História Things of Destiny - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink, IKON, Monsta X, Pentagon (PTG)
Personagens Bobby, Hong-seok, Hyung Won, I'M, Jinhwan, Joo Heon, Ki Hyun, Lisa, Min Hyuk, Rosé, Show Nu, Won Ho, Woo-seok, Yan An
Tags Ação, Escolar, Insinuação De Sexo, Poderes, Sobrenatural, Tortura, Tragedia, Violencia
Visualizações 12
Palavras 1.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Magia, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá bebês, turu bom?

Descidi fazer uma fic mais criativa, espero que gostem!!

Capítulo 1 - A Luz Forte!


Fanfic / Fanfiction Things of Destiny - Capítulo 1 - A Luz Forte!

      -Mãe estou indo!!

Essa sou eu, meu nome é (s/n) moro na China e nesse exato momento estou indo para à escola, e meio difícil pra mim passar o dia inteiro sem usar meus poderes, sim eu tenho poderes, e não é nada fácil esconde das outras pessoas, uma vez aqui outra vez ali eu uso sim mas ninguém vê não sei oque iria acontecer se alguém soubesse.

Assim que cheguei à escola fui me juntar ao grupinho em que sempre fico, eram meus melhores amigos mas não poderia contar para eles também, não demorou muito tempo para eu ficar com sede então fui ao bebedouro, estava bebendo água lá tranquila quando um certo garoto esbarrou em mim molhou toda minha saia e as coisas dele tinha caído no chão, ajudei ele à pegar seus pertences e o mesmo saiu, já tinha batido o sinal para que todos os professores entrassem para a sala de aula olhei para a direita e para a esquerda não vi ninguém então resolvi usar um pouquinho de poder para secar minha saia, quando eu terminei de secar escutei um barulho vindo atrás de mim olhei para trás e vi o mesmo menino que esbarou eu mim ele estava com medo podia ver em seus olhos mas ele não fez nada só pegou o celular que o mesmo tinha esquecido no chão e saiu correndo.

[...]

Estava chegando em casa quando encontrei um gatinho todo machuca em baixo de uma árvore fui pega-lo e levei-o para casa, lá eu cuidei dos machucados e deu leite após isso fui tomar um banho, no banheiro acabei ficando com dor de cabeça muito forte e acabei desmaiando, quando acordei estava em uma sala escura não conseguia enxerga oque tinha na minha frente e quando tentei sair do lugar uma força enorme me segurou não sabia oque estava acontecendo e então falei automaticamente

-HyungWon venha me ajudar! -falei em voz alta.

E então comecei a pensar quem é HyungWon e porque pedi ajuda para ele, esses tipos de pergunta aparecia na minha cabeça, e derepente apareceu uma luz muito forte não conseguia olhar diretamente para a própria, estava tentando tocar na luz forte que permanecia na minha frente, escutei uma voz, uma voz masculina vindo da luz

-(S/n), venha comigo eu vou te ajudar! -ele disse tão calmo.

Não pensei duas e fui não entendi o porque confiava tanto naquela voz, mas assim que cheguei perto da luz ela apagou e quando fui ver estava no meu quarto procurei por todos os lados do meu quarto e não achei nada e o gatinho que tinha deixado em cima da minha cama tomando leite já não estava mais lá.

-Deve ter fugido! -falei pra mim mesma sem preocupações.

Fui trocar de roupa porque eu estava com um pano branco, depois de me trocar deitei na cama olhando para o teto lembrando de tudo oque aconteceu, e como sempre muitas perguntas surgem na minha mente, estava presa em meus pensamentos que não escutei minha mãe me chamar e quando eu olhei para o lado lá estava ela parada olhando pra mim.

-Não escutou eu te chamar não dona (s/n)?! -disse minha mãe com uma faca na mão, confesso que fiquei com medo.

-Desculpa mãe! -falei me levantando e abaixando a cabeça.

-'Tá', o jantar já está pronto não demore a descer!

-Ok, já estou descendo!

Eu desci e vi o papai sentado na mesa lendo um jornal o cumprimentei e sentei junto à ele enquanto a minha mãe colocava a comida nos pratos, quando nós três estávamos já sentados eu contei tudo oque aconteceu, meu pai engasgo com a comida e eu fui pegar um pouco de água para o mesmo enquanto minha mãe dava deves tapinhas nas costas dele, assim que tudo passou meu pai olhou pra mim com uma expressão de preocupação.

-Filha, sobre o seu colega ter te visto a gente vai ter que sair a cidade, pois não sei oque pode acontecer depois disso. -disse meu pai se acalmando.

-E pra onde nós iríamos? -falei animada pois já não aguentava mais as pessoas da minha escola (exeto os amigos né)

- Exatamente por causa da suposta luz forte que você viu temos que sair do país. -disse meu pai bebendo mais um pouco de água.

-Quê? Fora da China? -fiz cara de desentendida mas amei a ideia.

-Sim, e teremos que ir para a Coréia do Sul para ser mais específico. -falou o mesmo se levantando da mesa e saindo.

-Faça suas malas amanhã de manhã (s/n), talvez iremos amanhã à tarde! -disse minha mãe pegando os pratos da mesa e colocando-os na pia.

-Oque? Mas já? Porquê tem que ser tão rápido? -disse toda confusa.

-Porque seu suposto colega te viu usando seus poderes. -disse minha mãe cheia de ironia.

[...]

Tinha acabado de acorda com a minha mãe batendo na porta.

-Filha!! -disse quase quebrando a porta.

-Oque aconteceu?? -perguntei abrindo a porta.

-Já está na hora de fazer suas malas, iremos daqui 4horas. -disse minha mãe voltando para o seu quarto.

Fechei a porta e comecei a arrumar duas malas grandes e uma bolsa para ir junto comigo no avião, assim que terminei de arrumar tudo separei a roupa que iria usar, uma calça preta rasgada no joelho, um tênis branco e dourado e uma blusa Branca também deixei a roupa em cima da cama e fui ao banheiro para tomar banho e fazer minhas higienes, não demorou muito para eu termina antes de sair peguei minha escova de dentes, perfumes, e produtos para lavar o cabelo e o corpo e guardei, vesti a roupa que tinha escolhido e desci. Meu pai já estava colocando as malas em um táxi e eu fui comer alguma coisa porque estava com fome peguei algumas guloseimas e guardei na bolsa que iria comigo no avião.

[...]

Já estávamos no aeroporto da Coréia do Sul e realmente até o aeroporto era muito bonito, nós andamos até chegarmos em um cara preto, colocamos a bagagem no porta-malas e fomos para à casa da vovó, demorou uns 15 minutos de lá pra cá, eu ia em direção ao porta-malas pra pegar minhas coisas

-Não precisa pegar suas malas (s/n) já tem gente para fazer isso. -disse minha mãe abrindo um portão grande.

Assim que entrei vi um jardim muito grande e lindo, fiquei de boca aberta enquanto observava o jardim que mais parecia um bosque *risos*, demorou um pouquinho para chegarmos e quando chegamos a sala tivemos à vista da minha vó e só lado da mesma um moço alto

-Olá minha netinha, como tem passado? - disse minha vó me abraçando.

-Oi vovó, muito bem obrigada! -falei tão doce que nem parecia eu *risos*

-Que bom! Esse é seu primo HyungWon. -ela falou apontando seu indicador paro moço alto.

-Oi (s/n), é um prazer te conhecer! -disse HyungWon dando um beijo na minha mão direita.

*Não pode ser, é a mesma voz que havia naquela luz forte, não pode ser ele*

-Oi, o prazer é meu! - falei dando meu melhor sorriso. 


[Continua?]...


Notas Finais


Eai, gostaram?
Tem muito mais por vir
Aceito sugestões, e me desculpem se tiver algum erro ortográfico.

Bjos até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...