História This is not a goodbye - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Acidente, Alucinação, Anjos, Avião, Bambam, Bts, Choi Youngjae, Choro, Drama, Got7, Im Jaebum, Jackbam, Jackbum, Jackeom, Jackjae, Jackson, Jackson Wang, Jaebam, Jaebum, Jark, Jinson, Jinyoung, Jjproject, Kim Yugyeom, Kunpimook Bhuwakul, Mark, Mark Tuan, Markbam, Markjae, Markjin, Markson, Park Jinyoung, Teoria, Teorias, Tiro, Tragedia, Trauma, Youngjae, Yugybam, Yugyeom
Exibições 75
Palavras 1.466
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Adultério, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, tudo bom ?
Então, eu sou bem sincero particularmente falando, e realmente acho que esse capítulo não ficou tão bom quanto eu esperava, eu gostaria que me perdoassem.
E também queria pedir perdão pela demora, mas o meu notebook usado pra escrita só permanece em casa nós finais de semana, por isso tive que optar pelas notas do celular.

Capítulo 2 - Ahgase


Os dias já não faziam mais sentido, toda hora no noticiário eu ouvia “O avião do GOT7 cai, tudo que sobra são destroços” como se já não bastasse ter vivido aquele momento. Eu passava horas, trancado no meu quarto apenas encostado no canto, ouvindo as notícias. Minha mãe que tinha vindo para minha a casa na esperança de cuidar de mim, porém nós não fazíamos nenhum tipo de contato além do visual, pois sabia que eu não conseguiria respondê-la se usasse algum tipo de diálogo, nós apenas nos comunicávamos através do silêncio quando ela entrava no em meu quarto três vezes ao dia para trocar as refeições, que particularmente eu nem me atrevia a chegar perto.

Já havia passado quatro dias, quatro dias sem conseguir comer, dormir ou até mesmo chorar, que por acaso era a único aspecto que fazia minha mãe duvidar de que eu estava entrando em uma fase depressiva. Mas porque eu não dormia? Fechar os olhos só me trazia lembranças, começava com momentos felizes, como nossos shows, do palco aos bastidores, dos bastidores para as entrevistas, das entrevistas as gravações de novos MV’s. Risadas, tempo jogado fora, piadas... Felicidade. Eu quase não sabia mais o significado dessa palavra e com esses flashbacks eu não sentia nenhum tipo de fome ou necessidade em especial, além da famosa e constante saudade que me atormentava dia e noite.

Um pouco antes de chegar o meio dia... Talvez 11h36min para ser um pouco mais exato. Eu fitava a parede branca que tinha atrás de televisão, a mesma que estava sempre ligada no noticiário principal e... Foi aí que eu ouvi o que eu desacreditava, por mais que eu já soubesse todos os dias eu lutava pra poder me enganar dizendo que não podia ser verdade, mas acho que minha boa fé e os meus esforços foram em vão, me desencosto da parede levantando do chão, onde havia ficado imóvel durante tanto tempo, aproximo-me da televisão no momento a repórter começa a falar.

Jornalista: Boa noite, hoje antes de darmos início à chamada de notícias, gostaria de informar que foram achados, finalmente, os corpos dos seis membros da banda sul-coreana GOT7 que morreram no final de semana passado, relembrando do acidente que aconteceu por culpa de problemas na turbina do avião, a empresa responsável ainda não se pronunciou formalmente para a imprensa... Porém foi marcada uma coletiva com os representantes no final desta semana. O enterro dos jovens acontecerá hoje por volta das duas horas da tarde, será uma cerimônia fechada apenas para amigos e familiares... Porém, pessoas do mundo inteiro se sensibilizaram com o ocorrido e estão fazendo homenagens, como no Brasil, Estados Unid…

Quando a reportagem termina, me apodero do controle, que se encontrava em cima da cômoda, desligo a TV, e no mesmo momento a porta se abre, era minha mãe que trazia meu almoço, o que me fazia perceber que era 12h00min, pois não havia pessoa na vida que fosse mais pontual que ela, a mesma me encarou surpresa, acho que me ver de pé era algo impactante demais depois quatro dias de pura vegetação, após tortuosos segundos ela para de me encarar e coloca a bandeja com o arroz e sopa de camarão em cima da cama, tirando o outro prato frio e intacto que havia sido deixado ali mais cedo, quando ela fica próxima da porta indicando que estava prestes a sair olho em sua direção.

  JinYoung: Pode me levar? Refiro-me… ao enterro

 Ao ouvir minhas palavras ela para de caminhar para a saída e apenas responde em um aceno positivo com sua cabeça, quando a mesma sai do quarto volto meu olhar para o ahgase azul que estava no meu quarto, que tinha sido um presente de Jaebum para Youngjae no dia do seu aniversário, mas virou meu após a catástrofe. Ando lentamente até o banheiro, eu havia demorado um pouco no banho, pois sentir a água quente que caia sobre meu corpo, era libertador demais para apreciar por pouco tempo, ainda sim porque me fazia tirar a cabeça do ocorrido. Ao me trocar eu só pensava que talvez aquela fosse a única forma de dizer um adeus apropriado.

Os seis caixões, em perfeito alinhamento, todos na ordem do mais velho ao mais novo, eu tenho que dizer que em momento algum nenhuma única lágrima sequer caiu do meu rosto, mesmo estando de coração partido... Pouco antes de serem enterrados, algumas pessoas ficaram com a missão de fazerem um discurso e como meu silêncio já havia durado muito tempo, talvez eu sentisse que era hora de quebrá-lo, quando eu dei um passo a frente, as pessoas me olhavam com certa pena, o que me fazia um sentimento de agonia surgir.

JinYoung: essa definitivamente é única forma de dizer um adeus apropriado não é mesmo? Porém eu acho que ninguém aqui, pelo menos eu não, queria estar dizendo um adeus, mas sabe, nós vivíamos nossos dias tão intensamente, que até nos esquecemos de que não somos imortais, mesmo não tendo sido nossa culpa o avião ter caído. Embora tivesse entrado em um profundo voto de silêncio durante esses últimos quatro dias, às vezes sinto que eles olham por mim, porque do contrário não estaria aqui falando com vocês, e sei que eles foram felizes até o final de suas vidas, porque éramos como uma família e eu cremos que todos que estão presentes aqui sabem o quanto é precioso um tempo com as pessoas que nos fazem sentir tão amados a todo o momento, como aqueles seis caras faziam por mim. Por isso eu deixo o nosso mais singelo obrigado, Come and Get it GOT7.

Ao pronunciar aquela ultima frase faço o mesmo gesto que fazíamos quando terminávamos uma entrevista ou apresentação, o que comoveu algumas pessoas, por que... Eu não queria fazer um discurso grande e sem sentido, apenas agradecer o fato de termos tido a presença deles em nossas vidas, algo simples porem significativo, após os corpos serem velados eu volto pro carro em silêncio. O caminho de volta parecia ter aumentado, ou talvez, quando eu estava vindo minha adrenalina subiu e eu acabei me desligando do trajeto, como estávamos demorando muito pra chegar, acho que perdi meus sentidos, pois cai no sono… Eu estava lá novamente, digo, na Kombi, minha cabeça estava sendo apoiada no vidro, do mesmo jeito que havia dormido aquele dia, pra fora da Kombi estavam os meninos, jogando baseball, o que não era estranho porque todos nós adorávamos praticar esportes, porém quando yugyeom lança a bola para Youngjae e o mesmo salta pra tentar alcança-la, ele inexplicavelmente começa a voar, Jackson se junta se levantando pelos ares, era tão estranho, mas mesmo assim, continuava sendo um sonho.

...

Eu estava no meu quarto novamente, minha mãe tinha sido capaz de me carregar até o quarto? Como ela teria conseguid... Ouço vozes familiares, o que indicava ter alguém no ali comigo, abro meus olhos lentamente, e vejo as luzes acesas, nessa hora viro minha cabeça pro lado, Mark estava ali, parado lendo um livro, mas como? Ele para de ler e me encara se fazendo de calmo, me curvo e aos pés da minha cama eu vejo Jackson sentado  no sofá com Youngjae, ambos riam ainda gravando as tentativas de Yugyeom e Bambam tentarem acertar o alvo com alguns dardos.

Jackson começa a filmar todos, começando por Youngjae que fazia algumas graças, mudando para Yugyeom e Bambam novamente nos dardos, porém quando Yugyeom percebe que estava sendo o foco da câmera ele começa a “performar”, fazendo uma dança que me faria duvidar de sua sexualidade, Jackson vira de costas pro mesmo e olha pra mim, meu rosto tinha a expressão de confuso, pois eu não tinha ideia do que estava acontecendo? JB agora era o foco da câmera, o mesmo estava brincando com o Ahgase, que também tinha recebido um foco especial, que tinha dado há Youngjae. Mark fazia poses para Jackson, eles estavam felizes, continuava com as brincadeiras, eu estaria alucinando? Não tinha forças pra ir até eles e participar, embora eu quisesse…

JinYoung: Porque vocês estão aqui? Isso realmente é real? Não, está tudo acontecendo na minha cabeça

As brincadeiras pararam no mesmo momento, mas apenas JB se pronunciou, a mim, com a mesma aparência calma, ele solta o Ahgase, se virando gentilmente pra mim com um sorriso doce de quem sempre representava a calma em meio ao pânico. Sigo-o com o olhar ainda confuso, quando o mesmo senta ao meu lado, sua mão da leves tapas em minhas costas.

JaeBum: Só porque é da sua cabeça,não significa que seja real... E do que importa se estamos ou não estamos à gente sempre está por aqui, já faz quatro dias Jinyoung, devia se perguntar por que está nos vendo só agora, não acha


Notas Finais


Eu espero que tenham lido as minhas notas lá em cima, pq elas realmente são importantes.
Peço novamente que vocês favoritem a fic e deixem um comentário se possível, porque tudo que eu quero é a opinião de como eu posso agradar vocês.
Obrigado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...