História The young Witch and The angry Beta - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Bobby Finstock, Breaden, Brett Talbot, Chris Argent, Cora Hale, Derek Hale, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Mason Hewitt, Melissa McCall, Personagens Originais, Peter Hale, Rafael McCall, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski
Exibições 51
Palavras 2.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - 11


Fanfic / Fanfiction The young Witch and The angry Beta - Capítulo 11 - 11

Eu estava quase pronta quando o Liam meio que invadiu meu quarto e eu olhei para ele com a minha melhor cara de “que porra é essa”.

Tentei segurar, mas ou eu deixava ele entrar, ou apagava ele, se você quiser eu entro aí e apago ele.

Ainda não quero que apague ele, se for o caso eu aviso.

-Scott disse que você tinha vindo para cá. - Liam diz me olhando.

-É eu vim me arrumar para encontrar vocês lá na fogueira. - Falo enquanto visto minha camiseta. - Por que a visita repentina? - Pergunto olhando para ele.

-Achei que fosse precisar da camiseta, mas pelo jeito você decidiu usar a sua. - Ele diz parecendo triste.

-Qual a vantagem de ser a única garota no time se eu não posso usar a minha camiseta, com o meu nome atrás? - Pergunto olhando para ele.

-Nenhuma, eu só achei que... deixa para lá. - Ele diz sem me olhar.

-Ele só achou que você ia usar a camiseta dele o que obviamente diria “hey eu tenho namorado”, além do que o time apostou nisso. - Lilith diz depois de entrar no meu quarto.

Liam estava olhando para minha melhor amiga incrédulo.

-É Dunbar eu sei da pequena aposta, o dinheiro vai ser dividido em cinco, ou vamos dar uma festa. - Lilith diz parecendo pensativa.

-Lil quem apostou contra? - Pergunto olhando para ela.

-Brett, Jackson, Scott, Stiles e Isaac. - Ela responde enquanto se senta na minha cama.

Olhei incrédula para o meu namorado.

Estou começando a ponderar a ideia de apagar ele.

Posso tirar ele do quarto se quiser.

Nah, eu quero resolver essa, você tira ele da casa.

-Liam se eu fosse você eu corria. - Lilith disse sorrindo.

Antes que ele pudesse pensar em fazer alguma coisa o Leo entrou no quarto, olhou para o Liam meio enojado e com apenas um gesto de mão fez ele sair do quarto.

-Não acredito que ele votou contra. - Leo disse me olhando incrédulo.

Lilith e eu nos encaramos e rimos.

-Adoro quando você acorda de bom humor. - Falei enquanto ria.

Leo acabou rindo também, Lilith e eu terminamos de nos arrumar e saímos rumo a fogueira com o Brett e o Jackson.

Eu estava bebendo e dançando com o Brett quando senti alguém me puxar pelo braço.

-Achei que não viria. - Scott disse me olhando.

-Precisava de um dia normal, pelo jeito todos precisavam. - Falo e aponto pra Malia que estava enchendo a cara e dançando.

-Eu vou lá falar com ela. - Scott diz sério.

-Nope, deixa essa comigo e vai fazer seja lá o que você veio fazer. - Falo e sorrio para o meu irmão.

Meu irmão me olhou preocupado.

-Scott vai, eu posso tomar conta de mim e se isso te tranquiliza eu arrasto o Brett comigo. - Falo olhando para o meu irmão.

-O Brett? Cadê o Liam? - Meu irmão pergunta confuso.

-Por aí tentando encher a cara e pensando que da próxima vez ele deve tentar conhecer a namorada dele antes de apostar sobre ela. - Respondo sorrindo.

-Ele apostou a favor? - Meu irmão pergunta confuso.

-Yep, agora vou-me, boa sorte. - Respondo e saio em seguida.

Sai puxando o Brett até onde a coiote estava e fiquei por lá dançando, estava pensando em como começar uma conversa com a Malia quando ela mesmo começou.

-Se está aqui por causa do seu irmão pode ir embora. - Ela disse seca.

-Na verdade eu vim aqui oferecer ajuda, abrigo e um abraço, descobri depois de você, então...- Falo olhando para ela.

-Por que ajuda, abrigo e um abraço? - Ela perguntou confusa.

-Ajuda por que não deve ser difícil descobrir que o Peter é o seu pai, ninguém gosta daquele cara então se precisar apenas chame, abrigo por que nem por cima do meu cadáver que você vai morar com aqueles dois, Derek mal fica em casa e conviver com o Peter não deve fazer bem para a saúde, e um abraço por que eu sei que fiquei meio distante depois que toda essa coisa de lista começou. - Respondo e dou de ombros em seguida.

-Tem certeza que você é irmã do Scott? - Ela pergunta rindo.

-Meus pais e os nossos registros dizem que sim, mas as vezes eu tenho as minhas dúvidas. - Respondo. -Está bebendo o que? -Pergunto em seguida.

-Vodka. - Ela responde e me entrega a garrafa.

-Odeio acabar com a brincadeira das duas mais nós não ficamos bêbados, o fato de nos curarmos acaba com isso. - Brett diz me olhando.

Assim que ele fecha a boca a Malia quase cai, eu tento segurar ela e o Brett me ajuda pegando todo o peso.

-Ela parece bem bêbada para mim. - Falo olhando para ele.

-Temos que achar o seu irmão. - Ele diz me olhando.

Eu ia dizer alguma coisa mas comecei a ficar tonta também, percebi que o Brett também não estava bem, Scott nos achou e agora estávamos todos sentados, incluindo o Liam, esperando para ver se aquilo ia passar ou não.

Scott tinha acabado de voltar com o Jackson e a Lilith, nós duas já estávamos normais, por incrível que pareça Brett também não estava tão mal.

Que porra foi essa?

O momento embriagado ou a cura repentina?

Os dois.

Tem alguma coisa errada com esse lugar e não é a bebida, sobre a cura, feitiço de proteção, cortesia dos meninos.

Por que o feitiço me afetou?

A ligação, temos que tirar eles daqui e rápido ou pelo menos achar um jeito de parar o que quer que isso seja.

Enquanto estávamos tendo essa conversa eu não reparei o quão próxima eu estava dele até ele passar os braços em volta da minha cintura e me puxar para o colo dele.

Mason olhou a situação de uma forma assustada o que quase me fez rir, o riso foi embora quando alguns caras musculosos apareceram e levaram todos dali Lilith se aproximou de nós assim que puxaram o Jackson para longe dela.

-Kath. - Lilith me chamou.

-Eu sei Lil, Mason fique aqui okay? - Peço olhando para ele.

 Ele não me responde e eu saio puxando o Brett e a Lilith.

Nós duas vamos fazer uma varredura no lugar, nos cubra.

Okay.

Lilith e eu damos as mãos e entoamos um pequeno feitiço, o dj era o responsável pelo estrago, vulgo bebedeira vinda do nada, eu apenas me concentrei e pude sentir as caixas de som, elas começaram a pegar fogo.

-Cuidamos de um problema, agora temos que ir buscar os outros. - Falo olhando para eles.

Seguimos para um galpão e encontrei o Derek e a Braeden lá.

-Okay força armada dos lobos, tão fazendo o que aqui? - Pergunto curiosa.

-O mesmo que você. - Braeden responde me olhando.

-Okay, vamos salvar a bunda de uns lobos. - Falo olhando para eles.

Entramos todos juntos, Braeden e Derek vão na frente e o Brett não sai de perto de mim, assim que demos as caras fomos atacados e isso resultou na separação do grupo, eu estava cercada por dois caras que tinham quase o tamanho do meu guarda roupa, senti minha magia pulsar e joguei um deles para longe, mas o outro foi mais rápido e me jogou contra a parede e quase perdi a consciência por causa disso.

Eu mal estava conseguindo me manter em pé e isso não ajudaria em nada, eu estava tonta, mas mesmo assim pude sentir alguém passar por onde eu estava e não ajudar, droga, eu iria acabar morta nesse ritmo.

Pelo menos foi o que eu pensei, mas senti alguém me pegar no colo e me tirar dali, não precisei olhar para saber que era o Brett que me carregava no colo, também não preciso abrir os olhos para saber o quão puto ele estava.

-Hey. - Chamo-o sem abrir os olhos.

-Ainda bem que você acordou. - Ele disse me olhando.

-Não me leve para a casa do clã, sua irmã vai pirar se me vir assim, me leve para minha casa. - Falo olhando para ele.

-Certeza? - Ele pergunta me olhando.

-Minha mãe é uma enfermeira e ela sabe do nosso mundo, vai poder me ajudar. - Respondo à pergunta dele e volto a fechar os olhos.

-Não durma. - Ele pede.

-Não vou, é que ficar com os olhos abertos dói, continue falando comigo. - Falo sem abrir os olhos.

Continuamos falando sobre as coisas mais banais até chegarmos na minha casa, minha mãe quase surtou quando me viu então eu não devia estar muito bem.

-Preciso que saia. - Ela disse olhando para o Brett.

-Ele fica. - Disse fazendo com que ela olhasse para mim. - Mãe está tudo bem, ele é o meu beta, o único que pode tirar a minha dor, o único com quem eu me sinto segura, ele fica. - Falo em seguida.

Brett segura minha mão e não me deixa enquanto ela limpa os ferimentos, logo estou curada e deitada na minha cama com ele, ainda não tinha me separado dele e não pretendia fazer isso tão cedo.

Quando ele passou os braços pela minha cintura vi um corte que estava demorando mais do que o normal para curar, me sentei e fiz com que ele me mostrasse o tamanho do corte.

-Não é nada. - Ele disse pela enésima vez.

-Cala a boca e me deixa ver.- Falo séria.

-A garota quase morre e se preocupa com um corte que provavelmente vai curar. - Ele diz e revira os olhos em seguida.

-Me dá o braço Talbot. - Falo olhando para ele.

-Não vai parar de me encher se eu não mostrar, não é? - Ele pergunta me olhando.

-Nope. - Respondo.

Ele tira a camiseta e me mostra até onde o machucado vai, o machucado ia das costas dele até o braço.

-Quem fez isso com você? - Pergunto olhando para ele.

-Não vai querer saber. - Ele responde sem me olhar.

Prendo a respiração e só consigo pensar em uma pessoa, a mesma pessoa que me viu ferida e me deixou.

-Liam fez isso com você? - Pergunto olhando para ele.

Ele apenas acena dizendo que sim, quando ele responde a minha pergunta sinto os meus olhos mudando de cor e vejo que os dele também não estão no tom de verde normal.

Não sei explicar o motivo, mas ele estava me atraindo mais que o normal, não pensei apenas agi, quando vi estava beijando ele, acabamos nos deitando e ele ficou por cima, aquilo acabaria indo mais longe se alguém não tivesse interrompido.

-Da próxima eu bato. - Meu irmão disse olhando para mim.

-É uma ótima ideia Scott. - Falo mais vermelha que um tomate.

-Na próxima eu bato também. - Liam disse depois de sair de trás do meu irmão.

-Você nem se dê ao luxo, fora daqui. -  falo irritada.

-O que? - Liam pergunta assustado.

-Você passou por mim, viu que eu precisava de ajuda e me deixou lá e antes disso atacou o meu beta, atacou o único cara que realmente podia me salvar. - Falo irritada.

-Eu sairia antes que ela resolva botar fogo em você e eu não me importaria em fornecer o álcool. - Minha mãe disse depois de surgir do nada.

-Ou ele pode correr antes que o clã inteiro mostre para ele o que acontece quando se machuca um dos nossos. - Vlad disse depois de surgir no meio do meu quarto.

Depois dessa o Liam decidiu ir embora, Vlad estava me olhando preocupado.

-Eu estou bem, curiosa sobre uma coisa, mas totalmente bem. - Falo tentando tranquiliza-lo.

-Kath o machucado curou. - Brett disse me olhando surpreso.

-Vlad eu acho que essa ligação é mais forte do que a gente esperava. - Falo olhando para ele.

-Vamos deixar a ligação de vocês para depois, tem uma garotinha assustada que precisa de vocês agora. - Vlad diz me olhando.

-Acho que precisamos ir para casa. - Brett diz enquanto veste a blusa.

Apenas concordo e seguimos para casa do clã, quando chegamos lá um mini furacão loiro nos atinge.

-Hey bruxinha vai com calma. - Falo enquanto passo os braços ao redor dela.

-Eu vi você caída eu achei que. - Ela diz chorando.

-Eu também achei pequena, até o seu irmão aparecer e me salvar. - Falo tentando tranquiliza-la.

Brett passa o braço ao redor da minha cintura e olha para a irmã caçula preocupado.

-Lori o que acha de nós três subirmos e assistirmos um filme ou só ficarmos juntos¿- Pergunto olhando para ela.

Subimos os três e ficamos no meu quarto, assistindo um filme qualquer, Lori acabou apagando no meu colo.

Levaria anos para acalma-la se você não estivesse aqui.

Eu sempre vou estar aqui Brett, principalmente para vocês.

O que aconteceu hoje...

Está falando da conexão que eu senti quando nos beijamos.... Eu meio que gostei.

Depois disse não falamos mais nada, apenas encostei nele e dormi.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...