História Those of Mars - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Banda, Humor, Jovem, Romance
Visualizações 29
Palavras 1.206
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que curtam❣
Boa leitura!!!

Capítulo 28 - Brooke Davis e a dúvida.


Fanfic / Fanfiction Those of Mars - Capítulo 28 - Brooke Davis e a dúvida.

"E foi nesse dia que eu prometi
Que eu nunca cantaria sobre amor se ele não existisse." (The Only Exception-Paramore)




- Oi gatinho - beijei Alec.

- Oi amor, qual é a do gatinho? - ele riu.

- É assim que a Lory da torcida te chama - apontei com a cabeça para a garota que hora olhava para nós hora olhava para suas amigas.

- Como você sabe?

- Hum-hum - limpei minha garganta - "Alec Davis é tão bonito, não importa o fato de ele não ser do time, aquela voz e aquele ar de bad boy compensa tudo."

- Ela disse isso?

- Sim, tem mais... " Aquela namorada dele, ninguém merece! Ele começou a namorar antes mesmo de surgir​ uma oportunidade de sairmos." - ele deu risada - Não tem graça!

- Tem sim! - ele riu - Não sabia que ela pensava assim.

- Você sabe sim - balancei a cabeça com desdém.

Ele ascendeu um cigarro e começou a tragar.

- Olha como ela te olha.

Ele a olhou de volta, soltou a fumaça preguiçosamente sorrindo de lado e lhe lançou uma piscadinha.

- Seu cretino - dei risada - Como você faz isso bem na minha cara?

- Eu só queria ver sua cara, amor - ele sorriu - Só tenho olhos para você.

- Se você piscar para ela de novo...

- Você sorri para o Luke toda aula de oficina avançada e eu não falo nada.

- É um sorriso simpático!

- Sorriso simpático? - disse debochado - Todo mundo sabe que ele só não te chama para sair porque você está comigo. Isso se ele já não deu em cima de você! Ele já deu em cima de você?

Abri e fechei a boca.

- Tirei suas palavras, amor? - sorriu maldoso.

- Nem vem com esses sorrisinhos pra mim.

- Hum... - ele riu soltando a fumaça.

- Me da isso aqui - tomei o cigarro de sua boca e joguei no copo que tinha um restinho de água.

- Lá se foi um cigarro.

- Lá se vem mais uma ano de vida.

- Sem se preocupar, Jess! - ele beijou minha na testa e se levantou esticando a mão para me levantar.

- Inevitável - peguei em sua mão - Vou na sua casa mais tarde - dei lhe um selinho.

- Ok, vou te esperar.

***

Estava na porta da casa do Alec, toquei a campainha e esperei que alguém abrisse.

- Oi Jess - Brooke abriu a porta.

- Oi Brooks - sorri.

- Entra aí! - deu passagem - Bem, estou fechando um contrato agora mas se você quiser subir o Alec já no quarto dele. Sabe onde fica?

- Sei, obrigada!

- De nada.

- Meu irmão te ligou? - perguntei.

- Não! Por que ele me ligaria?

- Ele me pediu seu número.

- Ele não me ligou. Talvez ele não queria conversar, a gente não terminou a noite muito bem.

- Ele não me contou nada. Talvez ele só queira te pedir desculpas. Só não sabe como! Justin nunca foi muito bom nisso.

- Entendo - torceu o nariz - Mas sobe lá, fica à vontade.

- Obrigada - sorri subindo as escadas.

Caminhei pelo corredor até o quarto do Alec.

Cantarolei um trecho de Suedehead, e abri a porta de seu quarto.

Ele não estava!

Abri a outra porta...

Ele estava tomando banho, o box era de vidro transparente e dava para ver tudo e quando digo tudo é tudo mesmo.

Uau que bundinha!

Ele estava de olhos fechados lavando os cabelos, por isso não me viu. Mas quando ele abriu os olhos sua primeira expressão é de susto.

Não desce o olhar!
Não desce o olhar!
Não desce o olhar!
Não desce... Desci o olhar!
Ele tinha entradinhas bonitas que davam...

- Caramba!Eu... - limpei a garganta - Não... - ele se tapou com as mãos - Tô saindo - disse rápido e bati a porta com tudo.

Como não escutei o barulho do chuveiro?

E por que eu tive que ficar olhando?
Me senti na beira de sua cama.

- Jess - ele me chamou.

Que vergonha!

Está certo que ele é meu namorado mas eu esperava ver ele sem nada em outras circunstâncias da vida.

- Oi - olhei em rosto e me senti corar.

- Está com vergonha? - ele sorriu.

- Não, imagina! Como você se sentiria se me visse pelada?

- Eu iria gos... - levantei e tapei a sua boca com a mão.

- Nem termina - ele sorriu - E cadê a sua roupa?

- Te incomoda? - arqueou as sobrancelhas.

- Não, apesar de ser uma visão que me agrada eu estou com vergonha.

- Te agrada? - ele sorriu de lado.

- Não sorri assim pra mim, não quando você estiver de toalha - ele jogou a cabeça para trás rindo.

Pensei em mil coisas no momento. E nenhuma delas foi pura.
Eu sou uma pervertida!

- Não me olha assim você - ele disse - No que você está pensando?

- Não dá para dizer em voz alta.

- Não ferre meu juízo, Lewis.

- Não estou, Davis - fiquei na ponta dos pés e lhe dei um selinho - Vou ir falar com a Sam enquanto você se veste.

Saí do quarto e bati no quarto da frente que era o da Sam.

- Oi Sammy - sorri e entrei.

- Oi Jess - ela sorriu de volta - O que você acha da minha roupa? - deu um voltinha.

- Está linda!

- Drew e eu vamos sair.

- Ele vai amar. Ele sempre ama!

- Obrigada. Uma boa tarde para você e o Alec.

- Para você e o Drew também!

***

- Vamos assistir De volta Para o Futuro.

- Não, esse filme não! - disse Alec.

- Não ofenda meus bebês - fiz careta - E que tal jogarmos vídeo game? - apontei para seu X-Box e a pilha de jogos que tinha ao lado.

- Você curte?

- Dependendo do jogo sim.

- Você é a melhor namorada - ele se levantou para ligar o vídeo game.

- Eu vou pegar alguma coisa para a gente beber - eu disse.

- Vai lá!

- Já volto - disse saindo - Um de luta por favor - disse do corredor.

Desci as escadas e quando cheguei na ponta da mesma parei escutando a voz da Brooke.

- Eu sei Lola (...) Ele não me ligou, não mantemos contato (...) Já faz um mês, ele me ligaria se estivesse interessado (...) Eu não posso! (...) Não para ela (...) Se eu estiver... - ela estava chorando? - Como vou voltar? (...) Sim, obrigada (...) Mas eu não posso estar grávida...

- Você acha que está grávida do Justin?

Eu sei que é terrivelmente feio ouvir conversas alheias mas foi inevitável.

- Lola te ligo depois - ela desligou e jogou o celular no sofá - Eu não sei! Eu estou atrasada e isso não acontece!

- Calma - disse me aproximando - Eu não sei como te ajudar.

- Pode começar me dizendo como acha que ele vai reagir.

- Ele vai desmaiar - tentei descontrair - Só que eu tenho certeza que ele nunca vai te deixar sozinha nessa.

- Eu não tinha planos de ser mãe agora e seu irmão não era o cara que eu imaginava como pai dos meus futuros filhos, sem ofensas!

- Não ofendeu, eu te entendi.

- Obrigada - ela suspirou.

- Só me liga depois do resultado, seja o que for também estou nessa.

- Vai comigo e a Lola amanhã.

- Claro - sorri fraco - Não se preocupe Brooks, você vai estar preparada para o que der e vier!




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...