegre com o abraço que ele me deu fez com que uma lágrima involuntária descesse, eu estava começando a ver esse anjo com um filho que que eu nunca tive. Ele se afastou de mim e viu que eu estava chorando.

-Porquê está chorando?- perguntou Enzo.

-E quê eu te amo, você é como se fosse meu filho.- falei.

-Eu te amo como se fosse a minha segunda mãe.- disse Enzo com um sorriso no rosto.

Enzo se afastou de mim e saiu, eu figuei sozinha, Enzo é uma criança doce, ela não tinha ódio no coração, a prova disso foi o jeito que ele me tratou depois que eu falei que por minha causa sua mão havia morrido.

            ~~~~~§~~~~~

Eu estava na varando com  a Rosita, quando vimos o portão se abrindo, algumas motos e alguns cominhões, adentraram na comunidade, olhei para o outro lado e vi Rick vindo com Daryl e com o Carl. Carl entrou para dentro de casa.

-Desgraçados.- disse Rosita.

Assim que eles estacionaram, eles comeram a descer, um homem desceu com um sorriso no rosto, eu não entendia o motivo de sua sorriso, ele desceu e foi em direção Rick, Rosita se manteve com a cara fechada.

-Quem são eles?- perguntei.

-Os Salvadores.- respondeu Rosita.

O homem que desceu com um sorriso no rosto começou a conversar com Rick, ele estava com um taco de beisibol em um dos seus ombros e um lenço vermelho em seu pescoço. Eu não sabia se era os mesmos que estavam na comunidade onde eu estava com Daryl, mais eu preferi me manter afastada deles.

Eu entrei para dentro, Rosita continuou na varanda, Carl estava com Judith em seus braços, assim que ele me viu veio em minha direção.

-Aconteceu alguma coisa?- perguntou Carl.

-Os Salvadores estão aqui.- falei.

-Eu vou colocar a Judith no berço e vou ver meu pai precisa de alguma coisa.- disse Carl indo em direção da escada.

-Espere.- falei, Carl parou e olhou para mim.- Mais cedo, quando você me fez aquela pergunta. Você estava se referindo a Enid?- perguntei.

Carl não disse nada, apenas se virou e começou a subir as escadas, o que me fez ter a certeza que ele estava se referindo a Enid, eu resolvi ir para minha casa, para ver se está tudo bem. Rosita continuava na varanda, Rick, Daryl e o homem com o taco de beisibol não estavam mais aonde eu havia visto eles.

Fui para minha casa, assim que entre dentro de casa, vi Topázio segurando um homem de bigode pela barra de sua calça.

-Solta Topázio.- disse Enzo.

Eu fui até eles e tentei ajudar Enzo a fazer com que Topázio se soltasse, depois de várias tentativas, Topázio soltou a calça do homem de bígode. O homem de bígode olhou para mim, ele sorriu para mim, a vontade de bater era tanto, mais eu não bati por que tinha um criança presente.

-Ele está pegando nossas coisas.- disse Enzo.

-Eu exijo que você deixe nossas coisas aonde estão.- falei.

-Olha, mocinha, quem manda aqui é Negan, você não está condições de exijir nada.- disse ele.

-Quem manda aqui é o Rick e não esse filho da mãe.- falei.

-Filho da mãe?- perguntou alguém.

Eu me virei para ver quem era, era o homem com taco de beisibol, eu olhei para o homem de bígode ele havia dado um passo para trás, Enzo segurava Topázio.

-Porquê eu tenho imprensão que você estava se referindo á mim.- disse o homem com beisibol se aproximando.

Eu fiquei olhando para ele, Rick estava parado na porta, eu não vi o Daryl, eu olhava fixamente para o homem com taco de beisibol.

-Essa garota precisa de um lição.- disse o homem com bígode.

-Deixa que eu resolvo, Simon.- disse o homem com taco de beisibol.-Eu vou te dar um desconto, por quê você conserteza não deve me conhecer e por quê eu gostei de você.- continuou o homem com taco de beisibol.

-Eu estou pouco me lichando pro seu desconto é não me interessa saber se você gostou ou não de mim.- falei.

-Helena...

-Deixa Rick, eu quero ver do que essa garota é capaz.- disse o homem com taco de beisibol imterrompendo Rick.

Eu não havia ido com a cara dele,  eu não gostava do jeito que ele estava falando comigo. E quem é aquele homem para dizer que esse tal Negan que manda em Alexandria? Olhei para Enzo, eu não estava tomando esse atitude mim, mais sim pelo Enzo, ele só tinha á mim, ele não tinha mais ninguém que possa defende-lo, eu não estava me importando com o que esse homem iria fezer comigo, só queria que ficasse tudo bem com Enzo, tirando o bem estar do Enzo e de todos que vivem em Alexandria nada mais me importava.

-Eu quero falar com a Helena a sós.- disse Rick.

O homem com taco de beisibol olhou para o Rick e depois olhou para mim, Rick falou para irmos pro andar de cima, eu não queria que Enzo é a Topázio ficassem sozinhos com eles, mais eu não tive outra saida.

             ~~~~~§~~~~~

Estavamos no meu quarto, eu estava sentada em uma poltrona, Rick olhava as coisas que havia em cima da comôda, eu apenas observava ele, eu não sabia que ele tanto tinha para me dizer, mais eu não estava gostando do seu silêncio.

-Eu tinha um amigo chamado Shane.- disse Rick se virando para me olhar.- Eu gostava dele.- disse ele coçando sua barba.-Mais um dia, eu tive que matar ele, ele era uma ameaça para mim e para todos aos seu redor, principalmente para a mãe do Carl que estava gravida da Judith na epóca.- continuou Rick com as mãos na cintura.

-Mais o quê isso tem há vez com os Salvadores e com esse tal Negan?- perguntei.

-Nada.- disse Rick.-Eu só não quero que você enfrente o Negan de novo.- continuou Rick.

Então aquele homem era o Negan? O cara com um taco de beisibol que agora estava nas mão Rick, eu olhei para o taco de beisibol, eu tive uma vontade de pegar o taco da mão de Rick e jogar o mais longe possivél, muitas pessoas foram mortas por esse taco idiota.

-Tudo em que você é contra os Salvadores tem um conseguência.- disse Rick.

-Eu não tenho medo deles.- falei me levantando da poltrona.

Rick olhou para mim, realmente, eu não me importa se estava com medo ou não deles.

-Rick, o Negan matou o Glenn e o Abraham e você simplesmente faz as vontade dele? Você não podia ter feito isso.- falei me aproximando de Rick.

-Ele ameaçou matar o Daryl, eu não tive outra saida.- disse Rick.- Eu não tive outra saída a não ser fazer as vontade dele.- continuou Rick.

Negan não tem coração, Daryl não me contou essa parte da história, eu não entendi  o motivo, mais ele deve ter tido um para não poder ter me dito isso. Agora eu entendo o por que do Rick está deixando que os Salvadores pegue tudo que é nosso, eu no lugar faria o mesmo, não ia deixar que mais niguém morresse, seu tivesse conhecido o Glenn e o Abraham, mais infelizmente não conheci eles.


Notas Finais


Minhas outras fanfic's:

A Garota Encantada [H.S]:

https://spiritfanfics.com/historia/a-garota-encantada-hs-8550029

The Walking Dead - O Medo dos Mortos-Vivos:

https://spiritfanfics.com/historia/the-walking-dead--o-medo-dos-mortos-vivos-10158553

The Walking Dead da Zueira:

https://spiritfanfics.com/historia/the-walking-dead-da-zueira-10752837

Obrigado e até o próximo😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...