História The Witch - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Vkook, Yoongseok
Visualizações 5
Palavras 550
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prefácio



     1 0  A N O S  A T R Á S


Há muito tempo atrás, o Ocidente havia se rendido à violência trazendo, assim, a Caça às Bruxas. Para os vários religiosos e fanáticos, quaisquer das coisas que não poderiam ser explicadas estava relacionado à bruxaria. Entretanto, o uso de ervas medicinais, que na época eram consideradas proíbidas, o que levou a sentença de Jin-a, uma curandeira que usava de seus conhecimentoa como uma forma de alimentar sua única filha, Moon Hye Soo.

   A bela moça, jovem e de aparência atraente aos olhos dos homens da vila de Ankara, que situava na Túrquia, foi acusada por vários crimes, porém cometera apenas um: assassinato. Emobora soubesse da gravidade de tal crime, cometera sem hesitar, matara um homem que tentou abusar sexualmente sua filha, e naquela noite sem lua, apenas as estralas enfeitavam o céu que precensiava a exucusão de Jin-a.


   - Esta mulher está sendo acusada de adultério, prostituíção bruxaria e assassinato! - Um velho padre barrigudo e com o rosto vermelho por estar gritando perante uma multidão setenda de sangue. - Esta bruxa será executada nesta noite, consumida pelas chamas ela deixará esse mundo! - Continuou a gritar, apontando acusadoramente para a moça, e para o delírio da multidão a pobre mulher foi arrastada até uma armação de fogueira, e amarrada ao um tronco no meio das lenhas.


  Não muito longe dali, próximo a floresta, em uma casa humilde feita de madeira e forrada com palhas, havia uma garotinha, sentada no chão em pocisão fetal, com suas pequenas mãos tapando seus ouvidos. Sandara estava parada em frente a garotinha, tentando conversar com a mesma, porém Moon Hye Soo não queria ouvir os gritos lá fora. A garota já havia assistido a rituais como esse, nunca gostara, mas dessa vez era sua mãe amarrada ali, sendo insultada, atingida com pedaços de carnes podres e iria ser queimada viva.


   - Querida, escute-me! - Sandara insistia.


   - Não! - Hye Soo dizia aos prantos, pois apenas queria que sua mãe estivesse ali, ao seu lado, dizendo: 'Vai ficar tudo bem'. 

   

   - Precisamos fugir! Por favor, vemha comigo! 


   Subtamente a pequenina se levantou e abraçou a mais velha, naquele momento os gritos de dor de Jin-a pode ser ouvido pela menina, grotos esses que eram seguidos por um cheiro horrível de carne queimando.


   - Vamos lá, tia! Ajudar minha mãe! - A pequena disse indo em direção a porta da chpona de um comôdo só.


    - Não podemos! Temos que fugir! - Sandara dizia tentando se segurar para não chorar na frente da criança.


   - Para onde fugiremos? - Hye Soo disse mudando drasticamente de postura, estava menos chorosa e sua voz era gélida e neutra, sem emoção alguma. 


   Sandara não sabia, mas no momento em que decidira sair para ajudar sua mãe, a menina se dera conta de que chorar não iria ajudar em nada, então apenas iria fazer o que lhe mandassem.


   - Para Busan!


   A menina sorriu e pegou sua capa perto da mesa velha de madeira. A vestiu com cuidado, pois a capa era velha e poderia rasgar facilmente.

   

    - Então vamos, não podemos nos atrasar! - Disse friamente abrindo a porta, ignorando o que acontecia a algumas quadras dali.


   Foi aí que Moon Hye Soo decidiu ser igual sua mãe.




Continua...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...