História Those Eyes ;; Nash Grier - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Crystal Reed, Dove Cameron, Hayes Grier, Jack & Jack, Jacob Whitesides, Matthew Espinosa, Nash Grier, Taylor Caniff
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Crystal Reed, Dove Cameron, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Taylor Caniff
Exibições 57
Palavras 1.153
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heey!
Mais uma fanfic pra vocês, espero que ela dê certo e que vocês gostem!

– A fanfic é inspirada no filme/livro "Dezesseis Luas" e um sonho louco que eu tive.

– Plágio é crime!

– A história e personalidade dos personagens são de minha autoria.

• Crystal Reed como May Evans.
• Dove Cameron como Louise Martin.
• Ian Nelson como Nick Evans.

Enjoy :)

Capítulo 1 - New Neighboord


Me virei na cama pela décima vez naquela madrugada, eu não conseguia mais dormir depois de acordar de um sonho ou pesadelo, seja lá o que for aquilo.

Decidi levantar da cama, passe minha mão pelo rosto e coloquei minhas rídiculas pantufas de ratinho, mas até que eram legais.

Saí do quarto em silêncio e desci as escadas do mesmo modo, fui até a cozinha e peguei uma garrafa de água dentro da geladeira e despejei o conteúdo num copo.

Encostei no balcão e olhei o relógio que mostrava "05:20" da manhã, faltava cerca de três horas para que eu fosse para escola.

Suspirei terminando de tomar a água, e subi de volta para meu quarto. Coloquei meus fones e me deitei na cama, escolhi uma música lenta, para que eu pudesse pegar no sono, e assim o sono foi me envadindo novamente.

[...]

— May! May! — senti vários cutucões em meu braço e logo um tapa. Resmunguei e me sentei na cama, abri os olhos com um pouco de dificuldade e encarei Nick em minha frente.

— O que é? — cocei meus olhos e ele riu.

— Seu cabelo está engraçado. —  disse sorrindo e revirei os olhos. —  Você tem 20 minutos.

Então, Nick saiu do quarto, me joguei na cama e minha cabeça atingiu algo. Puxei e vi que era meu celular e os fones, droga, eu dormi em cima deles.

Levantei da cama com preguiça e andei até o banheiro, tirando meu pijama e pegando minha toalha.

Tomei um banho rápido, saí do banho, me sequei e me vesti, colocando uma calça jeans rasgada nos joelhos, uma camisa branca e me inseparável All Stars Chuck Taylors.

Peguei minha mochila e desci, vi Nick em pé ao lado da porta, mexendo no celular. Cheguei ao lado dele e lhe dei um tapa na cabeça.

— Vamos, mané. — ele resmungou e guardou o celular no bolso de trás, abri a porta e saí, esperando meu irmão.

Fechei a porta quando o mesmo saiu e fui até meu carro conversível, joguei minha mochila no banco de trás, entrei e o liguei quando Nick entrou.

Eu e Nick não conversávamos muito, mas não nos matavamos ou brigavamos. Ás vezes chegamos a ser até parecidos, apesar de eu ser adotada e dois anos mais velha.

Parei o carro de frente a escola, deixando que Nick descesse, gritei um "boa sorte, panaca" quando ele desceu, recebi um dedo do meio e saí rindo.

Estacionei o carro no estacionemento da escola, e caminhei até adentrar o lugar, ajeitei minha mochila nas costas e livros em mão.

— Maay! — ouvi uma voz  reconhecida e arregalei os olhos, me virando.

— Louise Martin. — disse  quando ela se aproximou, a mesma revirou os olhos.

— Você não é Augustus Waters! — ri fraco com seu comentário. — Como foi seu final de semana? Muito crochê?

— Eu já disse que não gosto de festas. — comecei a andar e ela me parou.

— Que desculpa esfarrapada! — Louise disse andando ao meu lado. Então ela começou a puxar para uma direção contrária, para se grupo.

— Não! Louise! Para! — tentei me soltar dela, mas já era tarde demais.

— Oi garotos! Oi Lox! — Ela acenou e eu fiquei quieta, tentando elaborar um plano para fugir dali sem que percebessem.

— May, não é? — ouvi a voz de um dos garotos, Cameron, e gelei. Droga.

— É.. — sorri fraco e apertei meus livros na mão.

— Bom, você já me conhece, esses são meus amigos.. Matthew, Aaron, Shawn, Carter, Johnson, Gilinsky, Jacob e Taylor, e a Mahogany. — disse apontando para cada um, mas na verdade eu já sabia o nome de todos, eles eram os "populares" da escola, alguns faziam parte do time de basquete, outros futebol americano, e outros, populares por serem bonitos. Acenei para ele e logo me escondi atrás de Louise, mas não deu muito certo por eu ser maior que ela.

O sinal tocou e eu dei graças à Deus, saí dali o mais rápido que pude e fui para minha primeira aula, Filosofia.

[...]

— Como sempre, temos o trabalho mensal, para ajudar a nota de vocês. Esse mês, o tema vai ser música. Vocês podem compor ou escrever sobre a história da música. Os pares eu já escolhi. — escutei vários murmúrios de negação, então o professor começou a falar. — Anne Thompson e Jacob Whitesides, Jack Johnson e Liana Campbell, Caitlin Green e Edward Lancaster. —  ele continuou a falar e eu fiquei diatraída enquanto desenhava na folha do caderno. — Algum problema para você, Evans? Senhorita Evans? — a voz do professor me chamou a atenção e o olhei sem saber do que ele estava falando.

— Ahm, nenhum.. — concordei e olhei para os lados para tentar saber o que acontecia.

— Olá, par. — ouvi uma voz ao meu lado e dei um pequeno pulo na cadeira, assustada. Me virei para o lado e o Mendes me olhava.

—  Par? — pensei um pouco confusa. — Você é meu par? Eu nem prestei atenção!

— Você até concordou. —  ele riu. — Mas tem algum problema fazer dupla comigo?

— Não, claro que não. — sorri e ele fez o mesmo, o sinal da saída tocou, arrumei meu material e saí da sala apressada.

Caminhei para fora da escola e fui até o estacionamento, Nick já estava parado de frente ao carro.

— Vamos! — entrei no carro e Nick apenas me olhou.

— Er.. May, hoje eu vou sair com minha turma, tudo bem? Não vai precisar me levar. — me inclinei um pouco e vi seu grupinho de amigos logo atrás.

— Tem certeza se quiser eu..

— Não precisa. — ele sorriu fraco e eu assenti.

— Okay, até mais tarde. — acenei e arranquei com o carro, era por volta das 16:30, e Los Angeles não estava tão movimentada.

Suspirei parando o carro no farol e fechei os olhos por alguns segundos, partes do meu sonho veio na cabeça, eu conseguia me lembrar de quase todos.

Talvez eu estivesse louca, mas aqueles olhos não saíam da minha mente.

Ouvi buzinas e abri os olhos, o farol havia aberto, arranquei com o carro novamente e dirigi até minha casa.

Cheguei em casa e joguei minha mochila no canto da sala,estava tudo silêncioso, mamãe e papai não estavam, chegariam só a noite.

Fui até a cozinha e vasculhei o armário e geladeira até achar algo que eu pudesse comer, peguei um pacote de biscoito e fui para sala.

Coloquei The Walking Dead e dei play, me acomodei no sofá, e depois de alguns instantes ouvi um barulho de caminhão.

Levantei curiosa e andei até a janela, era um caminhão de mudança, e os prováveis novos moradores tiravam a placa que continha um grande "Vende -Se".

Ótimo, vizinhos novos.











Notas Finais


Gostaram? Odiaram?

Desculpem por qualquer erro!

Deixem sua opinião, amo ler comentários, e se gostaram, não esqueçam de adicionar a biblioteca e favoritar!

Kisses and Peace.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...