História This will never be the life i wanted - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 112
Palavras 974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Orange, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee!! A ideia surgiu do nada e resolvi tentar algo ❤

Capítulo 1 - Planos e mais planos


Pov Camila

[Miami- Flórida]


Eu estava na minha sala pensando na transa maravilhosa que acabei de ter com o meu acessor, Austin Mahone , sempre cuidando de tudo na empresa e inclusive do meu prazer. Como vim parar na cede da maior empresa de Striptease da América?  Simples,  herdei boa parte de tudo o que era dos meus pais quando criança, morreram por algo que ainda não descobri , pretendo adquirir fontes pra isso um dia... Mas a verdade mesmo é que essa nunca foi a vida que desejei, porque não viver como qualquer pessoa de 22 anos?  Que leva uma vida normal e um emprego digno?  Que vive do que conquista e não se sente em obrigação de ser uma pessoa totalmente diferente do que é? A única pessoa que me conhece e realmente sabe como lidar e como é a Camila Cabello é a minha secretaria, Dinah Jane.

Ela que sempre está cuidando dos meus compromissos em outras cidades pra compra das mulheres que irão trabalhar nas boates pra mim, ocorre uma série de seleções em que eu tenho que avaliar o corpo, aparencia...Confesso que não tenho problemas com mulheres, até gosto da fruta, mas ainda não encontrei nada que me faça pensar que vale a pena, nem em homens consegui encontrar algo que me satisfazesse. Austin faz o minimo pra me satisfazer, mas nada que me faça pensar que isso pode durar, algo que ele quer que aconteça mas já disse pra ele esquecer. 

Eu estava na minha sala depois do almoço e Austin me aparece pra fazer seu trabalho, nada mais que o comum, me põe na bancada e retira minha calça  social, sem toques ardentes marcas no pescoço, nem tirar minhas roupas direiro ele tira, nada!  Quero carinho, quero que esses momentos não sejam tão escrotos a ponto de ser numa bancada de escritório cheia de papeis!  Amor, atenção, compromisso... Já pensei em desistir dessa vida muitas vezes, mas eu perderia tudo o que herdei, teria de reconstruir minha vida do zero, literalmente do zero, mas antes quero descobrir aonde foi parar a minha herança bilionária pra ver se eu tenho paz, quando eu pegar posso escolher entre espandir a empresa ou começar uma vida nova. 

Austin vai embora e me recomponho, meu telefone toca e ao atender ouço a voz de Dinah. 


-Chancho, tem reunião hoje a noite na sala 27 com a Allyson. Ela vai fazer umas propostas de algumas cidades pra você ir avaliar com o Harry. 


-Dinah!  Não me chame assim, vai que alguém ouve e os boatos começam! 


-Srta. Cabello não acha que já ta na hora de parar com essa pose de merda e ser você mesma por alguns instantes?  


-China... Desculpa, que horas é a reunião? 


-As 18:30, acaba as 19:30.


-Não seja tão fria assim... Já sei!  Vamos fazer um lanche antes da reunião, assim fico desculpada? 


-Tudo bem Milla, passa aqui depois quando quiser pra gente ir. 


-Dj, te amo tá?  Estou tão sobrecarregada que não posso perder a postura... 


-Eu também Walz. 


Pov Lauren:


Eu estava na minha sela pequena e escura que dividia com Bieber, que foi preso por matar seus pais acidentalmente quando criança, não me disse detalhes porque falou que ainda não estava na hora , muitos aqui estão presos por injustiças e quem me colocou aqui vai pagar muito caro. Meus tios me abandonaram num orfanato antigo da familia e descobri que eu possuia uma fortuna como herança, por ser filha mais velha entre dois irmãos, Chris e Taylor. Que sabe se lá onde estão nessas horas, talvez sendo mimados pelos meus tios que me abandonaram pela minha sexualidade,  o que carrego entre as pernas faz muita diferença pra eles... Mas um dia eu terei o prazer de destruir a vida deles. 

Eu estou com pena de 6 anos aqui por ter caido numa emboscada ao assaltar um banco, já fazem quatro meses que estou aqui e tenho que trabalhar na lavanderia pra diminuir a minha pena a cada ano. Chegou o horário da refeição e fui encontrar alguns dos caras nos quais tenho um plano pra sair daqui viva, já que tenho contas a pagar fora desse inferno de merda. 


-Laur, sua amiga está vindo trazer o que pedimos quando vem te visitar?- Lucy me pergunta, ela veio parar aqui porque seus pais a acusam de matar sua avó envenenada... Longa história. 


-Keana está trazendo tudo, a parte mais difícil vai ser perfurar o piso de cimento seco que tem nas porras das selas, como vamos fazer sigilo?  Já temos tudo menos algo que faça silêncio enquanto furamos o piso e a tubulação, e a distração dos quardas? Fodeu. 


-Calma Jauregui,  já sabemos de cor as rotas das tubulações e eu cuido da distração e do sigilo, vou fingir estar doente enquanto trabalho na cozinha, vou até a sala principal pra pedir o kit dos remédios e desligo o interruptor de energia,  os alarmes vão soar e todos serão forçados a vir pro refeitório, onde tem um reservatório de energia ali- Troy falou apontando pra uma grande caixa de energia que distribuía fios pra varias luminarias gigantescas pelo refeitório, essa havia sido a ideia perfeita pra fazer o plano perfeito! - Enquanto os trouxas se apertam aqui nos vamos estar fazendo parulho e entrando nas tubulações, se errarmos elas fodeu  com tudo,  temos que nos encontrar nas margens do mangue. 


-E a roupa?  Precisamos das capas pra não nos enchermos de merda! - Lucy disse,  essa fresca nunca se contenta com nada, me faz rir mesmo com essas merdas que fala, não é atoa que é minha melhor amiga aqui,  tem 24 e eu 23,  brinca que somos quase gêmeas. 


-Cuido disso e amanhã nos vemos aqui nessa mesma mesa pra repassar o plano, vamos sair daqui amanhã!- Justin disse antes de nos levantarmos e retornarmos pra nossas selas. 




Notas Finais


Desculpem os erros, até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...