História There is always hope for love- Emison - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Ashley Marin, Caleb Rivers, Dr. Rollins, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Jessica DiLaurentis, Mona Vardewaal, Pam Fields, Toby Cavanaugh, Wayne Fields
Tags Emison, Pretty Little Liars, Romance, Serie
Exibições 136
Palavras 3.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite amores espero que gostem, tá aí mais um Capítulo para vocês!

Capítulo 14 - Aceitação familiar ?!


POV EMILY

Os dias passaram voando e nessas últimas duas semanas aconteceram tantas coisas, eu e a Ali começamos a namorar, a Ali também conseguiu um apartamento no mesmo prédio que a Hanna e já vai se mudar amanhã, meus pais chegam hoje de viajem e eu e a Ali já vamos ter que contar logo para os nossos pais, a Hanna se aproximou muito das minhas amigas assim como a Ali também, no hospital também vai ter algumas mudanças um residente chefe novo que vem de transferência de Los Angeles para Rosewood eu realmente não sei o que as pessoas veem em deixar Los Angeles para vir para cá, mas realmente eu espero que ele seja legal, esses dias eu e a Ali almoçamos quase todos os dias lá na empresa dela, infelizmente tive que topar com a Mona várias vezes sem contar que ela quase pegou eu e a Ali se beijando aposto que ela ficou um pouco desconfiada, mais isso é o de menos e acabei que nem falei para a Ali que eu e ela já fomos amigas eu não achei necessário contar, eu e a Ali resolvemos falar com nossos pais amanhã em um jantar na minha casa, as meninas não pararam de me  zoar desde que souberam que eu estava namorando com a Ali, mas era um zoeira saudável, hoje nem vai ter como buscar meus pais no aeroporto já que o voo deles chega daqui a pouco e eu já estou aqui no hospital na sala dos internos até que uma homem novo até que ele é bonito, daí ele caminha até o centro da sala e fala.

~XXX: Bom dia pessoal meu nome é Elliot Rollins eu sou o novo residente chefe de vocês e espero que possamos nos dar bem nessa estadia minha aqui e que possamos aprender o máximo de coisas possíveis juntos. – Quando ele fala me parece ser legal.

~Dr.Rollins: Agora eu preciso de alguém para me ajudar em alguns casos que acabei de pegar, algum voluntario? – Nesse momento algumas pessoas levantaram a mão, mas ele logo aponta para mim.

~Dr.Rollins: Senhorita? – Ele aponta para mim enquanto pergunta.

~Emily: Fields, Emily Fields.

~Dr.Rollins: Você me acompanha hoje para me ajudar. – Como assim dentre todos ele tinha logo que me escolher. Depois de um dia exaustivo eu vou para casa e quando chego logo encontro os meus pais que me contam como foi toda viagem e me perguntaram como foi tudo por aqui sem eles por perto eu logo falo que foi super tranquilo e logo digo que tenho algo para contar para eles mais só vou poder contar amanhã em um jantar, já que eu só vou poder contar junto com a Ali, eles ficaram um pouco curiosos mais eu não contei nada e depois de um tempo subi para o meu quarto tomei um banho e fui me deitar até que o meu telefone toca e vejo que é Ali e apesar do cansaço eu atendo com a maior disposição possível.

LIGAÇÃO ON

~Alison: oi amor, como foi o seu dia a gente nem se falou hoje eu já estava com saudades.

~Emily: Oi meu amor, infelizmente o dia foi puxado hoje e não tive muito tempo livre hoje desculpa não ter ligado, também estava morrendo de saudades.

~Alison: seus pais chegaram bem?

~Emily: sim, chegaram bem por falar neles tudo certo para falarmos com eles e sua mãe amanhã à noite?

~Alison: por mim tudo certo, não sei qual vai ser a reação deles mais eu não vejo a hora de poder andar de mãos dadas e te beijar na frente de todos.

~Emily: Eu também amor. – Depois de alguns minutos conversando eu me despeço da Ali porque realmente estou exausta, amanhã vamos contar para os nossos pais pela parte da noite já que pela tarde eu vou ajudar a Ali na mudança dela aproveitando que estou de folga amanhã, depois que caio no sono só acordo no outro dia com o meu telefone tocando e vejo que é mensagem da Ali falando que já está de mudança  e eu logo mandei mensagem para ela dizendo que eu estou indo para ajudar, faço minha higiene matinal me arrumo e desço e logo falo para minha mãe que  vou sair mais não demoro até por causa do nosso jantar ela insistiu que eu dissesse quem viria para o jantar mais falei que era surpresa então só falei que seriam duas pessoas depois de alguns minutos eu saio em direção ao novo apartamento da Alison, lá o porteiro liga para o apartamento dela e ela manda eu subi, quando subo me deparo com a bagunça de caixas espalhadas por todo apartamento.

~Emily: foi daqui que pediram ajuda. – Eu falo para chamar atenção dela que estava toda concentrada.

~Alison: se for a ajuda da melhor namorada do mundo foi sim. – Ela vem até mim e me abraça e depois damos aquele famoso beijo de tirar o folego.

~Emily: Quanta caixa em, trouxe a casa da sua mãe inteira? – Eu falo em tom de brincadeira.

~Alison: Claro que não né, casa nova coisas novas né, mas e aí você vai só ficar me olhando ou vai me ajudar porque eu quero terminar isso aqui o mais rápido possível, pois hoje mesmo já vou dormir por aqui e caso minha namorada se interesse bem que ela podia me fazer companhia na minha primeira noite na minha nova casa o que você acha? – Ela me fala com um tom bem manhoso e tentador.

~Emily: Eu acho que ela vai amar inaugurar a sua cama nova, mas vamos focar em arrumar as coisas depois vemos isso de eu vir dormir aqui. – Falo e dou um selinho nela e depois de algumas horas terminamos de arrumar tudo e eu vou para minha casa já que daqui a pouco tem o jantar com a Ali e a mãe dela, cheguei em casa e o jantar já estava quase pronto e então eu subi para me arrumar até que depois de pronta eu desço e vou até cozinha onde os meus pais estão.

~Wayne: Uau você está linda filha.

~Pam: realmente você está impecável filha.

~Emily: Vocês são os pais mais babões que alguém pode ter, amo vocês. – Falo e vou ao encontro dos dois para um abraço triplo, assim que nos abraçamos a campainha toca e minha pulsação logo acelera qual será a reação deles, eu vou abrir a porta e logo vejo a Ali que está linda em um vestido cinza colado no corpo que realça os seios dela e logo vejo a mãe dela que me olha com uma expressão diferente do que das outras vezes, eu apenas senti uma sensação estranha, elas me cumprimentam e logo peço que elas entrem eu e a Ali ficamos apenas nas trocas de olhares, até que a minha mãe vem até a sala.

~Pam: Catherine esse suspense todo só para dizer que as visitas eram a Alison e a Jessica.

~Jessica: Você não sabia que era a gente que vinha Pam?

~Emison: a gente quis guarda segredo porque é por um motivo especial. -  Eu e a Ali falamos em um tom explicativo, depois que falamos elas ficaram conversando e eu e a Ali apenas mantemos o olhar uma na outra sem presta a mínima atenção na conversa delas, por um segundo era apenas nos duas.

~Pam: Então vamos jantar pessoal. – Minha mãe fala nos despertando do nosso transe, caminhamos todos para a mesa e sentamos todos e quanto conversávamos, até que eu sei que chegou o momento para falar o que temos para falar.

~Emily: Bom mãe, pai e Jessica eu e a Alison precisamos fazer um comunicado a vocês.

~Wayne: Falo logo filha. – Ele me fala e todos olham para mim e para a Ali que aposto está tão nervosa quanto eu.

~Jessica: Ué o que vocês duas tem para nos contar que merece esse suspense todo? – Ela fala com um tom um pouco curioso e olha fixamente para a Ali que nem tá olhando para ela porque tá mantendo o olhar fixo no meu para mim encorajar.

~Emily: Espero que vocês ao menos tentem entender. Bom desde criança todos nós somos educados e aprendemos que o certo é que temos que viver de acordos dos padrões porque eles são corretos, mas nada sobre sentimento é algo concreto e o que temos que aprender é que não importa se a gente vai seguir os padrões ou não o que realmente no final vai importa é se somos felizes ou não independente de gênero ou coisas do tipo o que temos que saber é que quando se trata do coração ou melhor quando se trata de amor simplesmente não podemos controlar apenas podemos optar por sermos felizes, mas felizes de verdade sem se prender a rótulos, daí é que vem a notícia eu realmente estou apaixonada e me sinto muito feliz e completa agora e a grande motivação da minha felicidade é a Alison e nós estamos namorando. – Enquanto eu falo vejo o olhar dos meus pais totalmente paralisados sem esboçar reação alguma e vejo também a reação da mãe da Ali que é de fúria ou algo do tipo, eu nem sei como tive coragem de falar tudo assim daí vem a questão que desde que eu conheci a Ali eu tenho deixado os sentimentos me guiarem e isso é muito bom.

~Alison: Eu também estou apaixonada pela Em e esse sentimento que nós estamos sentindo uma pela outra é tão sublime e verdadeiro então por favor tentem entender. – A Ali fala tentando quebrar o silêncio constrangedor que ficou depois que eu falei.

~Jessica: que brincadeira de mal gosto é essa? – Eu vejo no olhar da mãe da Ali toda a raiva que ela esta sentindo naquele momento

~Alison: Mãe não é nenhuma brincadeira.

~Wayne: Desde quando você é lésbica Emily?

~Emily: pai é como eu te falei eu não quero mais me por rótulos apenas quero ser feliz.

~Jessica: Não, Alison isso não existe e todos os planos que eu tenho para você, você simplesmente vai joga-los no lixo por causa de uma experiência homossexual, porque você sabe que você não é lésbica, você não pode ser eu não permito. – Ela fala com um tom um pouco de fúria, misturado com decepção.

 ~Alison: Isso mesmo mãe a senhora está certa você tinha seus planos para mim, mas no fundo é isso que eles são, somente seus por que eu tenho que seguir os planos que façam eu me sentir feliz, seja lá com quem independente se for homem ou mulher, a vida é uma só e foi feita para ser vivida e para ser feliz e eu apenas esperava receber o apoio da minha mãe, mas já vi que isso vai ser impossível.

~Emily: Calma Ali.

~Jessica: eu não aceito isso Alison, você não é lésbica é apenas má influência dessa daí, bem que me avisaram que não seria boa coisa você andando com essa qualquer. – Ela fala com um tom mais rude e aponta para mim.

~Alison: não fala assim com a Em mãe. – A Ali tenta me defender, porém eu não quero ela brigando com a mãe dela por minha causa.

~Jessica: Eu falo do jeito que eu bem quiser, ela é a culpada de tudo por isso você está se mudando ela virou sua cabeça, você não presta Emily. – Ela fala entre gritos e eu apenas fico calada não quero piorar as coisas.

~Pam: Jessica cala a boca você não tem o direito de xingar a minha filha, não vou deixar você fazer isso não na minha frente, será que podemos conversar como pessoas civilizadas. – Minha mãe que tinha se mantido calada até agora resolveu falar e me defender da mãe da Ali.

~Jessica: Então você apoia essa pouca vergonha Pam? Agora já sei de onde sua filha puxou.

~Pam: a gente tem que pensar primeiramente na felicidade delas eu também estou em choque, porém quero tentar entender tudo.

~Jessica: eu não fico aqui mais um segundo e você vem comigo Alison. – Ela fala e se levanta e vai em direção a Ali e logo puxa ela pelo braço mais a Ali logo fala.

~Alison: Mãe eu não vou com a senhora me desculpa mais essa é minha vida e eu tenho que saber fazer minhas próprias escolhas e eu escolhi ficar do lado da Em, eu realmente espero que a senhora possa me entender e me aceitar. – Ela fala enquanto derrama algumas lágrimas.

~Jessica: você vai se arrepender Alison, mas já que você quer ficar aí, pode ficar mais eu não aguento ficar embaixo do mesmo teto que essa sapatão. – Quando ela fala não vou mentir machucou, ela simplesmente pega sua bolsa e sai e bate a porta com a maior força possível eu realmente não esperava uma recepção com flores mais não esperava que a mãe da Ali fosse tão preconceituosa, depois que ela foi embora ficamos em um silêncio absurdo até que o meu pai fala.

~Wayne: filha você sabe queremos sua felicidade e apenas fomos pegos de surpresa só precisamos de tempo para digerir as informações né Pam? – Meu pai fala em tom apaziguador.

~Pam: é, apenas nos dê um tempo para processar toda essas informações, acho que a Jessica também precisa de um tempo para digerir tudo porque fomos pegos de surpresa. – Depois que minha falou jantamos ainda em silêncio as vezes eu puxava um assunto ou outro mais foi um jantar muito silencioso.

POV ALISON

Os pais da Em reagiram muito melhor que a minha mãe, aposto que desapontei muito a minha mãe, mas se ela quer a minha felicidade ela vai ter que entender que a minha felicidade é estar do lado da Em, depois que a Em e eu terminamos de conversar com os pais dela ela falou para os pais dela que iria dormir na casa da Spencer e subiu para pegar as coisas já que ela iria trabalhar logo cedinho amanhã, então eu fiquei na sala com os pais dela.

~Wayne: Alison eu só queria dizer que você é bem-vinda a família porque se a Emily acha que a felicidade dela é você eu apoio a minha filha por que independente de qualquer coisa o que importa é a felicidade dela.

~Alison: obrigado esse apoio que o senhor está nos dando é muito importante seria muito bom se a minha mãe também pensasse assim.

~Wayne: Alison me chame apenas de Wayne e der um tempo a sua mãe vai entender.

~Pam: é Alison der um tempo para que ela absorva essas notícias, tudo vai ficar bem.

~Alison: assim eu espero...

~Emily: Vamos amor. – Ela me fala e eu fico surpresa por ela me chamar de amor na frente dos pais dela, assim como aposto que os pais dela também.

~Alison: Vamos sim. – Enquanto eu falo ela foi até os pais dela e deu um beijo nos dois e eu depois me despedi deles e fomos em direção ao meu carro.

~Alison: você quer que eu te der carona até a casa da Spencer?

~Emily: Não precisa amor.

~Alison: tem certeza.

~Emily: tenho sim, eu não estou indo para casa da Spencer não, eu estou indo para a casa da minha namorada já que ela me convidou para dormir com ela na primeira noite na casa nova dela. – Ela fala de uma forma tão fofa enquanto entramos no carro.

~Alison: Mulher de sorte essa viu. – falo da mesma forma que ela falou anteriormente.

~Emily: não mais que eu, porque eu tenho a namorada mais perfeita possível. – Quando ela fala isso o meu coração derrete todo eu esqueço até a tristeza que eu estava sentindo pela reação da minha mãe.

~Alison: Mais amor você falou para os seus pais que iria estar na casa da Spencer e se eles ligarem para ela?

~Emily: relaxa amor eu avisei a Spen que se eles ligarem era para dizer que eu já estava dormindo, eu só não falei que iria dormir na sua casa porque achei que isso já seria muito para eles digerirem em uma noite só.

~Alison: É você está certa amor. – Falo dirigindo em direção ao meu apartamento, quando chegamos lá, a Em me chama para tomar banho para relaxarmos e irmos nos deitar, tomamos banho entre caricias e beijos nada mais que isso, sei lá eu acho que eu não estava no clima, depois de nos trocarmos a gente se deitou a Em logo me puxou para mais perto dela e eu logo deitei no peito dela ficamos assim um certo tempo até que ela resolve quebrar o silencio.

~Emily: amor como você está?

~Alison: Eu realmente estou triste amor, não esperava tal reação da minha mãe, não sabia que ela era tão preconceituosa, ela deveria ficar feliz por eu estar feliz, não deveria importar tanto se eu estou com um homem ou uma mulher, acho que isso é o pior da sociedade porque eles querem te impor o que você deve ser ou o de quem você deve gostar e de onde eu realmente esperava receber apoio, esse apoio não veio. – Falo enquanto me permito chorar um pouco e fico feliz pela Em estar comigo nesse momento.

~Alison: pelo menos os seus pais não me xingaram ou nos julgaram, desculpa pelas coisas que a minha mãe te falou, não queria que você tivesse que escutar aquilo.

~Emily: as coisas vão para o seu devido lugar, apenas der espaço para sua mãe pensar sobre, se para mim quando percebi que estava gostando de você não foi fácil aceitar imagina para eles, o mais importante de tudo isso é que não estamos sozinhas, temos uma a outra. – Ela me fala e eu me sinto tão segura ali nos braços da Em.

~Alison: Amor obrigada por ter vindo dormir aqui comigo eu realmente estava precisando de colo e se você não estivesse aqui eu iria me sentir completamente sozinha e sei que seria horrível, mais com você aqui me sinto segura e sinto que tudo vai dá certo, por que tenho você ao meu lado, te amo Em!

~Emily: Também te amo Ali, eu sempre vou estar aqui. – Depois que ela falou ficamos um pouco em silêncio até que o sono nos vence e dormimos assim abraçadas.


Notas Finais


Até logo amores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...