História The Way You Look At Me - (Imagine Jimin - BTS) - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~MinnSuga

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Bangtan Boys, Happy Jimin Day, Jimin
Exibições 440
Palavras 2.493
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello everyone! Aqui está uma one shot como presente de aniversário para nosso amado, maravilhoso, deuso, gostoso Park Jimin, a one shot foi feita em parceria com a MinnSuga que escreve muuuito bem. Espero que gostem porque nos gostamos bastante do resultado. Boa leitura.

Enjoy this chapter
Bye bye

Capítulo 1 - OS - The Way You Look At Me



  Retoco meu batom vermelho nos lábios antes de sair de minha BMW. Haviam alguns flashes como de costume, mas nada que poderia me atrapalhar. 

  Caminho lentamente olhando para frente sem ao menos me importar com tudo aquilo, a pessoa que os interessava iria chegar em poucos segundos. O dono da empresa mais conhecido como Sr.Kim.

  Os seguranças que estavam na entrada abrem as duas grandes portas grandes e eu dou um pequeno sorriso como agradecimento. 

-______________, está magnífica. - Sr. Lee um de meus chefes me cumprimenta. 

-E o senhor também. - digo sorrindo. Sr. Lee sempre foi educado comigo mesmo estando a uma pilha de nervos. 

  Cumprimento algumas pessoas de minha empresa e alguns convidados que conhecia. Essa festa poderia me trazer benefícios se me mostrasse ser eficiente. 

  Caminhava pela festa checando se havia alguma coisa de diferente quando alguém pousa as mãos em minha cintura logo reconhecendo o toque e o forte perfume. 

-Jimin. - digo me virando para o homem 
com cabelos tingidos de loiro. 

-__________. - ele diz repetindo meu ato. 

-Gostei do terno, as medidas caíram perfeitamente em você. - digo passando as mãos em seus ombros e descendo logo encontrando suas mãos e tocando-as levemente. 

-Seu vestido não está nada mal, a não ser o fato de que está mostrando bastante suas pernas. - ele diz e me lança um olhar provocador. 

-Gosta do que vê? - pergunto dando um sorriso de lado. 

-__________? - alguém me chama e eu me viro para onde aquela voz vinha. 

-Oh! Hoseok! - digo e ele chega perto e me cumprimenta com beijos no rosto. 

-Olá Jimin. - ele diz e os dois apertam as mãos. 

  Podia sentir a rivalidade entre os dois. O que estava me irritando e sabia que poderia dar algum problemas se continuassem assim. 

-Seu rosto está sujo, vá limpar no banheiro. - digo para Jimin. 

-Não está não. - ele diz com o olhar que agora mostrava raiva. 

-Jimin não começa. - digo baixo. 

-Tá. - ele diz e da meia volta logo desaparecendo no meio de todas aquelas pessoas. 

  Dou um suspiro baixo e me viro para Hoseok logo percebendo que o mesmo ainda olhava para onde Jimin tinha saído. Até quando vão continuar com essa rivalidade. 

-Curtindo a festa? - pergunto tentando amenizar o clima. 

-Sim, a bebida está perfeita como sempre. - ele diz sorrindo. 

-Soube que quem escolheu as bebidas foi o próprio senhor Kim. - digo citando o nome do dono da empresa. 

-Sério? Nunca é ele que escolhe. Normalmente ele simplesmente pede a secretaria dele para escolher. 

-É mas essa festa é mais especial, deve estar querendo comprar todo mundo com a bebida. - digo fazendo uma piada boba. 

-Tem razão. - ele diz rindo. 

-Hoseok, gostaria de ficar conversando com você, mas preciso checar se há algo de errado com a festa. - digo dando uma desculpa qualquer, sabia que havia alguém que de longe estava me observando e que sabia que se não me afastasse de Hoseok nesse momento estaria morta no próximo dia. 

-Mas já? - ele diz fazendo biquinho. Adorava esse jeito brincalhão dele. 

-Sim, mas depois podemos conversar novamente. - digo sorrindo. 

-Está certo. - ele diz e eu me viro correndo os olhos por todo o salão logo o avistando em um canto conversando com um homem qualquer da empresa. 

  Acho que o mesmo foi atraído pelo meu olhar e ele me observa e eu percebo o quão bravo está. Não podia fazer nada. Não iria ser indelicada com Hoseok sendo que ele não havia feito nada, além de que não tinha intimidade o suficiente para manda-lo embora. 

  Me aproximo de um garçom que tinha em mãos uma bandeja com taças de champanhes. Pego uma e tomo um gole tentando fazer o estresse se dissipar, o que não dá muito certo, precisaria beber uma garrafa inteira para conseguir esquecer alguma coisa. 

  Vejo minha colega de trabalho se aproximar e eu forço um sorriso em meu rosto. Já tínhamos almoçado algumas vezes e conversado, mas não tínhamos muitos assuntos em comum, ela gostava de falar só sobre garotos e digamos que não tenho uma vida tão ativa assim.

-Olá Sori. - digo a cumprimentando. 

-Olá __________. - ela diz sorrindo. 

-Curtindo a festa? - se é que podemos chamar esse tédio de festa. 

-Sim, adorei a decoração. - ela diz olhando o salão. 

-Ficou bom não é mesmo? - digo

-Mas então, você viu como o Jimin está lindo esta noite? - ela diz com um sorriso pervertido, o que faz meu sangue subir à cabeça. 

-Está? Não prestei muita atenção. - digo dando uma de desentendida. Quanto menos gente soubesse melhor. 

-Bom devia ver, ele está lindo. - ela diz. 

-Certo. - digo e recebo uma mensagem em meu celular. 

[Jimin]: me encontre na porta do banheiro agora. 

-Sori preciso ir, estão precisando de minha ajuda. - digo. 

-Está bem, aproveite a festa. - ela diz. 

-Igualmente. 

  Digo e saio indo em direção ao banheiro e não vejo ninguém na porta. Entro no feminino e está vazio. Vou em direção ao espelho e ajeito meu vestido logo vendo a silhueta de alguém atrás de mim. 

  Em um movimento rápido Jimin pega meu braço e me puxa para dentro de uma das cabines me assustando. 

-Está louco? - pergunto. 

-Estou, ainda mais quando me mandou sair para ficar conversando com aquele sujeito. - ele diz e sinto sua raiva ser passada por meio das palavras. 

-Eu não podia manda-lo sair, nem temos intimidade. - digo me defendendo. 

-E só porque temos quer dizer que pode me mandar embora quando quiser? - ele pergunta e posso dizer que havia um tom de mágoa ali. 

-Vocês estavam quase se batendo ali, eu tinha que fazer alguma coisa. - digo suspirando. 

-E acha que eu fiquei como vendo ele conversar com você ainda mais com esse vestido que não cobre nem metade de suas coxas. - ele diz e já muda o tom de sua voz. 

-Ei! Não é tão curto assim. - digo batendo em seu ombro de leve. 

-Ah é sim. - ele diz colocando as mãos em minha cintura. - parece que o comprou para me provocar. 

-Gostou? - pergunto com um sorriso pervertido no rosto. 

-Como gostei. - ele diz e junta nossos lábios e levanta meu vestido apalpando minhas nádegas me fazendo arfar. 

-Jimin não... Não podemos vai borrar minha maquiagem. - digo.

-Não tem problema. - ele diz. 

-Não Jimin é sério. - digo parando e colocando minhas mãos em seus ombros. 

-____________, dá uma olhada só no que você já fez. - ele diz e eu olho para baixo vendo o volume no meio de suas pernas. 

-Apressadinho, ninguém mandou. - digo rindo. 

-Apressadinho nada. - ele diz. 

-A gente acerta isso depois. - digo e dou uma piscadela. 

-Depois nada. - ele diz saindo da cabine. 

-Depois sim. - digo e paro na frente do espelho ajeitando o cabelo e o batom que havia borrado um pouco. 

-Vou te dar dez minutos e te quero na porta da festa, vou estar esperando no carro. - ele diz e sai do toalete. 

  Suspiro e ajeito mais uma vez o vestido em meu corpo e respiro fundo antes de sair do banheiro, esperava que ninguém tivesse visto Jimin sair daquele banheiro feminino. 

  Logo que saio do banheiro dou uma olhada em todos os cantos, me sentia como se todos estivessem olhando para mim. Impressão minha.

  Antes que pudesse sair da festa, pego uma taça de champanhe e bebo gole por gole. Passo a língua entre os lábios e sigo direção à porta de saída.

-Senhorita __________, já irá embora? - escutei uma voz atrás de mim, educadamente me viro de volta encontrando o próprio senhor Kim.

-Peço perdão senhor Kim. - sorrio -Eu recebi uma ligação de última hora.

-Deve ser bem importante para saíres a esta hora, certo? - perguntou. 

-Sim. - respondo. 

  Aperto sua mão e recebo um beijo na minha. Senti logo a necessidade de sair logo dali, faço um breve aceno e saio.

  Após sentir uma breve brisa bater em minha pele, procuro o carro de Jimin ali no estacionamento. Escuto um "Psiu" e me viro vendo ali, no canto pouco iluminado, Jimin encostado em seu luxuoso carro.

  Trato de por um sorriso em meus lábios e caminho até ele, deixando meu salto fazer um barulho leve se espalhando por todo o local silencioso.

-Está atrasada 5 minutos. - riu nasalado colocando suas mãos quentes em minha cintura.

-Tive problemas, por isso me atrasei. - falei em um sussurro quando ele deslizou seus lábios contra meu pescoço exposto. 

-Hum?! Problemas? - depositou um beijo estalado no local e apertou seu corpo com força conta o meu.

-Sim... - minha voz saia fraca com o calor que Jimin me proporcionava.

-Que problema seria mais importante do que se encontrar comigo. Hein __________? - perguntou.

-Ne-nenhum Jimin.. - digo sentindo ele deslizar sua mão para minhas nadegas.
 
  Jimin volta a segurar minha cintura, levando-me para dentro do carro. Abre a porta para mim e me deixa entrar no banco do passageiro.

-Pra minha casa? - pergunta entrando no lado do motorista.

-Vamos na minha! - digo sorridente.

-Porque quer ir lá? - sua voz mudou um pouco, parecia mais sério.

-Sabe, já aproveitamos de mais na sua. Simplesmente acho que deveríamos ter coisas novas - falo.

  Nada disse, apenas aproximou seu rosto do meu, levou uma de suas mãos até meu pescoço retirando todo o cabelo ali.

  Seus lábios grossos se juntaram ao meu me fazendo sorrir entre o selar demorado que ele me deu. 

-Então vamos. - ligou o carro e acelerou.

  Jimin, talvez você seja um dos meus maiores pecados, meu pedacinho de mal caminho. Me estressa, me irrita, mas é você que me faz sorrir em tais momentos.

  Em passos incertos ele me guia até à porta do meu apartamento, digito a senha e a porta destrava. Não chegava a ser bruto, mas como negar que o jeito que Jimin fazia era perfeitamente perfeito.

  Ele fecha a porta e logo me joga prensa contra a mesma colocando uma mão por dentro de meu cabelo enquanto a outra apertava minha cintura. 

  Lentamente Jimin se aproxima de meu rosto, fazendo sua respiração se encontrar com a minha. Os suspiros que ele dava, o jeito que ele mudava de uma hora pra outra, era ele e só ele, Park Jimin. 

  Sinto seus lábios tocarem o meu, começando aos poucos um beijo. Antes que ele pudesse terminar, já sentia o que estava por vir. A melhor coisa que ele sabia fazer, mudar de água pro vinho.

-Jimin. - deixo um gemido escapar de meus lábios quando sinto sua mão entrar por de baixo de meu vestido, apertando forte minhas nádegas. 

  Com o impulso que Jimin dá, entrelaço minhas penas em seu quadril e o mesmo começa a andar enquanto mantinha seus lábios em meu pescoço. Ele me leva até a cama e me joga na mesma, ficando por cima. 

  Enquanto alternava as mordidas entre minha boca e meu pescoço, ele deslizava meu vestido para fora de meu corpo, me deixando exposta. Sua boca quente e úmida tocou minha barriga, fazendo um caminho de selares do meu ventre até meu pescoço. 

  Levo minhas mãos até seus ombros em aperto, fazendo ele se afastar de mim. Desço depois as mãos até de baixo de sua blusa, onde deslizo por seu abdômen definido, retirando sua camiseta. 

  Antes mesmo de retirar toda sua roupa, ele me puxa para seu colo me fazendo sentar sobre ele e sentir seu membro coberto tocar minha intimidade. Dou uma rebolada para provocá-lo.

-Aaah! - gemeu com sua voz rouca e provocadora em meu ouvido, me fazendo fechar os olhos imaginando o que viria ainda mais.

  Jimin aperta minha cintura e eu me levanto pra ele retirar sua cueca box azulada, ele desliza seu membro em minha entrada e penetra com tudo. 

-Ah Jimin... - libero meus gemidos enquanto ele os seguravas, apenas mordendo os lábios. 

  Começo a descer e subir lentamente sobre seu membro, olhando pra seu rosto, ele tinha seus olhos fechados como se segurasse.

-Mais rápido. -pediu.

  Mas eu fiz ao contrário, diminui a velocidade. 

  Levei um susto quando ele me joga do outro lado da cama, ficando por cima e começando estocadas fortes e profundas. 

  Meu corpo se contorce e sinto meu ápice chegar, sendo seguido por ele. Fico no mesmo lugar enquanto ele se joga ao meu lado passando um braço por de baixo de meu pescoço. 

  Viro meu rosto para ver a imagem que tanto amava ver. Jimin com seus cabelos molhados sobre a testa, sua boca entre aberta liberando sua respiração pesada. 

  Como era lindo. Como eu amava o jeitinho dele. E só de vê-lo nesse estado me fazia sentir prazer novamente. 

  Depois de algum tempo que já havíamos normalizado as respirações ele se vira para mim e passa sua mão por meus cabelo automaticamente me fazendo fechar os olhos. 

  Já não fazíamos aquilo apenas por prazer, eu sabia que havia alguma coisa ali, uma coisa que eu havia tentado evitar que existia ali mas sabia que não adiantava mais tentar esconder. 

  Eu estava perdidamente apaixonada pelo homem ao meu lado. 

-Jimin... - digo percebendo que o nome saiu de minha boca sem ao menos pensar. 

-Hm? - ele diz agora voltando seus olhos para os meus. 

-Nada. - digo criando uma briga internamente comigo mesma sobre não conseguir fechar a boca. 

-Diga. - ele diz. 

-Não eu só falei sem querer. - digo desviando o olhar. 

-Estava pensando em mim? - ele diz com um olhar malicioso. 

-Não se preocupe eu também estava pensando em você. - ele diz e eu sinto vergonha. 

-Mas eu preciso te contar uma coisa. - ele diz agora sério. 

  Fico olhando para seu rosto esperando ele continuar, e percebi que seu rosto assumia um olhar tenso. 

-Fala. - digo e passo meus dedos por seus cabelos suados. 

  Ele se levanta da cama e procura seu terno pelo quarto logo o achando e busca no bolso alguma coisa, logo tirando de lá uma caixa e me assusto, aquilo estava um pouco grande para ser um anel, o que faz minhas esperanças se acabarem. 

  Ele volta para a cama e se senta logo me sento também e ele respira fundo antes de abrir a caixa logo revelando uma pulseira de ouro prata com pequenas pedrinhas brilhantes fazendo meus olhos se arregalarem. 

-O-o que é isto? - pergunto. 

-Uma pulseira. - ele diz sorrindo. - me dê o seu braço. 

  Estendo o braço ainda sem saber o que fazer. 

-Gostou? - ele pergunta. 

-Eu adorei! - digo. - mas Jimin isso deve ter sido caro. 

-O valor não importa. Só me importa se você gostou. - ele diz olhando para a pulseira. 

-E agora, o mais importante. - ele diz e da uma pausa. - Quer namorar comigo? 

 


Notas Finais


Eai? Ficou bom, tá digna para ser chamada de imagine 😂 Espero que tenham gostado e mais uma vez. Parabéns para nosso Chim Chim ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...