História There is always hope for love- Emison - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Ashley Marin, Caleb Rivers, Dr. Rollins, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Jessica DiLaurentis, Mona Vardewaal, Pam Fields, Toby Cavanaugh, Wayne Fields
Tags Emison, Pretty Little Liars, Romance, Serie
Exibições 150
Palavras 2.658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom dia amores, eu tentei dá o meu melhor nesse Capítulo é o meu primeiro hot então desculpem qualquer coisa.

Capítulo 12 - Amor


Fanfic / Fanfiction There is always hope for love- Emison - Capítulo 12 - Amor

POV ALISON

Quando a Em me chamou para jantar na casa dela eu não achei que seria tão romântico assim e também não esperava que ela que fosse tomar a atitude de me pedir em namoro apesar de estamos nos conhecendo a pouco tempo parece que já se conhecemos a muito tempo devido a intensidade que estamos vivendo esse sentimento que já até consigo definir e cada dia mais a Em me parece mais romântica, não sei como vivi esse tempo todo sem ter ela por perto. Depois que ela me pediu em namoro a gente iniciou um beijo calmo que transmitia todo o nosso sentimento até que ele começou a tomar outras proporções então eu resolvo parar porque eu realmente fiquei insegura.

~Emily: o que foi Ali você não estava gostando, você não quer namorar comigo? – Ela me fala com a maior insegurança possível.

~Alison: não é isso amor, é que.. – Ela não me deixa completar e logo abri um sorriso e eu percebo que eu chamei ela de amor.

~Emily: Você me chamou de quê Ali? – Ela logo me pergunta e eu simplesmente respondo.

~Alison: Amor, porque você não gostou?

~Emily: Eu amei eu só não esperava – Ela me fala de uma forma meiga com aquele sorriso lindo.

~Alison: Mais eu só falei a verdade apesar do pouco tempo você estar me despertando cada vez mais um sentimento sublime e esse sentimento nunca senti por ninguém e eu sei que é amor Em, pois se você estiver bem eu estou, se eu ver você por um minutinho que seja no meu dia já faz ele se torna especial.

~Emily: eu digo o mesmo Ali, mais e então porque você parou o beijo, você não quer? – Ela me fala de uma forma que demonstra que não está me entendo.

~Alison: Não é isso amor, claro que eu quero é que você sabe né, isso é tão novo para mim e nunca fiz isso com uma mulher e eu quero tanto que seja especial para gente mais tenho medo de fazer algo errado. – Falo da forma mais sincera possível ela parece ter ficado surpresa.

POV EMILY

Como assim a Ali em um momento meio que diz que me ama e em outro está insegura, logo ela que sempre tomou atitude e sempre me mostrou total segurança em relação a gente dar um passo maior, na casa dela mesmo se a Hanna não tivesse aparecido com toda certeza teríamos ido mais longe, mas agora eu tenho que mostra total segurança por nos duas.

~Emily: eu também nunca fiz isso nem com mulher e nem com homem pelo menos não por escolha própria, mas eu estou disposta a tentar ir mais longe com você, mas se você quiser a gente tenta uma outra hora não tem problema, a gente não precisa se cobrar muito é só deixar o nosso sentimento nos guiar que vai dá tudo certo. – Falo da forma mais confiante possível e olhando fixamente para os olhos dela que me transmitiam que ela quer fazer isso tanto quanto eu.

~Alison: Em eu quero que você lembre dessa noite de forma especial.

~Emily: já é especial porque a mulher mais linda do mundo aceitou namorar comigo. – Falo isso e dou um beijo nela. – O beijo se inicia lentamente até que começa esquentar e a gente explora cada vez mais a boca uma da outra nos duas já estamos ofegantes e meu coração parece que vai saltar pela boca ela me puxa e cola meu corpo no dela e continuamos nos deliciando uma com o beijo da outra, a Ali dá uma mordida no meu lábio inferior e isso me deixa louca já sinto minha calcinha molhando totalmente, enquanto ela vai da minha boca para o meu pescoço e reveza entre chupões e mordidas, chupões esses que aposto que vão deixar marcas, mas isso pouco importa, ela começa a acariciar meus seios ainda por cima do meu vestido mais já sinto os bicos do meu seio enrijecer e eu já solto leves gemidos.

~Alison: Amor também quero sentir suas mãos no meu corpo. – Porra quando ela fala isso de uma forma totalmente sexy e ofegante ela pega minha mão e leva até os seios dela e eu simplesmente deixo o meu sentimento me guiar e acaricio os seios dela a cada toque dela no meu corpo eu sinto o meu sexo começar a pulsar lentamente ainda. Quando ela para de acariciar os meus seios eu viro ela de costa para mim e abro o zíper do vestido dela e ela simplesmente deixa ele escorregar pelo seu corpo já que o vestido dela não precisava de sutiã quando ela vira de frente para mim de calcinha branca de renda e eu dou de cara com os seios dela eu simplesmente sinto a minha calcinha molhar mais ainda e meu sexo começa com um pulsar latente e eu fico mais ofegante do que eu já estava.

~Alison: E aí amor gosta do que ver? – Ela me pergunta de uma forma maliciosa e eu apenas mordo o meu lábio inferior e afirmo que sim com o movimento positivo, eu logo vou até ela e a beijo e começo acariciar o corpo dela, melhor agora que ela estar sem roupa.

~Alison: Em.... eu quero sentir sua pele na minha. – Ela me fala de uma maneira sussurrada no meu ouvido e automaticamente soltei um gemido só pelo prazer de ver o tesão estampado em seus olhos e aposto que estou transmitindo o mesmo olhar.

~Emily: sou toda sua faz o que você quiser namorada. – Quando eu falei isso ela abri o zíper do meu vestido que era de lado, meu vestido não precisava de sutiã também e quando ela viu que eu estava sem soltou um gemido e isso me deixou louca, mas ela logo voltou a me beija e foi me arrastando para minha cama e lentamente me deitou e logo subiu por cima de mim e logo começou a roçar o nossos corpos que já estavam quentes ela logo foi descendo os beijos e chupadas , para o meu pescoço e eu já estava muito mais muito ofegante e quando ela chegou ao meus seios e começou a chupa-los foi impossível controlar os meus gemidos que já estavam um pouco mais altos ela foi descendo os dedos dela enquanto ainda mantinha uma atenção em meus seios, os dedos dela desceram em direção ao meu sexo e quando ela começou a massagear o mesmo por cima da calcinha.

~Alison: Noss.. Nossa.. amor você tá toda molhada assim para mim. – Enquanto ela fala isso ela vai tirando minha calcinha lentamente e depois que ela tirar a minha calcinha eu me sinto tão exposta mais isso pela primeira vez é uma sensação perfeita de sentir e ela vem beijando minha perna e quando chega em minha coxa deposita vários beijos e vai subindo até chegar entre minhas pernas e quando ela apenas respira perto da minha intimidade já foi o suficiente para arrepiar mais ainda os pelos de todo meu corpo.

~Alison: Em eu vou tentar algo, se machucar você me fala tá. – Ela me fala e eu apenas aceno com a cabeça e ela logo volta há ficar entre as minhas pernas e inesperadamente ela começa a distribuir beijos pelo meu íntimo e nesse momento uma das melhores sensações tomaram conta do meu corpo e o tesão e o desejo eram as únicas coisas que me moviam ali, quando ela abocanhou o meu clitóris eu comecei a gemer mais alto, tentei um pouco fechar as pernas mais a Ali não deixou que isso acontecesse e ela começou a chupa-lo lentamente de uma forma deliciosa mais torturante e meu corpo já se erguia de tanto prazer que eu estava sentindo porra nunca tinha sentido isso, uma das minhas mãos estavam apertando o lençol da cama já que o prazer estava absurdo eu não sei mais acho que posso chegar ao ápice total só com ela me chupando.

~Emily: ahhh... ahhh... Ali.. amor... aahhh vai mais rápido por favor não me tortura assim. – Eu falo da forma possível porque ta impossível conter os gemidos.

POV ALISON

A melhor sensação do mundo ver a pessoa que eu amo gemendo por mim, a sensação de estar ali com a Em sentindo o gosto dela que é o melhor que já senti em toda vida e ver que ela estar totalmente entregue para mim é foda e eu já estou completamente molhada só de faze-la sentir prazer quando ela me pede para ir mais rápido eu aumento a velocidade dos movimentos da minha língua no clitóris dela e depois de alguns minutos eu sinto que ela estar quase lá então eu paro meus movimentos com a língua e subo para beijar aquela boca que eu amo e quando olho nos olhos dela posso ver um olhar um pouco frustrado porque eu parei, mais eu logo à beijo e quando nossas bocas se encontram dá pra sentir o gosto do nosso beijo sendo misturado com o gosto da Em, que no caso foi a combinação mais perfeita que eu já vi enquanto nos beijávamos ela acariciava todo o meu corpo deu leve mordidas em meu pescoço e sugou e chupou meus seios ela dividiu a atenção para cada um deles e enquanto ela fazia movimentos com a língua em meus seios eu acariciava o clitóris dela que estava ensopado e isso me deixou extremamente feliz já que ela estava totalmente excitada e depois de acaricia-lo eu escorreguei dois dedos para dentro dela coisa que entrou facilmente devido ao tanto que ela estava molhada, ela foi pega de surpresa e logo soltou um grito misturado com um gemido e eu logo fiquei preocupada.

~Alison: Em eu te machuquei?

~Emily:  não Ali você não me machucou continua por favor mais rápido. – Ela me fala com uma voz totalmente carregada de desejo e eu simplesmente continuo com o vai e vem dos meus dedos aumento o ritmo enquanto escuto ela gemer o meu nome e percebo que as paredes do sexo dela já começam a apertar os meus dedos e eu logo os retiro e vou de novo com a minha boca ao encontro da intimidade dela começo a fazer movimentos circulares e não demora tanto e logo escuto.

~Emily: Ali... ahh... ahh.. eu acho que eu vou gozar. – Quando ela fala isso eu sinto um prazer enorme e também estou quase lá só por estar proporcionando este prazer a ela e eu logo começo a me acariciar enquanto ainda mantenho minha boca no sexo dela e quando ela solta um gemido em força de grito eu sinto minha boca ser invadida com o liquido da Em o que prova que ela chegou lá eu o sugo completamente e sinto que eu também cheguei lá e sinto um prazer enlouquecedor e eu também gozo. Eu subo escalando o corpo da Em que ainda está tentando regularizar a sua respiração assim como eu.

~Emily: Ali isso foi a melhor sensação que eu já senti na vida, Eu te amo. – Porra eu escutei certo ela acabou de me dizer que me ama, sem dúvidas foi a melhor transa da minha vida e escutar que ela me ama minha vontade era soltar fogos de artifícios.

~Alison: Eu também te amo meu amor e sem dúvida alguma essa foi a melhor noite de amor da minha vida.

~Emily: Foi?. Claro que não ainda é agora é minha vez de te proporciona o prazer que você me proporcionou. – Quando ela me fala isso muda de posição e fica por cima de mim.

~Emily: como assim você ainda estar com isso. – Ela fala de um jeito sexy e segue com os dedos até a minha calcinha e vai retirando ela lentamente e vai distribuindo beijos e depois volta a ficar na mesma altura que eu ela beija cada pedacinho do meu corpo e enquanto estamos em um beijo ardente ela me surpreende e penetra com dois dedos e pela surpresa eu dou um pequeno grito ela continua com o vai e vem dos dedos dentro de mim e continua assim por um tempo enquanto acaricia todo o meu corpo principalmente meus seios e não demora muito também chego lá, assim foi a noite toda até sermos vencidas pelo cansaço coisa que só aconteceu quando o dia já estava amanhecendo eu acabei dormindo aqui com a Em mesmo, mandei mensagem para minha mãe avisando.

POV EMILY

Eu acordo totalmente exausta pela noite de ontem mais é um exausta no sentido bom da coisa, quando abro os olhos vejo a visão mais perfeita do mundo, a minha Ali, a minha namorada, o meu amor ali dormindo ao meu lado do jeito que veio ao mundo, ela parece um anjo eu dou um selinho nela com cuidado para não acordá-la e vou até o banheiro faço minha higiene matinal e desço porque quero fazer café da manhã para mim e a Ali, depois de um tempinho termino o café da manhã e subo quando chego ao quarto ela ainda está dormindo  então eu coloco a bandeja ao lado da cama e vou acordá-la começo a distribuir vários beijos em todo o seu rosto até que eu vejo aquele sorriso lindo que me encanta mais a cada dia.

~Alison: Amor só mais cinco minutinhos. – Ela me fala isso com tom mais manhoso possível.

~Emily: Vamos lá dorminhoca as panquecas vão esfriar.

~Alison: há Em você café da manhã pra mim. – Ela fala isso enquanto se espreguiça.

~Emily: Claro que sim eu tenho que fazer o melhor para minha namorada.

~Alison: Repete. – Ela me fala com um sorriso estampado no rosto.

~Emily: O quê namorada?

~Alison: Eu amo ouvi você me chamando assim.

~Emily: E eu amo te chamar assim. – Falo e dou um beijo nela, depois comemos tranquilamente entre carinho e direito a receber comida na boca, até que escuto o telefone tocar e vejo que é a Aria.

LIGAÇÃO ON

~Emily: Oi Ari

~Aria: Amiga tou te ligando para avisar que vai ter noite das meninas no celeiro da Spencer, você não tem plantão hoje né?

~Emily: Não Ari eu não tenho plantão hoje.

~Aria:  Então não aceito não como resposta hoje as 20:00 na casa da Spen, já chamamos a Hanna e ela confirmou falou que ia e falou que ia chamar a Ali sua chance de se resolver com ela. – Quando ela fala eu realmente percebi que não falei para ela que eu tinha me resolvido com a Ali, até porque depois que eu e a Ali se acertamos todo tempo vago que eu tinha a gente tava junta então nessa ultima semana eu nem vi minhas amigas então não tive tempo.

~Emily: Tá certo Ari pode confirmar que eu vou até porque estou com saudades das minhas vagabundas.

~Aria: Ebaaa! Vou ficar esperando Emi beijos até mais tarde.

LIGAÇÃO OFF

~Alison: Era a Aria?

~Emily: Sim, ela me ligou para me chamar para a noite das meninas no celeiro da Spen, você vai?

~Alison: É a sua noite com suas amigas Em não acho que eu deva ir.

~Emily: Que besteira amor, a Hanna também vai sabia. – Falo e me sento perto dela novamente.

~Alison: elas chamaram a Han?

~Emily: sim, chamaram e pediram para a Hanna te chamar, já que elas não sabem da gente.

~Alison: então eu vou, de que horas que vai ser?

~Emily: vai ser de 20:00.

~Alison: ta certo Em, porque você não contou para elas Em? – Quando ela me pergunta vejo um tom um pouco triste.

~Emily: é que eu prefiro que a gente conte para os nossos pais primeiro.

~Alison: tem certeza que é só isso.

~Emily: Claro que sim amor a gente ta namorando e eu tenho certeza do meu sentimento por você, só precisamos contar primeiros para os nossos pais para podermos assumir no relacionamento para todos.

~Alison: Você estar certa Em. – Ela vem até mim e me dá um beijo.


Notas Finais


espero que tenham gostado e deixem nos comentários o que eu posso melhorar, há e deem uma olhada na fic da minha best se vocês gostarem de the originals.
Até logo amores!
https://spiritfanfics.com/historia/the-originals-a-vida-de-rebekah-mikaelson-7133097


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...