História The Walking Dead - Uma Historia Incrivel... - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Exibições 71
Palavras 1.844
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OEWW MORANGUENHOS
E MORANGUENHAS *-*

ESPERO Q GOSTEM DESSE CAP
ONTEM N SAIU OUTRO
PORQUE TINHA MUITA
LIÇÃO '-' MASSS HJ SAI UM A TARDE :3

~Mudei umas coisinhas ^_^

É ISSUH FIQUEM COM O CAP
BJUSS >.<

Boa Leitura!

Capítulo 31 - Invasão


   Rick nos pediu ajuda para ensinar as pessoas de Alexandria a se defenderem, mesmo sem gostar aceitei ajudar e ensinei Jessie a atirar, ela até que era boa, Carl estava com Rick ensinando Ron e isso me assustava se Ron contar a Carl sobre a noite passada vai dar muita merda...

     […] 3 Horas depois

-Viu Jessie não é complicado - digo destravando a arma - lembre-se de ver se o pente esta cheio - tiro o pente e mostro para ela - esta sem balas no caso - rio e o ponho novamente - se quiser segure a arma com as duas mãos, para ter mais equilibrio - seguro a arma pelo cano e lhe entrego

-Pra você é facil dizer, ja esta acostumada com uma arma - rio fraco

-Não é facil pra muitas pessoas, mas você se acostuma agora vamos aponte a arma para mim - ela obedece - vou te ensinar uma coisa caso precise - pego a arma pelo cano e a viro fazendo Jessie solta-la - isso é simples, um modo de desarmar o oponente

-Eu nunca vou conseguir - ela ri

-Eu não conseguia, lembre ele ou ela vai estar segurando firme a arma, espere ate ele/ela se distrair e baixar a guarda so ai então desarme, caso contrario - miro a arma na cabeça dela e faço um movimento com a mesma como se atirasse - Tchau tchau Jessie

-Idiota - ela ri e eu a acompanho - mas eu acho que entendi, vamos deno... - ela é enterrompida quando Ron se aproxima

-Katy! - ele me chama

-Jessie depois terminamos ta? - digo baixo e ela assente com a cabeça, me viro e começo a andar o mais rapido que posso, mas foi em vão

-Espera! - Ron diz pegando meu pulso

-Ron eu to falando serio me deixa! - sacudo minha mão soltando-a

-Katy, precisamos conversar sabe sobre ontem...

-É Katherina pra você agora, e não, não temos nada para conversar! - me viro novamente, mas o mesmo me segura pelo pulso... De novo

-Katy, serio...

-Ja disse Katherina pra você! Ron se você não me soltar agora eu vo gritar - ele me solta e vejo Carl se aproximar de nós

-Katy? Oque foi? - ele vem ate mim ficando do meu lado - oque você quer com ela - os dois ficam cara a cara, coloco minha mão no ombro direito de Carl

-Isso é entre eu e ela, sai fora Xefire - Ron diz o ameaçando

-Você que tem que sair Ron - digo ficando a frente de Carl o pondo atras de mim - agora!

-Ainda temos que conversar Katy - Ron diz baixo

-Eu ja disse e vou dizer de novo pela terceira vez - fico cara a cara com ele - é Katherina, ou quer eu soletre? - ele fica mudo - como eu pensei, vamos Carl, vamos sair daqui - pego Carl pela mão e saimos dali, quando mal começamos a andar vemos balões verdes no céu

-É ele! - Maggie grita ofegante vindo correndo - É o Glenn!

   Todos a nossa volta estamparam um sorriso nos seus rostos, inclusive Carl e eu, mas como sempre felicidade dura pouco, uma das torres de vigia caiu em cima do muro abrindo passagem e em questão de segundos, andantes ja estavam dentro de Alexandria

-Que merda! - grito

-CORRAM! - ouço Rick gritar e todos obedecem, corremos em direção a casa de Jessie que nos cobria atirando nos andantes que se aproximavam, vejo todos entrarem Rick, Michonne, Gabriel, Deanna, Carl, Ron menos Matt, entao eu o vejo ao longe correndo, e ele cai. Pego minha arma, começo a atirar nos andantes que ali estavam e corro em direção a ele o ajudando a se levantar

-Vamos! - ele solta um gemido de dor, olho para sua perna el havia torcido o tornozelo.. Que merda! - consegue correr?

-A-acho que sim - ele responde

-Então vai corre! Eu te cubro! - ele obedece e o vejo correr em direção a casa, pego minha arma e continuo a atirar nos andantes que se aproximavam, ouço um barulinho vindo da arma - que merda! - a arma havia emperrado, tento arrumar, a sacuro, bato nela mas não acontece nada, começo a andar de costas para tras, lanço a arma longe e pego meu facao, parto pra cima dos andantes, começo a matar os que se aproximavam, um deles vai em cima de mim eu acabo caindo no chao e meu facao fica longe de meu alcance, entro em desespero ele tenta me morder, viro a cabeça para o lado e estico uma de minhas mãos para tentar alcançar meu facao enquanto a outra segurava a cabeça do walker, olho a minha frente e os andantes se aproximavam muito rapido, ouço um tiro que acerta o andante que estava em mim o fazendo cair sobre meu corpo, o empurro para o lado e consigo pegar meu facao

-Corre! - Jessie grita e a vejo atirar nos andantes que tentavam vir pra cima de mim, e ela estava do geito que eu ensinara, mirando firme e segurando a arma com as duas mãos. Me levanto e tento correr, mais minha coxa começa a doer muito, estava com medo dos pontos estorarem, mas ignoro e continuo a andar mancando, chego finalmente na casa, havia andantes por todas as ruas, entro e Jessie entra em seguida, fechamos a porta e Michonne nós tras uma estante enorme para segurar a porta

-Deixe que nós seguramos! - Michonne grita para mim - a porta dos fundos, ache algo para fecha-la rapido - assinto e corro para a cozinha pegando uma mesa e a colocando na porta, a mesa em si ja não deixa a porta se abrir, então volto até Michonne, Jessie e Rick que seguravam a porta, Michonne sai e busca um sofa o colocando na porta e a deixa fechada, dou um suspiro e pego meu frasco de comprimidos e engulo varios, não se quantos apenas estava desesperada para aquela dor parar

-Tudo bem, estamos seguros por hora, isso não vai durar para sempre precisamos de um plano e temos que ficar quietos

-Onde estão os outros? - pergunto para Rick

-Eu os vi correr até Denise, o Noah, Tara, Eugine, Maggie todos que restam devem estar la - dou um suspiro de alivio por Maggie, ela estava muito mau por causa do Glenn

-Vamos pegar tudo que pudermos para lutar - Michonne diz e todos começamos a revistar a casa, do nada ouvimos um barulho vindo da garagem, vou tentar abrir a porta mas estava trancada, olho ao meu redor Carl e Ron não estavam aqui, começo a bater na porta

-Carl! - sei que Rick disse para ficarmos quietos mas depois desse barulho da garagem ja atraiu muito mais andantes pra ca - Carl abre isso! - grito ainda batendo na porta, a porta se abre e a vejo Carl o abraço forte

-Oque aconteceu? - Rick pergunta fazendo me separar do abraço

-Eu... - Ron tenta falar

-Foi culpa minha, eu sem querer fui tentar pegar uma ferramenta e acabei derrubando a caixa toda, me desculpe - Rick assente com a cabeça acreditando, mas eu não acreditei nenhum pouquinho Carl não seria descuidado tanto a esse ponto... Finjo que acredito e vou em direção as escadas onde Matt estava sentado massageando seu tornozelo

-Tudo bem? - pergunto ficando em pe ao seu lado

-Vou ficar, mas não sei se vou correr - ele diz e faz uma expressao de dor

-Ei calma - pego meu frasco de analgesicos e dou para ele - toma alguns

-Não é seu

-Matt, não to pedindo, eu ja tomei agora vai sua vez - ele assente com a cabeça e pega o frasco

-Katy? - ouço Sam me chamar na ponta da escada, seu corpo se escondia pela parede, so aparecia sua cabeça

-Oi Sam eu to indo - ponho minha mão no ombro de Matt - eu ja volto - sussuro para ele e termino de subir

-A Deanna quer falar com você - ele me diz e corre para seu quarto sem eu ao menos responder

     Deanna querendo falar comigo? Isso ta estranho, muito estranho, achei que depois da nossa "conversa" ela não iria mais querer falar comigo..

    (Coloquem para ouvir Moments *-*)

    Dou um suspiro e caminho lentamente ate o quarto que ela estava, respiro fundo e entro

-Deanna? - assim que entro a vejo deitada na cama, totalmente suada, palida e tremendo... Ela havia sido mordida - Meu Deus - me aproximo e acabo me ajoelhando ao seu lado, coloco uma de minhas mãos em sua cabeça e ela estava queimando em febre - Me desculpe, por tudo que disse antes, sei que fui grosseira

-Não, você estava certa, somos fracos... Eu não sabia até vocês chegarem

-Não, não eu tava enganada, viu a Jessie ela aprendeu, assim como todos vão aprender

-Exatamente vão aprender Katherina, com vocês, eu achava que eu os protegia mas eu so...

-Você os protegeu sim Deanna sem você e seu marido eles não estariam vivos - digo interrompendo

-Agora você protege, agora vocês os protegem, eu não posso mais, vocês podem não ser oque nós queriamos, mas são oque nós precisamos

-Deanna eu... - ela me interrompe

-Eu so queria agradecer Katherina, você abriu meus olhos, abriu nossos olhos, e sim você tem razao você não é mais um criança, você agora é uma mulher que luta para sobreviver e proteger aqueles que ama - deixo uma lagrima cair de meu olho esquerdo - sei tudo que passou Katherina, sei o quanto sofreu, sei o quanto lutou, sei o quanto ja chorou... Mas você ê forte e conseguiu seguir sua vida

-Deanna porque ta me dizendo isso? - pergunto com um tom triste na voz

-Porque? - ela da um pequeno sorriso - porque é a verdade, você e Maggie, são muito parecidas, fortes, perderam a familia, e ainda estão ai protegendo e sofrendo por aqueles que ama. Por isso vocês se gostam tanto e se eu tivesse uma filha queria que fosse que nem vocês duas... - ela começa a tossir

-Ei calma, descansa... Você não ta bem, eu vou chamar alguem - tento me levantar mas ela me segura

-Ainda não, eu to bem porque eu posso partir e saber que essas pessoas estao em boas mãos, vou encontrar meu filho e meu marido - ela sorri - e eu to feliz - ela segura minha mão e deixo cair outra lagrima

-Achei que me odiava...

-Nunca minha querida, na verdade eu amo você, assim como eu amo a Maggie, desculpe por nunca demonstrar

-Não se desculpe

-Eu preciso. Obrigada Katherina, por me mostrar o verdadeiro mundo, por abrir meus olhos, por me mostrar como enfrentar a dor, por tudo... Obrigada - ela da o ultimo sorriso e a vejo fechar seus olhos

-Boa noite Deanna - pego minha faca e a enfio vagarosamente em seu cranio

                CONTINUA?...


Notas Finais


AMORESS ANTES QUE PERGUNTEM
SIM EU MATEI A
DEANNA ASSIM
*-*

~Se tiver irrinhos perdonn =[

ESPERO QUE TENHAM GOSTADO
DESSE CAP :3

HJ SAI MAIS UM \o/
BJUSS E ATE O PROX CAP

~Leeh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...