História Things so complicated - Capítulo 137


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 1
Palavras 617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Um dos capítulos de hoje amores, espero que gostem.

Capítulo 137 - 136-Buy somethings


Fanfic / Fanfiction Things so complicated - Capítulo 137 - 136-Buy somethings

Quando acordo percebo Gabi rindo e logo ela me ataca-Que lindo rockeira, melosa você ein?

-Sai dessa, só tô, só....-Me enrolo toda e fico vermelha, Gabi sorri e concorda.

-Esperei você acordar para dizer o sexo das crianças-Pablo diz.

-Que bom-Digo sorrindo-E?

-Um menino e uma menina

-Ah meu Deus-Gabi grita e eu junto.

-Sim meninas, e ambos estão seguindo a formação da forma correta.

-Ta tudo bem com eles?-Pergunto.

-Tudo ótimo.

Ele limpa a barriga de Gabi, altera sua dieta, e se despede.

-Amor são dois-Ela diz segurando meus pulsos fortemente e sorrindo.

-Nossos filhos são perfeitos-Digo encarando seus olhos claros.

-Amor-Ela diz em voz baixa-Eu amo tanto eles

-Eu também-Me abaixo, e levanto sua blusa, Gabi me olha confusa, eu beijo sua barriga-Mamãe ama vocês filhos-Desço a sua blusa e me levanto, beijo Gabi com calma-E eu amo muito você amor.

-Eu te amo

-Vamos pra casa, você precisa descansar.

-Para de mandar em mim, chata!

-Gabriela! Eu estou cuidando de vocês, não sou chata-Digo emburrada.

Ela me beija-Eu sei amor, to brincando

-Melhor vamos sair

-Você ta louca?

-Nossos filhos não vão dormir no chão.

-Vai comprar as coisas pro quartinho deles?

-Sim

📱-?📱

Hello Bitch parabéns pelos seus filhos, que tudo corra mal, ops bem hahahahahah

📱-?📱

Filho da puta, deixo isso só pra mim, Gabi surtaria e correria o risco de perder o bebê.

-Amor?

-Ah era mensagem da operadora

-Ah, bom então vamos?

-Ok, entra-Abro a porta para ela e a espero entrar, fecho a porta e entro no carro.

-Você é tão fofa

Fico vermelha e não digo nada, Gabi sorri e me deixa um beijo em minha bochecha.

-Shopping?

-Pode ser-Ela diz sorrindo.

-Que foi?

-O quê?

-Essa cara?

-Ah, é tão gostoso ver você cuidando deles sem eles nem terem nascido.

Eu ri baixo-Eu farei qualquer coisa.

📱-?📱

Você não vai mostrar pra ela?

Bom mesmo

Beijos vadia

📱-?📱

DESGRAÇADO!

Chegamos ao shopping e entramos em todas as lojas que vendiam coisas de decoração e de bebês, compramos os dois carrinhos, um azul outro roxo, roupas de todos os tipos, brinquedos que não dessem alergia de forma alguma, tintas para as paredes, tudo, e mais um pouco.

Fui deixar sacolas diversas vezes no carro, e voltei, depois de tudo estar no carro voltei pela última vez, referente as coisas dos nossos filhos, compramos roupas para a gestação da Gabi, roupas novas pra nós, e pra Gabi depois de ter nossos filhos, enfeites, perfumes, bijouterias para a minha esposa.

Deixei tudo nosso várias vezes indo e voltando ao carro, e depois jantamos, no shopping mesmo.

Chegamos em casa, e eu abri a porta do carro pra ela e estiquei a mão, que logo foi agarra pela dela, entrei em casa, deixei ela tomando banho, estacionei o carro na garagem, e fui levando as coisas para casa.

Guardei tudo, e deixei no quarto antes de hóspedes, agora das crianças, tudo que era da reforma e do quarto deles, e deles.

-Amor?-Digo entrando no quarto, o barulho do chuveiro provavelmente não permitiu que ela me escutasse.

Então tirei minha roupa devagar e sem fazer barulho, entrei no chuveiro e a abracei por trás, ela liberou um gritinho com o susto e depois um sorriso maravilhoso, então ela se virou de frente pra mim e me beijou-Você não pode fazer isso por enquanto-Ela me diz, me beijando com desejo.

-Você quer isso né?-Questiono e mordo seu lábio inferior.

-Não podemos, eu acho

-Então vou embora-Digo me virando

-Não!Fica-Ela me puxa para cima dela e me beija, encosto ela na parede e beijo a extensão do seu pescoço.-Assim não consigo negar

-Quem disse que quero que negue?

-Rachel

-Shhh-Digo e a beijo novamente, ela tenta inutilmente me impedir, mas logo se entrega e inclusive me pede pra fazer isso.

-Vai logo Rachel-Ela ordena ofegante.

-Tem certeza?

-Absoluta, eu não me sinto desejada do jeito que estou, e muito menos bonita, ou gostosa, me faz sentir sua e me faz sentir tudo isso.

-Com certeza delícia-Eu disse rindo e ela riu alto e me deu um tapa.


Notas Finais


Se gostou comente e favorite.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...