História Tholari: A Nerd e O Popular - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Larissa Manoela, Thomaz Costa
Personagens Larissa Manoela, Thomaz Costa
Tags Jolari, Larissa Manoela, Mhape, Tholari, Thomaz Costa
Visualizações 59
Palavras 1.584
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!!!
Aviso:Hot

Capítulo 21 - Primeira vez


Fanfic / Fanfiction Tholari: A Nerd e O Popular - Capítulo 21 - Primeira vez

LARI NARRA
Derrepente ouço tia lu e minha mãe dando boas gargalhadas enquanto sobem a escada, Tho me puxa com tudo para dentro de seu quarto e tranca a porta

Lari: Esta louco?-Perguntei fingindo não gostar da situação, ele me olhou e sorriu malicioso.

Caminhou na minha direção vagarosamente, sem tirar seu olhar do meu, continuou sorrindo malicioso, parou a uns 5 cm de mim e puxou minha cintura quase que violentamente contra o corpo dele, que pegada maravilhosa foi essa? A esta altura senti meu coração acelerar junto ao dele, nossas respirações estavam descompassadas mas ainda sim Tho mantia seu sorriso no rosto, não conseguia dizer uma palavra se quer, só queria ter os lábios dele contra os meus, uma de minhas mãos estavam sobre seu peitoral e a outra segurando a toalha, Tho por sua vez mantia sua mão e cima da minha e a outra em minha cintura, ele apertou minha mão ameaçando tira-la para que a toalha caísse, ele esta me provocando, mas se quer assim então assim será.
Tirei minha mão vagarosamente sobre a toalha deixando apenas a dele.

Lari: Segura para mim? Preciso fazer uma coisa.-Continuava sorrindo malicioso e eu séria.
Tho: Para que segurar se você fica melhor sem e o que você precisa fazer?-Perguntou como se já soubesse.
Lari: Isso.-Beijei ele.

Um beijo com desejo, passeia meus braços em volta de seu pescoço fazendo com que minhas mãos parassem em seu cabelo, o puxei ainda mais para mim, o mesmo continuava a segurar minha toalha e sua outra mão estava sobre minha cintura.
O beijo ganhava intensidade a medida que nossas línguas se tocavam, era como se desejássemos um ao outro a tempos. Não havia mais ninguém, apenas eu e Tho em um imenso calor seguido de desejo. Mas para minha infelicidade estávamos sem folego.

Tho: Seu beijo é sem duvidas o melhor de todos.-Falou sério.

Apenas sorri e o beijei novamente, seu beijo era viciante não tinha como parar mesmo se quisesse não conseguiria, era bom demais, queria beija-lo cada vez mais e mais, era um vicio. Acabamos ficando sem folego mais uma vez.

Lari: Eu...-Antes que pudesse terminar alguém bate na porta, mas que droga!

Tho abre a porta sem deixar que me vejam.

Lu: Vim ver se esta bem.
Tho: Estou ótimo, mais que ótimo.-Falou sorrindo e senti meu coração saltar.
Lu: Tudo bem então.-Falou um pouco confusa e saiu, Tho trancou a porta mais uma vez. Lari: Será que você pode me emprestar algo.-Falei devido ao fato de estar sem roupas e o quarto a frente estar ''ocupado''.

Ele foi até seu guarda roupas e voltou com uma camiseta sua preta com algumas palavras escritas de branco na frente e uma de suas cuecas, assim que me entregou ficou parado me olhando e sorrindo ainda malicioso.

Lari: Vira para lá.
Tho: Mais cedo ou mais tarde vou vê-la assim então não há problemas em ser agora.-Sorri ao escutar.
Lari: Vire-se logo e não ouse espiar.-Ele se virou, deixei que a toalha caísse e pus o que havia me dado.

O mesmo ainda continuava de costas, fui até ele o abracei por trás.

Lari: Você não sabe o quanto tive medo de te perder.-Falei referindo-me ao acidente, ele se virou para mim e pôs as mãos sobre meu rosto.
Tho: Ei...Você nunca vai me perder.-Mesmo sabendo que não eramos nada me confortou ouvir aquilo, ele me abraçou tão forte que quase fiquei sem ar.

Continuamos abraçados por um tempo, suas mãos afagavam em meus cabelos, estávamos abraçados como se não nos vessemos a séculos, como se a saudade estivesse presente ali.

Lari: É tão bom poder ficar aqui com você.-Falei quase que como um sussurro, o mesmo se soltou do abraço, me olhou fixamente e abriu um sorriso.

Tho: Eu sei que é.-Idiota! Achei que ele diria o mesmo.
Lari: Acho melhor dormir.-Falei um pouco decepcionada saindo do quarto.
Tho: Não vai nem me desejar boa noite?-Falou segurando meu braço.
Lari: Não.-Falei seca,Tho puxou por minha cintura ainda de costas fazendo colar meu corpo ao dele.
Tho: Eu sei que você não quer sair daqui.-Falou beijando meu pescoço me fazendo arrepiar e claro...Tho notou e não perdeu a oportunidade.- Eu sei que você me quer.-Sussurrou em meu ouvindo com um sorriso malicioso.
Lari: É você quem me quer.-Falei maliciosa. Tho: Nós dois sabemos que voce me quer.-Me virei para ele, aproximei nossos lábios quase os fazendo tocar.
Lari: É o que veremos.-Falei ainda maliciosa e me soltei dele e sai do quarto, pude ouvir seu sorriso ao imaginar o que estava prestes a fazer.

THO NARRA
Amo quando ela faz esses jogos, a deixa mais misteriosa e sexy, imaginei que ela faria algo mas já se passaram meia hora então acho melhor me deitar.
Assim que me deitei ouvi barulho de porta se abrindo e fechando, me virei e vi Lari parada na porta vestida com um sobre tudo aberto deixando a mostra suas roupas intimas, pela primeira vez estava vendo o quão perfeito seu corpo era, ela tirou o sobre tudo deixando-o cair no chão, sorriu para mim e caminhou até a cama de Pe, se deitou de bruços deixando sua curva mais perfeita a mostra, já falei o quão gostosa ela era? Peitos grandes, barriga reta e uma bunda...Meu deus! E neste instante sua bunda estava bastante a mostra, ela pegou seu celular e começou a mexer nele, só então me dei conta de que Lari sem nem mesmo me tocar conseguiu acordar meu amigo aqui, que droga Lari.

LARI NARRA
Claro que era tudo proposital mas estou apenas começando, quero ouvir com todas as palavras Tho falar ''Eu quero você'' no sentindo mais quente que puder imaginar. Peguei meu celular fingindo estar mexendo, sabia que o olhar de Tho estava sobre mim e não demorou muito até que o mesmo protestasse.

Tho: O que esta fazendo?-Perguntou quase que soando, o desejo estava praticamente estampado em sua testa.
Lari: Ah, só estou vendo algumas fotos antigas.-Falei o mais inocente.
Tho: Não foi isso que quis dizer...Da para por uma roupa?-Tropeçou nas palavras.

Me levantei indo até ele que ainda estava em sua cama, parei logo a sua frente.

Lari: O que foi? Não gosta do que vê?-Perguntei maliciosa e o mesmo sorriu.
Tho: Se eu gosto? Eu amo te ver assim mas...Sabe, eu sou homem.-Falou malicioso.
Lari: E eu sou mulher.-Ele se levantou e veio até mim ficando frente a frente.
Tho: Não me provoque, você não sabe o que esta fazendo.-Falou sorrindo.

Empurrei ele fazendo-o cair sentado na cama e só então percebi a ''presença'' de seu ''amiguinho'', é agora que Tho cai a meus pés! Me sentei em seu colo com força e o mesmo soltou um leve gemido, um sorriso de contentamento apareceu em meu rosto, estava dando certo.

Tho: Não faz mais isso.-Dava para sentir o ''sofrimento'' em sua voz.
Lari: Fazer o que?-Pressionei ainda mais meu corpo contra o dele fazendo-o soltar mais um gemido.

Tho sorriu malicioso e rapidamente me pôs de baixo dele.

Tho: Quer brincar? Então vamos brincar.-Falou malicioso.

Tho começou a beijar meu pescoço logo em seguida desceu seus beijos por minha barriga e isto me arrepiou por inteira, acho que já não esta mais dando muito certo, se continuar assim vou acabar cedendo.
Seus beijos ainda estavam descendo por minha barriga e antes que ele tentasse algo o puxei para cima e selei nossos lábios, ele retribuiu.
A medida que o beijo se intensificava ele apertava minha cintura mas o que isso importa? Esqueci o foco disso tudo.

Lari: Tem certeza que não me quer?-Perguntei a ele que sorriu.
Tho: Eu sabia...Mas tenho que admitir, eu quero você!-Falou ainda sorrindo.

Voltei a beija-lo e quer saber? Que se dane. Ele ainda estava de roupas.

Tho: Espera.-Começou a desabotoar a camisa. Lari: Deixa isso comigo.-Falei invertendo nossa posições, agora estava sentada sobre ele.

Ele continuou a sorrir e a medida que desabotoava os botões meus olhos acompanhavam cada parte de seu abdômen e finalmente ele estava sem camisa, não precisou de muito esforço para tirar sua calça, agora estávamos apenas de roupas intimas. Continuamos na mesma posição, selei nossos lábios novamente, as mãos de Tho que antes afagavam meus cabelos desceram vagarosamente até minha bunda e apartou-a me fazendo soltar um pequeno gemido.

THO NARRA
Com o tempo o beijo foi ficando mais selvagem e necessitado, podia sentir o quanto aquilo agradava Lari, ainda com nossos lábios um ao outro passei a mão pelas costas de Lari chegando ao feche de seu sutiã, ela não hesitou a nenhum momento.
Já estava tão exitado mas tão exitado que chegava a doer continuar com aquela boxer Lari sessou o beijou com um selinho e foi descendo até chegar em minhas box, tirou-a e voltou seu olhar para mim juntamente a um sorriso um tanto malicioso.
Puxei-a de volta para mim e inverti as posições deixando-a abaixo de mim, fiz o mesmo que acabará de acontecer e finalmente estávamos entrelaçados.

LARI NARRA
Depois de me puxar para mais perto podia sentir a respiração pesada de Tho em minha nuca. Seus movimentos eram intensamente prazerosos, sem que percebesse gemidos eram arrancado de minha boca , permiti acelerar o ritmo, era simplesmente o melhor momento que estaria tendo com tho, a sensação de te-lo inteiramente para mim era a melhor que já havia sentido. Minhas unhas fincadas em suas costas e toda vez que o arranhava podia ouvir gemidos arrancados de sua boca. Era perfeito, simplesmente perfeito!

Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...