História They Don't Know About Us - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Harry!bottom, Larry, Larry Stylinson, Liam Payne, Lirry, Lirry Stayne, Louis Tomlinson, Narry, Narry Storan, Niall Horan, One Direction, Sadomasoquismo, Zarry, Zarry Stylik, Zayn Malik, Zianourry
Exibições 182
Palavras 2.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi oi oi galerinha!!! Chegou a hora! Vamos juntos rumo ao epílogo!! Certo, só terá mais um ou dois capítulos e é isso, espero que gostem.

Desculpem os erros e boa leitura!

Capítulo 18 - Chapter - Revelações


 

Abri os olhos lentamente, percebi que ainda estava no hospital, só porque ao meu redor só tinha coisas brancas. Fiz uma careta quando o médico pervertido chegou perto de mim, ele tinha um sorriso enorme no rosto, qual é o problema dele? Será que ele não se lembra que eu sou uma aberração e que estou gerando um bebê dentro de mim?
    - Harry, querido, como se sente? - ele sentou ao meu lado, na cama. - Tem que saber isso é completamente normal, você teve apenas um surto por causa da emoção que sentiu - não, eu tive foi pavor mesmo.
    - Ah, que bom eu achei que tivesse tido um derrame ou coisa do tipo - zombei, ele me lançou um sorriso perverso.
    - Claro que isso não seria má ideia, assim nós poderiamos ficar mais tempo juntos não acha? - esse cara é maluco ou algo do tipo? Eu tenho certeza que ele saiu do manicômio porque não é passível!
    - Érr... onde estão meus namorados, doutor? - achei melhor mudar de asunto.
    - Não sei, fiquei aqui o tempo todo, logo depois que você desmaiou eu retirei a sua roupa e te vesti com uma para pacientes - ele fez oquê?! - São as normas do hospital - e aposto que você se aproveitou disso né?
    - Bom, poderia chamá-los? Eu queria contar a novidade para eles - certo, vamos soltar a bomba.
    - Eu acho que isso é um assunto para contar quando estiverem em casa não acha? Sabe, longe do público, onde possa ficar mais a vontade - tá aí uma coisa que ele falou que eu concordo. - E eu andei pesquisando algumas coisas a respeito e descobrir que é quase nula a quantidade de homens que podem engravidar, mas não é impossível. Isso acontece quando se têm muitos hormônios, não quer dizer que tenha um óvulo, é meio engraçado isso, as mulheres que tem muitos hormônios também podem engravidar sem precisar de um parceiro, entende? - não! - É por isso que esses casos são bem complicados, você tem que ficar de repouso e tem que comer bastante, não pode pegar peso ou se esforçar.

- Tá, acho que entendi algumas coisas, agora eu posso ir embora?
    - Pode sim, só que antes eu queria dizer que, o tamanho de sua barriga está um pouco elevada, considerando que está grávido de um mês. Não sabemos qual é o sexo do bebês ainda, mas será possível saber depois dos quatro meses de gestação. A cada duas semanas você terá que vir ao médico para fazer alguns ultrassons, entenda, gravidez masculina é muito arriscada e pelo tamanho de sua barriga, pode ter uma possibilidade de que sejam dois bebês, gêmeos - ouvir isso foi como levar um tapa da cara.
    - Você pode, por favor, parar de dar essas notícias desastrosas?  Sério, eu não estou preparado mentalmente para ter um filho, ainda mais sendo dois! 
    - Eu entendo perfeitamente, mas você tem que se manter calmo, qualquer coisa pode ser muito arriscado.
    - Tudo bem, eu tenho que ir agora, tenho que contar essa "novidade" para minha mãe e para meus namorados.
    - Tá bom, como quiser.
Vesti minhas roupas novamente e saí da sala, encontrando os meninos no corredor. Niall e Louis estavam jogados no chão, enquanto Liam e Zayn estavam em pé, encostados na parete e com uma cara emburrada.
    - Cheguei e podem ficar quietos, eu não irei responder perguntas agora, vamos agora para a casa de minha mãe porque eu tenho que falar uma coisa com ela. Depois eu conto a vocês - falei, o que os fez ficar de boca aberta. Quem se importa?
Eles não falaram nada, apenas me seguiram quando fui até o elevador. Estranhei, esse comportamento não era nomal, estava esperando uma bronca ou coisa parecida, mas acho que eles estavam preocupados.
Logo depois que entramos no carro, Niall começou a dirigir até a casa de minha mãe, assim com eu havia pedido. Estou preocupado, qual será a reação dela? será que irá receber bem essa notícia? Espero que sim, pois eu não irei retirar esse bebê, e até mesmo se os meus namorados não me aceitarem desse jeito, eu irei embora! Simples assim. Não demorou mais que uma hora, logo já estávamos na porta da casa de dona Anne, tempo que para mim passou voando. É Harry, arque com sua consequências. Pra quê eu fui ter bipolaridade? Agora eu posso colocar a vida dessas crianças em risco! Tudo por causa desse problema, tomara que não venha mais uma crise.
    - Querido! - minha mãe abriu a porta e me abraçou. - Como você está? 
    - Estou bem, mãe - retribuí o abraço. - Eu tenho que te contar uma coisa muito seria - seu sorriso sumiu, do mesmo modo que apareceu, rápido.
    - Certo, pode entrar - ela deu passagem e viu o carro parado no acostamento. - São seus amigos?
    - É mãe, eu pedi que eles esperassem no carro até eu te contar.
    - Eles irão esperar? Então quer dizer que você não ficar?
    - Eu vou voltar mãe, mas apenas me escuta, tá bom? - ela asentiu e entrou dentro de casa, a segui e logo tranquei a porta. É, se prepare Harry.
Sentamos em um dos sofás que tinha na sala e eu a encarei, deu para ver que ela estava preocupada.
    - Então, o que é que você quer me dizer?
    - Bom, foi um choque para mim quando eu fiquei sabendo, então não fique desesperada, por favor.
    - Tudo bem filho, eu estarei aqui para o que precisar - foi muito bom ouvir isso, fiquei mais calmo.
    - Bom, eu descobrir que... eu estou grávido, mãe! - ela pareceu chocada, mas logo tratou de se acalmar, como eu havia pedido. - E eu entendo que isso parece mentira mais...
    - Eu já sabia - ela falou e suspirou. Agora quem ficou chocado foi eu... como assim ela sabia? Eu não havia contado para ninguém! - Não, eu não sabia que você estava grávido, eu sabia que você poderia engravidar algum dia, só não sabia que seria tão rápido.
    - Sabia que eu podia engravidar? E porque você não me contou antes? - agora eu estava irritado, eu poderia evitar isso se soubesse.
    - Querido, entenda, você já tem esse problema de bipolaridade, eu não queria te incomodar com isso também. Quando você era pequeno, o médico me avisou que você podia engravidar, na época eu me assustei mas comecei a me acostumar, até porque eu pensei que se você gostasse de garotas isso nunca ocorreria, mas você nunca gostou de garotas, o que eu poderia fazer?
    - Você poderia ter contado antes! Eu não sabia que isso era possível e agora estou grávido!
    - Filho, mesmo se eu te contasse, não iria adiantar de nada! Você esquece das coisas, lembra? Do que adiantaria se eu contasse para logo depois você esquecer? Me desculpe mais eu não sabia que você iria ter relações sexuais tão cedo - suspirei, ela tinha razão. 
    - Nem eu mãe, mas por conta dessa crise que eu tive, não pude me controlar e bem... foi o que aconteceu - suspirei, ao menos ela não me julgou.
    - Agora me responda uma coisa... quem é o pai dessa criança? - sabe que eu não tinha pensado nisso?
    - Eu, meio que... tive relações com todos os cinco - passei a mão no cabelo, é claro que eu estava envergonhado, quem não ficaria? Era a minha mãe alí!
    - Com os cinco? Mas você não sabe quem foi o último? Contando de quanto meses você está e com a última vez, talvez consiga saber.
    - Mãe, eu transei com eles, todos no mesmo dia, e até com dois de uma só vez, então desculpe mas esses bebês são filhos de todos - consegui falar sem ter vergonha, mas claro, sem olhar em seus olhos.
    - Esses? Não é apenas um bebê?
    - Não, o médico disse que eu estou de um mês e que minha barriga está um pouco grande para esse período, então é provável que sejam gêmeos - espera aí, mesmo que sejam dois bebês não era pra tá mostrando barriga! Deixa pra lá. Vi um sorriso nascendo em seus lábios.
    - Eu sempre soube que algum dia você seria um ótimo pai para os seus filhos, não importa se casasse com um homem ou com uma mulher, eu sabia que seria um ótimo pai. Eu realmente não esperava que fosse tão cedo e com cinco caras,  mas eu estou tão orgulhosa de você - ela me deu um abraço que eu retribuí com todo gosto.  
    - Eu te amo mãe, e obrigado por me apoiar. Eu só não acho que serei um bom pai por causa de meus comportamentos bizarros, mas ao menos eu terei pessoas ao meu lado que podem cuidar de meus filhos.
    - Querido, você vai sim conseguir cuidar deles e eu ficarei mais que feliz em ver meus netos crecerem.
     - Tá, agora eu tenho que ir, ainda tenho que contar a quatro pais que não sabem que vão ser pais, então, eu voltarei mais rápido do que imagina.
    - Eu acho melhor que todos morem em um mesmo lugar, assim não ficamos preocupados e vamos conseguir ficar perto de você vinte e quatro horas por dia, se precisar estaremos lá, não sei se sabe mais gravidez masculina é muito arriscada e agora os riscos almentam por serem dois.
    - O médico me falou isso também e eu achei ótimo isso que a senhora falou, vou falar com os meninos, se eles aceitarem a mim e as crianças viremos morar aqui, agora, se eles não aceitarem eu virei morar aqui.
    - Eles serão ótimos pais também, parecem serem boas pessoas e eu aposto que eles te amam e que não irão te deixar em um momento tão delicado como esse. 
    - Obrigado mãe, eu fiquei muito feliz por vir falar primeiramente com a senhora. Tchau!
    - Tchau filho, se cuida!
Saí de casa e entrei novamente no carro. Logo Niall dirigiu até a "nossa" casa. Agora terei que falar para eles e eu te confesso que não estou muito seguro em relação a aceitação deles mas vamos torcer para que não me abandonem nesse momento.
Depois que chegamos em casa, eu caminhei até a cozinha e tomei um copo de água. Teria que ter muita calma de agora em diante, agora terei que comer por três pessoas, é agora que irei virar um botijão!
Retornei até a sala e os meninos estavam sentados no sofá, olhando para nada específico. Fique na frente deles e os vi ficarem preocupado de imediato.
    - Não se preocupem, não é nada grave, pelo menos não para mim - parece que tirei um peso de suas costas pela expressão em seus rostos. - É o seguinte, não irei ficar enrolado. Eu estou grávido! - confesso que esperava outra reação vinda deles, mas essa era mais que bem vinda. Parecia que eles foram para outro mundo e depois voltaram, olhavam para mim piscando lentamente e com a boca levemente aberta. Pareciam estar admirando uma obra de arte. - Então, não vão falar nada?
    - Eu... estou tentando assimilar essa informação, me dá um segundo - foi Louis quem falou, ainda no mundo da lua.
    - Como assim você está grávido? Isso não pode ser possível porque homens não engravidam - Liam parecia meio em choque.
    - Liam, você acha que eu iria brincar com uma coisa dessas? - Niall levantou do sofá e ficou de joelhos na minha frente, colocando a cabeça na minha barriga. Eu realmente acharia fofo se não fosse a cena que se seguiu.
    - Ei, você aí dentro! - ele falava entre sussurros, dando pequenas batidinhas com a mão em minha barriga. - Você é um filhote de algum alienígena? - logo depois ele ficou em pé e segurou em meus ombros. - Harry, querido, pode nos contar, você foi abduzido por aliens?
    - Você está ficando louco? Porque existem milhares de coisas para se perguntar nesse momento e você me vem com uma idiotice dessas? Caiam na real! - me afastei dele e ergui as mãos. - Vocês não vêem que eu estou mais gordo? Você mesmo falou isso Niall e até você Louis! Eu simplesmente sou um dos poucos homens que conseguem engravidar e não, eu não sabia disso até uma hora atrás então não venham me julgar porque senão irão ouvir umas poucas e boas!
    - Calma Harry, ninguém aqui tá reclamando, isso é só muito estranho - amém, ao menos Zayn conseguiu compreender, eu acho.
    - E tem mais, minha barriga tá muito grande por ser um mês, então o médico supôs que são dois, provavelmente gêmeos. Ainda achei estranho porque não era pra mostrar barriga ainda mas isso não importa agora.
    - Certo, você está grávido e não vamos te rejeitar por causa disso, até porque o filho é meu então é isso - Louis falou se exibindo.    
    - Como assim é seu filho? É claro que ele terá a minha cara quando nascer, ou sejá é meu filho - Liam estava brigando por causa disso? Realmente isso é imprecionante.
    - Gente! Eu não sei se lembram mas eu transei com todos vocês, ou seja o filho é dos quatro então irão nascer com o gene de vocês, ou podem nascer esquisitos. Não sei, mas agora temos que ir morar na casa da minha mãe, ela falou que temos que ficar todos juntos nesse momento delicado.
    - Ele tem razão, não precisamos brigar por causa disso não é? Então vamos logo arrumar nossas coisas! - Niall como sempre sendo um amor de pessoa.
 

É Harry, os pais de seus filhos serão muito carinhosos com você agora, o que significa que eu poderei aprontar muuito!
 

Me aguardem!


Notas Finais


Então é isso, espero que tenham gostado.
Ah, já que estamos no final dessa história, vamos nos conhecer?
Bom, qual o nome de vocês? Quantos anos vocês tem e qual o preferido de vocês na 1D?
Chega né? Se você se considerar uma verdadeira Directioner irá responder essas perguntas.
Bom, meu nome é Rayanne, mas me chamam de Ray ou Anne ou Mell e etc. Tenho 16 anos (rumo aos 17) e meu favorito é o Harry!!! Beijos e respondam e não esqueçam de dar a opinião sobre o capítulo. Amo vocês :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...