História The walking dead o confronto com o Negan - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Glenn Rhee, Maggie Greene, Merle Dixon, Michonne, Morgan Jones, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags The Walking Dead
Exibições 270
Palavras 1.189
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpa porque demorei pra postar mas aqui está outro Cap. Espero que gostem ❤

Capítulo 6 - Just Want To Be Your Friend


Fanfic / Fanfiction The walking dead o confronto com o Negan - Capítulo 6 - Just Want To Be Your Friend

   Eu o olho e o vejo mais sério do que ele já é. Eu me aproximo jogando a mochila no chão e se sentando na poltrona em frente à ele.

- O que foi? Digo pondo a mão no queixo como se realmente fosse prestar atenção.

- Precisamos por regras nessa casa. Ele diz se levantando e colocando a mão na cintura.

- Como assim regras? Digo tirando as mãos do queixo, porque parecia ser serio.

- Você sai sem dizer aonde vai, chega a hora que quer e a gente mal se fala. Parece q nem moramos juntos. Ele diz andando pro lado e pro outro como se realmente estivesse preocupado.

- Olha, passei muito tempo sem pais se preocupando pra onde eu vou, ou que horas eu chego, ou se eu não falo com eles.  Digo contando nos dedos - Eu só estou aqui a 1 semana achei que não ligaria, Sabe... você tem esse jeito de lobo solitário, um carinha ante social, achei que não fosse se importar.

- É eu realmente não me importo, mas eu sei o que não e ter pais presentes. Quando eu tinha a sua idade, até antes, só era eu e meu irmão a gente saia e voltava dias depois, e nossos pais não ligavam pra isso. Eu sentia falta disso, E ACHO QUE VOCÊ NÃO DEVIA PASSAR POR ISSO, não mais. Ele diz apontando pra mim.

- Ataaaa... entendi você quer ser meu pai. Digo irônica.

- Não, pelo amor de Deus nunca faria isso com você. Ele diz balançando a mão em negação - Só quero que a gente vire amigo.

- A e só isso, então tá. Digo batendo as mãos no braço da poltrona e me levantando - vamos fazer alguma coisa.

- Agora? Ele diz apontando para o chão - Agora não, agora você vai dormi. Talvez amanhã. Ele termina de dizer e eu subo as escadas.

   × Pov Carl × 

   Quando eu chego em casa passo pela cozinha e vejo Carol, meu pai, Michonne e Maggie conversando, eu só os comprimento e vou para o meu quarto. Entro e me jogo na cama e começo a pensar como foi divertido passar o dia com a Emma, e como ela tem um sorriso lindo. No meio dos meus pensamento eu escuto a porta batendo, chaqualho a cabeça tentando sair do trazê e mando entrar, era o meu pai.

- Carl você esta acordado? Ele diz se escondendo atrás da porta.

- Não, foi um andante que te respondeu. Digo irônico 

- Como foi com o Jesus e a Emma? Ele diz entrando e se sentando na berada da cama.

- Foi bem legal. Olha o que eu achei. Digo pegando o skate debaixo da cama.

- Nossa. Ele diz surpreso. - lembro quando você quebro o braço andando. Sua mãe não queria que você voltasse a andar de jeito nenhuma. Ele diz olhando de um jeito para o skate como se estivesse revendo todas as lembranças.

- Eu sinto falta dela. Eu digo olhando para uma estrela que brilhava perto da lua.

- Eu também. Ele diz me abraçando. - Eu também. 

  - Então... Digo me afastando do meu pai. - Que loucura né? O Paul ser irmão da Emma.

- É ai que você percebe que não conhece as pessoas. Ele diz se levantando. - Então você e a Emma estão bem amigos né?

- Sim, ela é bem legal, divertida. Digo me deitando.

- É você percebeu alguma coisa nela? Algo diferente? 

- Como assim? Digo me levantando rápido.

- Sabe... ela parece ser meio estranha, ninguém conhece ela, estou pensando em fazer aquelas "entrevistas" igual a Denna fazia.

- Pai eu acho isso desnecessário. Digo com uma voz de raiva.

- Eu sei Carl... Mas e preciso conhecermos ela melhor. Ele diz calmo tentando fazer eu compreender. - Espero que entenda. Ele diz se levantando e me dando um beijo na testa e saindo. Eu o vejo sair e dou um soco no travesseiro, deito e durmo.

    × Pov Emma ×

  Eu sinto o sol da manhã tocar o meu rosto, então eu esfrego os meus olhos e me espreguiço e olho para o lado e tomo o maior susto de toda a minha vida.
AAAAAAAH. Dou um berro. - O QUE VOCE ESTA FAZENDO AQUI? grito com o Daryl que esta sentando em frente a minha cama limpando as flechas.

- Graças a Deus você acordo. Achei que tinha morrido. Ele diz irônico.

- Olha aqui você poderia bater, e não ficar aqui me esperando acordar. Digo totalmente furiosa.

- Ta, tá mas agora se veste nos vamos sair. Ele diz com um tom apressado.

- Aonde vamos? Pergunto curiosa e ainda furiosa.

- Vamos fazer uma ronda juntos. Você é disse que queria que a gente se tornasse amigos, agora vai se vestir. Ele diz saindo do quarto e batendo a porta. Eu levando e me arrumo, desço as escadas e encontro Daryl na porta.
  Daryl praticamente me carrega até os portões, eu não queria ir eu so só queria passar o dia fazendo NADA.

- Não Daryl, eu não quero ir. Digo tentando voltar pra casa mas ele puxa o meu braço.

- Não você vai fazer alguma coisa sim. Garota preguiçosas não faz nada. Ele diz me empurrando.

- Eu faço outras coisas, eu prometo. Digo tentando mas uma vez fugir, mas sem sucesso.

- A gente só vai dar uma volta, matar alguns bichos. E você vai. Ele diz me pegando no colo.

- Mas eu não quero...

- Emma... alguém me chama. Eu olha é o Rick se aproximando. - Daryl porque está carregando ela? Ele pergunta totalmente confuso.

- Vou levar essa pirralha pra dar uma volta. Diz Daryl.

- Pode ser depois? Porque eu preciso da Emma agora. Diz Rick 

- Tem que ser agora? Diz Daryl me colocando no chão.

- É melhor agora que esta cedo. Diz Rick colocando a mão no bolso.

- Está bem. Mas você não vai se safar depois que você falar com o Rick eu vou atrás de você e nos vamos fazer uma ronda juntos.

- Ta bem. Eu digo saindo dali com o Rick - Te devo uma, mas o que você quer comigo? 

- Antes de você chegar aqui nós tínhamos outro líder, e esse lider fazia todos que chegavam aqui  um tipo de "Entrevista" então eu quero continuar fazendo isso. Ele diz enquanto caminhamos até a porta da casa dele.

- Mas eu achei que tinha contado tudo sobre mim pra vocês. Digo parecendo ficar confusa

- Eu sei, e que eu não vou fazer só com você vou fazer com todos que chegaram e queria começar com você. Ele diz e sinto uma ponta de mentira mas não ligo.

- Ta bem. Vai querer fazer isso agora? Digo parando enfrente a porta dele.

- Sim. Por favor entre. Ele diz abrindo a porta e eu entro.

   Quando eu entro vejo uma cadeira enfrente ao sofá é uma câmera, ele aponta para a cadeira e manda eu me sentar e pergunta sem tem algum problema dele filmar, eu achei bem esquisito mas balancei a cabeça falando não então ele liga a câmera e se senta no sofá e começa a me perguntar...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...