História This Is Love? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Jimin, Jungkook, Suga
Visualizações 7
Palavras 1.798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Antes de tudo, muito obgd pelos 4 favoritos, parece pouco mas estou muito feliz que tenham gostado o bastante para favoritar. ❤❤
Leiam as notas finais, pfv🐼

Capítulo 2 - Chapter Two - Parque de diversões


Fanfic / Fanfiction This Is Love? - Capítulo 2 - Chapter Two - Parque de diversões

                        (S/n) On

Como imaginei, dormi a viagem inteira. Quando acordei ja tinhamos pousado e ja estávamos em solo coreano, levantei do meu acento não sentindo minhas pernas direito e por pouco não caio no meio das escadinhas, minha mãe ficou rindo da minha cara sem poupar escândalos e olhares acusadores, eu mostrei a língua pra mesma e sai pisando duro na frente. Depois de termos descutido e feito as "pazes" fomos comer alguma coisa em uma cafeteria aqui do aeroporto mesmo, ja que dormimos toda a viagem não aviamos comido nada. Eu pedi um café expresso e  um bibimbap, minha mãe um café grande e um gyeongdan.

- nem acredito que estamos em solo coreano filha!!

- pois é, também nem acredito

- estou tão feliz

- é eu sei mãe também estou, eu acho...

- como assim "eu acho"? 

- ah mãe você sabe que eu gosto de estar aqui, além do que sempre quis conhecer a Coréia mas... você sabe que eu sinto e sentirei muita falta da Carol, ela é como minha irmã de outra mãe e...e... e-eu tive que... deixa-la e... isso... dói muito mãe. Mesmo que nós tenhamos acabado de chegar eu ja sinto muita falta dela, e só de imaginar que não poderei ver ela todo dia como antes... ja aperta meu coraçao de uma maneira... que...e-eu...

- a minha filha não chore, eu sei que você sente falta dela, eu também sinto. Ela é como minha segunda filha amor... mas por favor não chore, sei que ela odiaria vê-la chorando assim.

- ... tudo bem, ja passou. Me desculpa, eu ja estraguei tudo não é

- claro que não filha, eu sei como se sente. Deixar tudo para trás assim do nada é difícil, acredite eu sei. Além do que não foi só você.

- é... eu sei, me desculpa

- bom vamos, temos que ir pro nosso novo apartamento!! 

Pegamos um taxi e minha mãe lhe passou o endereço da nossa nova casa, quando chegamos percebi que o prédio onde vamos morar é bem sofisticado e bonito. Fomos falar com a recepcionista e ela muito educada nos disse o número e o andar de onde tínhamos que ir, número 125 andar 35. Quando entramos achei o apartamento a coisa mais fofa. o espaço era bom tinha três quartos, um para mim, outro pra minha mãe e um para hóspedes. Tinha um banheiro em cada quarto, uma cozinha espaçosa e uma sala. Os móveis e as cores da casa tem uma armonia bonita, vamos dizer que... relaxante. Fui para o meu quarto arrumar todas as coisas e depois de terminado tomei um banho gostoso e longo. Quando terminei peguei uma peça de roupas qualquer para vestir, um short de tecido larguinho, uma regata cinza e meias. deito em minha cama exausta e adormeço.

      

               Quebra de tempo

Acordo sentindo um cheiro bom vindo da cozinha, e claro levanto e vou ver o que é que minha mãe esta fazendo. Chegando la vejo minha mãe fazendo ovos fritos e só então percebo que dormi demais, ja que quando fui dormir era de tardezinha e agora ja esta um Sol forte la fora. Vou correndo no meu quarto pegar meu celular e fico de boca aberta, são exatamente 12:00. Waw eu realmente dormi muito! vou para perto de minha mãe lhe dou um beijo na bochecha e vou me sentar a mesa. Café terminado subo para meu quarto e faço minhas higienes matinais, escolho um short cintura alta justinho, uma regata branca e um tênis da puma. De penteado faço um coque mal feito mesmo, não ligo e gosto dele assim todo bagunçado. Desço e vejo minha mãe sentada no sofá de frente pra TV, logo me junto a ela e percebo que esta passando um dorama desconhecido por mim no momento. E por isso não dou muita bola, me afundo no sofá e começo a mexer em meu celular. Depois de um longo tempo tenho uma ótima ideia e veremos se minha mãe vai permitir. Antes disso subo até meu quarto pego uma boa quantia de dinheiro e volto aonde minha mãe estava. Vejo ela deitada no sofa e me jogo em cima dela dando-lhe um abraço e vários beijos.

- então amor da minha vida, razão do meu viver! Sabe que eu te amo né?

- oque você quer (S/n)??

- aish eu nem pedi nada... ainda

- eu sei que quando você fala assim comigo é porque quer alguma coisa, e seja la oque for essa coisa... você pode ir!

- sério?? Posso mesmo?

- claro filha, mas antes né me fala onde você vai e que horas vai voltar.

- ah claro kkkk, eu vou sair pra ver a cidade, dizem que Seul é bem grande e eu quero saber se é verdade! Hehe

- ah entendi, bom pode ir mas por favor cuidado minha filha, muito cuidado, por mais que você saiba se defender... até demais. Tenha cuidado okay?

- pode deixar, mas mãe você sabe que anos de capoeira, muay thai e box não foram em vão né? Mas okay eu tomo cuidado

- okay, agora vai vai.

- vou, mas antes tenho que pegar meu long!

- ta então, cuidado com isso ai em!

- ta kkk ja vou mãe tchau te amo

- tchau meu amor kkk te amo mais

Depois disso pego um elevador, desço e saio do prédio. Bom o que fazer e aonde ir? Como não conheço nem um pouco daqui pesquiso no celular lugares bem frequentados aqui em Seul, e uma lista bem grandinha aparece. Depois de um tempo tentando me localizar eu decido ir andando pelas ruas e caso eu ache algo interessante eu irei. Como de costume coloco meus fones  de ouvido e decido escutar In The Name Of Love, da Bebe Rexa ft Martin Garrix.


If I tild you this was only gonna hurt (Se eu te disse que isso só iria machucar)

If I warn you thar the fire's gonna burn (se eu te avisasse que o fogo iria queimar)

 Would you walk in? Would you let me do it first? (Você andaria nele? Você deixaria eu ir primeiro?)

Do it all in the name of love ( fazer tudo em nome do amor)

Would you let me lead you even when you're blind (Voce me deixaria te guiar mesmo quando for cego)

In the darkness, in the middle of the night (no escuro, no meio da noite)

In the silence, when there's no one by your side (no silêncio, quando não ah ninguém ao seu lado) 

Would you call in the name of love (Você apelaria em nome do amor)

In the name of love, name of love (em nome do amor, nome do amor)

In the name of love, name of love (em nome do amor, nome do amor)


Ando bem rápido no skate, ao som da música que melhora cada vez mais, passo entre as pessoas. algumas reclamam, ja outras nem ligam para a minha existência.

 Quando estava passando em frente a uma cafeteria, vi no reflexo do vidro um parque de diversões que aparentemente estava fechado, curisosa fui até la e vi um bilhete deixado no portão do mesmo. La dizia que hoje as 15hr o parque abrirá, e se não me engano são 13:30, então vou andar mais um pouco e quando der a hora eu venho ver se é divertido. Andando mais a frente vejo uma pista de skate, alegre vou até la e vejo varios garotos fazendo manobras e eu né lógico entro na onda. Começo devagar para primeiro conhecer a pista, depois de um tempo eu ja estou fazendo manobras radicais e rápidas. Quando paro para descansar percebo q ja anoiteceu, pego o celular no bolso e ja sao 16:10, me despeço do pessoal que estava na pista e vou para o parque.

       Mini quebra de tempo

Waw ja é a terceira vez que vou na montanha russa e não me canso, mas como quero conhecer o resto do parque paro e começo a caminhar por ele. No caminho vejo pais brincando com seus filhos, casais apaixonados e amigos (as) se divertindo, no meio disso tudo tem eu que estou sozinha. Mas bom, não posso me deixar ficar triste, então vou direto para o carrinho bate-bate. La estão mais crianças do que pessoas da minha idade, mas foda-se nao ligo haha o importante é bater em todo mundo. 

Quando ia entrar no carrinho percebo um garoto que estava na fila me encarando, ele nem sequer disfarça, retribuo o olhar e ele desvia para um ponto qualquer. Estranho mas ok, o alarme toca e estamos liberados para bater kkkkkkk. 

-acabou o tempo!!

Saio do brinquedo e vou em direção a um que varias pessoas estão gritando a bessa, não penso nem duas vezes em ir, a fila é grandinha mas nada que eu não possa esperar.

 Depois de um tempo finalmente é a minha vez, entro e junto um grupo garotos. Todos são totalmente lindos e parece que vieram de uma fabrica de bonecas, ao todo são sete garotos e percebo que o menino que me encarava está no meio. Logo ele se senta ao meu lado, ele tem os cabelos loiros e a pele perfeita, fico até boba com isso. Ele realmente é muito lindo, tem a boca cheinha e as bochechas também. Acho que ele percebeu que estou o olhando ja que ele deu um riso de canto e me olhou. Fico vermelha de vergonha, desvio o olhar e abaixo a cabeça por ser tão burra ao ponto de ficar o encarando na maior cara de pau, ah mas ele também me encarou na outra vez. Mas mesmo assim ele esta rindo de mim.

Por sorte o brinquedo liga, e logo estou gritando que nem louca, com os braços pra cima e um sorriso enorme no rosto. Eu amo sentir um friozinho na barriga e a adrenalina subindo, é a melhor coisa. Quando o brinquedo parece estar parando ele volta ficar de ponta-cabeça e ir mais rapido ainda, em um momento eu olho para o lado e vejo um sorriso tão bonito do rapaz ao meu lado. É um sorriso tão encantador, e que faz ele praticamente fechar os olhos. Ele tem eye-smile, que foofo.

O brinquedo para e quando levanto sinto minhas pernas bambas e quase caio, mas sinto braços rodearem minha cintura. Olho para o ser que me ajudou, e vejo ser o mesmo garoto. Se não fosse ele eu teria caído de cara no chão, do jeito que sou estabanada. Meio sem graça me recomponho, e olho para meus pés envergonhada.

-anh... obrigado e me desculpe

- que isso haha de boa, mas você está bem?

- estou sim, obrigado... tchau

Disposta a praticamente correr da li de vergonha, me viro e quando vou dar o primeiro passo ele agarra meu pulso, e me faz virar na direção dele.

- ei espera, me diz pelo menos seu nome

-ahn... é (S/n)

- nome bonito. Sou o Jimin, Park Jimin é um prazer

          

                                             Continua?


Notas Finais


Genteeeee me desculpaa, nao teve como eu postar o cap. ontem, tive alguns compromissos e fiquei o dia todo fora, quando cheguei ja era noite. Eu tinha feito metade do cap mas cai no sono e não teve como terminar.
Hoje eu tbm sai e cheguei a algumas umas horas. Me desculpem sério.
Amanhã nao tem cap só sábado.
tchau pandinhas❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...