História The Yandere Book - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lovesick, Senpai, Yan-chan, Yandere, Yandere Simulator
Exibições 66
Palavras 720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Seinen, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse gatinho ai embaixo é o senpai no kawwai modo turbo ativado <3
Desculpa a demora. Eu estava ocupada jogando YandereSim (>.< Te Adoro Devpai)
Mas aqui estamos.
Estou aceitando recomendações de nomes pra nossa Yandere <3

Hope U Like

Capítulo 2 - Stalker


Fanfic / Fanfiction The Yandere Book - Capítulo 2 - Stalker

 

Ele andava como se nada pudesse abalá-lo. Um aura mística parecia se formar ao redor dele.

Ah, Senpai, como você consegue ser tão perfeito?

Para onde ele está indo ainda é um mistério. Mas eu preciso segui-lo até em casa.

Nada de mal pode acontecer com meu Senpai.

Eu te protejo, Senpai!

Um momento ele olhou para trás.

Seus olhos são tão lindos... Ele está olhando... pra mim?

Corei instintivamente. Nossas almas estavam ligadas, ele sabia que eu estava ali, mesmo que estivesse oculta nas sombras de um beco.

Ele sente minha presença. É o fio que nos conecta...

- Kio-kun!

O quê?! Quem é ela?!

Um menina correu até meu senpai. Aquela maldita trança rosa... E aquelas meias azul-bebê.

Ichu Uonna... Você acaba de atrapalhar minha conexão com meu senpai!

Peguei meu celular e tirei uma foto da garota.

- Ah, Uonna-san? Tudo bem? 

Meu Senpai é tão educado... mesmo com ela.

Aproveite enquanto pode Ichu-chan.

 

- Hai. Sim. Você deixou seu caderno em cima da mesa. - ela sorriu. - Achei melhor devolver.

- Caderno?

- Hai, da aula de Matemática. - ele abaixou a cabeça.

- Obrigado, eu estou com dificuldades nessa matéria. Se estivesse sem o caderno não sei o que seria de mim.

Senpai? Está com dificuldades?

Eu ajudo...

- Se quiser, Kio-kun, eu ajudo você.

- Sério?

- S-Sim, eu não me importaria... de estudar com você. - ele a olhou, enquanto ela abaixava o olhar. - A-Agora eu... tenho que ir! Até aman-amanhã Kio-kun!

Ela disparou deixando o Senpai sozinho. Tirei uma foto dele.

- Até... ? - o Senpai pegou o caderno e o abriu em uma página marcada. Ele passou o olhar pela página e então sorriu.

Seu sorriso é tão perfeito...

Tirei outra foto enquanto ele sorria. Ele guardou o caderno na bolsa e voltou a andar.

Quando eu chegar em casa eu penso na Ichu...
 

O Senpai parou em uma loja de conveniência. O guarda o mandou deixar a bolsa num daqueles armários guarda-volumes. Entrei na loja e entreguei minha bolsa.

Ele pegou uma lata de refri e depois parou na seção de mangas.

Qual seu favorito, Senpai?

Ele pegou um manga que depois reconheci como sendo... 

Hentai?! 

Não se precoupe, eu não vou te julgar. Você continua sendo perfeito, mesmo lendo essas revistas...

Ele enconstou na parede e começou a ler a revista.

Tive uma idéia... Hihi.

Voltei ao guarda e pedi minha bolsa. Ele perguntou qual compartimento eu tinha guardado e indiquei o do meu senpai.

Ainda bem que eu comprei uma bolsa igual a sua, Senpai.

Peguei a bolsa e sai da loja, mas fiquei esperando em um beco. Segurei a bolsa com força aproveitando aquele momento. Abri o zíper e remexi um pouco procurando alguma coisa que eu pudesse pegar do meu senpai.

Achei o livro que ele estava sempre lendo.

Seria uma ótima adição à coleção... Mas o Senpai vai ficar triste se sumir.

Uma garrafa d'água.

Mas e se ele sentir sede enquanto volta para casa?

Seus cadernos... Fiquei tentada, procurei o caderno que a Ichu tinha lhe entregue e abri na página marcada. Tinha um bilhete:
 

"Kio-kun, não esqueça mais suas coisas ou eu vou ter que te seguir todos os dias para entregar.

Mas eu realmente não me importo >v<

- Ichu"
 

Peguei o bilhete e o amassei.

Como se eu fosse deixar você fazer o que quiser com meu Senpai.

Depois voltei a procurar por algo do meu senpai.

Finalmente encontrei!

Um bloquinho de notas do tamanho de um celular. Cheio de desenhos feitos por ele e anotações escritas por ele e rabiscos feitos por ele e amassados feitos por ele e rasgos feitos por ele.

Awwwnn!

Guardei o bloquinho na manga da blusa e voltei para a loja de conveniência.

- Desculpa, eu acho que peguei a bolsa errada por engano. - coloquei a bolsa sobre o balcão e de soslaio vi o Senpai se aproximando.

Indiquei a bolsa certa e agradeci. Sai da loja antes que o Senpai me visse e depois esperei ele sair.

Senti meu coração acelerar quando ele passou do meu lado. Ficamos separados apenas por uma tábua de madeira.

O segui até em casa e quando vi que estava seguro, fui para minha casa.

Tenho que pensar no que vou fazer com a Ichu-chan...

 







 


Notas Finais


Obriaduuuu por terem favoritado e comentado <3 Isso me inspira a continuar cada dia ^^

Kissus de ketchup ^3^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...