História This I Promise You ( Norminah) - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Normani Kordei
Exibições 148
Palavras 1.396
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIA AS OBSERVAÇÕES ANTES DE LER O EPISÓDIO.

PS: COLOQUEM OS COLETES 😁

PS: COLOQUEM A PLAYLIST DE BAD PRA TOCAR

PS: SEGURA NA MÃO DA ALLY E VAI.

• ERROS VOU CORRIR DEPOIS.

Capítulo 38 - Acidente


Fanfic / Fanfiction This I Promise You ( Norminah) - Capítulo 38 - Acidente

POV Normani

Oi amor, cheguei. Nossa, tá um temporal lá fora e as ruas de miami estão mais movimentadas que o normal. - Disse colocando o sobretudo molhado, em cima da mesinha de centro, sentou no sofá e eu me levantei - Aconteceu alguma coisa? - perguntou juntando as sombrancelhas.

— Só estava esperando você chegar, pra te entregar a cópia  da chave do seu apartamento. - disse fria e ela arregalou os olhos

— Como assim? - se levantou do sofá e me fitou

— Pega, eu tinha prometido passar a noite com você, mais isso não vai mais acontecer. Tinhamos combinado em comer pizza a noite, eu trouxe pra você, mas não vou ficar. - falei indiferente, revirando os olhos e Dinah arqueou as sombrancelhas

— Pra que toda essa agressividade? - Dinah não estava entendo nada

— Talvez seja porque eu sou a única que cumpri o que promete pra alguém - fui seca e ela fez cara de confusa

— Do que você estar falando? - disse receosa

— Nada Dinah. - fui grossa e ela suspirou

— Será que da pra explicar, ao invés de começar a me jogar pedras?

— Vou pra casa. - disse seca

— Mani, se eu fiz alguma coisa me fala logo - segurou meu braço e eu puxei o mesmo.

— Nada Dinah, você não fez nada. - ela me fitou tentando entender tudo que estava acontecendo. Respirei fundo e soltei tudo de uma vez - Quer dizer... Tirando o fato da MINHA namorada ter combinado de almoçar comigo e me deixar esperando por duas horas, feito uma imbecil sozinha e depois ver ela com o filho da puta do Ex, toda sorridente de papinho, você não fez nada. - disse brava e ela levou as mãos ate a cabeça, como se estivesse acabado de lembrar

— Amor me desculpa, mas eu posso explicar - sorriu tímida - não é o que você estar pensado, eu .. - a interrompi

— Eu fiquei duas horas sozinha naquele restaurente esperando você, Dinah. E o tempo todo eu fica criando desculpas na minha cabeça pra compreender o motivo do seu atraso. Eu te liguei várias e várias vezes, e nada. Te mandei várias mensagens, e nada de resposta. Comecei a pensar que era o trânsito e depois de uma hora, estava pensando que tinha acontecido algo com você - gritei - liguei pra Camila e ela falou que já fazia horas que você tinha saído. E mesmo assim eu continuei te esperando, na esperança de ver minha namorada entrar pela aquela porta, me abraçar e se desculpar pela demora. Eu não queria acreditar que você tinha esquecido do que havíamos combinado ou que tinha me deixado lá sozinha. Mas depois de duas horas esperando, eu havia percebido que você nem ao menos se esforçou pra ir. - meu olhos estavam marejados e eu lutava contra mim mesma, para não chorar - E mesmo chateada por ter sido esquecida naquele restaurante, eu ainda tinha esperanças de você ao menos me da um bom motivo pra não ter ido almoçar comigo, até ver você com aquele filho da puta do Siope - rosnei e ela abriu a boca pra falar algo, mas eu não deixei - Desde a nossa primeira discussão, você prometeu pra mim que não iria voltar a falar com ele e pelo que eu to vendo, era tudo mentira. Porque você diz uma coisa pra mim e faz outra completamente diferente. - rosnei e ela engoliu a seco

— Quer acrescentar mais alguma coisa.. - disse séria - ou eu já posso me explicar? - seus olhos também estavam marejados

— Só tenho mais uma pra te dizer - senti um aperto forte no peito, mas não hesitei - eu quero terminar, não quero mais nada com você.  - tentei segurar as lágrimas, mas foi em vão, pois as mesmas não paravam de molhar meu rosto. Retirei minha aliança e coloquei na mesa de centro e quando a olhei, ela me olhava assustada, com as mãos na boca e mesmo tentando segurar as lágrimas, as mesmas caíam sem parar - Amores são feitos pra somar, e se não vale a pena, melhor pararmos. Eu não vou ficar entre vocês dois Dinah. Se ele consegue te fazer feliz e te completar como eu nunca fiz, vai lá com ele. - disse fria e ela negou com a cabeça. fui andando em direção a porta e ela segurou o meu braço

— Mani por favor, não faz isso. Me deixa explicar OK? Eu não nego que fui na sorveteria com Siope, eu realmente fui. - fungou - mas não troquei você pra ir com ele. Meu celular estava descarregado, não tinha como te responder. Eu sai mais cedo da empresa para buscar Seth na escola.  Siope e eu nos encontramos por acaso, nos esbarramos na rua, e ele pediu pra falar comigo. Eu não queria .. - a interrompi

— Imagina se quisesse, porque os dois estavam se divertindo bastante. - puxei meu braço e abri a porta

— Me deixa terminar Mani, você falou tudo que tinha pra falar, agora deixa eu me defender de suas acusações. - Disse nervosa, com a voz falha  - Por favor, não termina nosso relacionamento sem nem ao menos ouvir o que tenho pra falar. Não briga comigo atoa, eu não tenho outra pessoa. Tenta por favor confiar em mim

— Você não tem nada pra falar comigo Dinah. - Fechei a porta atrás de mim rapidamente e senti meu coração parar por alguns segundos

— Você é uma idiota Normani, vai pro inferno - pude ouvir a mesma gritar e bater com força as mãos na porta

Saí andando rapidamente ate o elevador aos prantos. Assim que a porta do mesmo fechou, comecei a pensar no que tinha acabado de aconteceu. Eu terminei com Dinah, por ciúmes? Não. Eu terminei por não confiar em nada que ela promete. Não duvido nada que todos os seus " Eu te amo ", foram ditos da boca pra fora. Não creio que Dinah saiba amar alguma coisa. Esse tempo todo que estávamos juntas ela ainda se encontrava com Siope, enquanto isso me enganava prometendo amor e um futuro ao meu lado. Agora tudo faz sentindo, todas as vezes que ela disse que teria que trabalhar ate tarde, era tudo mentira. Era apenas uma desculpinha pra se encontrar com aquele pau no cu.

Entrei no meu carro bufando e dirigi para um bar que tinha pelas ruas de Miami. fazia mais de duas horas que ainda estava no bar, bebendo.  Estava bêbada pegando qualquer uma que aparecesse para mim. Queria esquecer toda humilhação que passei, sendo trocada por aquele otário do Siope. Mas cada copo que virava, cada gota de álcool que passava queimando por minha garganta, me fazia lembrar cada vez mais de Dinah. Todos os momentos que tivemos juntas, todos os planos que tínhamos, todas as nossas transas e nossas discussões que acabavam em uma noite com nos duas abraçadas uma na outra. Eu amava Dinah, mas não ficaria entre seus altos e baixos, suas dúvidas. Talvez ela realmente amasse Siope e por mais que doesse ver ela com outro, eu não ha impediria de ser "feliz" com ele.
Entrei no meu carro totalmente bêbada e fui dirigindo até meu apartamento. Estava indo muito rápido e sem dúvidas vou ter umas multas para pagar depois. Nunca digiri assim, mas minha raiva por tudo que havia acontecido, me deixou cega. Acabei perdendo o controle da direção e foi quando sentir um impacto forte, de meu carro em um poste. De repente vi meu carro começar a pegar fogo, tentei retirar o cinto de segurança para sair, mas eu não conseguia. Por mais que eu tentasse, minhas mãos não atendiam mais nenhum de meus comandos. Meus corpo estava mole e eu chorava, enquanto esperava o fogo se alastrar no capô do carro e o mesmo explodir. Vinha flashbacks na minha cabeça de todas as pessoas que eu amava e que foram importantes e essências em minha vida, os meus pais, minhas irmãs, meu cachorro, Lauren, Ally, Camila, Seth, Gina e sem sombra de dúvidas Dinah. Tudo ao meu redor começou a girar, e eu passei a ver uma luz branca cadê vai mais, se aproximando e o meu corpo todo doer.


Notas Finais


||• ADVINHA QM VOLTOOOOOOUU.. ISSO MEXMO EU •||

CHEGUEI PRA TOMBAR VCS.

1° eu queria agradecer a todas as mensagens fofas que vocês mandaram. 🙈💖

2° Não me matam depois desse EP

3° Volto daqui a duas semanas.. Beijim beijim beijim.. Mamãe aqui ama vocês, bolinhas 😈😘💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...