História Thorki ts2 - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~mauricio28

Postado
Categorias Mitologia Nórdica, Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Fandral, Frigga, Heimdall, Lady Sif, Loki, Odin, Thor
Tags Loki, Thor, Thorki, Yaoi
Exibições 153
Palavras 3.958
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 7 - Capítulo 6.


Thor sentou-se ao lado do moreno que permanecia deitado ao chão, sem entender o porquê do loiro parecer tão animado.
Ele retirou de suas vestes uma caixinha de veludo, e a abriu revelando o conteúdo para o menor que ao vê-lo, sentou-se em um pulo fitando Thor completamente transtornado.


"Há alguns anos atrás, Thor e Loki haviam feito uma aposta na qual o moreno havia perdido. Mas Loki estava confiante em sua vitória, por isso não tinha providenciado nada para dar ao loiro caso perdesse, então sem pensar muito ele retirou um colar de seu pescoço e colocou no loiro lhe dizendo algumas palavras em seu ouvido". 


- Há alguns anos, você me deu esse colar sob a promessa de que eu poderia lhe fazer um pedido e você me consederia para que eu pudesse lhe devolver seu colar! 
- disse o loiro tirando o objeto da caixa.
- Pois eu vim devolve-lo! Mas para isso você vai ter que realizar meu desejo como prometido! 

Os três guerreiros ja estavam a par da situação, e sabiam que só estavam ali para ajudar o loiro caso Loki permanecesse irredutível. Dessa vez Thor não aceitaria sair daquela cela deixando Loki para trás, e por isso faria qualquer coisa para conseguir que o menor fizesse logo o que ele queria.

- Não faça isso irmão! 
- Loki quase implorava fazendo os presentes estranharem seu comportamento. 

O moreno fitava o loiro com uma expressão de pavor em seu rosto, nunca presenciada por nenhum dos homens no local, e Thor sabia o porquê daquilo e estava radiante por finalmente ter achado um modo bem eficaz de fazê-lo obedece-lo.

- Vai ser melhor assim Loki! 
- diz Fandral. 


- Meu desejo e o seguinte.....
- Thor foi interrompido por Loki que o agarrou pelo pescoço o pondo de pé. 


- VOCÊ NÃO PODE FAZER ISSO COMIGO!!!
- bradou o moreno enquanto apertava o pescoço do loiro. 

Essa era a deixa que os guerreiros esperavam para intervir na situação, já que sabiam que Loki não aceitaria aquilo tão facilmente, e era exatamente por isso que o loiro os trouxe consigo.


- Fique calmo Loki!
- diz Fandral que foi com Hogun retirar o moreno de cima do loiro.


- Seu irmão só quer ajudá-lo seu tolo!


Enquanto seus amigos seguravam o menor, Thor foi até ele e colocou o colar em seu pescoço. Loki parecia que ia desabar em pratos a qualquer momento, e isso fez com que Thor se sentisse mal, não por estar fazendo aquilo que serviria para fazer seu irmãozinho voltar para si, mas por ele não entender que Thor estava ali para ajudá-lo. 


- Não faça isso! Não me obrigue a passar por tudo aquilo de novo! 
- Loki o fitava com os olhos nublados de tristeza. 


- Você vai me agradecer um dia irmão! 
- o loiro tocou em seu rosto limpando as primeiras lágrimas de desespero do moreno.
- Como eu estava dizendo....meu pedido é o seguinte.....


- Thor.....não faça, por favor irmão! 
- o moreno implora fazendo com que Thor fraqueja se por um momento.


- Acabe logo com isso Thor! Antes que você mude de ideia. 
- disse Volstagg pondo uma mão no ombro do loiro. 


- Fala de uma vez, não deixe seu irmão manipular você. 
- diz Hogun que imobilizava um dos braços do moreno. 

Os amigos o incentivavam, enquanto Loki o fitava com desespero nos olhos. 

- Eu quero.....
- o menor acenava negativamente com a cabeça, lhe fitando de um jeito que fez o loiro parar novamente. 
- Eu exijo que prometa que será fiel ao nosso reino e a sua família asgadiana pelo resto de sua vida! 


- Agora diga logo Loki! 
- pedi Volstagg. 


- Vamos irmão! Sabe que não pode contra isso! Você me prometeu, lembra? 
- diz o loiro. 

Loki não lhe disse nada, baixou a cabeça tentando lutar contra uma força maior do que ele, que o forçava a obedecer o loiro. 

- Acabe logo com isso Loki! 
- pede Fandral o fitando com carinho. 


- Faça o que eu disse irmão....vamos conceda meu desejo! 
- ordena o loiro fazendo o moreno suspirar derrotado. 


- Eu...e...
- ele tentava a todo custo permanecer calado, mas o feitiço era mais forte do que ele.
- E-eu.....prometo.
- fala a contra gosto com a voz chorosa.

Ao ouvir aquelas palavras, o loiro o livrou do aperto dos amigos e envolve seu amado em um abraço de puro alívio e alegria. 

- Eu sabia que consiguiria traze-lo de volta pra mim!
- comemora o loiro animado abraçando o moreno cada vez mais carinhosamente.

Loki retribuiu seu abraço, escondendo seu rosto na curva do pescoço do loiro, se permitindo chorar tudo que estava contendo desde que viu aquele maldito colar que nem ao menos se lembrava que ainda existia.


- Esta tudo bem irmão! 
- fala o loiro tentando fazer o menor parar de chorar.
- Você vai ter sua vida de volta! E dessa vez, lhe darei todo amor que você tanto merece! 


- Por que fez...i-isso...comigo? 
- o moreno dizia entre os soluços. 
- não quero viver assim de novo....não quero....


- Nunca o vimos assim, Thor! O que ouve com ele? 
- pergunta Volstagg. 


- Eu também queria saber amigo.
- responde o loiro envolvendo ainda mais o irmão em seus braços. 


- Quem sabe foi a falta de magia negra que o deixou tão sensível! A rainha não devia ter.....


- Não diga besteiras Hogun! 
- Fandral o repreende. 


- Ou então você não esta em seu juízo perfeito Loki....aliás eu acho que nunca esteve......
- Hogun se imterompe ao receber um olhar torto de Thor.
- Q-quero dizer.....em outras ocasiões você ia querer a todo custo ter sua liberdade de volta.


- É melhor você levá-lo daqui Thor! Por que não chama sua mãe para tentar acalma-lo?
- questiona Fandral. 


- Ela já esta muito preocupada com ele, não posso deixá-la vê-lo no estado que esta agora.


- Vamos Loki, levante se dai! Você não vai querer que a gente tire uma com a sua cara por está chorando feito uma princesinha, vai? Logo você? 
- fala Volstagg em um tom divertido mas Loki continua a chorar. 
- É mais sério do que pensei! 


- Venha irmão! Vou levá-lo ao seu quarto....ele esta do jeito que você o deixou! 
- diz o loiro com um sorriso tentando se levantar com o moreno do chão.


- não....não não....
- Loki repetia freneticamente se agarrando ainda mais ao loiro tentando impedi-lo de se levantar. 

Thor o fitava espantado com o comportamento do menor, assim como seus amigos também.
Definitivamente, Loki não estava agindo como de costume, ele jamais se quer pediria um favor a qualquer um dos presentes, que dirá implorar como estava fazendo em meio as lágrimas que só aumentavam. 

O que o loiro não entendia, era o porquê Loki não aceitava a ideia de ter sua vida de volta, ele realmente preferia ficar onde estava ou até mesmo morrer, do que viver com sua família novamente. 
Estava comovido com a situação que Loki se encontrava agora, mas também não aguentava mais vê-lo daquele jeito, precisava tira-lo dali, descobrir o que havia deixado Loki assim, e sem pensar duas vezes ele começou a agir.  

Mesmo contra a vontade do outro, Thor o levantou e o forçava a ir com ele de volta a Valhala. Loki tentava a todo custo, fazer com que o loiro parasse de arrasta-lo pelos corredores das masmorras. Mas estava sem forças, se sentia fraco e mesmo que se desvencilha-se do loiro, ainda tinha os três guerreiros que os escoltavam para fora dali.

Quando chegaram aos corredores de Valhala, Loki não lutava mais para tentar fazer com que o loiro o soltasse, já que  havia constatado que seria em vão. 
Os cinco andavam debaixo de olhares surpresos, pois ninguém mais acreditava que o loiro pudesse convencer o príncipe mais novo de sua própria inocência.

Já no corredor principal, Thor se despede dos amigos seguindo com Loki até seu quarto, enquanto os três guerreiros seguiram em frente em direção a sala do trono para informar o casal real sobre o acontecido.


♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥


Chegando ao quarto, Thor percebeu que seu irmão parecia estar muito abalado com o que havia acontecido. Ele o conduziu até sua cama e sentouse com ele o libertando do aperto forte em seu braço.

Loki estava completamente fora de si naquele momento, ele prefiria a morte a viver ao lado daquelas pessoas novamente.
Estava tomado por ódio e angústia, nunca repudiou Thor tanto quanto agora. Estava com ódio do loiro, mas ainda de si mesmo por ter cedido as vontades dele, mesmo contra sua vontade.

Ele queria socar o loiro, descontar toda sua raiva e frustação no ser que mais detestava, mas o feitiço não o permitia fazer isso, por mais que tentasse parecia que seu corpo não obedecia os comandos enviados pelo cérebro, e isso o deixava ainda mais transtornado. 

Só que Loki não havia prometido nada além lealdade ao loiro, ele havia deixado bem claro que não aceitaria viver entre eles novamente, e já que a única coisa que ainda o importava naquele lugar era vingança, e isso ele não poderia nem ao menos tentar conseguila por causa da promessa, então nada mais o importava.

Ele estava disposto a tudo para poder se livrar de toda mágoa que o consumia e o sufocava.
Só precisava que o loiro o deixasse sozinho. 


- Você não parece esta nada bem.
- se pronuncia o loiro tocando seu rosto ainda molhado pelas lágrimas. 
- Vou ficar aqui com você até que se sinta melhor! Vamos trocar essas suas roupas pelas suas vestes habituais, você vai descer e sentar-se a mesa para jantar com sua família, como sempre fez! 


- Quero ficar sozinho. 
- Loki se levanta e anda até a porta.


- Não pode sair do quarto até nosso pai.....
- o menor o interrompe. 


- Saia você!  
- fala abrindo a porta em sinal para o loiro sair.


- É uma pena que esse feitiço não o faça se sentir como antes! 
- diz o loiro indo em direção ao moreno.


- Você quer dizer quando eu vivia uma mentira? 
- Loki o fitava com um ódio palpável. 


- Você era feliz vivendo assim! Ou pelo menos parecia. 
- protesta o loiro se pondo a frente do irmão. 


- Eu fui feliz sim! Até descobrir qual o meu real propósito aqui. Realmente achava que tinha uma família, mesmo com você sendo o preferido eu ainda acreditava que também era amado! 
- Loki baixa a cabeça ao sentir sua visão sendo embasada por lágrimas novamente. 


- Irmão....?
- Thor tenta abraça-lo mas Loki se afasta.


- Você não sabe o que é aprender a odiar sua própria raça com aqueles que você achava que eram sua família, não sabe o que é ser um mostro....


- Já chega, Loki! 
- diz o loiro trazendo o menor pra perto de si.
- Você é um asgadiano, sempre foi, é meu irmãozinho que tanto amo! 
- toca em seu rosto secando suas lágrimas. 
- É uma pena você não ver a verdade. Que seu lugar é aqui com sua família, essa que é sua verdadeira família. 


- Não pertenso a esse lugar, nem ao meu próprio povo, não é irônico? Tentei dizimar minha própria espécie para conseguir ser rei de outra que odeia monstros como eu.....
- Thor o interrompe de novo.


- Já mandei parar com isso! 
- Thor segura seus braços com firmeza. 
- Pare de dizer esse mantra irritante que você insiste em repetir! Aceite que você têm quem o ame, pode não ver isso agora mas com o tempo vamos mostrar a você que está enganado quando diz que sua vida foi uma grande mentira.


- Eu passei por tudo aquilo sozinho! Você não pode dizer nada sobre minha vida pois o único que realmente vivia isso era eu, sei que o que digo é a verdade, eu passei por ela.


- A única verdade que importa pra você, é a sua. E não sabe o quanto isso me deixa mal, irmao! 
- Thor lamenta ao ver que Loki dizia aquilo com total convicção.


- S.a.i.a! 
- Loki sibila raivoso se desvincilhando do loiro.


- Faça o que eu disse! Volto pra vir busca-lo para o jantar! 
- fala o fitando seriamente como se estivesse lhe ordendo isso.


Thor saiu do quarto, e Loki trancou a porta. Foi até a janela, mas constatou que por lá não poderia sair, pela porta também não já que os guardas não deixariam.
Então, com a pouca força que ainda lhe testava, ele conjurou um feitiço de telestranspote, mas como estava fraco, o mais longe que conseguiu ir foi até o jardim da rainha que levava até os portões do palácio. 

Ele passou pelos portões, chegou até a cidade, caminhando a passos lentos até seu destino, estava com os pensamentos a mil, andando ao destino que achava mais apropriado naquele momento. 

Ele passava pelas ruas bem movimentadas, pensando que nunca mais daria o desprazer de sua presença aquelas pessoas que ele achava que o odiavam por ser um mostro. 

Loki estava descalço, com as roupas ensanguentadas e sujas de poeira, com os cabelos desalinhados mas nem se importava com isso já que as pessoas ao seu redor não podiam vê-lo. 

E em poucos minutos havia chegado até seu destino.
Estava na ponte do arco-íris.


♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥¤♥


Thor adentrou a sala do trono, encontrando seus pais conversando como da última vez, só que agora pareciam mais tranquilos e contentes. 
Ele fez sua reverência costumeira, e sua mãe ao vê-lo foi ao seu encontro lhe abraçando ternamente. 


- Que bom que você conseguiu, meu filho! 


- Devo admitir que você se saiu muito bem! Concluiu seu objetivo com menos da metade do tempo.
- diz Odin. 


- E estou muito feliz por isso, meu pai! 


- Que bom que agora tudo voltou ao normal, temos nossa família reunida de novo! 
- Frigga diz animadamente ainda abraçada ao loiro. 
- Como ele esta? 


- Esta bem, mãe! 
- ao ver um sorriso radiante no rosto da rainha depois de tantos dias de angústia, ele não poderia dizer a verdade e deixá-la preocupada como ele estava.
- Eu o deixei em seu quarto, daqui a pouco vou busca-lo para o jantar. 


- Sei que seu irmão não poderá voltar atrás com a palavra, mas pensei em algo que já deveria ter feito a tempos. 


- E o que seria, meu bem? 
- pergunta Frigga indo até o rei.


- Vou casar o Loki! 
- disse decidido.


- C-como é....?
- Thor deixou o mjölnir cair ao chão com o susto.


- Casamentos arranjados já não acontecem mais a tempos, Loki deve estar confuso com tudo que esta acontecendo, não dê mais um motivo a ele. 
- Frigga o alerta.


- Me sentirei mais tranquilo ao vê-lo casado, e isso vai ser bom pra ele, terá que ser mais responsável e não terá tempo para pensar em se livrar do feitiço.


- Meu bem, sabe que Loki ama a Amora.
- diz ela já ao seu lado.
-  Ele não aceitara casarsse com outra pessoa.


- Com essa ele não poderá trocar se quer meia palavra, e também não pedirei que ele se case, ordenarei isso! 


- Pai não pode casar o Loki! 
- diz o loiro depois de se recuperar do susto.
- Não até ouvir o que tenho a dizer. 

- Pois diga.
- Odin já fazia uma ideia do que seria. 


- Sei que isso pode ou não me trazer consequências, mas já não aguento mais esconder o que sinto, não posso passar nem mais um segundo sem dizer o que já devia ter dito a anos.
- Thor fitava os degraus, enquanto Odin e Frigga o fitavam atentamente. 


- Seja direto, Thor. 
- ordena Odin impaciente. 


- Filho? Você não esta querendo nos dizer que....
- Thor a interrompe nevorsamente.


- Que amo meu irmão mais novo de um jeito que não deveria? Sim! Eu o amo, eu não me importo mais com as consequências que isso possa me trazer, com o tanto que eu o tenha finalmente! 
- agora ele toma coragem e fita os pais com firmeza. 
- Vou enfrentar qualquer coisa por ele! Não posso deixar que o senhor o case com outro.


- Você ama seu irmão? 
- Odin ri fraco fitando o loiro que o encarava decidido. 
- Não seja tolo. Loki odeia você.


- Ele já me amou um dia! E quando essa raiva que ele sente passar...e eu farei de tudo pra isso acontecer, vou dizer a ele o quanto eu o amo e que vou conseguir que ele me ame também!
- declara esperançoso de que o que estava dizendo ia realmente acontecer.


- Não entendo, filho. Por que não disse isso antes?
- Frigga o questiona.
- Tudo seria tão diferente!


- Não sabe qual o tamanho do meu arrependimento por não ter tido coragem de ter dito isso antes. Mas agora nada mais importa, quero e vou lutar pelo amor que acredito!
- fala decidido.


- E sua mortal? Não esta namorando com ela?


- Fiquei com Jane mas como uma forma de agradecimento do que outra coisa, minha mãe!
- diz baixando a cabeça.
- Não queria magoala, por isso ainda não terminei com ela, sou muito grato pela hospitalidade dela quando eu precisei!


- E o que você quer que eu faça?
- Odin o olha intrigado.


- O senhor só quer casar o Loki para não deixar ele sair da linha de novo, não é?
- Thor o fita esperançoso.
- Então, não importa quem seja seu par, o importante é o senhor se sentir mais tranquilo e confiante, coisas que não vai conseguir se casa-lo com qualquer um.


- Está insinuando que quer que eu desista de casar seu irmão com a bela moça que eu arranjei, para casar ele com você?


- Meu pai, se quiser alguém que realmente controle seu caçula, então terá que casar ele comigo.
- diz com um sorriso convencido.
- E assim o senhor vai resolver dois problemas de uma vez só, pois não vou deixá-lo ficar pensando em um meio de anular o feitiço, e também de tentar achar aquela bruxa exilada.


- Pensando desse jeito, até que não é uma má ideia.
- fala o rei coçando sua barba branca.


- Não concordo com esse casamento, nem com a moça e muito menos com você, Thor.
- Frigga se manifesta ao ver que o marido pensava em aceitar aquilo.
- Loki já sofreu o bastante por uma vida, e não posso deixar que isso continue.


- Como pode achar que eu seja capaz de fazer Loki sofrer, mãe?
- pergunta o loiro  fitando sua mãe com espanto.


- Não foi isso que eu quis dizer, filho! Mas você têm que concordar comigo, é só isso que você vai conseguir se insistir com uma loucora dessas.


- Sei que ele me ama também! Eu só preciso fazer ele enchegar isso!


- Falar é muito fácil filho, você sabe que  fazer isso não vai ser.
- Frigga fitava o filho que lhe olhava esperançoso.
- Sei que esse casamento fará você feliz, mas e o seu irmão? Não posso deixar que nenhum de meus filhos se casem sem amor.


- É melhor você se acostumar com a ideia, Frigga. Pois não vou voltar atrás com minha palavra.
- Odin se impõe ao ver que sua esposa estava decidida.
- Ele vai se casar e assunto encerado.


- Então vai mesmo casa-lo com qualquer uma?
- Thor pergunta indignado.
- Não posso deixar que faça isso,pai. Eu o amo tanto que não conseguirei perde-lo para outro.
- fala fitando o pai em desafio.


- Eu sempre soube disso Thor! Sempre soube que você amava seu irmão, mas não dei muita atenção para isso já que Loki não demostrava o mesmo.
- com essa declaração o rei fez seu primogênito o olhar abismado.
- Mas agora, mesmo sabendo que ele não o ama, lhes dou  a minha bênção por que sei que.....
- Thor o interrompe bruscamente.


- É sério? E-eu não....mal posso acreditar!
- o loiro abriu um enorme sorriso fitando seus pais atentamente para se certificar de que aquilo era real e não um sonho.

Naquele momento, Thor se arrependeu ainda mais de não ter dito o que sentia antes. Quem
sabe como sua vida estaria agora se caso ele fizesse isso? Poderia estar namorando com Loki, ou até mesmo estar casado com ele agora.

- Eu só tenho a agradecer, meu pai! Não sabe o quanto estou feliz por vocês me apoiarem, e sei que depois disso todos nós seremos mais felizes!


- Eu ainda não terminei, Thor.
- Odin fala ao notar a euforia do filho.
- Têm uma condição para que esse casamento aconteça.


- Diga! Faço qualquer coisa!


- Você terá que prometer que não deixará Loki arrumar um geito de se ver livre do encantamento e muito menos de continuar a procurar a exilada.


- Eu prometo! Ele não fará isso.
- diz com um enorme sorriso.


- Meu bem, desista desse casamento.
- Frigga se aproxima mais do marido.
- Não vai dar certo. Loki não vai aceitar.


- Com o tempo eles se entendem querida!
- diz Odin ao notar que sua esposa parecia preocupada.
- Não vê que assim conseguiremos resolver os dois problemas que ainda ameaçam o futuro de nosso filho!


- Não posso deixar meu filho se casar sem amor! Reconsidere Odin.


- Prometo a você que se Thor não conseguir fazê-lo feliz em um ano, eu anulo o casamento.
- diz se levantando de seu trono e tomando as mãos de Frigga entre as suas.
- Eu deixarei que ele escolha com quem quiser se casar!


- E por que não faz isso agora?


- Sei que com o tempo essa raiva que ele têm de nós vai passar, mas se eu disser isso a ele agora, ele vai me recriminar pela milésima vez, dizendo que eu tirei dele a mulher que amava.


- Mas foi isso que aconteceu, não foi?


- Assim como Loki, você também acha que ela era inocente?


- Não. Mas mesmo assim, ela o fazia feliz e sei que Loki não vai descansar até que a tenha de volta. - fala entristecida.


- Não permitirei que meu noivo a procure!
- Thor se aproxima dos dois ainda ostentando um belo sorriso.


- Ele ainda não é seu noivo.
- diz Odin.


- Se vocês vão insistir com essa ideia, então pelo menos me deixem preparar ele para receber uma notícia como essa.


- Enquanto sua mãe conversa com seu irmão, você vai ter que ir até Midgard para terminar com sua humana.
- ordena Odin.
- Precisa estar solteiro para oficializar o noivado na festa de aniversário de sua mãe. E se eu fosse você me apressava.


- Farei isso! Amanhã mesmo vou falar com a Jane!
- fala animadamente.
- E pesso mais um voto de confiança seu minha mãe! Compri com minha palavra de tira-lo das masmorras, e agora me comprometo em fazê-lo feliz!


- Ainda não concordo com tudo isso, mas só me resta lhe dar minha bênção também, e o que me deixa mais tranquila é que com esse casamento pelo menos meu primogênito ficará feliz!
- diz conformada.


- Ótimo! Agora que esta tudo resolvido, vamos jantar pois esse assunto me deu fome!
- diz conduzindo Frigga para fora dali.
- Vá buscar seu irmão, Thor!


- Agora mesmo, pai!
- fala o loiro os seguindo.



...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...