História Thoughts Of Love - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Exibições 101
Palavras 2.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeee
Boa leitura ♡♥♡♥♡
XD ;-)

Capítulo 23 - Capítulo 23 - Ele me salvou...



               [Yoongi/Suga  Pov]

       Não me importei quando Yara me mandou parar de segui-la, quando a mesma continuou seu caminho fiquei parado ali por alguns segundos ate que a mesma pensasse que eu havia ido, coisa que eu não fiz, porque? Não sei ao certo, quando a vejo sozinha  sinto que eu devo estar perto dela, como se ela corresse perigo, ou simplesmente sou teimoso, até desmarquei  de me encontrar com Hoseok hoje.

       Desta vez a segui com muita descrição, me distanciando dela por  vários metros para que a mesma não percebese que estou ali, quando a vejo virar a esquina espero alguns segundos, quase minutos.

- Yoongi qual parte que você não entendeu quando eu disse pra não me segu... - escuto ela dizer, mas porque ficou quieta do nada, será que ela me viu.

      Escuto um som de alguma coisa caindo no chão, logo viro a esquina, ainda me escondendo, vejo um homem segurando Yara nos braços tampando sua boca com um pano, a mesma se debate mais acaba ficando sem forças, antes que perdesse a consciência vejo que ela me olha, seu olhar pedia por ajuda.

        Eu estava a ponto de aparecer lá e dar uma voadora naquele homem, mas me detenho ao ver um carro preto se aproximar, desse carro saem mais dois homem sem contar o que estava dirigindo, um desses homem me parecia familiar, mas quem... claro!, homem do beco, ela estava ali.  Vejo colocarem Yara no carro e jogarem sua mochila junto, depois todos entram no veículo e dão partida.

           Oque eu fiz? Simples corri atrás do carro, seria facil só correr mas também tem que se esconder para que não desconfiem que os estou seguindo, depois de quase correr meia hora atrás de um carro, o veículo foi estacionado em uma rua  quase deserta em frente de uma casa velha, digamos uma casa abandonada, os homens dessem do carro, um deles carrega Yara no colo levando-a para dentro da casa abandonada.

      Preciso de ajuda, deveria chamar a polícia? Sim, mas vai demorar ate eles chegarem aqui, chamarem os reforsos e etc,  preciso agir agora! Pego meu e disco o número de.....Jimin ou Hiro? Jimin.

                 Ligação  On

- Jimin!  - quase grito.

- Desgraçado quase me deixou surdo! Oque você quer?!

- Preciso de sua ajuda!

- Com oque?

- A Yara ela foi, digamos sequestrada...

- QUE!? COMO ASSIM?

- Depois eu conto, mas agora eu vou te falar o nome da rua e o número da casa pra onde a levaram, anota ai.

- Ok.

-  A rua ******* o número de casa é ***.

- Hum.

- Chamo o desgraçado Hiro também!!

- Esta bem, porque desgraçado?

- Porque se o Hiro tivesse ido com a Yara pra casa ao inves de ficar no banheiro da escola se comendo com uma garota TALVEZ ISSO NÃO TIVER ACONTECIDO!  - grito finalizando a ligação.


                   Ligação  Off

        Como eu sei que Hiro estava comendo uma garota? Facil, eu o conheço e também por causa dos gemidos da puta enquanto eu passava perto banheiro.

         Logo depois de finalizar a ligação de Jimin, ligo pra polícia dando o nome da rua e o número da casa, eles disseram que iriam vir o mais rápido possível, mas o importador pra mim agora e entrar naquela casa, e é isso que vou fazer.

      O homem do beco, vai se fuder quando eu entrar lá, e se ela tocar nela, ele que se considere um homem morto, antes ela tentava estuprar garotas no beco, isso mesmo, eu quase presenciei ele fazendo isso com uma garota que parecia ter ums quinze ou quatorze anos, mas eu não o deixei, porque a garota era menor de idade e também estava inconsciente, deste aquele dia a única regra que eu me pus foi nunca obrigar uma garota ou mulher a ficar com você.

       Mas voltando a realidade, eu vou entrar nessa casa, e agora!


           
                    [ Yara  Pov]

       Abro meus olhos lentamente, logo depois de acordar completamente percebo que estou amarrada  em uma cadeira, em uma, parecia ser um quarto totalmente vazio, tento me soltar mas em vão isso só machucava meu pulso e meus pés, e pra piorar eu não conseguia ver nada pois o quartoestava completamente escura, só uma uma janela iluminava o local.

- Que bom acordou  - escuto uma voz, logo vejo um homen entrar por uma porta.

          Não pode ser.... ele de novo não...

- V-você  - apenas falo isso, era ele, esse homem, o tal  ''homem do beco'', como escutei Yoongi  chama-lo.

   
          Falando dele, ele estava lá, ele me viu, e não fez nada, sabia que esse idiota era  covarde, nen sei porque estou com raiva dele, eu tenho que ter raiva do meu irmão, se ele não demorasse um ano no banheiro talvez eu não estaria aqui, em frente do meu medo,  a única coisa que eu tinha medo era de me encontrar com esse homem, mas agora meu medo é oque ele pode fazer.

- Foi bom te encontrar de novo  - fala vindo em minha direção  - Como você cresceu  - acaricia meu, sinto nojo quando ele fez isso  - Você esta mais bonita, mais do que três anos atrás  - passa a mão em meu cabelos, que nojo que nojo que nojo, o mesmo desse sua mão ate saio do uniforme chegando em minha coxa.

- Não toca em mim! - falo me mechendo na cadeira com a intenção de afasta-lo.

- Calma eu não vou fazer nada com você  - o encaro  - Não ainda  - da um sorriso, que vontade de soca-lo e espanca-lo ate ele morrer.

- Oque você quer?

- Você!

- Não basta ter feito aquilo comigo anos atrás? Quer fazer a mesma coisa agora? NÃO BASTA JA TER DESTRUÍDO MINHA VIDA?!!  - grito no final, vejo o mesmo me olhar confuso, que cara de pau agora vai fingir que não fez nada.

- Você esta louca?  - respondo com um  ''hum?'' O único louco aqui é ele! - Eu nen toquei você anos atrás  - o olha surpresa, isso é mentira! Tem que ser  - Sabe porque? - pega meu queixo com certa força  - Por causa do seu príncipe encantado apareceu na hora  - meu príncipe encantado? Oque estava falando.

- Não estou te entendendo, da pra se explicadar melhor?

- Não se faça de desentendida.

- Não estou  - fala seria.

- Estão -  fala se afastando de mim  - Vou te explicar  - começa a dar voltas ao meu redor  - Aquele dia, enquanto você estava desacordada, eu estava a ponto de te....  - se cala e eu o encaro  - Você sabe  - dá um sorriso  - Mais nessa hora seu príncipe apareceu  - quem é meu príncipe? Isso foi a única coisa que não entrou em minha cabeça  - E ele pois meu plano por água abaixo.

- Isso quer dizer que nesse dia não aconteceu nada?  - pergunto abaixando a cabeça.

- Não  - para em minha frente  - Porque?  - levanto a cabeça olhando-o com muito ódio.

- Você não sabe, mas deste aquele dia  eu sempre pensei que tinha acontecido alguma coisa naquele dia  - falo roçando os dentes.

- Mas não aconteceu.

- Se não aconteceu nada então....  PORQUE DEMÔNIOS VOCÊ ME DEIXOU JOGADA NAQUELE BECO!! ? DEIXANDO EU PENSAR QUE O PIOR TIVESSE ACONTECIDO!! - grito tentando me soltar, eu não me importava mas se isso me machucava ou não, eu só queria bater nesse desgraçada ate ele morrer  - DESTE AQUELE MALDITO DIA MINHA VIDA SE TORNOU OUTRA, ACABEI ME AFASTANDO DAS PESSOAS, NÃO FUI MAS A ESCOLA, FIQUEI EM MEU QUARTO ISOLADA DE TUDO E DE TODOS I TUDO ISSO POR SUA CAUSA SEU DESGRAÇADO!! - grito tentando me soltar.

- Você vai se machucar se continuar fazendo isso.

- Não me importo!! - de tanto me mecher a cadeira perde o equilíbrio e acaba caindo e meu rosto vai direto pro chão, o mesmo tenta me ajudar me levantando, uma de suas mãos toca meu ombro não penso duas vezes e o mordo, o mesmo me xinga.

- Sua cachorra! - logo depois de dizer isso sinto meu rosto arder, ele havia me dado um tapa  - Antes eu não pude te ter por causa desse seu príncipe, mas agora ele não vai me impedir.

- Quem é esse príncipe encantado do que você tanto fala?

- Você não sabe?  - nego  - Se não sabe quem é, como são amigos? - amigos? O olho confusa  - É o Yoongi!

          Ao escutar esse nome arregalo os olhos, como assim Yoongi? Ele me salvou daquele desgraçado? Como assim, não estou raciocinando agora. Yoongi me ajudou?....ele me salvou aquele dia...

        O homem oria dizer algo, mas escutamos um barulho, parece ser uma porta sendo arrombada.

- Yara!  - escuto ser chamada, essa voz era... Yoongi.

        Olho para o homem o mesmo me encara.

- YOON...- tento gritar mas o mesmo tampa minha boca com sua mão.

- Se dizer alguma coisa eu te mato  -  fala mostrando um canivete. que havia tirado de seu bolso, vejo o mesmo tirar do outro bolso um fita cinza, pegando um pedaço e colando em minha boca  - Seu príncipe tentando te salvar de novo, mas mal sabe pelo o que o espera  - se retira do quarto com cuidado,  provavelmente para Yoongi não o ver.

       Eu tentava soltar ums gritos mas não podia, Yoongi ainda gritava meu nome, começo a bater os pés no chão fazendo algum barulho, depois de segundos vejo o mesmo abrir a porta e arregalar os alhos ao me ver.

- Yara! Você esta bem? - vem minha direção  - Eles fizeram alguma coisa?  - vejo no mesmo instante dois homes com dois pedaços de madeira em mão entrarem no quarto  sem Yoongi perceber, tento avisa-lo mas o mesmo não estende, ele solta um pouco as corda das mãos mas foi logo foi atingido por um dos homens caindo no chão, solto minhas mãos e logo meus pés.

- Yoongi! - falo, vejo que o mesmo esta sangrando, esses haviam acertado sua cabeça  - Ta doendo muito?  - o mesmo responde um  ''huhum'' com dificuldade  - Você precisa de ajuda.

- Pegem ela! - escuto a voz do homem do beco, era uma ordem, logo os dois homem vem em minha direção cada um pegando um do meus braços, tento me soltar mas como sempre em vão.

- Me soltem! - grito, olho para Yoongi, o mesmo tentava se levantar.

- Soltem ela  - fala se levantando com dificuldade tocando sua cabeça.


          Escutamos uma sirenes, aquelas que vem da viatura do carro dos polícias, polícia? Eles estavam aqui, isso é bom.

- Bandidos!! É melhor se entregarem, isso será o melhor para todos!! - uma voz de homem falou em um alto falante, o homem do beco logo encara-me e encara Yoongi.

- Você chamou a polícia seu filho da puta!! - fala indo em direção de Yoongi dando-lhe um chute em seu estômago, e mesmo desmaia.

- Yoongi  - grito de novo.

- CALA A BOCA!! - o homem do beco grita  - Eu nunca vou ser preso.

- Oque faremos senhor  - fala um dos homens que segurava neu braço, o mesmo parece pensar um pouco.

- Ja sei, a saída de emergência!

- A do porão?  - pergunta o outro homem.

- Sim - da um sorriso - E você meu cara Yoongi  - falo indo ate o mesmo pegando em seu rosto  - Vai se arrepender de ter estragado meus planos, de novo  - logo vai ate um canto do quarto, escuro, pegando de la uma garrafa, depois de abri-la o chero de gasolina se espalha rapidamente pelo quarto, e pela casa também  - Levem-a!

- Oque você vai fazer?  - pergunto assustada, enquanto os homens tentavam me puxar para fora do quarto,ele não seria capaz de fazer isso.

- Não esta na cara? O Suga branquinho vai se transformar em Suga pretinho, vai ficar parecendo café  - da uma risada de psicopata, ele é louco.

- Você é um louco  - falo o mesm me encara.

- Louco por ter você!. Eu ja mandei leva-la!!  - grita.



Notas Finais


Foi isso...
Bye Bye♡♥♡♥♡
XD :-D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...