História The Window Boy - Larry Stylinson - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags Larry, Larry Stylinson, Louis Tops, One Direction
Exibições 336
Palavras 1.546
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Só queria deixar essa foto maravilhosa para vocês apreciarem!!
Reta final da fanfic e comentários me ajudam bastante!
Queria mandar um olá especial para a @Tumblr_Styles69 que comentou praticamente todos os comentários e me encheu de notificações <3
Nos vemos nas notas finais?

Capítulo 35 - Never leave you


Fanfic / Fanfiction The Window Boy - Larry Stylinson - Capítulo 35 - Never leave you

  Pouco antes do meio-dia o cacheado finalmente começou a se acalmar, ele caminhou até o banheiro para lavar o rosto e se encarou no espelho, o rosto inchado e vermelho pelas lágrimas. Ele desiste de almoçar, sentindo apenas uma dor que começou no coração e se alastrou pelo seu corpo inteiro de modo que tudo que Harry conseguiu foi deitar no sofá encolhido e choramingar durante o dia inteiro.

  Harry tenta adiantar alguns deveres e trabalhos para a escola, mas não consegue se concentrar ou raciocinar direito para escrever alguma palavra de tão deprimido. O dia passa rapidamente e quando o cacheado percebe já é noite e está próximo da hora do jantar, ele prepara um caldo instantâneo e come apenas algumas colheradas antes de decidir deitar para dormir, ele abraça o próprio corpo e tenta não chorar quando pensa no calor confortável do namorado.

  -Eu amo ele tanto... –Harry sussurra antes de adormecer, tentando se convencer que era coisa da sua cabeça.

  Styles acorda com a mesma sensação de tristeza com que fora dormir, ele trava o despertador com vontade de jogá-lo longe e fingir estar doente para não ir a escola, mas ele acaba levantando assim mesmo. Ele caminha para o banheiro, escova os dentes o toma um banho com o mesmo olhar perdido, quase com preguiça de seguir respirando.

  Os olhos verdes não tinham brilho nenhum quando ele saiu de casa, não havia mais nenhum vestígio do Harry confiante da sexta a noite e ninguém acreditaria ser o mesmo menino que estava vivendo os seus melhores dias quando não encontrasse o sorriso em seus lábios cheinhos.

  Harry chega na escola e caminha diretamente para a sua sala ao perceber que estava um tanto atrasado, ele não vê Louis em nenhum lugar pelos corredores e tenta não se importar muito com isso mas o aperto no peito de preocupação já se fazia presente. Logo quando Niall chega, ele percebe haver algo de errado com o cacheado, mas conhecendo o amigo como ele fazia decide ficar calado e tentar descobrir o problema, e é o que ele faz.

  Após observar Harry por longos minutos e somar os seus suspiros baixos e um tanto chorosos com o seu olhar perdido no horizonte, ele começa a suspeitar do problema, então apenas toca o ombro do garoto o fazendo se virar levemente para trás:

  -Está tudo bem entre você e o Louis, Hazz? -ele pergunta cauteloso como se fosse desativar uma bomba e não pudesse nem ao menos encostar no fio errado, os olhos azuis de Niall se mantinham preocupados com uma pequena ruga em sua testa-

  -Estamos bem... -o cacheado fala e dá de ombros lentamente, o deixando ainda mais melancólico do que aparentava estar, ele respira fundo antes de abrir um pequeno sorriso torto- Hoje tem aula de literatura!

  Ele tenta mudar de assunto, mas a animação que ele geralmente tinha em falar aquelas palavras não estava mais lá e a sua voz parecia cansada de prender o choro. Harry fica mais alguns segundos com aquele sorriso triste no rosto antes de perceber que não estava convencendo nem a si mesmo que estava tudo bem:

  -É coisa da minha cabeça, Nialler, infelizmente você não pode me ajudar -ele segura a mão do amigo e não se esforça mais para sorrir ou fingir algo, apenas deixa a sua aparência transmitir tudo o que ele passou e até mesmo sofreu no final de semana-. Eu vou ficar bem, não se preocupe comigo!

  E compreendendo o cacheado como apenas Niall sabia fazer, ele apenas assentiu com a cabeça e fez um leve cafuné em Harry enquanto a professora não chegava. Ele estava preocupado mas tinha consciência de que o cacheado não precisava de conselhos ou de revirar aquele assunto, ele apenas precisava de uma confirmação de que ficaria bem e queria acreditar nisso.

  As aulas pareciam se arrastar e chegou a um ponto que Harry queria apenas deitar a cabeça na classe e dormir profundamente, mas mantinha o rosto escorado na mão e a falsa atenção no que a professora falava, assentindo levemente com a cabeça quando a professora fazia alguma pergunta sobre o entendimento da matéria. O sinal para o intervalo toca ao mesmo tempo que o garoto boceja longamente:

  -Eu vou ficar na sala, Nialler, se perguntarem eu não vim na aula! –Styles murmura e o loiro apenas assente com a cabeça, sabendo que não vale a pena discutir com o amigo nessas circunstâncias.

  Então Harry fica sozinho na sala de aula, ele encosta a cabeça na janela e olha para o pátio da escola como se houvesse de fato algo muito interessante para ser visto ali, mas em poucos instantes ele acaba se entregando ao peso em seus olhos e mergulha em um cochilo profundo.

   

Louis foi procurá-lo, ele não acreditou na pequena mentira do irlandês que nem se esforçou para ser tão convincente. O jogador sabia exatamente onde encontrar o seu cacheado, ele sabia as manias de Harry talvez melhor que ele mesmo, ele sabia exatamente quantos segundos o garoto demorava para reclamar quando não entendia algo e até mesmo conseguia diferenciar qual era o tipo cena que o namorado estava lendo apenas pelas expressões que ele fazia. Então não seria uma mentira mal contada que o convenceria que Harry havia faltado a aula.

  E quando ele chega no pátio que ficava ao lado da sala de Styles ele teve certeza de que conhecia pelo menos um pouco o seu menino, a janela entre aberta para entrar um pouco de ar e a cabeça levemente escorada nela, se estivesse com os olhos abertos estaria com o olhar perdido, mas ele dormia como um anjo. Louis decide não atrapalhar o sono do cacheado, o admirando por alguns instantes antes de desviar o olhar e voltar para o refeitório mesmo que estivesse sem fome nenhuma.

 

  No final das aulas Harry sai apressado pelos corredores com a mochila sendo segurada com força, o irlandês ficaria para ajudar num projeto de música e aquela era a chance perfeita de escapar novamente de qualquer contato, mas quando ele já estava prestes a virar a esquina é que ele escuta a buzina conhecida seguida pela voz do namorado o chamando:

  -Eu te levo em casa, Hazz! -ele sente uma chama de algo que parecia ser esperança nascer em seu peito quando se vira lentamente e caminha para o carro de Louis, mesmo que ele quisesse recusar ele não conseguiria e iria acabar cedendo aos encantos do jogador-

  -Oi, Lou -é tudo que Harry consegue dizer quando senta no banco do carona e coloca o cinto, evitando olhar para o namorado e se perder em uma imensidão azul como sempre acontecia-

  Louis começa a dirigir para a casa do menor, olhando de canto para ele vez ou outra. As mãos de Harry estavam sobre a mochila em seu colo enquanto ele olhava pela janela, respirando fundo para sentir o cheiro que apenas o jogador tinha. O trajeto até a sua casa é rápido e silencioso:

  -Eu quero falar com você, Harry -o mais velho fala sério quando estaciona na frente da casa dele, um arrepio percorre a espinha do cacheado ao ouvir aquelas palavras. Os dois descem do carro e Harry abre a porta para o namorado com as mãos trêmulas de nervosismo, Louis analisa rapidamente o  local ainda desarrumado que denunciava a rotina que o mais novo adotou durante o final de semana.

  Harry deixa a mochila no sofá e tenta arrumar rapidamente, logo desistindo e olhando para o mais velho:

  -Quer comer algo? -ele pergunta tentando em vão mudar de assunto, pois Tomlinson apenas nega com a cabeça e segura a mão de Harry, o puxando para sentar junto com ele no sofá-

  -Por que parece que você está fugindo de mim?! Hazzy, aconteceu algo? -aquela era uma das poucas chances de ver Louis sério, com o cenho franzido de preocupação no lugar em que geralmente ficavam olhos alegres com pequenas rugas em baixo. A verdade era que Harry era maluco por aquelas ruguinhas que apareciam junto com o sorriso e que o faziam parecer moleque e maroto-

  Harry engole em seco, olhando para as orbes azuis que tanto amava admirar enquanto analisava as opções, quando estava prestes a falar uma pequena mentira ele lembra da base de confiança que os dois estabeleceram e não consegue falar nada além da verdade:

  -Quando você for para a faculdade e para longe de mim vai me trocar, você não vai querer um namoro a distância com várias pessoas melhores do que eu ao seu redor -Harry fala se encolhendo de tão patético que sentia ser e sem coragem para manter o olhar em Louis após a confissão que fizera-. Você vai me deixar, todos deixam, mas eu não consigo imaginar sem você!

  E quanto ele está prestes a cair em um choro silencioso ele sente os braços de Louis ao seu redor, o abraçando com força e carinho. Ele deixa um beijo na testa do cacheado, e o afasta levemente para admirar os olhos cor esmeralda de Harry:

  -Hazzy, eu nunca vou te deixar! -ele fala calmamente e se inclina, deixando um selinho nos lábios rosados do cacheado antes de voltar a abraçá-lo com ainda mais força. O amor da sua vida.


Notas Finais


Vocês acharam que o problema iria demorar para se resolver?! NOOOOOOPEEEEE #BeijinhosDeSorvete, e enquanto esperam a atualização leiam a minha fanfic TERMINADA: https://spiritfanfics.com/historia/youre-the-one-that-i-want--larry-stylinson-3733464


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...