História The Wayne family - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman
Tags Batsy
Visualizações 28
Palavras 706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


o cap ficou curto, e mais uma vez desculpa a demora, sempre que falo que não vai demorar pra sair demora pra sair shaushaushauhsau

Capítulo 9 - Vagalumes no telhado


Fanfic / Fanfiction The Wayne family - Capítulo 9 - Vagalumes no telhado

A lua brilhava intensamente naquela madrugada, um vulto passa por ela e pousa no chão. Usando um colete de metal com asas acopladas em uma mochila a jato com um visor amarelo no capacete, trazia nas mãos um lança-chamas, vinha Garfield Lynns, ou como gostava de ser chamado “Vagalume”.

- Estamos com todos os presos. – Dizia a voz no comunicador. – Você apenas precisa cumprir a sua parte.

- Eu seeeeei – Garfield disse impaciente. – Não precisa ficar me lembrando o tempo todo do meu trabalho porra, no fim do dia você terá essas malditas bombas, então pare de encher o meu saco antes que eu queime a sua csa.

- Cuidado com o que diz Lynns, está mexendo com gente grande.

- E eu sei muito bem que dessas pessoas importantes você não está incluso, é no máximo o mordomo que escolta as pessoas no portão.

- Eu seria o mordomo mais perigoso que você já conheceu. – havia um leve tom de fúria na voz.

- Não seria mais assustador que os mordomos dos Zoldycks, com certeza não.

- Os mordomos de onde?

- Não conhece Hunter? Ah foi mal estou desligando.

- Senhor Lynns não ous...

- Desligar? Hehe.

Ele rapidamente moveu sua cabeça para trás se esquivando de alguns batrangues que vinham de sua direção.

- Ora ora... Terei morcego no espeto hoje?

- tenho que te lembrar que morcegos comem insetos miúdos? – do escuro daquele telhado surge a loira Batgirl, com a máscara escondendo o rosto de Stephanie Brown.

- esperava o morcegão, mas é só a garotinha.

- Espero que consiga dizer isso de novo quando estiver engolindo os dentes. – ela correu em direção a ele esquivando dos jatos de fogo do lança chamas, antes de ela conseguir acerta-lo ele se pôs em vôo.

Saltando para frente a garota novamente se esquivava das chamas mortais. Voando, o homem a perseguia pelo telhado, chegando à ponta do prédio ela prendeu um ganho na beira e saltou, movendo seu corpo entrando pela janela.

- Eu quero entrar no prédio, a garota vem me impedir, e acaba entrando no prédio. Isso foi mais fácil do que pensei. – ele foi voando entrando pela janela já quebrada em alta velocidade quando a garota cai em cima dele, os dois rodam pelo ar e caem sobre algumas caixas.

A garota se via coberta por pequenos itens, que de primeira imaginou serem cartões de memória.

Vindo voando com a mochila o vaga-lume acertou um chute na barriga da garota, já com o lança-chamas em mãos dispara, sendo acertado no peito por um chute de dois pés vindo de alguém que ele não virá chegar.

- Ste- Digo.. Batgirl, você ta bom. – perguntou o Robin vermelho para olhando para ela.

- Tirando o fato de estar quase vomitando o café da manhã da semana passada tudo ok. – ela falava enquanto tossia.

- Ah ótimo. - Disse o vaga-lume se pondo de pé. – agora o Robin Shiny ta aqui, o Batman por acaso tá de folga? Porque no mínimo eu esperava alguma diversão aqui.

- Então espero que isso te faça rir. – a voz grossa do homem-morcego veio por cima do ombro Garfield junto com a mão do mesmo o puxando e lhe desferindo um soco no rosto.

A pancada fez a cabeça de Garfield girar e ele cambaleou quando um chute em seu peito o atirou no chão. Batman pôs o pé sobre o peito dele.

- Diga... Para quem está trabalhando Lynns?

Ao fundo Tim ajudava Steph a se levantar.

- Se eu te disser... Eu morro. – ele disse com um sorriso presunçoso.

- Se não me falara, eu te mato. – o vigilante aproximou seu rosto do de vaga-lume e arrancou seu visor laranja para olhá-lo nos olhos.

- HAHAHA isso é uma piada? O Batman do novo testamento não mata, você é Jesus cristo que bate forte pra caralho.

- Sendo assim eu sou um cavaleiro templário. – Capuz vermelho aponta uma arma para a cabeça do incendiário que ao perceber começou a suar.

- C-Capuz vermelho? M-mas você é o coringa?! Por que o coringa e o Batman estão juntos? O que está acontecendo aqui?

Jason fez um sinal de silêncio por cima de sua máscara vermelha. – Deus Vult.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...