História The Window Boy - Larry Stylinson - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags Larry, Larry Stylinson, Louis Tops, One Direction
Exibições 405
Palavras 1.243
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sem imagem de capítulo, sem enrolação, sem muita disposição ultimamente, cem desculpas pelo atraso.

Capítulo 39 - You and I


  As semanas se passaram rapidamente para o casal após o baile, Louis precisou se dedicar ao máximo para recuperar a sua nota em química ao mesmo tempo que fazia os últimos preparativos para a universidade e Harry tentava se distrair e ocupar o seu tempo trabalhando e até mesmo ajudando alguns colegas com mais dificuldade.

  Harry já havia conseguido aceitar o fato de que o namorado iria para longe dele e estava feliz pelo mais velho estar tão próximo de realizar o seu sonho, logo o cacheado estaria fazendo o mesmo e tinha fé de que o amor superaria qualquer distância. Com o Natal se aproximando Harry não conseguia evitar ficar mais sensível, ele amava ver a decoração natalina pela cidade e já começara a cantarolar suas músicas favoritas enquanto caminhava para o emprego e quase torcia para não nevar embora adorasse quando os flocos brancos começavam a cair feito magia do céu sempre nublado. As botas do cacheado quase atolavam na neve e ficavam um tanto molhadas enquanto ele ia para a casa dos Tomlinson:

  -Olá, senho-Jay… Tudo bem? –Harry murmura ainda meio tímido e se corrige rapidamente quando lembra das recomendações de Johanna sobre o modo de chamá-la, suas bochechas agora vermelhas de vergonha faziam um ótimo contraste com o nariz avermelhado pelo vento frio da rua-

  -Entre logo, Harry, você deve estar com frio! –a mulher o puxa para dentro da casa e fecha a porta, sorrindo com ternura para o garoto que muitas vezes já parecia ser da família. Desde o primeiro momento que ela ouviu o filho devanear sobre o cacheado ela teve a certeza que os dois ficariam juntos e ela se orgulhava em dizer que nunca estava errada-

  -Eu trouxe alguns brownies –o menino dá um pequeno sorriso e entrega a embalagem de papel da padaria que ele trabalhava, Louis para de descer as escadas quando escuta aquelas palavras e percebe o sorriso no rosto da mãe-

  Harry seguia encantando o mais velho como ninguém mais fazia, ele precisou soltar um suspiro alto e apaixonado para conseguir lidar com o quanto o namorado estava perfeito ali; com seu moletom roxo inseparável, uma touca de ursinho com alguns flocos pequenos de neve por ela e pelo cabelo bagunçado, um sorriso gentil no rosto que tinha um belo contraste entre o pálido de sempre e o avermelhado de vergonha e frio. Ele era magia na visão de Louis, ele não conseguia encontrar palavras para descrever tudo o que ele sentia por Styles.

  -Oi, Lou –o cacheado morde levemente o lábio inferior para conter o sorriso largo ao olhar para o namorado, ele estava sempre lindo mesmo que apenas de pijama, aparência sonolenta após provavelmente sair dos estudos e o cabelo desgrenhado-

  -Hazzie! –ele abre um sorriso largo e termina de descer a escada, indo até o mais novo e o abraçando como se eles não se vissem a dias embora fossem apenas algumas horas  que eles passaram afastados-

  O cacheado enterra o rosto na curva entre o pescoço e o ombro de Louis, encostando o seu nariz gelado na pele quente do maior que se arrepia levemente e ri baixinho. Eles ficam abraçados assim por um longo tempo, aquele ele o lar deles e nenhum dos dois se importaria em ficar daquele jeito para sempre se fosse possível.

  Johanna observava os dois com carinho, ela sabia que um dia o filho encontraria aquela pessoa que faz os seus olhos brilharem e ficava feliz em Harry ser essa pessoa especial. Quando o filho contou com a voz trêmula e falha que na verdade ele estava se apaixonando por um menino ela não teve reação, o seu peito ficou apertado de preocupação e ela teve medo do que o mundo poderia fazer com o seu menino ou que ele acabasse com um coração partido. Era só o que ela temia e muitas vezes viu o coração do filho quase partir mas ficou mais tranquila quando percebeu que o garoto de olhos verdes tinha a bondade no coração e amava verdadeiramente Louis, de modo que ele sempre iria consertar o seu coração partido e secar suas lágrimas quando necessário, assim como iria acompanhá-lo nos momentos bons e ela conseguia ver tão cedo ele fazendo parte da família:

  -Vamos estar no meu quarto, mãe! –Louis avisa, guiando o cacheado até a escada com a mão em suas costas como ele costumava fazer-

  -Só não esqueçam que temos crianças em casa –Johanna brinca levemente e as bochechas de Harry voltam a assumir a coloração rosada de vergonha enquanto o mais velho apenas ri e concorda minimamente, sem conseguir conter ao sorriso ao ver como o namorado ficava envergonhado a menção mas quando se tratava de pratica não tinha a menor vergonha-

  Eles entram no último quarto a direita e deitam na cama desarrumada e confortável de Louis. O cacheado deixa um pequeno selinho nos lábios do namorado e o abraça, enterrando o rosto em seu pescoço para sentir o seu cheiro único do rapaz ainda mais forte. E assim eles ficam por algum tempo, apenas abraçados sentindo o conforto de estarem juntos e o calor um do outro:

  -Lou... já está tudo certo para a faculdade? –Harry pergunta baixo, preocupado que pudesse haver algum problema enquanto começava a fazer desenhos com a ponta do dedo no peitoral de Louis-

  -Sim, está dando tudo certo, Hazz... as vezes eu nem acredito que vou finalmente para a faculdade! –o mais velho abre um sorriso largo e olha para o namorado em seus braços-

  -Eu estou orgulhoso de você, vou ser namorado de um universitário –o cacheado fala e solta uma risada junto com Louis, ele tem a estranha sensação do peito de enchendo de orgulho e um pouco de saudade antecipada-. E mais do que isso sou namorado do melhor jogador e futuro capitão do time da UCL!

  -Não é para tanto, Hazza –a risada do mais velho é música para os ouvidos de Styles, que ri junto porém mais baixo para apreciar apenas o som da risada do namorado, mas logo ele para de rir e fica sério- Você ainda está pensando no que vai acontecer quando eu me mudar?

  -Eu tento evitar pensar nisso na verdade... –Harry solta um suspiro longo e um tanto entristecido, tentando não demonstrar que ele pensava constantemente sobre o assunto-

  -Você quer conversar sobre isso? –o mais velho pergunta atento as expressões do namorado, ele as vezes também não sabia como iria ser a relação deles quando ele fosse para a outra cidade-

  -É que eu acredito que o amor pode superar a distância, mas eu não sei o que você quer, Lou... v-você sabe que vários casais terminam quando isso acontece ou ficam afastados até o que eles tinham morrer e eu não quero isso para nós –o cacheado fala tentando não chorar sobre hipótese nenhuma, ele sempre acreditou que a confiança e a sinceridade eram a chave de uma relação e estava colocando isso em prática-

  -Nós não somos como os outros, eles nunca tentaram como nós. Veja bem tudo o que já enfrentamos para chegarmos aqui, depois disso tudo acho que nada pode ficar entre você e eu –Louis fala calmamente enquanto acaricia os cachos do namorado, que abre um sorriso totalmente bobo antes de beijar a bochecha do maior-

  -Eu amo você, Lou... mas vou sentir a sua falta –ele sussurra a última parte e fecha os olhos, recebendo um beijo carinhoso na testa- 


Notas Finais


Sem notas finais também, apenas quero dizer que o fim está próximo.
Beijinhos de sorvete...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...