História There is no love without suffering. - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Castiel, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Leigh, Lysandre, Rosalya
Tags Amor Doce, Castiel
Exibições 51
Palavras 1.874
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capítulo pra vocês meus amores, espero muito que gostem.
Boa leitura 😘
Desculpem qualquer erro 💜

Capítulo 18 - É o meu sensor de puta querida.


Fanfic / Fanfiction There is no love without suffering. - Capítulo 18 - É o meu sensor de puta querida.

....ficamos até tarde na piscina

Quando estava quase dando 18:00 horas a monitora pediu pra que voltássemos ao dormitório e nos arrumasse pra um luau que iria ter na floresta. 

Fui com Rosa e íris pro dormitório e todas as meninas já estavam lá se arrumando, tômei um banho e fui até minhas coisas enrolada na toalha. 

Juliana: - QUE PORRA É ESSA?! - Disse pegando as peças de roupa da minha cama, estavam todas rasgadas.

Rosa: - O que foi amiga? - Ela disse assustada, na verdade todas as meninas estavam com meus gritos. 

Juliana: - NÃO TA VENDO ROSA.  - Disse mostrando minhas roupa.

Íris: - Nossa, quem pode ter feito isso? - Ela disse colocando a mão na boca. 

Juliana: - Eu sei bem quem fez isso. - Olhei pra Ambre e suas amiguinhas rindo da minha cara. Sai em direção a elas pra tirar satisfação.

Rosa: - Amiga se controla,  você já bateu nela e não adiantou, relaxa. Coloca uma roupa minha e depois resolvemos isso. - Ela disse entrando na minha frente e segurando em meus ombros. 

Juliana: - Essa vagabunda me paga. - Fechei meus punhos e voltei minha atenção pra Rosa. 

Íris: - Se precisar te empresto minhas roupas ju. 

Violett: - Eu também. 

Juliana: - Muito obrigada meninas.

Vesti uma regata branca da Íris que serviu perfeitamente, um short preto da Rosalya que ficou meio apertado más coube e uma sapatilha minha mesma. Até que tinha ficado bom, deixei meu cabelo solto e não passei maquiagem. 

Terminamos de nós arrumar 20:00 horas mais ou menos e a monitora nos levou onde seria o luau. Era no começo da mata e tinha uma fogueira bem grande, todos os alunos estavam sentados em volta, assim como os alunos de outras escolas. Tinha algumas bebidas alcoólicas, coisa que achei estranha já que era passeio de escola más tudo bem.

Rosa se sentou do lado do Alexy e íris com Lys, já eu fiquei procurando pelo Castiel e o vi encostado em uma árvore com alguém do seu lado. Fui em direção a eles.

Juliana: - Castiel. - Ele se virou e vi que estava conversando com uma menina que eu não conhecia. 

Castiel: - Oi ju. - Ele passou a mão na nuca e eu fiquei encarando a quela menina. 

Juliana: - Que falta de educação não vai me apresentar sua amiguinha? - Disse com irônia. 

Castiel: - Ju está aqui é a Debrah, uma amiga do passado. - Ele disse sem graça. 

Juliana: - Oi, sou a namorada dele. - Dei um sorriso de lado. 

Debrah: - Olá, sou a ex dele.  - Ela me estendeu a mão e eu peguei. 

Meu sangue estava fervendo naquela situação, minha vontade era de voar no pescoço do Castiel, por que ele tá falando com a ex e escondidos assim.

Juliana: - Então essa é a tal que ficou com o Nath .  - Dei ênfase no Nath

Castiel e Debrah me olharam surpresos. E um silêncio reinou. 

Juliana: - Então Debrah o que você e meu namorado se é que posso ainda chamá-lo assim, estão fazendo aqui escondidos de todos? 

Debrah: - Tecnicamente não estamos escondidos por que pra minha infelicidade você apareceu. 

Juliana: - É o meu sensor de puta queridinha. - Ela me fuzilou com os olhos. - Já que eu estou atrapalhando o casalsinho vou deixá-los a sós. - Disse me virando e Castiel segura meu braço. 

Castiel: - Ju espera. - Me soltei de suas mãos com raiva.

Juliana: - Mais tarde a gente conversa. 

Sai os deixando lá, estava morrendo de raiva. Fui até a fogueira e me sentei ao lado da Rosa.

Rosa: - O que acontece amiga? Tá assim por causa da Ambre? 

Juliana: - É sim Rosa. - Não queria falar do Castiel e sua ex. 

Rosa: - Não fica assim por causa daquela vadia amiga. - Ela me deu um abraço forte. 

Juliana: - Ta bom amiga. - Sorri de lado.

Logo depois deu vim pra fogueira Castiel veio más sem a Debrah. Ele se sentou ao lado do Lys e eu não olhei pra ele nem uma vez. Percebi alguns meninos de outra escola conversando e olhando para mim e pra Rosa já que éramos quase as únicas meninas sozinhas. 

Juliana: - Rosa aqueles meninos estão olhando pra você. - Disse em seu ouvido. 

Rosa: - Não só pra mim né. - Rimos.

Ficamos conversando sobre os gatinhos da outra escola até que eles se levantam e vem em nossa direção. Meu coração acelerou nessa hora e eu só conseguia pensar em como o Castiel reagiria.

Gatinho: - Oi, qual o nome das damas? 

Rosa: - Rosalya e ju.  - Disse apontando pra mim. - E o seus?

Gatinho: - Miguel e Arthur. - Ele apontou pro companheiro que não parava de me secar. - Podemos nos sentar com vocês? 

Castiel: - Não pode não. - Ele apareceu do nada.

Miguel: - E você é o cão de guarda delas? 

Castiel: - Sou o namorado da ju.

Arthur: - Que namorado é esse que deixa a própria mina sozinha, linda do jeito que é se fosse minha namorada eu nunca a deixaria sozinha. - Ele sentou do meu lado e pegou no meu cabelo. 

Castiel: - Juliana sai de perto dele. - Ele pegou no meu braço com força me fazendo levanta. 

Juliana: - Sai fora meu, você é louco?  - Fiz gestos apontando pra minha cabeça. - Pra começa você não é meu pai pra me pega assim, segundo volta lá pra sua ex!  - Ele não disse nada, franziu a testa e saiu pisando forte.  

Arthur: - Desculpa, não sabia que você namorava. - Ele levantou e colocou a mão no meu cabelo. 

Rosa: - Amiga como assim ex? 

Juliana: - Debrah. - Apenas disse isso e ela entendeu. 

Miguel: - Tem uma Debrah na nossa escola, ela é a maior puta será que é a mesma? 

Rosa: - Se é puta pode ter certeza que é. - Eles riram. 

Arthur: - Você tá pensando no seu namorado? - Assenti com a cabeça. - Não vai atrás dele não, você é linda, faça ele vir atrás de você. 

Juliana: - Fácil falar né. - Sorri de lado e me sentei de novo.

Arthur: - Eu terminei um namoro a pouco tempo também, sei como é. - Ele se sentou do meu lado. 

Juliana: - Sinto muito. 

Ficamos conversando um bom tempo, não estava mais pensando no Castiel. Arthur era bem legal, ele morava numa cidade um pouco longe com um nome difícil, tinha 19 anos, era inteligente más não um nerd como Nath, era um YouTuber e tinha bastante seguidores. Seus cabelos eram castanhos e os olhos da mesma cor, sua pele era branca.

Rosa e Miguel também ficaram conversando a noite toda,  estava muito divertido até Castiel volta. 

Castiel: - Você vai mesmo preferi ficar com um carinha que você nem conhece ju?  

Juliana: - Castiel o que houve com você?  - Perguntei me aproximando dele. - Ele parecia bêbado e drogado ao mesmo tempo. 

Castiel: - Agora você se importa? 

Juliana: - Cala boca.  - Sai de lá e peguei em seu braço o arrastando. - Até amanhã gente vou cuidar desse bebê aqui. - Sorri pra eles sem mostrar os dentes. 

Sai puxando Castiel até a cachoeira onde tomamos banho mais cedo, lá era o único lugar que não tinha ninguém. Deixei ele sentado na pedra e fiquei de pé com os braços cruzados o encarando. 

Juliana: - Não tem vergonha de aparecer nessa situação? - Estava com bastante raiva dele. 

Castiel: - Desculpa amor. - Sua voz estava rouca,ele nem sabia o que dizia. 

Juliana: - Desculpa o CARALHO. Fala agora o que você estava fazendo com a puta da sua ex atrás da árvore. - Peguei em seu rosto com uma mão, apertando suas bochechas fazendo o mesmo me olhar. 

Castiel: - Não aconteceu nada te juro. - Respirei fundo. 

Juliana: - Não foi essa a pergunta senhor Collins. 

Castiel: - Ta bom,  eu tava sentado te esperando junto com os outros meninos até que ela veio por trás e tampou meu olho, na hora pensei que fosse você, me levantei e olhei era a Debrah, fiquei surpreso em vê-la. Ela me chamou pra conversar e eu fui pra ver o que ela queria então ela me agarrou.

Juliana: - Puta que pariu Castiel. Como você desse tamanho deixa uma menina te agarrar?  Você gostou? Você tá zoando né?  Caralho não acredito numa coisa dessa! - Estava falando super rápido de tanta raiva. Ele olhou pros meus olhos e não respondeu. - Castiel responde!!!

Castiel: - Ela foi minha primeira namorada ju, senti falta dela. - Sem me controla dei um tapa em sua cara. 

Juliana: - Quer saber Castiel, me esquece. Esquece de mim da Isa e nunca mais aparece na nossa vida. 

Castiel: - JULIANA, para, é você quem eu amo. - Ele segurou meu pulso com um pouco de força. 

Juliana: - Você só acha que ama. Acho que você deve volta pra sua Debrah já que ela foi seu primeiro amor. 

Castiel: - Não ju. Eu só quero você. 

Juliana: - Você beijou ela. - Estava chorando de raiva. 

Castiel: - Não foi por que eu quis. 

Juliana: - Quando um não que dois não faz Castiel. Me deixa, não quero conversar com você e se você falar mais alguma coisa só vai piorar a situação. 

Castiel: - De verdade me desculpa. - Seus olhos estavam cheios de lágrimas más eu não me importei. 

Sai em direção ao dormitório, todos tinham se recolhido e já estava quase amanhecendo, fiquei mal por deixar o Castiel lá jogado sem ajudá-lo, sei que estou brava com ele más eu o amo e não aguento vê-lo na quela situação. Dei meia volta e fui até a cachoeira. 

Castiel estava jogado no chão, meu coração se apertou. Fui até ele o levantei. 

Juliana: - Castiel. 

Castiel: - Desculpa ju. - Ele falava com os olhos fechados. 

Juliana: - Quando você melhorar a gente conversa, agora vem vou te ajuda. - O ajudei a levanta e coloquei seu braço em meu ombro. 

Saímos caminhando até o dormitório masculino.

Juliana: - Consegue entrar sozinho

Castiel: - Sim, já estou bem. - Ele disse se soltando de mim e tentando ficar de pé sozinho se escorando na parede. 

Juliana: - Por que você fez isso Castiel?  - Meus olhos se encheram de lágrimas e minha garganta de fechou. 

Castiel: - Ju eu estou arrependido, não tive a intenção de te trair. Eu amo você e a Isabela, não quero me afastar de vocês. 

Juliana: - Ta bom Castiel, entra toma um banho e tenta dormi, depois a gente conversa. - Tentei mudar de assunto. 

Castiel: - Ta bom, tchau. - Ele veio me beijar más eu desviei. 

Juliana: - Tchau.  - Sai em direção ao meu dormitório. 

Entrei sem fazer barulho, todas as meninas estavam dormindo. Fui na pontinha dos pés até a cama da Ambre e ela dormia profundamente até roncava. Hora perfeita pra uma vingança. 

Fui até o banheiro e peguei um creme dental, voltei até sua cama e passei o creme pelo seu rosto, fazendo bigode, barba, sobrancelha. Confesso que ficou muito engraçado, tirei uma foto e fui pra minha cama, me deitei e adormeci. 


Continua...


Notas Finais


Roupa da ju
https://goo.gl/images/AhkuYq

Espero que tenham gostado
Qualquer sugestão é bem vinda Bjos 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...