História There is no love without suffering. - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Castiel, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Leigh, Lysandre, Rosalya
Tags Amor Doce, Castiel
Exibições 79
Palavras 2.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá amores, espero que gostem
Boa leitura 😘
Desculpem qualquer erro 💜

Capítulo 16 - Final de semana


Fanfic / Fanfiction There is no love without suffering. - Capítulo 16 - Final de semana

Uma semana depois. 

Minha suspensão já tinha terminado, o pai da Ambre fez um B.O contra mim que não deu em nada. Meu relacionamento como Castiel melhorou muito, e ele está fazendo shows noturnos em alguns lugares da cidade. Faltavam dois dias pra nossa viajem e ainda não sabia onde deixar a isa. E o Alexy está ficando com o Dylan. 

Domingo 

Acordei e isa ainda dormia, peguei meu celular pra ver as horas. Desbloqueei,  eram 9:30, tinha uma mensagem do Castiel. "Vou passar na sua casa 11:00 horas pra gente almoçar com meus pai."

Não repondi,  me levantei arrumei a cama e fui pro banheiro fazer minha higiene matinal, vesti um short jeans de cor clara desfiado e uma blusa da Adidas cinza. 

Desci até a cozinha, peguei uma caneca e coloquei leite com toddy. Subi de novo pro quarto e fiquei na cama vendo TV enquanto tomava minha bebida. Depois de algumas horas isa acordou com fome, peguei ela do berço e fomos até a cozinha, Rosa já tinha acordado e estava tomando café. 

Juliana: - Bom dia.  - Disse abrindo a geladeira com a isa no colo. 

Rosa: - Bom dia.  - Disse enfiando um pedaço de pão na boca. 

Juliana: - Cadê o Legh? 

Rosa: - Ta dormindo ainda.

Juliana: - A noite de ontem foi boa em.  - Sorri de lado e a mesma corou.

Rosa: - Você não tem vergonha de falar isso perto da Isa?  

Juliana: - Ela ainda não entende.  - Disse saindo da cozinha.

Deitei a isa no sofá e coloquei a mamadeira em sua boca, liguei a TV e ficamos assistindo desenho animado. 

Rosa: - Vou almoça na casa do Legh hoje tá bom. 

Juliana: - Ok. 

Eu e isa ficamos a manhã toda vendo desenho animado e brincando. Antes do Castiel chegar dei um banho nela e coloquei uma saia preta com uma camisa.

Quando deu 11:00 desci até a rua pra esperá-lo,  em pouco tempo ele chegou com o carro de seu pai. Coloquei a isa no banco de trás com o sinto e sentei na frente. 

Castiel: - Oi meu amor. - Ele se inclinou me dando um selinho. - Oi meu outro amor.  - Disse virando pra trás e pegando o pé esquerdo da Isa.

Ele girou a chave do carro e saímos. 

Castiel: - Ju o hotel fazenda é segunda onde você vai deixar a isa? - Ele falava sem tirar os olhos da direção. 

Juliana: - Acho que não vou. 

Castiel: - Deixa a isa com meus pais, eles iam adorar fica com ela. - Ele sorriu e olhou rápido pra mim. 

Juliana: - Não sei, não quero me aproveitar dos seus pais e eu nunca fiquei longe da Isa.

Castiel: - Pensa que vai ser como uma lua de mel entre a gente. - Ele sorriu. - Vamos meu amor, a gente conversa com eles e você sabe que eles vão cuidar bem da Isa.

Juliana: - Ta bom Castiel.  Mais eu vou ficar com tanta saudade do meu bebê. - Disse virando pra trás para vê-la. 

Chegamos na casa do Castiel, ele guardou o carro na garagem e entramos na casa, seu pai e sua mãe estavam sentados na sala nos esperando. 

Valérie: - Oi querida. - Ela se levantou pra me cumprimentar. - Nossa como a isabela cresceu. 

Juliana: - Ela tá grandona. 

Jean: - Olá Juliana.  - Ele sorriu pra mim.

Valérie: - Vamos pra cozinha que o almoço já está pronto. - Ela pegou a isa no colo e saiu. 

Fomos pra cozinha e nos sentamos,  a mesa estava linda. Valérie fez gestão de dar comida pra Isa. Eu me sentei do lado do Castiel, Jean má ponta e Valérie de frente pra nós dois com a isa no colo.

Castiel: - Mãe, vamos ter um passeio na escola de dois dias e a ju não tem onde deixar a isa, você não se importa se ficar com ela? - Fiquei super vermelha quando ele disse isso e dei uma cotovelada em sua costela.

Valérie: - Claro que posso ficar com ela. A isa é um amor. - Ela disse com um sorriso enorme nos lábios. 

Juliana: - Muito obrigada senhora Valérie. 

Terminamos o almoço e os pais do Castiel não desgrudavam da Isa,  agora entendo essa melação toda do Castiel com ela. 

Castiel: - Hoje é você que lava a louça. - Ele disse sorrindo. 

Juliana: - Por quê?  - Disse olhando pra ele sem entender. 

Castiel: - Na sua casa eu que tive que lavar agora é sua vez.

Juliana: - É justo.  - Me levantei da mesa.

Castiel: - Não precisa há há, é brincadeira. - Ele segurou minha mão. 

Juliana: - Faço questão, pode se levantar que você vai me ajudar. - O puchei. 

Lavamos a louça enquanto Valérie e Jean olhavam a isa. Eu lavei e castiel guardou. 

Juliana: - Terminamos. - Disse o abracando e selando nossos lábios. 

Castiel: - Ufa né, tô cansado. - Ele me olhou maliciosamente. 

Juliana: - Também estou.  - Sorri como resposta. 

Castiel: - Vamos lá pro quarto? - Assenti e ele me puxou. 

Subimos pro quarto e castiel se jogou na cama me puxando pra cima dele. Fiquei deitada encima de sua barriga sentindo sua respiração subir e descer. 

Castiel: - A gente tem que estreia esse quarto. 

Juliana: - Um dia quem sabe. - Sorri meio com vergonha. - Me fala um pouco de você. 

Castiel: - O que você quer saber? 

Juliana: - Não sei, fala as coisas sobre sua vida. 

Castiel: - Bom, meu nome é Castiel Collins, tenho 18 anos repeti duas vezes, tenho a namorada mais linda do mundo e uma filha mais linda ainda. 

Juliana: - Sem graça, tô falando de você antes da gente se conhece. As meninas que você namorou, quando perdeu sua virgindade, se você fuma essas coisas.

Castiel: - Nossa até a virgindade?  - Concordei com a cabeça e sorri. - Ta bom, eu costumava a ficar com várias meninas, namorei só uma vez fora você e não foi nada bom, dei meu primeiro beijo com 9 anos e perdi minha virgindade com 13, fumo as vezes. Depois de você e a isa minha paixão é a música, toco desde pequeno e como sabe meu sonho é ser músico. Agora você. 

Juliana: - Eu também ficava com vários meninos até conhecer o pai da Isa, namoramos por um tempo até que engravidei, ele foi meu primeiro namorado. Meu primeiro beijo foi com 13 anos e a virgindade com 15, também fumo as vezes, eu tenho vontade de fazer uma faculdade de arquitetura porque adoro desenhar e criar a isa bem. 

Castiel: - Não sabia que você desenha.

Juliana: - Ninguém sabe. Por que seu namoro não foi bom? 

Castiel: - Eu não gosto de falar nisso.

Juliana: - É passo Castiel,  acho sue mereço saber não acha? 

Castiel: - Ta bom, eu conheci ela na minha infância e sempre fui apaixonado por ela, quando entrei na adolescência começamos a namorar, todos me diziam que ela não prestava e que ela mé traia mas eu nunca acreditei, sempre achei que era inveja. Até o dia em que eu vi. - Fiquei quieta digerindo tudo o que ele me falava. - Até que vi ela me traindo com o representante. 

Juliana: - NATHANIEL? - Castiel concordo, vi que ele não estava avontade falando sobre ela. - Desculpa por te força a falar dela. - Beijei seus lábios. 

Castiel: - Um dia você ia saber mesmo. Hoje os meninos vão ensaia aqui, fica pra ver a gente toca? 

Juliana: - Eles não vão achar ruim? 

Castiel: - Não,  a íris vai vim com o Lys também. 

Juliana: - Íris e Lys? - Perguntei surpresa.

Castiel: - Eles estão namorando, você não sabia? 

Juliana: - Esqueceu que faz 1 semana que não vou pra escola? 

Castiel: - Verdade. - Ele sorriu.

Ficamos mais um tempo conversando até alguém bater na porta, eu me levantei e abri. 

Valérie: - Ju a isa pegou no sono. - Ela estendeu o braço pra eu pegá-la.

Juliana: - Ta bom, obrigada. - Sorri pra ela. 

Valérie: - Castiel vou passar a noite fora com seu pai, se comporte em.

Castiel: - Vão no motel né.  - Ele riu sozinho. 

Valérie: - Sem graça você. Tchau, juízo. - Ela saiu e fechou a porta. 

Coloquei a isa na cama ao lado do Castiel. 

Juliana: - Que horas vai ser o ensaio? 

Castiel: - Umas 19:00 horas, por que? 

Juliana: - Nada não.  - Me inclinei e selei nossos lábios. 

Castiel: - Seus beijos me deixa louco sabia.  - Ele se afastou sorrindo.

Juliana: - Bom saber. - Sorri e voltei a beijá-lo. - Ele me puxou pra cima dele com cuidado pra não acordar a isa. Passou a mão pela minha bunda a apertando contra seu membro quase ereto. - Aqui não. - Sai de cima dele sorrindo. 

Castiel: - Você me maltrata. - Ele fez uma carinha triste. - Tô com fome e você? 

Juliana: - Um pouco,  vai lá fazer algo pra gente comer. - Disse o empurrando de leve. 

Castiel: - Você vai comigo? 

Juliana: - Não dá,  alguém tem que olhar a isa. 

Castiel: - Ta bom.  - Ele me deu um beijo rápido e saiu do quarto. 

Nos ficamos o resto do dia deitados assistindo desenho animado, um pouco antes dos meninos da banda chegar isa acordou e Castiel ficou brincando com ela. 

Quando deu 19:00 horas os meninos da banda chegaram,  Castiel me apresentou a um por que já conhecia o Lys. James era o baterista, Lys o vocalista e Castiel guitarrista, Lys trouxe a Íris e James sua namorada, Sarah.

As meninas amaram a isa, era a primeira vez que Íris a via então ficou toda boba, o ensaio acabou mais ou menos 22:00 horas, ficamos um tempo conversando até que todos decidiram ir embora. 

Juliana: - Castiel ta na hora de ir embora. - Ele me olhou com uma carinha triste. 

Castiel: - Dorme aqui hoje? 

Juliana: - Não dá, tenho que arruma as coisas pra gente ir amanhã. 

Castiel: - Você vai deixar eu dormi aqui em casa sozinho. - Ele fez uma carinha que me fez rir.

Juliana: - Arruma suas coisas e dorme lá em casa. - Dei um olhar malicioso pra ele.

Castiel: - Ta bom, você me ajuda? 

Juliana: - Ajudo vamos.  - Eu Castiel e isa subimos até o quarto. 

Arrumamos suas malas e fomos para o carro, entramos e eu fui no banco de trás porque isa já estava dormindo. Chegando em casa Castiel guardou o carro ao lado do carro do Legh. Ele desceu e abriu a porta pra mim, sai com a isa no colo e entrei em casa,  Rosa e Legh estavam deitados no sofá da  sala agarradinhos dormindo.

Eu e Castiel subimos pro quarto sem fazer barulho, coloquei a isa no berço e Castiel tirou a camisa se jogando na minha cama, enquanto ele assistia um filme que estava passando fui arrumar minhas malas.  Depois de alguns minutos terminei. 

Juliana: - Vem tomar banho comigo? - Disse subindo encima dele passando as unhas pela sua barriga. 

Castiel: - Não vai me chamar de Ariel dessa vez? - Ele sorriu de lado.

Juliana: - Se eu falar você vai? - Ele balanço a cabeça negando. - Então vamos vai. - Disse puxando seu braço. 

Castiel: - Ta bom. - Ele se levantou e foi atrás de mim pro banheiro. 

Ele fechou a porta mas não trancou, me encostou na parede e começou a beijar minha boca tirando minha camiseta, desceu até o pescoço. O afastei de mim e ele me olhou assustado, tirei meu short e o encostei na parede, beijei sua boca passado minha unhas sobre suas costas, passei pra barriga e desci até seu membro, peguei por cima da calça e pude sentir ele já ereto.

Mordi meus lábios e baixei sua calça junto da cueca, peguei em seu membro com uma das mãos, a outra coloquei em sua nuca e aprofundei nosso beijo. 

Ele me pegou no colo e me colocou encima da pia, tirou meu sutiã e desceu sua boca até meus seios, eu soltava pequenos gemidos,  aquilo estava me dando muito prazer. Depois dos meus seios ele olhou nos meus olhos e sorriu, não entendi nada até ouvi o barulho da minha calcinha sendo rasgada. 

Juliana: - Ta me devendo duas.  - Disse em meio aos beijos, ele riu e continuou. 

Ele me pegou no colo de novo e entramos no box,  fiquei de pé e senti seu membro super ereto entre minhas pernas, abri o registro e a água morna caia sobre nós dois,  coloquei uma das minha pernas em sua cintura pra facilitar a entrada de seu membro em mim. 

Ele me penetrou bem rápido,  como se estivesse desejando aquilo a bastante tempo. Ele dava estocadas bem rápidas e profundas,  mal consegui segurar meus gemidos. 

Depois de algumas estocadas nessa posição ele saiu de dentro de mim e me virou de costas,  me encostou na parede e abriu minhas pernas, ele tentava enfia seu membro em mim de novo mais eu desviava brincando com ele. 

Castiel: - Ajuda amor. - Ele disse quase num sussurro. 

O ajudei a por seu membro dentro de volta e suas estocadas estavam muito profundas, senti seu membro quase bater em meu útero, depois de um tempo naquela posição senti minhas pernas ficarem bambas e sabia que iria ter um orgasmo. 

Juliana: - Castiel... Estou quase lá. - Disse em meio aos meus gemidos. 

Castiel: - Eu também...  - Ele disse em meu ouvido me fazendo arrepiar. 

Ele tirou seu membro de mim e gozou no chão. Eu me virei e o abracei já não conseguia ficar de pé, meu corpo ainda tinha alguns espasmos. 

Castiel: - Você é fraquinha. - Ele disse rindo e beijando minha cabeça. 

Depois do banho me joguei na cama e ele fez o mesmo. Me deitei em seu braço e o mesmo me faz cafune até eu pegar no sono.


Continua.... 















Notas Finais


Roupa da ju
https://goo.gl/images/7LuitK

Roupa da Isa
https://goo.gl/images/ENAa8Q

Espero que tenham gostado
Qualquer sugestão é bem vinda 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...