História The Weird - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Jackson
Personagens Michael Jackson
Visualizações 29
Palavras 703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


CHEGUEEEI demorei, mas cheguei :v com mais um capítulo Maravilhoso, espero que gostem!

Capítulo 4 - He Annoys Me


Depois das compras, voltei para casa um pouco confusa pelo que aconteceu uma hora atrás, eu não estou entendendo mais nada, mas afinal, quem aquele cara pensa que é para fazer de mim seu brinquedo? Um ridículo isso sim! Acho que Pamela estava certa, tenho que me afastar desse cara.


A noite, iria ter uma festa, Pamela insistiu muito dias atrás para que eu fosse com ela, eu odeio festas, mas estou precisando fazer algumas mudadas em minha vida, não posso só ficar trancada em minha casa como se o mundo não existisse.

(...)

Decidi usar um vestido preto, ele era um pouco curto e seu decote chamativo, o acho bastante bonito, mas nunca o tinha usado.
Deixei meu cabelo solto, e coloquei uma maquiagem simples para não chamar tanta atenção.
Coloquei um salto alto da mesma cor que o vestido e um colar que ganhei de presente de minha mãe, ele era lindo, com uma flor pequena cheia de pedrinhas brilhantes.

Alguns minutos depois quando estava colocando um perfume, escuto a porta tocando, e era óbvio que era a Mel.

Abri a porta e digamos que ela estava Linda  com seu cabelo loiro preso em um rabo de cavalo, seu batom vermelho de sempre chamativo combinando com a cor do seu vestido.

- Uau! Como está linda, Rô! - Ela dizia com um sorriso sapeca nos lábios batendo palmas e tive que rir do seu exagero.

- Você também não está nada mal, Mel! Vamos?

- Agora mesmo! - Ela me pegou pelo braço e fomos rindo conversando sobre várias besteiras.

Já na festa, eu estava sentada na mesa do bar, a Pamela estava dançando com um garoto toda animada, já eu estava totalmente desanimada, quem me olhasse iria percebe que eu preferia está em casa do quê aqui.

Não tinha nada de interessante além de bebidas, drogas e um monte de pessoas se pegando, e um barulho infernal, Claro, Rose! Isso é uma festa e não sua casa calma e confortável.

Mas algo estranho aconteceu, escuto algumas pessoas murmurando algo do tipo "O Estranho chegou" e fico curiosa para saber sobre quem estão falando.

Me levanto e vejo duas garotas se derretendo na porta da festa por alguém que acabou de chegar e quando vou ver é o mesmo cara da mansão, o mesmo que me segurou quando eu ia cair no mercado, mas o mesmo que quase me fez cair.

Eu no momento paralisei no lugar que estava, minhas pernas não queria se mover, mas o que eu mais queria era correr e me esconder, mas droga por que eu iria fugir desse idiota?

Ele estava com uma cara de tédio olhando para o rosto daquelas garotas dando em cima dele, até que ele me ver e dá um sorriso largo, ele começou a se aproximar, olhei para os lados querendo fugir, mas já era tarde, ele já estava em minha frente.

- Não é possível, já estou achando que você está me seguindo! - Ele diz não aguentando sua risada.

- Para começar, eu já estava aqui antes de você chegar! Mas já que você está aqui, eu vou embora. - Quando eu ia me virar para sair,  ele se colocou em minha frente me impedindo de passar.

- Deixe de ser rabugenta só hoje. - Ele disse sorrindo e o olhei incrédula, como assim eu sou a rabugenta dessa história? Tentei me acalmar para não dar um tapa em sua face, por que seria uma pena aquele belo rosto com a marca de uma mão por aí.

- Você está me confundindo com seu espelho por acaso, senhor? - O olhei agora com o meu belo sorriso irônico.

- Olha, ela morde! Gosto disso. - Ele mordeu o lábio discretamente olhando o meu decote, senti meu rosto corar, até que sinto uma mão me puxando por trás.

- Você não me escuta, Rose?! - Agora vejo a Pamela me olhando completamente irritada me puxando para longe do Michael.

- ATÉ MAIS PAMELA, E ATÉ LOGO RÔ! - Escuto o grito de Michael e agora fico ainda mais confusa, como ele conhece a Pamela? O que está acontecendo nesse lugar pra começar? Quantas perguntas surgem em minha mente agora.

Notas Finais


Então, o que acharam? Michael está muito safado hmmm e.e e o que acharam da Pamela? :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...