História There is always hope for love- Emison - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Ashley Marin, Caleb Rivers, Dr. Rollins, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Jessica DiLaurentis, Mona Vardewaal, Pam Fields, Toby Cavanaugh, Wayne Fields
Tags Emison, Pretty Little Liars, Romance, Serie
Exibições 124
Palavras 2.719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ta aí mais um Cap para vocês!
obrigado por todos que leem, comentam e que favoritaram.
espero que gostem.

Capítulo 13 - Verdade ou consequência?


POV ALISON

Depois que tomamos café da manhã continuamos no quarto a gente decidiu assistir algo, mais foi impossível se concentrar em algo já que a Em está ali na cama comigo e parece que depois de ontem ficou muito mais difícil controlar os desejos de ter ela de qualquer forma possível a gente passa um tempo entre beijos e caricias até que o telefone da Em toca e ela olha no visor e logo me fala que é a mãe dela e sai do quarto para atender, aproveito e olho meu telefone e vejo que tem três chamadas não atendidas e todas são da minha mãe eu não vou retornar falo com ela quando eu chegar em casa, aposto que ela quer saber onde eu dormi eu realmente preciso ver um local para mim amanhã vou ver com a Han para ver se ela fala com o Caleb para ver se tem apartamento no prédio onde ele conseguiu o apartamento para alugar, no pouco que eu falei com a Hanna ela não falou de outra coisa a não ser de como o Caleb é legal e essas coisas aposto que ela ta caidinha por ele por mais que ela diga que não, mas não demora muito sou despertada dos meus pensamentos quando a Em sobe em minhas costas já que eu estava deitada de bruços na cama e ela logo começa a encher meu pescoço de beijos e eu já começava a me arrepiar, mas eu não podia deixar tomar proporções maiores já que eu tenho que ir para casa.

~Alison: Amor para, eu não posso demorar mais, porque preciso voltar para casa minha mãe já deve estar louca sem saber onde eu dormi. – Mais enquanto eu falo a Em continua distribuindo vários beijos no meu pescoço e quando ela morde o lóbulo da minha orelha aquela pequena mordida já provoca um pequeno pulsar em meu íntimo e logo viro de frente para ela e ela ainda continua em cima de mim, até que ela fala.

~Emily: você tem mesmo que ir, tenho chances de te fazer mudar de ideia amor? Olha que eu posso ser muito convincente. – Ela fala e vai descendo e beijando os meus seios por cima da camiseta que ela me deu para que eu vestisse depois que acordamos.

~Alison: Não faz assim eu realmente preciso ir.

~Emily: Tem certeza que quer que eu pare? Quando ela fala isso vai descendo beijos e mordidas ao longo do meu corpo e vai tirando a minha blusa e nesse momento a minha razão já tinha me abandonado faz tempo, só o que me restava era o desejo de amar a Em até que ela para e eu tenho certeza que ela quer que eu diga para ela continuar.

~Alison: pode continuar Em.- Minha voz saiu como um sussurro carregado de desejo.

~Emily: DiLaurentis sem roupas íntimas eu curti. – Ela de uma forma maliciosa que já foi o suficiente para me deixar mais ofegante e molhada do que eu já estava, quando ela tira a minha camisa e eu fico nua totalmente exposta ali para ela e do nada ela sai de cima de mim confesso que fiquei sem entender um pouco, mas ela logo me puxa para que minhas pernas toquem o chão porém meu corpo ainda se encontra deitado na cama e ela se ajoelha entre minhas pernas e logo me olha com um olhar penetrante e diz.

~Emily: Eu quero sentir seu gosto amor. – Quando ela falou isso eu dei um forte suspiro e quando a Em abocanhou o meu sexo e começou lamber e chupa-lo eu fui as nuvens a sensação foi extraordinária a minha única reação foi levar minhas mãos até a cabeça da Em para que ela fosse mais rápida e ela fazia círculos com a língua dela na minha intimidade não tem com o que comparar essa sensação até que ela ainda com a língua brincando com o meu clitóris ela introduz dois dedos e quando ela faz isso percebo que estou a um segundo do ápice total.

~Alison:   ohhhhh... Em mais rápido eu estou quase lá.... ahhhh. – eu falo entre sussurros e gemidos até que ela para e me olha com uma feição tão maliciosa e amável ao mesmo tempo.

~Emily: Amor goza para mim. – Depois que ela fala ela volta a fazer movimentos com a língua junto com o vai e vem dos dedos dentro de mim e isso foi um impulso que faltava até que perco todo meu controle e gozo na boca da Em, depois que ela suga todo meu liquido ela fica sobre meu corpo e me beija e logo me pergunta.

~Emily: ainda quer ir embora ou eu te convenci a ficar?

~Alison: eu queria ficar amor, mas tenho que voltar para casa.

~Emily: ok DiLaurentis não vou insistir mais. – Ela parece que ficou chateada.

~Alison: Amor para não faz assim, a gente vai se ver hoje à noite no celeiro da Spencer.

~Emily: mais a gente não vai estar sozinhas né Ali.

~Alison: eu realmente preciso ir, mas a gente pode tomar banho antes. – Depois que eu propus fomos para o banheiro e como eu já imaginava a gente não ficou só no banho, porra será que eu vou viciar mesmo em sexo, espero que sim porque fazer amor com a Em foi a melhor coisa que eu já fiz na vida, depois do banho eu me arrumo e me despeço da Em que quase não me deixa sair de lá. Enquanto caminho para casa com sorriso maior que o mundo chego em casa entro e vou caminhando até o meu quarto até que eu escuto minha mãe me chamando.

~Jessica: onde você dormiu mocinha? – Ela me pergunta seria.

~Alison: dormi na casa de uma amiga. – Falo e vou subindo a escada, porque eu não quero mentir para ela mais também não posso contar que eu tou namorando ainda, tenho que esperar os pais da Em voltar para darmos a notícia juntas.

~Jessica: mais sua única amiga é a Hanna na cidade.

~Alison: Não mãe eu fiz novas amizades, acabei dormindo na casa de uma delas porque ficou tarde para voltar para casa.

~Jessica: O Elliot ligou para cá e disse para você ligar de volta. – Porra o que o Elliot quer agora, bom mais eu não vou retorna até porque não vejo motivos para falar com ele.

~Alison: Tá certo mãe depois eu vejo isso, agora vou subir para tomar um banho, mais tarde eu vou sair também mais dessa vez vou dormir na casa da Han ok. – Eu falo e dou um beijo nela e subo para o meu quarto me deito um pouco para descansar até que depois de alguns minutos a Han entra no meu quarto eu realmente fiquei surpresa já que ela nem me ligou para me fala que estava vindo, ela vem até a minha cama e se joga nela e logo fica de frente para mim e logo me olha e fala.

~Hanna: eu vim te chamar para noite das garotas lá no celeiro da Spencer ela me ligou para me chamar hoje e eu confirmei, nós vamos né?

~Alison: eu já sabia eu estava com a Em quando a Aria ligou para chamar ela, vamos sim Han. – Quando eu falo ela me olha com um olhar curioso.

~Hanna: espera e de que horas a Aria ligou para a Emily?

~Alison: acho que umas oito e meia mais ou menos, mas porque o interrogatório?

~Hanna: onde vocês estavam uma hora dessa? – Quando ela me pergunta eu já vejo um olhar malicioso na Han.

~Alison: estávamos na casa dela Han e sim eu dormi lá. – Eu falo de uma vez porque sabia que iria ser a próxima pergunta dela ela logo faz uma carinha surpresa.

~Hanna: Para tudo e me conta, vocês dormiram juntas foi isso?

~Alison: Se quando você diz dormi se refere a ter a melhor noite de amor da minha vida e ainda ser pedida em namoro, então sim nós dormimos juntas.

~Hanna: nossa que discrição em miga cadê os detalhes, como foi a primeira sensação de ter “aquilo na boca e a boca naquilo”. – Ela me fala entre risadas e eu também não contive a risada, não sei como alguém pode ser tão retardada assim e também não sei o que seria da minha vida sem ela.

~Alison: foi a melhor sensação Han foi diferente de tudo que já fiz até agora. – Depois que eu falo a gente fica entre conversas conto para ela que eu e a Em estamos namorando em segredo pelo menos por enquanto, até que ela me diz o que eu já esperava.

~Hanna: Ali eu acho que eu tou afim do Caleb a gente tá se conhecendo mais sabe eu tenho medo de me machucar mais uma vez, o que eu faço?

~Alison: Mana você sabe que estou aqui para tudo e é por isso que vou te dizer, se joga nesse sentimento a gente sabe que não podemos controlar esses tipos de sentimentos e a gente não pode se privar por causa do medo de se machucar e outra coisa se acontecer de você se machucar coisa que eu espero que não aconteça eu vou estar aqui para te ajudar juntar todos os caquinhos e quebrar a cara do Caleb se ele te fazer sofrer.

~Hanna: você está certa mana eu vou tentar espero que ao menos dessa vez eu tenha sorte no amor. – Depois que eu e a Han ficamos conversando sobre assuntos aleatórios, nós almoçamos junto com a minha mãe que do nada quis puxar assunto do Elliot mais eu não estava afim de falar dele e desconversei depois a Han foi para casa e eu fui dormi um pouco já que de ontem para hoje eu não dormi muito combinei com a Han para ela vir me buscar para irmos juntas. Eu acordei um pouco tarde mais deu para me arrumar tranquilamente a Em me ligou para saber se eu iria mesmo e eu confirmei até que a campainha toca e aposto que é a Han, já pego logo a minha bolsa e desço e abraço a Han e vamos direto para o carro e vamos em direção ao celeiro da Spencer e no caminho tive uma impressão de ter visto alguém conhecido no caminho mais logo tirei isso da cabeça, quando chegamos na casa da Spencer, a Aria já estava lá.

~Aria: Achei que vocês não viriam mais a gente já ia começar a festa sem vocês. – Ela fala e vem nos abraçar logo depois a Spencer também vem.

~Hanna: pelo menos vai ter bebida né?

~Spencer: Claro que sim não seria a noite das meninas sem bebida né Ari.

~Aria: realmente não seria apesar que se dependesse da Emily não teria. – Ela fala zoando a cara da Em.

~Alison: Por falar na Emily cadê ela? – Eu pergunto porque não vi ela ainda e já estou com saudades.

~Spencer: Ela está lá traz no celeiro, vamos para lá também. – Enquanto ela fala vamos caminhando para o celeiro e quando eu vejo a Em uma vontade louca de beijar ela vem, mas me mantenho na minha ela vem em minha direção cumprimenta a Han e depois vem até mim.

~Emily: Oi Ali que bom que você veio. – Ela fala e me abraça e eu não queria mais larga-la mais eu tinha que fazer.

~Hanna: E aí Ari vamos fazer o quê? – A Han já parece que é intima das meninas da forma que ela já fica à vontade com elas.

~Aria: vamos pegar as bebidas né e que tal brincarmos de “verdade ou consequências” o que vocês acham? – Depois que ela pergunta todas nós aceitamos, quando pegamos a tequila e começamos a beber todas sentadas em forma de círculo a Aria pega a garrafa e gira e cai para A Spencer perguntar para a Em.

~Spencer: Emily você escolhe “verdade ou consequência”?

~Emily: consequência.

~Aria: o que ta acontecendo com você careta sempre escolhe verdade. – A Aria fala em tom totalmente de zoeira.

~Emily: Fica quieta anã. – Pela primeira vez vejo a Em totalmente descontraída com as amigas e quando ela chama a Aria de anã todas nós demos risadas menos a Aria que começou a xingar a Em fingindo está chateada.

~Spencer: dessa sala escolha alguém que você tem que tirar uma peça de roupa com a boca. – Quando a Spencer falou a em olhou com a cara surpresa para a Spencer.

~Emily: Porra você pegou pesado em. – Ela fala entre risadas.

~Spencer; pesado nada eu apenas estou aquecendo e vê se deixa de mimi e faz logo, quem você escolhe?

~Emily: Ali tudo bem para você se eu fizer o desafio com você? – Quando ela me pergunta eu vejo um olhar malicioso na Em.

~Alison: Tudo tranquilo Em. – Eu falo e me levanto junto com ela e ela coloca a boca na barra da minha blusa e vai levantando com a boca enquanto mantem os olhos nos meus totalmente fixados e eu apenas queria que estivéssemos sozinhas, depois de alguma dificuldade a Em consegue tirar minha blusa e eu fico apenas de sutiã na parte de cima do corpo.

~Spencer: porra que comida com o olhar foi essa de vocês em? eu bem que poderia dizer que vocês estão se pegando se Em não fosse tão careta.

~Alison: Eu posso vestir minha blusa novamente ou tenho que ficar sem. – Falo desconversando.

~Aria: Não, você tem que continuar assim o resto do jogo. – Depois que a Aria fala as meninas giram a garrafa de novo até que cai da Aria para a Hanna e a Han escolheu verdade.

~Aria: Qual a loucura na cama que você não fez ainda mais gostaria de fazer?

~Hanna: Eu ainda não fiz ménage mais eu faria.

~Aria: Com o dois Homens ou um homem e mais uma mulher?

~Hanna: depende muito das minhas opções. – Quando a Han respondeu eu logo fiquei surpresa. Depois a Han girou a garrafa e caiu dela para mim e eu resolvo pedir consequência porque fiquei com medo da pergunta.

~Hanna: a sua consequência é beijar de língua alguém dessa sala. – Quando ela me fala eu olhei com a cara de repreensão para ela até que a Aria fala.

~Aria: Vamos lá DiLaurentis é o jogo.

~Alison: Eu me levanto e vou na direção da Em e dou um beijo nela coisa que eu estava querendo fazer desde que eu cheguei a gente esquece por um momento que não estamos sozinhas e só paramos o beijo quando nos falta o ar.

~Spencer: Porra que beijo foi esse eu até senti um calor agora, não é possível depois que a Emily tirou sua blusa daquele jeito e agora esse beijo, vocês só podem estar se pegando e se não estavam agora estão. – Quando ela fala eu olho para a Em eu logo faço um sinal afirmativo embora a gente quisesse esperar para contar eu acho que ao menos as amigas dela poderiam saber já que a Han já sabia.

~Emily: Bom meninas eu iria contar em outra ocasião mais já que estamos aqui e eu confio em vocês para guardar segredo ao menos por enquanto eu e a Ali estamos namorando. – Enquanto ela fala ela pega na minha mão.

~Spencer: OII? Como assim quanto tempo eu dormi?

~Aria: Parabéns ao casal. – Ela fala e vem nos abraçar.

~Emily: foi tudo muito rápido Spen. Ela fala explicando

~Spencer: eu fico feliz por vocês mais eu não sabia que vocês curtiam meninas.

~Emily: Bom eu realmente não curtia meninas, mas eu me apaixonei pela Ali tão inesperadamente.

~Spencer: sendo assim só desejo toda felicidade do mundo. – Ela fala e vem nos abraçar.

~Spencer: há e é melhor que sobram mais caras para gente né Aria?

~Emily: O Toby já sabe disso kkkk

~Spencer: eita é tem o Toby então sobra mais homem para você Hanna.

~Alison: A Han já está de olho em um.

~Aria: deixa eu adivinhar o nome dele é Caleb?! – Ela fala entre risadas porque já tava bem óbvio pelos snaps que ela tava postando com ele.

~Hanna: Há gente menos, talvez seja ele, mas não quero falar nisso por enquanto. – Depois que ela falou a gente continuou jogando e bebendo e acabamos dormindo no celeiro da Spencer mesmo pois estávamos todas bêbadas.


Notas Finais


Até logo amores ! :)
Se curtirem the originals deem uma olhada na fic da minha best e se não curtirem deem um olhada mesmo assim.
https://spiritfanfics.com/historia/the-originals-a-vida-de-rebekah-mikaelson-7133097


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...