História The white-eyed Werewolf - JiKook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Beyond The Scene, Bts, Horror, Jikook, Lobisomem, Shortfic, Terror, Werewolf
Visualizações 31
Palavras 1.690
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, Olá!

Eu estou estreando minha vida de escritora, e vou começar com essa história, eu realmente espero que gostem dela, pois o tema é um dos meus favoritos!
LOBISOMENS!, eu sou muito apaixonada por esses seres folclóricos, a idéia de ter grandes feras caninas andando com duas patas por aí sempre me fascinou muito!, eu até falaria mais do meu amor por lobisomens, mas se eu continuar ficarei aqui até ano que vem ksks!
Vou parar de tomar o tempo de vocês e os deixarei ler a história, espero que gostem da escrita, se não gostarem por favor me digam, tentarei melhorá-la e deixar com que fique compreensível a todos!
Obrigada se leu as notas do autor, até lá em baixo!

Boa leitura minha lua~!

Capítulo 1 - An unexpected visitor.


Park Jimin Pov's.

Viro a página do livro com extrema delicadeza, cada palavra era consumida por minha mente, que criava imagens de acordo a história proposta pelo livro que eu estava lendo, a trama estava no final, o que me deixava entusiasmado e triste, estava animado por saber que logo saberei o motivo de toda história, mas também estou magoado por saber que quando descobrir será o fim dessa saga maravilhosa. A luz da lua reflete no livro fazendo com que as palavras e frases fossem facilmente lidas, por que usar uma lâmpada quando se tem uma lua cheia a sua disposição?, falando em lua cheia, hoje ela está linda, maior e mais brilhante que o normal, e isso me deixa muito fascinado e curioso, assim que terminar de ler esse livro eu com toda certeza irei apreciar esse fenômeno brilhante, a localização de minha casa me permite ver a lua com perfeição, as árvores do bosque ao lado a cobrem um pouco, deixando a paisagem incrivelmente bela, digna de fotos e pinturas.

—Huh, então quer dizer que ele era o vilão esse tempo todo, não me surpreendo em saber disso, Jackson sempre esteve afastado do resto do grupo, estava sendo quase previsível que ele seria o causador de tanta desordem no internato.— Pronuncio com a voz baixa para que apenas eu mesmo a ouvisse, mesmo estando sozinho em casa, prefiro não falar alto, levo minha mão calmamente até meu rosto e empurro meu óculos com o dedo do meio, era essa a hora em que eu deveria prestar extrema atenção na leitura, pois agora tudo seria jogado para que o leitor entendesse a trama, corro meus olhos lendo as palavras com velocidade, minha mente começou a trabalhar mais rápido fazendo com que eu entendesse perfeitamente o que estava a acontecer.

—Então ele queria fugir sozinho e deixar os outros ali, por isso ele quebrou o computador, huh?, mas porque ele parece tão calmo ao revelar tudo isso?, ele está em desvantagem aqui, a qualquer momento os garotos do grupo podem se irritar e ir ataca-lo.— Dito confuso com a história, mais três páginas e tudo aquilo chegaria ao fim, pelo menos aquele livro em si, eu teria de esperar mais 3/4 meses para continuar a ler, esse era o penúltimo livro e a autora não lançou o último ainda, e isso me deixa levemente frustrado.

— O que?, como assim ele implantou bombas no internato?, como assim?, quando ele fez isso?, OH!, ele não estava presente quando o Thomas e o Mark abriram a porta, não acredito, o Jackson foi mais inteligente do que todos juntos, estou realmente impressionado!— Minha voz sai mais alta e animada, são poucas as vezes que me surpreendo com um personagem, raramente eles fazem coisas que de fato me deixam impressionados, essa saga com toda razão, é uma das melhores que já li, pena que está no fim. Viro a última folha e leio as últimas palavras.

"Jackson sorri abertamente para seus ex-amigos. Eu sinto muito, mas se eu não sair daqui, ninguém mais vai sair! Ele aperta o botão fazendo com que todos ali ficassem de olhos arregalados, 3...2...1, os explosivos foram acionados."

—Não acredito, o livro não pode acabar assim!, eu não irei suportar ter de esperar três meses para ver a continuação, eles não morreram, morreram?!, mas que...— Sou interrompido por batidas em minha porta, suspiro pesado encarando o livro em minhas mãos, tiro o marcador e fecho sem muita pressa, me levanto da poltrona e ando rapidamente até uma de minhas instantes, assim que coloco o livro junto aos outros de sua saga escuto mais batidas, guardo o marcador em uma gaveta e ando apressado até a porta, atravesso toda a sala de estar e destranco a porta, abro uma fresta e olho para fora.

— Olá, como eu posso ajuda-lo?— Falo vendo uma silhueta a minha frente, um garoto de cabelos negros e pele pálida estava parado em minha porta, seus olhos negros me encaravam inexpressivos, e isso me deixou levemente curioso. —Está procurando alguém?— Pergunto abrindo mais a porta de madeira, percebo que as vestes do garoto eram simples e sujas, sua blusa negra estava cheia de furos e sua calça em um estado horrível, seu tênis parecia ser velho e aparentava estar todo esburacado, me senti um pouco assustado por causa disso, mas ignorei esse sentimento e manti minha postura calma.

—Você poderia me dar algo para comer?— Falou o garoto, sua voz era suave e com um final rouco e grosso, um arrepio desconhecido apareceu me fazendo tremer um pouco, um sorriso caridoso apareceu em meus lábios, um morador de rua, como não pensei nisso?, estava tão óbvio, ele pode ser um completo estranho, mas mesmo assim parece ser alguém inofensivo, não devo ter medo de deixa-lo entrar em minha casa.

—Claro, gostaria de algumas roupas também?, seu estado está horrível, se quiser pode até se banhar aqui.— Minhas palavras parecerem o surpreender, seus olhos antes inexpressivos ganharam um brilho infantil, que me fez sentir uma quentura agradável no peito.

— Se não for incômodo, eu adoraria tomar um banho...— Dei espaço ao garoto que passou por mim com rapidez, provavelmente temendo que eu mude de idéia, ele aparentava ter 18 a 19 anos, seu físico é bem definido e ele é relativamente mais alto que eu, pego seu braço gentilmente e o levo até meu banheiro.

—Pode se lavar aqui, não se preocupe em usar os sabonetes e shampoos, tome um banho longo e calmo, tente limpar bem sua pele, quando terminar me chame, trarei roupas limpas para você, e quando se vestir me encontre na cozinha, que é ali do lado, farei algo para você comer, Okay?— Falo tudo calmo e com um sorriso terno, o garoto afirmou envergonhado e aparentemente Alegre, saber que eu estava o fazendo bem me acalma, pode parecer loucura abrigar um desconhecido tão de repente, mas ele me pareceu ser tão inofensivo e dócil, não o vejo como uma ameaça, assim que ele fecha a porta do banheiro eu rumo ao quarto, entro no cômodo e me ponho a procurar um conjunto de roupas grandes o suficiente para que caibam no garoto, chama-lo de garoto não parece certo, assim que ele sair do banheiro perguntarei seu nome, pego minhas maiores roupas e as deixo sobre minha cama, desço as escadas que davam acesso ao meu quarto e ando calmamente até a cozinha, algo rápido e gostoso seria uma boa pedida, uma macarronada talvez?, tenho todos os ingredientes necessários para fazer uma, farei uma quantia generosa, o garoto deve estar com muita fome, ele recorreu a uma casa estranha para pedir alimento, deve estar realmente faminto.

Pego os ingredientes e começo a preparar a macarronada, usarei duas panelas, isso fará com que o preparo seja mais rápido, enquanto mexia meu molho escuto o garoto gritar que avia terminado seu banho, corro até o quarto e volto com as roupas, bato na porta do banheiro e o vejo a abrir um pouco, dou-lhe as roupas e volto a cozinha, enquanto jogava o molho no macarrão escuto passos atrás de mim.

—Onde eu deixo essas roupas velhas?— Perguntou o garoto com uma voz mansa, viro meu rosto com calma e percebo que a roupa que o emprestei ficou boa, a blusa marcou um pouco seu corpo mas pareceu confortável para ele, seu rosto agora estava mais limpo e seus cabelos molhados revelam que ele de fato é um garoto muito belo.

—Pode joga-las fora, não são de grande utilidade, sente-se na mesa e aguarde um pouco, já estou terminando o macarrão.— Me viro ao macarrão novamente e volto a misturar o molho na massa. —Aliás, qual seria seu nome garoto?— Pergunto tirando a panela do fogo, a coloco na mesa e pego dois pratos, os olhos do garoto brilhavam mais que o normal, que adorável.

—Ah, me chamo JungKook, Jeon Jungkook!— Falou meio perdido, assim que coloco a colher no macarrão ele pega e começa a por no prato, solto uma risada fraca ao perceber seu desespero para encher o prato, quando ele termina percebo que metade da panela se encontrava em seu prato, me sirvo com calma e o vejo me encarar.

—E o seu nome?, como você se chama?— Perguntou ele, pegando o macarrão com o garfo e colocando na boca, escuto seu gemido baixo e dou um sorriso ao ver sua alegria por colocar algo comestível na boca.

—Park Jimin, pode me chamar apenas de Jimin, você parecia faminto JungKook, não precisa manerar, fiz esse macarrão para você.— Falo calmo pegando um pouco de macarrão e levando a boca, Jeon comia com velocidade e assim que me ouviu deu um sorriso fechado, não vou mentir, achei adorável o jeito dele comer, seus dentes da frente são maiores, me lembra um pequeno coelho, seus caninos também são bem afiados, mais afiados e maiores que o normal, mas isso não deixa de ser fofo.

—Jimin, por que me deixou entrar na sua casa?, você já pensou na possibilidade de eu ser um ladrão?— Falou ele me fazendo arquear minha sobrancelha, de fato ele poderia ser um ladrão, mas se não roubou nada até agora essa possibilidade pode ser facilmente descartada, e além do mais, ele não tem um ar sujo como um ladrão tem, ele exala inocência ao meu ver, e isso não é perigoso.

—Não pensei nessa possibilidade, mas já posso descarta-la, você não tem cara de ladrão, e muito menos de Assacino ou algo do tipo, sinto que não devo temer você, você parece ser confiável.— Falo calmo e tento transmitir confiança em minhas palavras, o sorriso Alegre de JungKook me acalmou, ele pareceu compreender o que quis dizer, porém seu olhar me pareceu estranho, ele me encarou por alguns segundos e nesse meio tempo eu pude ver perfeitamente seus olhos, as íris negras ficaram cinzas por milésimos de segundos e seu olhar transmitiu um sentimento que eu realmente não consegui captar, com um balançar de cabeça eu afasto estes pensamentos, deve ter sido apenas um fruto de minha imaginação, o olho de alguém não muda de cor do nada, mas uma coisa eu tenho que dizer, os sons que ele solta enquanto come me lembram muito rosnados.


Continua...


Notas Finais


Tururu~!

Então, o que acharam?, devo continuar?!
Eu queria saber se gostaram do Jimin todo intelectual, eu sempre quis fazer ele assim, sempre me pareceu ser uma boa idéia!
Espero ter deixado bem na cara o que queria, e que também não tenha escrito algo errado, eu revisei o capítulo duas vezes antes de postar sksks
Bem, é isso em si, obrigado por lerem a história e as notas finais, tenham um bom dia(Noite) e até logo minhas luas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...