História They Don't Know About Us.- Jortini - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jorge Blanco, Lodovica Comello, Martina Stoessel, Mercedes Lambre, Peter Lanzani, Ruggero Pasquarelli, Violetta
Personagens León Vargas, Violetta Castillo
Tags Jorge Blanco, Jortini, Leon, Leonetta, Martina Stoessel, Violetta
Exibições 214
Palavras 1.220
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


2/5
Boa leitura

Capítulo 29 - Ela roubou meu coração.


Fanfic / Fanfiction They Don't Know About Us.- Jortini - Capítulo 29 - Ela roubou meu coração.

Mercedes on

Comecei a encaixar todos os fatos, lembrei-me de todas minhas brigas com Martina, algumas não faziam sentido, lembrei-me de quanto sofri me afastando dela. Então liguei tudo isso a um único motivo, uma única pessoa, um único nome.

- Foi o Peter esse tempo todo não foi? – Perguntei eufórica, apertando a mão de tini, que estava com o olhar perdido, parecia que nem estava ali.

- o que? – Perguntou confusa.

- Que fez você se afastar de todos? – Perguntei, já imaginando a resposta, Tini apenas assentiu com a cabeça – Eu sabia que tinha alguma coisa estranha, sabia que você não viraria uma estrelinha, porque você não me contou Tini? – Perguntei a olhando, nesse momento minha raiva era tanta que eu já estava em pé andando em círculos pelo quarto daquele hospital.

- Eu tentei Mechi, tentei avisar você e Rugg, mais vocês não me deram ouvidos. – Tni abaixou a cabeça, triste, com os olhos marejados.

- Aquele dia que você apareceu na minha casa, de madrugada e disse que precisava me falar uma coisa muito importante...

- E o Peter apareceu – me cortou dessa vez olhando nos meus olhos. Lembrei que toda vez que Martina tentava falar comigo, Peter aparecia ela inventava alguma coisa, não podia ser, minha amiga sofreu esse tempo todo...

Olhei para Tini e corri em sua direção dando um abraço forte, esmagador, um abraço protetor, me desculpando silenciosamente por tudo que ela passou. Minhas lagrimas molhavam sua roupa e as delas molhavam a minha, mais naquele momento, nada importava, eu estava feliz, por ter minha melhor amiga de volta.

- Eu te perdoo Mechi – Martina se separou de mim, sorrindo em meio as lagrimas – Afinal irmãos brigam, mais nunca deixam de se amar. Sorri de volta e abracei Tini de novo, para compensar todos os anos sem ela do meu lado.

Stephie on

Estava na sala de espera, quando o médico de Jorge passou por la, me avisando que el já havia acordado, a loura de farmácia não me avisou, bom saber, agradeci com um sorriso e corri em direção ao seu quarto, me arrependi assim que me deparei com uma ceninha ridícula, Meu Jorge estav abraçado a seus dois amigos idiotas e a putinha Martina.

Olhei aquela cena com nojo, respirei fundo e abri um sorriso, na intenção de atrapalhar aquela cena, na hora que me intrometi, Martina puxou a loura e saíram da sala, olhei para o italiano meia boca, para que ele se tocasse que queria ficar a sós com o Jorge.

- Err, vou tomar agua também, até daqui a pouco irmão – Ruggero fez o toque com Jorge, olhou pra mim coom cara de poucos amigos e foi em direção a porta, mais antes disso me chamou, o olhei com cara de tédio.

- Estou de olho Stephie – Apontou dois dedos para seus olhos e um para mim, apenas revirei os olhos e dei um sorrisinho, ele deu de ombros e fechou a porta. Olhei pra Jorge que ria do gesto do amigo.

- Oie – falei simples, me aproximando de sua cama.

- Oie – abriu um sorriso, me imitando.

- Fico feliz que acordou meu amor – Abri um sorriso, sentando do seu lado na cama.

- Stephie, por favor não me chama assim, não quero brigar – Jorge revirou os olhos e me encarou.

- okay desculpa – Fingi um sorriso sincero, e passei amão em seus cabelos.

- Você ta bem? – perguntei inocentemente. Jorge apenas assentiu coma cabeça, sem me dar muita atenção, parecia que estava lembrando alguma coisa.

- Você não tem noção do alivio que foi, quando soube que você acordou, eu tive tanto medo de te...

- Porque você contou a ela Stephie? – Jorge perguntou, ignorando tudo oque eu falei. Meus olhos encheram de lagrimas, lagrimas de ódio, eu estava me declarando para ele e ele ignora meus sentimentos para se preocupar com a desgraçada da Martina.

- Eu achei que você já tinha contado e por isso estavam discutindo, me desculpa – forcei um sorriso, tentando parecer sincera, eu não estava nem um pouco arrependida, Jorge havia acordado, estava tudo bem, alias que queria que Martina tivesse entrado em coma.

- Da próxima vez, você pergunta, antes de fazer uma besteira dessas – me olhou sério – você sabe que Martina quase foi atropelada por causa disso que você falou.

- Jorge, eu não vim aqui para falar de Martina – esbravejei, já perdendo a paciência.

- Tem razão, desculpe – abriu um sorriso sem graça. – Fico feliz em saber que você se preocupou Stephie.

- Aconteceu com o pai dos meus filhos o cara que eu amo, como não me preocuparia – Joguei tudo na cara de Jorge que ficou um longo tempo me olhando sem expressão. Eu não conseguia decifrar seu olhar.

- Licença, eu preciso examinar o paciente agora – ouvi o médico dizer da porta, revirei os olhos. Bem na hora em que estava jogando tudo na cara de Jorge, quando a conversa estava melhorando.

- Humm ok – respondi gentilmente – Tchau amor – falei rápido, antes que Jorge reclamasse e dei um beijo em sua testa, saindo daquele quarto.

Jorge on

Eu não queria ter tratado Stephie mal daquele jeito, ainda bem que Martina estava bem, porque se tivesse acontecido alguma coisa com ela, ai sim eu teria motivos para tratar Stephie mal.

- Hum, vejo que esta bem de namoradas – O médico brincou risonho – se referindo a Martina e Stephie.

- Acredita que não namoro nenhuma das duas – Ri de sua brincadeira, entrando na mesma.

- Pensei que namorasse a que saiu agora. – Me olhou confuso, franzindo sua testa.

- Namorava estava noivo, até me apaixonar perdidamente, pela garota mais complicada que já conheci na vida – Respondi, sorrindo automaticamente ao me lembrar de Tini.

- Martina – o doutor concluiu me olhando sugestivamente.

- Sim, como o senhor sabe? – Perguntei, afinal eu poderia estar apaixonado por qualquer mulher, não precisava ser exatamente por uma das duas que veio me visitar.

- Jorge, eu trabalho em um hospital, acredite filho, as cenas mais lindas de romance acontecem aqui, eu já vi de tudo... Hoje mais cedo vi vocês dois abraçados, ela te ama rapaz – deu uma pausa sorrindo – ela transmiti isso cada vez que te olha, cada vez que fala de você. Olhei o doutor sorrindo pensando em cada uma de suas palavras, até ele havia percebido o nosso amor...

- É doutor, ela roubou meu coração – abri um sorriso – O senhor tem alguma cura para isso? – Perguntei brincando.

- Sinto lhe informar que não yoyi. – Riu de minha brincadeira, começando a me examinar.

[...]

O doutro saiu da sala, me deixando sozinho com meus pensamentos, comecei a pensar novamente em tudo que ele disse, fechei os olhos cansados e cada sorriso, olhar de tini vieram em minha mente, eu sabia que ela me amava, não sabia se amava assim como eu a amava, porque meu amor por ela chegava a ser até exagerado, mais eu sabia que nosso amor era um amor que não se acha em qualquer lugar...

As vezes o amor de sua vida, sempre esteve ao seu lado e você foi vcego demais para perceber isso, essa frase se encaixava perfeitamente, por anos neguei nosso amor, mais agora eu tinha certeza, que nunca mais deixaria Martina se afastar de mim, ela era minha de todas as formas possíveis...

 

 

 

 


Notas Finais


Não deixem de comentar, daqui a pouco sai o 3
Beijos doces


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...