História The walking dead o confronto com o Negan - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Glenn Rhee, Maggie Greene, Merle Dixon, Michonne, Morgan Jones, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags The Walking Dead
Exibições 87
Palavras 1.284
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpa não ter postado ontem então está aqui um novo Cap 💜💜

Capítulo 25 - King Ezequiel


Fanfic / Fanfiction The walking dead o confronto com o Negan - Capítulo 25 - King Ezequiel


A Pérola tinha desmaiado, ela estava perdendo muito sangue precisavamos de ajuda urgente mas eu não queria confiar naqueles caras de cavalo, parecia que eles saíram de um livro encantado. Eu olhei para a Pérola desacordada e sem querer eu aceitei a ajuda, um deles pegou ela e a colocou em cima do cavalo.

- Vamos. O cara estica a mão dele para que eu possa subir no cavalo.

- Não eu vou andando. Começo a andar deixando ele falando sozinho.

- Para onde vocês estavam indo? O cara começa a andar com o cavalo do meu lado.

- Para casa. Digo seria. - E para onde estão nos levando?.

- Para O Reino. o olho confuso.

- Voce nos leva, Ajuda a Pérola e eu e ela vamos embora. Esclareci bem como seria as coisas.- Precisamos chegar em casa ainda hoje. coloco a mão no bolso e sinto o colar da Emma 

Eu conversei com ele todo o nosso trajeto e ele me contou tudo sobre o Reino, E quando eu disse que achava que eles tinham sai do de um livro encantado, eu tinha razão o líder se nomeava "Rei Ezekiel" e todos o tratavam como se ele fosse realmente um rei. No começo eu achei isso uma palhaçada do que eles levavam isso a sério.

Chegamos no "Reino" e ja era quase anoite, uma moça muito gentil ajudou a Pérola enquanto o cara do cavalo me levou para conhecer o Ezekiel. Nos entramos num teatro e em cima do palco estava lá o tal "Rei Ezekiel" Ele tinha o cabelo igual o da Michonne so que grisalho, se sentava num trono. Eu me aproximei e no canto da sala eu vi algo laranja e peludo não consegui ver direito por causa da mesa do meu olho mas se mexia, cada vez que eu me aproximava a coisa parecia ficar maior. - Shiva. O Ezekiel disse e aquela coisa laranja no fundo da sala começou a mexer e andar até o palco, então eu me assusto quando consigo ver nitidamente o que era aquilo, era um tigre, quando vejo rapidamente dou três passos para tras e esbarro no cara do cavalo.

- Calma. Ele segura o meu ombro. - Ela não ataca. Ele diz como se aquilo fosse me tranquilizar.

- Quem é você? Ezekiel me pergunta.

- Carl Grimes. Me aproximo dele.

- Carl Grimes. Ele se ajeita no trono. - Eu sou o Rei Ezekiel. Quando ele diz a Shiva ruge, parecia que queria dar um efeito quando ele diz o nome. Ele acaricia o pelo dela que se senta. - O que traz você aqui? 

- Minha amiga está ferida e um de seus homens nos ajudaram, Mas já estamos indo.

- Fique o quanto quiser, só que terá que nos ajudar. Fruta? Ele acena para um homem no fundo do teatro que me tras uma bandaja de frutas.

- Não, Obrigado. Agora se me der licença vou ver a minha amiga. Me viro e saio andando.

Sai do de la e espero o cara do cavalo, ele sai e eu não sabia como chama-lo ja que eu não perguntei o neme dele.

- Qual e o seu nome? chamo a atenção dele.

- Richard. Ele se vira e estica a mão para me cumprimentar.

- Sera que você poderia me levar para ver a minha amiga? O cumprimento.

- Tenho coisas para fazer, mas eu sei quem pode, Ben. Ele grita em direção a um garoto loiro vestindo armadura que vem em nossa direção.

- Oi. O Garoto se aproxima.

- Poderia levar o Carl. Richard aponta para mim.-  Até a enfermaria?

- Claro,vamos. Ele aponta para onde deveríamos ir e começamos a andar.- Carl, ne? Balanço a cabeça que sim. - Bem. ele me cumprimenta. - Então você está com aquela garota Ruiva?

- Sim. sou direto.

- Ela foi atacada? Ele estava curioso.

- Não. Um zumbi foi para cima dele, ela se desequilibrou e caiu encima da faca. Tentei conversar com ele.

- Nossa. Sua amiga não esta na enfermaria, trouxeram ela para esse quarto. Ele abre a porta do quarto e eu entro.

Ele fecha a porta do quarto e vai embora, me sento na cadeira enfrente a cama dela, pego o colar no meu bolso e fico olhando para ele. Quando eu peguei ele la na farmácia não tinha reparado muito bem porque eu so só pensava na Emma, mas agora eu consigo ver cada detalhe dele. Ele é Prata, e tem um pingente Verde ele realmente ficaria lindo na Emma, mas parece que ele não vai ser entregue no dia certo.

- E para Emma? Me assusto a Pérola tinha acordado.

Dou uma risadinja sem graça. - Sim, eu ia dar para ela amanhã, mas nem sei se vamos ver ela. Digo desanimado.

- Voce vai dar para ela, para de drama. ela começa a tossir. - Pega esse copo de água para mim. Me levanto e pego a água para ela.

- Voce sabe aonde a gente está? entrego a água para ela que bebe um goli.

- Sei. Ela coloca o copo na escrivaninha. - Ja passei por aqui a um tempo.

- Acha que consegui andar? volto a me sentar na cadeira.

- Claro que sim, só estou fazendo draminha. ela debocha 

- Sério. a encaro.- Preciso saber se você vai está bem para irmos embora amanhã?

- Sim, eu estou bem. Ela se ajeito na cama.

- Então amanhã... Alguém bate na porta, eu e Pérola nos olhamos descofiados e eu levanto para abrir a porta.

Abro a porta e era o Ben com uma bandeja com dois pratos.

- E ai Cara. Abro a porta pela metade limitando a visão dele.

- Eu trouxe o jantar de vocês. Ele diz meio tímido 

- Ata. Entra. Abro a porta.

- Oi. Ele ele diz para a Pérola que so da um sorrisinho de lado, ele me entrega um prato e da a bandeja para para a Pérola.

- Vocês pretendem ficar muito tempo? Ele puxa assunto.

- Não. Diz Pérola.

- A gente vai embora amanhã cedo. Eu me sento na cadeira.

- E para onde vão? Ele encosta na parede e cruza os braços.

- Para casa. Eu respondo 

- Para casa? Ele nos olha confuso.

- Vamos voltar para o nosso grupo. Digo de boca cheia.

Percebo que o Ben estava olhando muito para a Pérola.

- Ben. Ele se assusta quando eu chamo ele.

- Oi. ele se aproxima.

- Acho ela bonita? como outra colher.

- E-e eu-eu, Não-nao a sei-sei la-la se não for-for pro-problema. Ele começa a gaguejar de nervoso e eu começo a rir.

- Não tem problema. Digo rindo 

- Vocês dois? não?... Ele me olha sem jeito.

- Eu e ela? finjo não entender 

- Estão juntos? Começo a rir com a pergunta dele.

- Não. quase me engasgo de tanto rir.- Nem sei se somos amigos. 

- E se conheceram como? 

- Temos uma amiga em comum. Tomamos um susto ela estava ouvindo, quando olho para o bem o garoto parecia um tomate.

- A-a-ta. E eu ja vou. Ele se encaminha para a porta.

- Está nervoso? Ela come outra colher.

- Eu não. Ele se vira e encara ela.

- Está indo embora porque? Ela o encara de volta.

- Ja tá na minha hora.

- Entendi, Seu papai está te esperando. ela debocha dele.

- Meu pai morreu, quem está me esperando e meu irmão. Pérola parece ter ficado mal com o que ela disse. - agora eu tenho que ir, Tchau Carl. Ele da um sorriso. - Tchau Pérola. Ele olha sério para ela.

- Ben desculpa... Ele ja tinha saido.

- É você fez merda. joguei na cara dela.

- Cala a boca. Ela se vira para a parede.

Viro a cadeira para a janela e fico olhando a lua e pensando como a Emma reagiu quando chegou em Alexandria e não me encontro, e meu pai deve esta louco. Em meio dos meus pensamentos acabo dormindo...




Notas Finais


Espero que tenham gostado 💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...