História They Don't Know About Us - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Harry!bottom, Harry!sentric, Larry, Larry Stylinson, Liam Payne, Lirry, Lirry Stayne, Louis Tomlinson, Narry, Narry Storan, Niall Horan, One Direction, Sadomasoquismo, Zarry, Zarry Stylik, Zayn Malik, Zianourry
Visualizações 271
Palavras 2.574
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu tentei demorar um pouco mais, mas não poderia deixar de postar o último capítulo dessa história. É, está na reta final aqui e eu vou sentir muita saudade de vocês :(

Desculpem os erros e boa leitura!

Capítulo 18 - Não reclama Chegou a hora!


 

Anteriormente em T.D.K.A.U...

— Rapazes, algo muito grave aconteceu com Harry!

— O que foi?? — Liam se aproximou apreensivo. — Fala!!

— Ele corre um grave risco de vida.

 

Agora...


    — Nos diga exatamente o que aconteceu com ele — Zayn falou chegando perto de Liam, que se encontrava ao lado do médico.

    — Bom, é que ele... Não tem nada! — Luke falou e começou a gargalhar na frente dos meninos, que o encarava mortalmente. — Serio, vocês tinham que ver a cara de vocês, foi hilário!

    — Eu posso matar ele? — Louis perguntou com os dentes trincados.

    — Eu posso ser contra a violência, mas eu totalmente aprovo isso — Niall falou e cruzou os braços.
    — Calma aí gente foi só uma brincadeirinha! — Luke levantou as mãos em rendimento e começou a andar para traz quando Louis chegou mais perto. — Certo, ele teve uma queda de pressão e acabou desmaiando, ou seja se me matarem ele não terá chance de viver porque eu sou o único médico disponível — dava para ver que nessa parte ele mentia, mas parece que deu certo.

    — Eu não entendo como você tem tanta sorte mas saiba que ela acabará em breve. Agora nós vamos entrar nessa sala e é bom que você não nos interrompa — Liam empurrou a porta a sua frente e entrou na sala, acompanhado pelos outros, deixando o médico do lado de fora no corredor agradecendo aos deuses por ter saído bem dessa.

                                                              ————L.L.N.Z & H————

    — Pode falar porque nos reuniu aqui? — Anne perguntou a Harry, que havia chamado todos na sala para dar a grande notícia. Estavam sentados nos estofados espalhados pelo cômodo, menos Harry que se encontrava em pé, em frente aos outros.
    
— Bom, pesso que fiquem calmos, é sobre os bebês mas eles estão bem — Harry suspirou e contou até dez mentalmente. — É que não são gêmeos.

    — Aquele médico mentiu para nós? Porque ele falou que tinham duas crianças nessa barriga! Não é possível que seja apenas um — Zayn parecia irritado.

    — Bom, o médico não teve culpa porque não dava para ver direito e tem razão, não tem apenas uma criança na minha barriga.

    — Mas querido, você disse que não eram gêmeos, então quantos são? —  Anne já temia a resposta. — Não se preocupe, estaremos todos ao seu lado.

    — É... são quíntuplos — Harry falou de uma vez e uma série de tosses e engasgos se instalou no cômodo.

    — Quíntuplos? Tipo... cinco bebês? — Louis perguntou, ainda não acreditado.

    — É, cinco bebês e eu também fiquei surpreso tá? Tanto que acabei desmaiando. Mas de acordo com o Dr. Luke, está tudo bem com eles.

    — Harry, como é que cabem cinco crianças na sua barriga? — Niall perguntou com os olhos arregalados.

    — Eu não sei, deve ser porque não são crianças Niall, são bebês e mesmo que não tenham perguntado, eu sei o sexo deles.

    — Conta logo, são todos meninos ou todas meninas?

    — De acordo com o médico, são três meninos e duas meninas.

    — Ótimo, assim podemos escolher vários nomes do tipo, Pedro, José e Maria — Zayn falou e todos olharam para ele — O quê?

    — Nem pensar, eu já escolhi os nomes dos bebês — Harry falou e sentou-se perto de Niall.

    — Mas nós não concordamos querido — Anne queria escolher um nome para um dos bebês.

    — Quem tá carregando aqui sou eu e quem vai parir sou eu, então eu escolho os nomes e pronto! E se reclamar eu coloco o nome deles em forma de números!

    — Ninguém tá reclamando né Anne? Pode falar querido — Louis sorriu forçado.

    — Cuidado com os nomes exagerado e com... — Liam começou mas Niall tapou a boca dele.

    — Ele não falou nada, pode falar os nomes.

    — Certo, como serão três meninos, seus nomes serão: Aleksander, Jonathan e Nathaniel e quanto as meninas eu pensei em: Mellanie e Mellody... o que acharam?

Anne estava viajando e achava que sua escolha seria mais bonita, Liam tava procurando os significados dos nomes no celular, Louis tava pensando em nada específico e nem sabia nomes mais apropriados, Niall assentia de minuto em minuto e negava quando pensava em algo sem foco e quanto a Zayn achou a escolha de nomes muito difíceis de se pronunciar e ainda preferia os que escolheu, mas ninguém ousaria reclamar.   

     — Adorei Harry, são muito... bons! — Niall falou sorrindo, mesmo não tendo idéia do que falou.

    — Eu sei que acharam bem diferentes mas fala serio! O Zayn queria um nome simples que quase todo mudo tem, e eu não tô afim de saber a opinião de vocês para nomes que vai por mim... acho que seria pior. Então como eu amo quando as pessoas tem nomes diferentes, esses estão ótimos e tenham uma boa noite!

Harry subiu as escadas e trancou a porta do quarto, deixando os outros na sala, ainda com a boca aberta.

    — Bom... eu gostei dos nomes... alguém mais gostou? — Louis perguntou.

    — É, são bem... criativos e comuns, embora alguns são quase inusáveis... essa palavra existe? — Anne parecia confusa.

    — Eu achei da hora! Mas ainda prefiro os meus e é por isso que irei tratar desse assunto com ele — Zayn falou e subiu as escadas, entrando no mesmo quarto que o Harry entrou.

    — Como eu falei, eu gostei dos nomes e também porque não tinha nenhum em mente — Niall falou sorrindo.

Alguns segundos depois e já estavam escutando barulhos de coisas caindo no andar de cima e gritos vindo do cacheado.

    — Será esses nomes mesmo e vá pro inferno seu filho de uma...

    — Acho melhor eu ir lá em cima antes que Harry acabe matando o Zayn, né? — Anne levantou sem esperar a confirmação dos outros e foi até o quarto onde encontrou Harry jogando jarros contra a porta do banheiro onde provavelmente Zayn se encontrava.

Já no andar de baixo...
Louis tinha esquecido esse assunto e achou melhor não reclamar de nada, Niall estava comendo ao lado de Liam e bom, Liam ainda estava olhando para o celular.

    — Será que Harry olhou o significado dos nomes dos bebês?

    — Liam, esquece isso que é melhor — Niall falou.

    — É, o Zayn já tá se ferrando lá em cima — Louis falou e foi até a cozinha. Enquanto isso Harry descia as escadas.

    — Não tem como! Vocês sabiam que Mellody significa melodia? — Liam parecia irritado.

    — Eu não acredito que você também tá reclamando, tá querendo que eu troque o nome dela e a chame de número 7? — Harry apareceu em sua frente, colocando as mãos na cintura. — Não reclama não que eu coloco!

    — Não Harry, eu estava brincando Mellody tá ótimo, tô até sentindo a melodia! — Liam tratou de se explicar.

    — Ah bom, assim eu espero.

                                                                    ———L.L.N.Z & H———

Tava uma correria dentro daquela casa, o Harry tinha acabado de completar nove meses de gravidez e os meninos achavam que ele iria dar a luz a qualquer momento, tanto que estavam correndo para pegar as roupas das crianças e de Harry para arrumarem as bolsas. Niall e Zayn estavam pintando um dos quartos e Anne estava com eles, ajudando a arrumar os cinco berços que tinha no cômodo, assim como os brinquedos e os armários.

Liam e Louis estavam encarregados das roupas e Harry estava sentado na cama de olho para ver se estavam fazendo a coisa certa.

    — Vocês não estão esquecendo de nada não?

    — Acho que não... Ah, o absorvente!

    — Não Liam! Isso é da minha mãe, esqueceu que o parto não é normal?

    — Desculpa, É que eu tô desesperado! — Harry levantou e beijou Liam, o que fez o mesmo ficar mais calmo.

    — Não se preocupe, vai dar tudo certo.

    — Hey! E eu não ganho beijo? — Louis reclamou.

    — Calma, tem Harry pra todo mundo! — e ele beijou Louis que adorou o presente.

                                                              ———L.L.N.Z & H———

Eram exatamente seis horas da tarde e os meninos estavam assistindo TV, enquanto Anne terminava de fazer a janta.

    — Pronto, hora de comer!

Todos foram até a cozinha e sentaram-se em seus lugares em frente a mesa posta. Depois de servidos, começaram a comer e iniciaram uma conversa animada, que não durou muito tempo.

    — Ai! Isso dói — Harry se queixou de dor na barriga e os outros já estavam perto dele.

    — Já vai nascer! Peguem as bolsas, Harry deixe eu te ajudar a levantar — Zayn segurou o braço dele.
    — Me deixem! — Harry gritou.

    — Querido, o que você está sentindo são contrações, é só o começo e logo fica mais forte. É melhor irmos ao hospital antes que piore — Anne falou preocupada.

    — Eu sei, mas eu ainda não terminei de comer e vocês estão me atrapalhando! — Anne foi guardar as comidas que tinham sobrado e os meninos correram para pegar as bolsas e para arrumar o Jipe que conseguiram. — Pronto, agora podemos ir!

Liam segurou em um braço de Harry e Niall segurou no outro e seguiram lentamente até o Jipe, que estava na garagem em frente ao portão que já estava aberto. Zayn correu para o banco do motorista, Anne sentou ao seu lado, no banco do carona e os outros estavam atrás. Eles haviam alugado o Jipe  para caber todos e as bolsas e tava dando certo.

Zayn se apressou e começou a dirigir até a rua, o portão da garagem fechou automaticamente e Anne teve que descer do Automóvel para trancar a casa. O caminho até o hospital não foi silencioso, Harry reclamava que estava com dor e que o banco do Jipe era duro demais e que não devia ter comido macarrão porque tava com enjoo. Liam segurava uma bolsa vazia na frente dele para quando ele sentisse vontade de vomitar. Niall acariciava a barriga do mais novo enquanto conversava com os bebês dizendo para eles terem paciência porque já tavam chegando.

    — Niall você deveria tá me confortando e não os bebês!

    — Desculpa. Calma, já estamos chegando.

Zayn buzinava a cada segundo para os carros saírem de sua frente e gritava com os motoristas e quanto a Louis gritava com alguém pelo celular ou seja, tava uma zona e Anne estava roendo as unhas apreensiva.

    — Eu não quero saber de nada! É para agora... Mas ele tá sentindo muitas dores!... Você acha que eu não sei disso?... Se você não dê um jeito até daqui a alguns minutos eu vou te matar, tá escutando?!... Ótimo! — e Louis desligou o celular. — Pronto, conseguir, já tem uma maca, enfermeiros e um médico especialista esperando por nós.

    — É bom mesmo porque eu me recuso a esperar mais tempo, minha barriga tá doendo e eu não sei se é por causa do que eu comi ou é por que meus bebês querem nascer mas... ANDA LOGO ZAYN!!

    — Eu tô tentando!... Vai, sai daí sua lesma! — ele buzinava a cada segundo. — Precisamos ir ao médico sua anta!

Depois de mais buzinas e gritos e Harry perdendo a paciência, chegaram em fim ao hospital. Quase que não conseguiram tirar o mais novo do carro por causa do peso dele, e o mesmo se recusava a colocar o pé no chão porque ele achava que não ia conseguir andar. Uns homens vestidos de azul chegaram até o carro com uma maca branca e ajudaram Harry a deitar-se na mesma, o que o fez reclamar novamente porque a mesma estava dura.

As pessoas que estavam na recepção acharam a cena um tanto engraçada: Um homem grávido em cima de uma maca, prestes a dar a luz, quatro homens e uma mulher atrás parecendo loucos desesperados e uma enfermeira que tentava acompanhar eles com uma caderneta na mão gritando que só o pai podia entrar na sala e que ele teria que assinar.

Já dentro da sala onde ia se realizar o parto, foi que conseguiram se acalmar, todos foram postos para fora da sala e deixaram Harry sozinho com o médico e com alguns enfermeiros que preparavam tudo.

    — Agora sim, eu preciso que o pai assine o nome nesse papel e que vista essas roupas e só aí poderá entrar na sala — a enfermeira falou tentando acalmar a respiração.

    — Todos nós somos o pai dos bebês.

    — Ah... não entendi.

    — Acontece que todos nós tivemos relações sexuais com Harry no mesmo dia e fizemos isso várias vezes, ou seja, todos nós somos os pais desses bebês  — Louis explicou.

    — Oh... certo, assinem aqui por favor e depois vistam as roupas necessárias.

Depois que esse procedimento acabou, lá estavam eles, ao lado de Harry, assistindo todo o trabalho com lágrimas nos olhos. Anne via tudo pelo vidro do lado de fora da sala e não parava de chorar. Logo o primeiro choro foi ouvido e o bebê foi enrolado em um manto azul e foi entregue a Niall que o segurou nos braços. Logo o segundo choro foi ouvido e o bebê foi passado para Liam, também com um manto azul. O terceiro foi entregue a Louis com um manto rosa e o quarto foi entregue a Zayn, também com uma manta rosa. O último bebê demorou para chorar mas quando aconteceu foi enrolado em um manto azul e entregue nos braços de Harry. Foram todos aplaudidos pelos lindos filhos que nasceram vivos e com certeza vão ficar para a história.
   
                                                             ———H.L.L.N.Z & A.J.N.M.M———

    — Vocês sabiam que o Aleksander tem olhos de cores diferentes? — Niall perguntou, colocando o bebê de olhos azul e verde no berço.

    — Não acredito que percebeu agora Niall! — Harry deu um tapa nele e colocou Mellanie, que tinha olhos azuis em seu berço.

    — É que ele é meio burrinho, né Jonathan? — Louis falou com o bebê de olhos castanhos enquanto o colocava em seu berço.

    — Vocês ficam brigando por nada eu em! — Liam balançou a cabeça e colocou Nathaniel no berço, o mesmo tinha olhos azuis.

    — Deixa, eles estão brincando — Zayn colocou a menina de olhos verdes em seu berço, Mellody era seu nome.

    — Bom, eles estão dormindo e agora vamos lá para baixo porque não quero acordá-los tão cedo! — Harry falou e os outros concordaram e deixaram o quarto.

Seria um longo dia, um logo mês e um longo ano para eles. Teriam virado praticamente celebridades na cidade, quase era impossível um homem engravidar e ainda mais se ele tiver quíntuplos. Todos os dias recebiam visitas de pessoas que gostavam de passar o dia com eles e ajudavam a cuidar das crianças. Também ganhavam presentes quase todos os dias e isso estava sendo uma experiência ótima para os cinco e também para Anne que acabou virando amiga das mães dos meninos e bom... seria mentira se dissesse que ela não tava ficando com elas, mas aí já é uma outra história!

Esse foi mais um romance... romance? Serio mesmo? Deixa pra lá. E essa foi mais uma história contada, de cinco jovens que viveram suas vidas e que descobriram que ser pais muito jovens não era tão difícil e até que tavam levando jeito com essa tarefa.

"Então, você gostou de passar essa temporada com a gente? Até porque ninguém sabia sobre nós, só você está sabendo agora, o que te torna uma pessoa especial para todos. Não é qualquer pessoa que conta seus segredos e você teve essa experiência de não apenas saber o nosso segredo, mas de ter presenciado cada momento e ter estado neles durante todo o ano. Agradecemos a todos. They Don't Know About Us Fica por aqui, Beijos e até quem sabe a próxima!"

— Vocês acabaram de presenciar o final dessa história e receberam o adeus de um dos personagens, mas esperem... terá segunda temporada? Olha só não será apenas um filme, será uma série! Vamos aguardar ansiosos! Eu sou Jake Bass e esse foi o final, fiquem agora com o jornal, beijos!! — Aplausos e gritos.
 


Notas Finais


Foi isso, espero que tenham gostado e que eu possa trazer mais histórias desse gênero (Zianourry) para vocês! Quero agradecer a todos pelo apoio, pelos favoritos, pelos comentários e quero agradecer também aos que só leram. Sem vocês nada disso teria acontecido e eu estou muuuuito feliz de estar aqui e eu sei que já é muito tarde para isso mas estamos fazendo um trailer para essa história e quando tiver pronto eu aviso e também tem a praylist de músicas que eu escutava enquanto escrevia essa história. Eu sei que é muito tarde para isso mas não precisam ver se não quiserem. Mais uma vez obrigada de coração e que Deus esteja com todos vocês!

Beijos e abraços de sua Mell!

:) :) :) :) :* :* :* :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...