História This is my reality... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 19
Palavras 1.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Josei, Kodomo, Lemon, Lírica, Luta, Mecha, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiii pessoal! Sabe, eu fiquei um tempo foro pq tava de depressão seria, mas graças a deus eu estou melhor e voltei um uma nova historia!!^^ Espero que gostem!!! ^^

Capítulo 1 - Flashback... ( Prólogo. )


Fanfic / Fanfiction This is my reality... - Capítulo 1 - Flashback... ( Prólogo. )


              A lua já preenchia o céu azulado o seu brilho já iluminava a cidade, querendo ou não erá hora de partir da li, mas pra onde?! Tudo foi dominado por eles, não?!!!!... Bem, não sei pra onde ir, só sei que tenho que sair daqui... E mediadamente!!! Abro a minha mochila em forma de cachorrinho - Raça Poodle - que se encontrava destruída, peco duas almofadas, caminho em direção a uns dos carros próximos de mim, quebro o vidro do passageiro de uma Larborghini vermelha que até pouco erá de um conhecido meu, entro no carro, coloco as almofadas no banco do motorista me sento lá,  faço ligação direta até ouvir o barulho do motor, arrumo a marcha e saio de onde dava... Saio de casa... 

           No meio do caminho, em quando o carro passava sobre os corpos derramados ao chão, eu comecei a der lembranças daquela noite... Ou melhor... Ontem....

             Flash Back On....
 

      Estava uma noite bonita, a Lua brilhava como nunca brilhou, tanto que com sua bela luz iluminava até a auria das pessoas mais impuras que já conheci, eu estava no banco traseiro do carro de meu pai, um Meriva branco do ano dois mil e oito, mamãe estava no banco de passageiro e o papai no do motorista. O papai estava nós levanto a uma Tatto-Tatto-Tattoaria! É finalmente meu pai, havia cedido aos meus pedidos.

      Alguns minutinhos se passaram e finalmente chegamos a Tatto-Tatto-Tattoaria, Meu pai conversava com o homem do balção, e pelo que ouvi da conversa o mesmo é quem tattoava os clientes, mamãe estava conversando - Também - com  uma mulher ridiculamente feia, cheia de tattoagens e com metade do cabelo raspado, a mesma estava infestada de maquiagem coloridas e seu cabelo curto erá extremamente extravagante!!!    

   - Venha aqui criança!!! - Pediu-me meu pai, logo o obedeci. - Este é um velho amigo do papai o Zec.

  - Zec?! É apelido estou certa?!... - Pergunto olhando o coloca de papai. 

  - É sim pequena! - Falou o moreno, sorrindo de cando. 

 - Mas... Porquê de apelidaram de Zec?!... - Pergunto curiosa, por algum motivo aquele apelido me intrigava. 

 - E de Eduardo meu nome e C de Carmelot meu sobrenome e por fim Z de Zero, por que eu nunca saí do Zero! - Falou sorrindo, um sorriso brincalhão.   

 - Ri ri ri. - Rio sem humor, por algum motivo tinha gostado desse cara! 

 - Não quero ser chata, mas Zec poderia se apresar!!! Tenho mais coisas a fazer!! - Falou minha Mãe. - grosseira como sempre... - 

 - Esta certo Sr.  Nuisance!! ( Tradução: Chatice - Incomodo - Estorvo, e etc... ) - Sompou, fazendo com que, eu tenha que segurar a risada. 

 - Tanto faz, vamos acabar logo com isso!!!... - Falou revirando os olhos. 

 - Está bem, siga-me por favor pequena! 

       O seguimos, ele nós levou até uma sala pouco iluminada com uma luz vermelhada, fiquei me perguntando que tipo de lâmpada erá aquela  - Lâmpada Led colorida, com certeza! - Aquela sala tinha as paredes pintadas de preto e havia vários retratos de tattuagens. Sabe, sendo sincera... Estava com certo medo daquele lugar... 

 - Está porta pequena?! - Perguntou. 

- S-Sim! - Responde gaguejando sem querer.

- Está bem! Sente-se aqui! - Disse apontando o dedo indicador, a uma poltrona velha. O obedeci. 

- Está certo, agora me diga onde, como e oque que tattoar...

- Eu quero tattoar... - Olho de um lado ao outro, tentando encontrar algo interessante. 

       Vejo um pequeno quatro com a fofo de uma tattoagem de uma estrela dentro de um circulo, e o circulo estava rodeado por um tipo de chama negra. Era uma tattoagem simples e sem graça, mas, por algum motivo aquele erá a que eu queria. Apondo para a foto sem dizer nada, por algum motivo estava sem fala...

 - Esta que você quer?!... - Pergunta Zec, eu apenas o respondo com um balançar de cabeça.

 - Está bem, e onde quer?! - Pergunta, catando uma magina estranha e um tipo de " Rascunho " do mesmo desenho do quatro. 

     Sem dizer nada, eu somente peco meus cabelos negros e os coloco sob meu ombro direito, iria tattoar atrás do pescoço. Zec entendeu o recado, pecou suas coisas e por fim... Eu... Eu senti a dor de meus desejos!!! Ai!!!! 

                                                                      *  PASSA TEMPO  *

       
Finalmente o progresso havia terminado, meu pescoço ainda estava dolorido e meus olhos lagrimejados, não que eu tenha chorado, por mais que meus olhos hesitassem, eu aguentei sem choro algum! Nós já estava-mo indo pra casa, quando meu pai virou a esquina e atropelou um pedestre, no começo, ele tentou frear, mas isso só fez com que eu fosse arremessada para a rua, acabei com o para-brisa do carro, fiquei cheia de pedacinhos de vidros e me ralhei com impacto com o chão. Com dificuldade tento me levantar e consigo  - Apesar que nas duas primeiras vez, eu não consegui... - Mesmo um pouco tonta, consigo me virar  para poder ver meus pais e aquele pedestre, mas ao me virar, eu vejo a pior coisa que já tinha visto.... Eu vi... Vi o pedestre maldito co-comendo os órgãos de meus pais...

     Ele arrancava os pulmões e os defloravam, o sangue de meus pais escoria de sua boca e manjava sua blusa a sugando mais, aquela sena erá puro canibalismo, e me dava medo me traumatizando um pouco. Fiquei a lí parada observando a morte de meus pais, até que aquele homem se levantou lentamente, olhou de um nado ao outro, procurando alguma coisa ou melhor... Alguém!!!! Aquela criatura me encarou por um curto tempo e começou a caminhar em minha direção, eu tentava crer dali, mas meu corpo não me obedecia!!! Eu tentava, e tentava, mas nada acontecia, eu não me movia, eu somente encarava os corpos de meus pais, eu estava... Traumatizada e com medo...  Muito medo... Aos poucos a criatura foi se aproximando, mais e mais, até que me acossou. Ele pecou em meus ombro, me forçando a encara-lo, e somente ao fazer isso, eu vi... Vi seus olhos completamente brancos, sua pele tava seca e velha, seus lábios rajados e seus dentes horríveis!!! Aquele ser, não erá um humano!!! 

     Ele aproximou sua boca de meu pescoço e bem na hora que ele iria me abocanhar sou emburrada com brutalidade, oque me forçou a fechar os olhos e não ver quem fez tal ato. Sinto minhas costas baterem em algo duro, logo depois sinto a dor do impacto, abro meus olhos lentamente e vejo... Vejo Zec lutando com a criatura que a poucos tentava me matar. Zec socava o estomago da criatura, mas a mesma não sentia nada somente dava alguns passos para trás. Em um dos ataques de Zec a criatura acaba se desviando e tira proveito disso, caindo sob Zec. A criatura pecou os ombros de Zec e tentou abocanhar seu pescoço - Do mesmo jeito, que queria fazer comigo. - Mas Zec pecou suas mãos e tentou o afastar de seu rosto, mas por ironia do destino - Literalmente!... - Seus braços falharam e deixaram a criatura conseguiu o abocanhar ou melhor conseguiu o deflorar. 

        Eu dessa fez não fui burra, aproveitei o momento em que o bicho se alimentava e fugi. Corria em direção a cidade pensava que estaria segura a lá, mas ao chegar na cidade vejo o oposto do que imaginava, afinal a cidade estava domada por pessoas canibais ou melhor pelos " Bichos " !!!! Em quando eu estava a encarar os bichos deflorando animais e algumas pessoas, vejo que os bichos começam a sentir minha presença e caminhar  em minha direção, eu começo a correr sem direção, somente pensava em fugir, mas sabia que teria que lutar! Corri por um bom tempo e mesmo assim eles não havia desistido de me persegui, eu sabia que mesmo não querendo teria que lutar, então parei de correr, me virei para ver a civilização de  " City Beautiful New " que me perseguia. Levanto um pouco meu vestidinho rosinha solto e pequeno, peco a faca que escondia em minha coxa, a faca erá pequena, mas erá com ela que eu iria matar minha cidade... Por um segundo minha respiração faltou e minha coração se foi, mas não podia desistir de minha vida, então respirei fundo, recuperei minha respiração e corri em direção a eles, matando cada um... 


    Flash Back Off...

   
Abadir daquele dia, eu soube que seria a ultima humana nesse mundo!!! Paro o carro em frente a um posto de gasolina, abro a porta do carro, chamando a atenção das criaturas que ali se encontravam, teço do carro, seco uma lagrima que por algum motivo que eu " Desconhecia "  escoria de meus olhos, peco minha faquinha e suspiro - Droga terei que suxar minhas mãos de novo!!!! -   


      Desconhecido Off...

                                                                                     ****

   Para as Fichas: 


Nomes dos personagens: Pode ser dois personagens seja eles irmãos ou não. )

Idades: Aceito qualquer idade. )

Aparências: Somente Humana, nada de personagens de anime! )

Personalidades: 

Gosta/Desgosta: 

Hoppy favorito:

Parentes: 
( Todos os pais deram uma historia criada por vocês ou pro mim, então crie um parente, mas não ligarem se ele for orfão. )

Historia dos Parentes: ( Se não quiser criar deixe que eu crio. )

Nos dias atuais seus parentes estarão vivos/mortos?!: ( Se estiverem vivos irei fazer eles aparecerem na fic.

Ultimo desejo?!: ( Cada personagem dera um desejo que quer realizar nesse tempo de horror, exemplo a minha dera o desejo de tomar banho. )

Trauma/Medo/Fobia: 

Ponto Fraco: 

Ponto Forte: 


De onde venho?!: ( Exemplo: A minha venho de uma cidade chamada " City Beautiful New ". Aviso: Crie uma cidade/Pais/Bairro/Sei lá oque... )

Como erá a vida antes dos bichos aparecerem?!: ( Exemplo: A minha estava na escola, não tinha namorado e sua vida erá chata. )

Já tinha experiencia com armas?! Qual?!:

Qual é a arma/Objeto que usa para matar os Zumbis?!: 

Qual é sua teoria sobre oque causou a vinda dos Zumbis ao mundo?!: 

Historia do personagem: 
( Coloque aqui como ele descobri-o a existência dos Zumbis. )

Como quer que seja a aparição dos seus personagens na historia?!!: Exemplo: Quero que ela seja encontrada por alguém quando estiver a beira da morte.

Heterossexual: 

Bissexual ( 7/0 ) :

Homossexual ( 6/0 ):


Está ciente que posso fazer oque eu quiser com seus personagens?!!!: 
 


Notas Finais


Comentem e mandem sua fichas :P ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...