História This will never be the life i wanted - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 87
Palavras 1.074
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Orange, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tá aí mais um pra vocês!

Capítulo 3 - Príncipe?


Pov Camila:


Como sempre depois do almoço Austín aparece em minha sala e confesso que hoje eu não estou nem um pouco afim, pelo menos não com ele.


-Austin, hoje não estou nem um pouco afim, volte outra hora.- Falo tirando a atenção dos papéis pra olhar diretamente pra ele.


-Milla, só um pouquinho vai...- Começa a se aproximar mais e mais, tem forças dentro de mim que clamam pra despesa-lo. Não sem me divertir antes...


-Austin! Por favor chame Harry e diga a ele que quero a lista dos funcionários que poderiam fazer a viagem comigo, pra você é Srta. Cabello. Aliás, já providenciaram as passagens? 


- Eu já coloquei meu nome como seu acompanhante. - Ele só poderia estar de brincadeira, como se atreve filho da mãe!  Se apóia na minha bancada e foca nos meus seios, eu preciso dar o troco.


- Se você não chamar Harry nesse exato momento nunca mais vai se atrever a transar comigo e será dispensado.


-Exagerada...- Fala saindo da bancada e se direcionando a porta da minha sala. Mando um e-mail pra Dinah solicitando os papéis pra desligar Austin da empresa, pra ele ver como é pensar que pode mandar em uma Cabello. Ouço o telefone tocar e já tenho idéia de quem seja.


-Walz a papelada do desligamento de Austin Mahone está ponta... Austin Mahone?? Como assim ?? Você vai dispensar ele? Mas não era ele que...


-Dinah ele não me serve mais nesse quesito que você está pensando, quero algo sério mesmo que pareça que não preciso, amor , carinho, atenção, alguém que me ame... E que não faça um sexo tão escroto a ponto de ser numa porra de uma bancada e nem as roupas tira, China!


-Tudo bem, tudo bem, eu entendo que a TPM tá feia aí mas você tem razão, vai achar alguém que te aguente como eu e que te ame como eu, precisa ser uma versão masculina minha! - Não pude evitar sorrir com o jeito bobo que Dinah tem de me alegrar, ela consegue. 


-Te amo Dj.


-Eu também Chancho. 


Desligo ao ouvir alguém bater na porta. 


-Entre


- Com licença Srta. Cabello, trouxe a lista dos funcionários que estão qualificados pra acompanhar você na viagem de... Amanhã a noite pra Havana, Cuba. Austin Mahone disse que a Srta mandou colocar o nome dele como acompanhante. - Harry fala fazendo meu sangue ferver. BOM SABER QUE TEM UM FDP SE ACHANDO SUPERIOR A MIM. 


_ Por gentileza,  não mensione mais o nome desse imprestável na empresa, será desligado daqui assim que eu retornar da minha viagem, e retire o nome dele como meu acompanhante e coloque Dinah em seu lugar, como minha acessora e acompanhante na viagem.- Digo fria e calculista olhando ele arregalar os olhos pra mim enquanto se levanta a da cadeira a minha frente.


-Tudo bem Srta.  O desligamento de Austin Mahone não poderia ser executado hoje? Porque não temos data correta pra voltar dependente das cedes onde iremos avaliar as mulheres. 


- Perfeito Harry!  Obrigada pelo seu trabalho e providencie uma sessão de entrevistas pra semana que vem para uma secretaria. 


-Como quiser. - Terminou sua fala e eu sorri vitoriosa por ter cuidado da expulsão de Austin da minha empresa! Ele nunca terá o direito de passar por cima da minha autoridade e pensar ser superior. Amanhã eu viajaria com Dinah a trabalho mas também daria pra dar uma escapadinha. No fim do expediente Dinah veio pulando até minha sala e começamos a fazer planos pra nos divertimos em Havana.


Pov Lauren


Estou presa numa caixa extremamente apertada, sinto frio intenso e creio que pelo barulho estou num tipo de barco , me sinto dolorida e machucada, sinto falta de carinho , sinto falta de esgotar minhas forças chorando, sinto falta da minha vida no orfanato, sinto falta de ser a Lauren de sempre, aquela que tinha amigos e verdade ao seu lado sempre, que levava uma vida feliz... Não aguento e começo a chorar desesperadamente , eu não sabia se era noite ou dia, pois os buraquinhos de ventilação estavam virados pra o que presumi ser outra caixa, mas onde eu vim me meter? Tudo o que eu poderia ter me tornado... Poderia estar fazendo faculdade, construindo uma vida nova longe de tudo e todos. Queria saber onde foram parar Lucy e Troy,  queria que estivessem aqui comigo, não sei se conseguiram sair vivos,  mas espero que nossos caminhos se cruzem novamente...

Chorei, chorei , depois de horas presa dentro dessa caixa sinto como se estivesse sendo levantada, bato forte minha cabeça fazendo com que sangrazse um pouco mas isso é o de menos agora, a caixa é aberta por três grandes homens e entre eles um viadinho vestido com um terninho azul marinho.  O clima está escaldante e não faço idéia de onde vim parar, eu ainda estava com a capa preta e estava extremamente suja.


- Uall... Preciso dela intacta,  cuide desses ferimentos o mais rápido possível,  quer dizer eu mesmo cuido... E essas esmeraldas?  É ela! - O viado disse me analisando enquanto eu me remexia e dois brutamontes me seguravam pelo braço,  olhei de relance e percebi que havia uma vã enorme o outro lado do porto onde eu estava e uma fila relativamente grande de mulheres entrando nela, PQP!  onde caralhos eu vim parar??


- ME SOLTA ! ME SOLTA!  


-Calma princesa... Você vai se dar muito bem, um dia vai me agradecer! 


- ONDE ESTOU? QUE PORRAH DE LUGAR É ESSE?


- você está em Havana e vamos te tirar daqui logo logo... - Não consegue terminar sua fala e atende um telefonema bem na minha frente,  sua voz que antes estava firme ficou assustadoramente melosa.


-Oi amor, estou no porto,  vendo algumas encomendas ... Aliás estou levando uma especial pra casa pra darmos uma olhadinha.  Beijo até mais príncipe. Te amo. -Caralho ele realmente é gay,  eu sabia disso!! Mas porra ele vai me levar pra cada dele? A essa altura eu já estava parada mas os dois homens ainda me seguravam , aproveitei a oportunidade e mordi o braço de um deles e com certeza tinha ficado a marca,  fui mais rápida e comecei a correr com todas as minhas forças em direção a saída desse imenso porto, os homens correram atrás de mim mas só lembro que quando cheguei na avenida mais próxima uma agulha perfurou meu pulso, antes de apagar vejo o viado de terno azul apontando pra um carro importado o outro lado da rua, então eu apago.






Notas Finais


Austin vai se vingar da Camz? Quem é o viadinho de terno azul?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...