História Things You Didn'T Expect - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow, The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon, Detetive Joe West, Dr. Harrison Wells, Dra. Caitlin Snow, Eddie Thawne, Felicity Smoak, Iris West, John Diggle, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Wally West (Kid Flash)
Tags Danielle Panabaker, Granielle, Grant Gustin, Snowbarry, The Flash
Exibições 193
Palavras 1.582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi velocistas! Estou conseguindo cumprir minha meta ( aleluia kkkk ). Esse capitulo é bem maior que o normal, e ele é especial por um motivo. Escrevi ele tentando caprichar o máximo pra servir de homenagem a uma pessoa que me inspirou mt a começar a escrever aqui, e a primeira fic snowbarry que eu li, que por acaso foi dela, acabou ontem e eu senti que precisava fazer algo pra agradecer.
Todos vocês devem conhecer, mas pra quem não conhece... a fic é essa
The Cold Girl And The Fast Guy - ~manystuff

O cap, pode ser um agradecimento pra ela, mas é especial pra todos vocês que leem meus capitulos e me dão todo esse apoio. Muito obrigado por tudo!

Capítulo 17 - A Storm of Winter


Capitulo 17 – (A Storm of Winter)

~POV Barry~

O natal estava quase aqui. Todas as famílias reunidas transbordando alegria nas ruas, que se mantinha inabalada mesmo com a neve forte.

Joe tinha diminuído o tempo na delegacia, pois parece que bandidos e meta-humanos sabem aproveitar um feriado quando tem a oportunidade.

Resolvi ir à prisão de Iron Heights, onde meu pai está por ter sido preso injustamente pelo assassinato da minha mãe. O homem responsável por isso, e pelo assassinato dela, foi o Flash Reverso, e por causa dele toda essa minha jornada como CSI e agora super-herói teve início.

Já que meu pai não poderia passar o natal conosco, eu tenho passado muito tempo com ele ultimamente. Nessas ultimas vezes que eu fui lá, falamos da minha vida, da minha profissão, e recentemente falei que estou namorando. Ele ficou muito feliz com a notícia e me deu todo o apoio do mundo, mas quando eu dei a ideia de trazer Caitlin para conhecê-lo, ele ficou meio receoso, achando que ela não gostaria, e que poderia entender mal, mas após conversarmos bastante, ele cedeu. Hoje é o dia que esse encontro vai acontecer.

Central City – 23 de Dezembro.

Fomos com o carro da Caitlin, para ficar mais cômodo e posso dizer com toda certeza, que nunca a vi desse jeito.

Caitlin: Barry, será que ele vai gostar de mim? Eu to bonita? Não né? Sabia... Devia ter me vestido de outra forma. Vamos voltar? – Disse ela nervosa e de forma rápida.

Barry: Ei ei ei, calma Cait, fala mais devagar. – Disse tentando acalmá-la – Ele vai te adorar, é impossível alguém não gostar de você. E você está linda, não se preocupe com isso. Agora respira fundo, e cuidado com o trânsito.

Ela respirou fundo, reposicionou as mãos no volante, fechou os olhos por alguns segundos enquanto o sinal estava vermelho, e se acalmou um pouco mais.

Chegamos ao estacionamento, saímos do carro e eu andei em direção ao interior da prisão. Percebi que não havia ninguém ao meu lado e quando me viro, vejo-a parada ao lado do carro.

Me aproximo dela, segurando delicadamente seu rosto com minhas mãos e digo.

Barry: Ei... O que houve? – Digo gentilmente olhando nos olhos dela.

Caitlin: Achei que seria mais fácil, mas agora que estou aqui, estou com medo de estragar tudo. – Disse ela tirando os olhos de mim e fitando o chão.

Vendo aquela cena, dei um beijo na testa dela e quando seus olhos encontraram os meus, eu disse.

Barry: Eu te conheço, e sei bem que vai dar tudo certo. Confia em mim.

Após isso, dei um beijo rápido em sua boca, mas o suficiente para deixá-la vermelha.

Barry: Vamos? – Disse me afastando um pouco dela, e segurando em sua mão que estava muito gelada.

Fomos andando, com ela colada ao meu lado e esperamos um pouco o horário da visita.

Barry: Cait, sua vez. Pode deixar que eu vou depois.

~POV Caitlin~

Eu estava muito gelada e tão nervosa que não ouvia nada ao meu redor, até que uma frase chamou minha atenção fazendo com que meus batimentos se acelerassem ainda mais.

Barry: Cait, sua vez. Pode deixar que eu vou depois.

Me levantei sem jeito, e dois policiais me acompanharam até uma sala com varias cadeiras e um com uma divisória de vidro, com um telefone ligando os dois lados.

Me posicionei na frente do telefone, e em pouco tempo um homem é trazido até a minha frente. É perceptível que ele é mais velho que eu, mas ele está bem conservado. Alguns traços do rosto se assemelham aos de Barry. Pego o telefone e ele repete meu movimento, com certa dificuldade por causa das algemas.

Caitlin: Olá. Prazer em conhecê-lo. – Digo um pouco tímida.

Henry: Olá! O prazer é todo meu – Disse ele abrindo um sorriso. – Queria que você me conhecesse em outras condições. Eu não estou vestido pra ocasião e o ambiente não é dos melhores para uma moça bonita como você frequentar.

Caitlin: Pode ficar tranquilo que eu não me importo de vir aqui. Sei bem por tudo que o senhor passou, e pode ter certeza que o senhor não tem nada do que se envergonhar.

Henry: Posso ter envelhecido, mas não precisa me chamar de senhor – Disse ele rindo um pouco, o que me deixou mais descontraída. – Posso dizer uma coisa que pode parecer estranho?

Estranhei a pergunta, mas aceitei balançando a cabeça.

Henry: Você parece um pouco com minha esposa, Nora. Seu sorriso me lembra muito o dela – Ele disse e eu sorri involuntariamente após isso.

Caitlin: O senh- Desculpa... Você sente muita falta dela?

Henry: Todos os dias... Mas aprendi a conviver com a falta dela, e sei que mesmo ela não estando mais fisicamente aqui, uma grande parte dela está sempre comigo, e também tenho Barry comigo, que é a melhor prova que ela existiu e que nós dois nos amamos. E todo esse amor, eu consigo sentir de volta vindo dele.

Ao ouvir ele dizer isso, uma lagrima de felicidade escorreu pelo meu rosto, e eu limpei rapidamente sorrindo depois disso.

Caitlin: Ainda bem que pude finalmente conhecê-lo, e posso dizer que valeu a pena demais ter vindo aqui. – Disse sorrindo, e depois foi a vez dele de abrir um sorriso pra mim.

Conversamos mais algum tempo, até que o policial que estava próximo me avisou que já era hora de ir. Nos despedimos e fui ao encontro de Barry que me esperava na porta da sala de espera. O abracei firmemente e disse.

Caitlin: Obrigado por me trazer aqui – Disse sorrindo e o beijei.

Ele sorriu pra mim, e passou os dedos em meus cabelos que cobriam meu rosto.

Barry: Pelo visto deu tudo certo – Disse rindo, lembrando-se do meu nervosismo de antes – Agora é minha vez. Já volto, tá certo?

Esperei alguns minutos na sala de espera, pensando em tudo que eu tinha ouvido, e deixei escapar um sorriso.

Quando Barry chegou e me viu sorrindo, ele estendeu a mão pra mim, e quando olhei para o seu rosto, vi seus olhos vermelhos cheios de lagrimas.

Barry: Vamos?

Caitlin: Vamos.

 

~POV Barry~

Central City – STAR Labs

Voltamos ao laboratório com todos ao nosso lado, e um pouco emotivos por causa da visita de hoje de tarde. Cisco e Felicity estavam muito entretidos com todos os aparelhos novos que Cisco estava desenvolvendo, Dr Wells não tinha aparecido e eu, Caitlin e Oliver no córtex conversando e contando algumas histórias. Quando estávamos rindo bastante com uma das histórias que eu tinha contado sobre Cisco testando uma das invenções novas dele, o alarme começou a tocar, e todos voltaram ao córtex.

Cisco se posicionou na frente dos computadores, seguido por Felicity, mostrando uma forte massa de ar se formando em cima de Central City. Felicity hackeou o sistema de câmeras da cidade e conseguimos ver alguém, O Mago do Tempo.

Barry: Mardon... Tenho que detê-lo rápido.

Oliver: Ei, se esqueceu do que eu te ensinei? Analise a área antes. Vamos fazer isso juntos. – Disse ele se aproximando de mim, e abrindo uma mala com seu traje e suas armas. – Fel, você pode me dar todos os dados da área, por favor?

Cisco: Cara... Você não sabe tirar férias?

Oliver: Preferia que eu tivesse deixado tudo lá?

Cisco: É... não.

Felicity: Ollie, ele está na praça central. Toda a energia que criou essa nuvem esta vindo da varinha que ele está segurando. Não tem civis perto dele, mas do jeito que a situação está, as coisas podem se complicar.

Oliver: Algum lugar mais fácil de usarmos para fazer a aproximação?

Felicity: Esse prédio aqui. O museu nacional. Vocês vão ficar relativamente seguros por ali.

Oliver: Certo. Vamos Barry.

Fomos em direção à praça central, eu na frente para fazer mais uma analise no território antes que Oliver chegasse. Quando ele chegou, passei todas as informações e nos preparamos para agir.

Corri até Mardon e disse.

Barry: E ai cabeça de nuvem, nunca disseram pra você que usar muito o ar condicionado gasta energia?

Mago do Tempo: Flash! Estava esperando você. – Disse ele apontando a varinha pra cima e canalizando um raio que ele jogou em mim, mas que desviei com facilidade.

Barry: Cara... Melhor passar num oftalmologista. Você tá meio cego.

Ele se irritou e jogou vários raios que eu continuei desviando.

Barry: Ops. Errou. Mais uma vez. Errou de novo. Melhor aprender a mirar.

Enquanto isso Oliver falava comigo pelo comunicador enquanto se preparava.

Oliver: Mais um pouco... Espera... Agora!

Ele soltou uma flecha que inutilizou a varinha, e depois veio em nossa direção usando uma flecha com uma tirolesa, e chegou soltando uma flecha de luz, que atordoou Mardon.

Enquanto ele cobria os olhos eu pude nocauteá-lo e usar algumas algemas desenvolvidas para conter os poderes dos meta-humanos.

Barry: Bom trabalho

Oliver sorriu e fomos juntos para o STAR Labs, onde prendemos Mardon.

Oliver: E ai, deu pra aprender alguma coisa, pirralho? – Disse convencido.

Barry: Deu sim – Disse sorrindo - mas quem sabe essa parceria podia durar mais. Ai eu continuaria aprendendo.

Parei de andar um pouco e ele parou também pensando no que eu tinha dito.

Oliver: É... Posso pensar no seu caso – Disse rindo.

 

~POV Joe~

Central City – Casa do Joe.

Joe: Capitão Singh? Lembra-se do favor que eu pedi ao senhor?

Cap Singh: Oi Joe. Lembro sim, está tudo resolvido, pode passar aqui amanha que eu te entrego tudo que for necessário.

Joe: Muito obrigado.

Fim do Cap 17.


Notas Finais


E ai, o que acharam. Aprovaram esse estilo de capitulo maior ou preferem como antes?
Até mais, FLW!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...