História This Is Love - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Personagens Axl Rose, Duff Mckagan, Izzy Stradlin, Personagens Originais, Slash, Steven Adler
Tags Amor Pelo Idolo, Diferença De Idade, Guns N' Roses, Romance
Exibições 58
Palavras 1.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Sinto falta dela


Fanfic / Fanfiction This Is Love - Capítulo 17 - Sinto falta dela

Axl Narrando

Fazem 20 dias que eu não vejo a Mary.Eu me afastei dela e isso está me corroendo por dentro.Ela não sai da minha cabeça desde a primeira vez que eu a vi naquela sacada,com aquele vestido longo preto e as mangas curtas de renda,seu cabelo estava arrumado com um coque lateral.Ela estava belíssima,nunca em toda a minha vida, eu vi uma mulher tão bela como ela e olha que eu ja vi e fodi muitas mulheres.

Decidi me afastar dela, por que não quero que ela se apaixone por um cara fudido como eu,que só traria problema para ela e sua vida.Meu destino é mesmo ficar sozinho,sem um amor e uma família.A única pessoa que eu tenho é Beta que está sempre comigo e posso confiar.

Ver ela desfilando apenas de lingerie, me deixou muito puto.Não quero que ninguém veja o que é meu.Como assim o que é seu Axl? Vocês apenas se beijaram algumas vezes.O que eu posso fazer, se aquela garota está me deixando louco.Só de imaginar, o corpo dela naquela lingerie vermelha,ja me deixa excitado.Ela me faz sentir como aqueles jovens adolescentes na puberdade,que fica excitado quando vê uma mulher de biquíni.Mas eu não,apenas ela me deixa assim.

____Droga-Bato minha mão fechada em punho na mesa,fazendo um estrondo.

Beta vem da cozinha correndo, toda esbaforida.Ela estava limpando as mãos em um pano de prato.

___O que houve Axl?- Preocupada.

Ela deve achar que eu enlouqueci de vez.

___Ela não sai dos meus pensamentos- Me sento no sofá e passo as mãos pelo meu cabelo nervoso.

___Você está apaixonado por essa moça meu filho,vá até ela e se declare-Ela se sentou ao meu lado e tocou meu ombro.

____Não posso Beta ,não quero estragar a vida dela, como eu fiz com a Erin e Stefani.

____Mas agora você mudou,você sabe o que faz,está controlado.

___Eu tenho medo,medo de machuca-la e perde-la - Me deito em seu colo e recebo um cafuné em meus cabelos e sinto o seu amor materno.E

___Isso não vai acontecer querido,eu sei que você não fará nada a ela.- Sorriu para mim,como se aquele sorriso me passasse tranquilidade e carinho.

___Eu não posso,a nossa diferença de idade é muito grande,não quero que ela sofra com isso,não quero que ela seja apontada na rua e ridicularizada.

___Querido,se ela for a garota especial que você tanto diz,ela vai saber lidar com isso,ela irá enxergar o homem especial que você também é.

___Se eu me declarar Beta,eu irei priva-la de se casar com um cara jovem,ter filhos,ter uma vida feliz e sem escândalos.-Ela passava seus dedos pelo meu cabelo,me deixando mais calmo e relaxado.

___Você ainda pode ter filhos Axl,você apenas não achou a garota certa e me parece que essa, é a garota que você esteve procurando por 30 anos.

Será que Mary é a mulher que eu estive procurando por todos esses anos?

___Quando eu estou com ela,eu me sinto completo,como se todos os meus traumas não existisse e quando estou longe dela,eu sinto que uma parte de mim está faltando.

___Você esta amando essa garota,nem apaixonado você está mais querido.-Beta ri do meu sofrimento,vê se por uma coisa dessas,eu aqui querendo desabafar e ela ri de mim.

___Não precisa rir dos meus sofrimentos Beta.-Digo mau humorado,me levanto de seu colo e vou para o quarto do piano.

Estar no quarto do piano,eu sinto que posso por tudo que está dentro do meu peito para fora.Tocar ele me deixa calmo,e me faz sentir livre.Movimentar meus dedos pelas teclas,as fazendo virarem melodia até uma canção,faz com que eu saía um pouco fora do ar,não me importar com nada em minha volta,apenas com o som que sai dessa linda pesa de madeira.Aqui é um lugar que eu adoro ficar sozinho e refletir.

Começo a tocar uma linda melodia, doce e romântica,que me faz lembrar dela,do seu jeito de ser,sua espontaneidade,sua beleza.Cada detalhe dela,a torna cada vez mais linda para mim.

Eu nunca tinha sentido esse sentimento por uma mulher antes,como eu sinto pela Mary Ann,até parece que se eu ficar sem ela,eu nao sinto vontade de viver.Sinto-me ofegante,com dificuldade para respirar.

Chega Axl,pare de agir como uma mulherzinha,pare de se lamentar e haja como um homem maduro que voce é.

Me levanto e vou ate a sala pegando a chave do meu carro,e acabo encontrando Beta pelo caminho que varia a sala.

____Aonde você vai?-Beta parou o que estava fazendo e olhou para mim,preocupada.

____Eu vou dar uma volta,para destruir minha cabeça,não posso ficar pensando nela.-Olho para ela impaciente,bato meu pé esquerdo no chão ritmicamente.

____A essa hora?Já esta escuro-Olho para a janela da sala e vejo que realmente tinha anoitecido e eu nem notei.

____Não ligo- Saio da sala e deixando ela sozinha e sem qualquer oportunidade de dizer alguma coisa.

Caminho até a garagem,logo entro em meu amado Porshe,e saio de casa  sem rumo pela cidade.A noite esta silenciosa e tranquila.Pessoas andam nas calçadas tranquilamente com suas famílias,bêbados apagados depois de um porre.Passo em frente de uma badalada boate que eu nunca fui e nem tenho a intensão de ir.

Começou a chover forte,fazendo as pessoas correr e se proteger da mesma.Era divertido ver isso acontecer as vezes.Com os vidros do carro embaçados pela chuva,vejo uma garota sentada na calçada,abraçada aos joelhos no meio daquele temporal que caía sem trégua.Passo a mão pelo vidro tentando desembaça-lo para enxergar melhor e vejo que é a Mary Ann.Ela estava encharcada,seus cabelos caiam por seu belo rosto e descalça.Uma parte de seu vestido estava rasgado,e com uma mão o segurava.Seus braços envolviam sua bolsa e sapatos,como se fosse a única coisa que tinha.Eu não podia deixa-la assim,daquele jeito na chuva e sozinha.

Sem pensar duas vezes paro o carro e tento faze-la entrar,mas ela é resistente,eu insisto mais uma vez até ela entrar.Seu corpo magro se encolheu no banco.Ela estava tão frágil e venerável.Algo aconteceu e isso me deixa com o coração apertado.Nao posso deixa-la assim.Eu vou leva-la para a minha casa e lá irei cuidar dela.E sei que lá ela estará em segurança e sem correr nenhum risco se quer,eu irei protege-la.


Notas Finais


Espero que gostem meus amores,leem e comentem 😚

Adoro ler seus comentários,isso me deixa feliz e com maus vontade de escrever


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...