História They Don't Know About Us.- Jortini - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jorge Blanco, Lodovica Comello, Martina Stoessel, Mercedes Lambre, Peter Lanzani, Ruggero Pasquarelli, Violetta
Personagens León Vargas, Violetta Castillo
Tags Jorge Blanco, Jortini, Leon, Leonetta, Martina Stoessel, Violetta
Exibições 185
Palavras 905
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capitulo maravis, era para ter postado ontem mais meu not desligou.
Boa leitura!

Capítulo 41 - Alguém viu a Martina?


Fanfic / Fanfiction They Don't Know About Us.- Jortini - Capítulo 41 - Alguém viu a Martina?

Mechi on

Ver aquela cena do casal Jortini, brigando no meio do corredor do set, só me deu mais certeza de que queria quase que desesperadamente os dois juntos, dei um olhar cumplice a Rugg, que me entendeu e foi em direção a Tini, eu segui com o plano e toquei no ombro de Jorge...

- Ah oie Mechi – Virou abrindo um sorriso.

- Será que podemos conversar?  - Perguntei receosa. Jorge assentiu coma cabeça.  Fomos para o jardim, a parte externa do set.

- Ela terminou tudo comigo Mechi – soltou triste, como um desabafo.

- Eu sei e não acredito – Respondi sincera.

- Nem eu – Rebateu, ainda com a cabeça baixa.

- Por causa da gravidez de Stephie? – Perguntei, já sabendo a resposta.

- Esse foi um dos motivos. – coçou a nuca. Encarando-me apreensivo.

- Como assim Yoyi? – Perguntei, expressando toda minha curiosidade.

- Ela me humilhou, disse que só estava comigo para ter a honra de me ter em sua lista. – Cuspiu as palavras, acredito que segurando o choro, afinal dava para perceber magoa, muita magoa.

- Não faz sentido Yoyi – Neguei com a cabeça. – A Martina te ama – Respirei fundo o olhando – E muito.

- Talvez ela não me ame mais – Falou simples, com a voz baixa.

- Ama sim – O olhei confiante. Jorge me olhando, sem brilho nos olhos, sua voz estava cansada, dava para perceber o quanto estava destruído, ele abriu a boca pronto para me responder, quando um italiano correu em nossa direção.

- Finalmente achei vocês – Falou ofegante, por conta de sua corrida. – Foi o Peter, eu tenho certeza que foi. – Rugg soltou de uma vez, revezando seu olhar entre eu e Yoyi.

- Não tem nada a ver Rugg, eu fui apenas um brinquedo para Martina. – Jorge falou, com o ódio estampado em seus olhos.

- A Tini esta estranha – Soltei rapidamente e os dois me olharam.

- E se o que a Tini fez, não tiver nada a ver com a gravidez de Stephie? – Rugg perguntou, já afirmando.

- Se é que Stephie esta realmente gravida – soltei, sem perceber e recebi um olhar de reprovação de Rugg.  Jorge me ignorou e olhou para Rugg.

- Desenvolve italiano – Suplicou.

- Eu estava aqui pensando, semana passada, quando tudo aconteceu, eu entrei na casa de Tini e encontrei Peter, eles estavam discutindo – Rugg falou tudo de uma vez.

- Que? – Jorge gritou – Porque você não me falou nada Ruggero?

- Tini pediu para que não contássemos a você – Me intrometi na discussão dos dois.

- Isso não faz o menor sentido – Jorge rebateu irritado

- Pode fazer sim Yoyi – O olhei confiante.

– Ela não mentiria para mim dessa forma. – Jorge continuou com sua teimosia. – E tem mais por qual motivo ela terminaria comigo?

- Peter! – Rugg gritou – O motivo é Peter, tudo se encaixa, ele a ameaçou Jorge.

- Não nada a vê – Negou coma  cabeça – Vocês estão falando isso para me consolar, é bem mais simples do que isso, ela fez isso, pois nunca me amou de verdade, ela fez isso porque eu só fui um brinquedo em sua mão – Jorge despejou, virando e saindo apressadamente de perto de nós.

[...]

Tini on

Caminhava pelos corredores do set de cabeça baixa a tristeza era expressa em meu olhar, em meu caminhar, só Jorge me vinha a cabeça. Eu queria contar tudo a ele, mais eu não podia, eu estava fazendo tudo isso para protegê-lo, não conseguia nem imaginar como viver sem Jorge, como viveria se Peter o mata-se...

- Martina – Escutei a voz do italiano. Parei de andar o olhando.

- Onde você estava? Porque não foi na reunião? – Fiquei tanto tempo andando pelo set, que perdi a hora da reunião, já havia encontrado com Fernando e  explicado tudo.

- Estava aqui, já falei com o Fernando. – Respondi com tédio.

- Todo mundo te procurou, o elenco inteiro te procurou – fez um movimento circular com os dedos.

- Porque gente, eu não valho todo esse sacrifício – Falei sincera.

- Sabe que oração? – Se referiu ao fato de que já era tarde da noite, alias o que Rugg fazia ali há essa hora. Lembrei que ele ficaria para resolver tudo sobre soy luna.

- Agente marcou alguma coisa? – Debochei.

- Sem brincadeira ta – falou nervoso – O que aconteceu?

- Já disse – aumentei o tom de voz – nada.

- Tini eu sou seu melhor amigo pode falar para mim – Rugg falou sincero. Senti um aperto no coração com suas palavras.

- Para de ficar me tratando como se fosse minha mãe – Debochei, forçando ao máximo para parecer sincera.

- Se eu fosse sua mãe já havia lhe dado umas boas palmadas – Debochou com uma pitada de raiva. Fiz menção de sair e Rugg me puxou pelo braço.

- Alo aqui quem ta falando é o Rugg seu melhor amigo, qual o problema? – Insistiu na mesma frase de sempre, tentando tocar meu coração, ele estava conseguindo mais eu não podia demonstrar isso.

- Você ta no meu caminho, esse é o problema – Respondi com grosseria, me soltando de seu braço e seguindo em direção a saída.

 [...]

Rugg on

- Produção? – coloquei a mão no ouvido, imitando um ponto – Alguém viu a Martina? Aquela Martina – Apontei para trás. – Não, não tem né – Neguei com a cabeça – não tem mais aquela Martina. Não existe mais minha melhor amiga, a garota doce, com o sorriso gentil e o brilho nos olhos jabuticaba...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que gostem!!
Comentem!!
Beijos doces <3 Rugg melhor pessoa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...