História Thoughts Of Love - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Exibições 108
Palavras 1.471
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiieee
Boa Leitura! ♡♥♡♥♡

Capítulo 24 - Capítulo 24 - Mãe?


                  [Yara  Pov]

- MÃO NA CABEÇA!  - escuto uma voz grossa logo dois políciais entra no quarto apontando as armas, logo os dois homens que seguravam meus braços me soltaram, o homem do beco com uma rapidez solta a garrafa e pega minha mão me puxando para perto de si.

- Não se aproximem  - fala colocando uma mão em meu pescoço  - Senão eu mato ela  - mostra novamente aquele canivete.

          Se eu estava com medo? Sim, muito por sinal.

         Um dois policiais leva o dos homens para fora, ja presos com as algemas, enquanto o outro tentava negóciar com o homem do beco, vejo o mesmo pegar de novo a garrafa de gasolina e ainda comigo em seus braços despeja o liquido no quarto, e o polícial? Simplesmente não podia fazer nada porque minha vida corria perigo como dizia, mas uma coisa, a vida do Yoongi esta correndo mais perigo ainda!

     Depois de despejar a gasolina por todo o quarto, retira de seu bolso uma caixinha de fósforos, oque mais tinha naquele bolso? Um elefante? Não posso deixar ele fazer isso, de jeito nenhum, ele estava quase acendendo o fósforo, me arrisco  e piso seu pé com força fazendo-lhe soltar a caixinha de fósforo e mi soltar, logo corro ao lado do polícial.

- Levante as mãos  - ordenou o polícial apontando a arma para ele, o mesmo queria pega a caixa de fósforo, da uma risada e iginora o polícial, que no mesmo tempo da um tiro acertando o mão do outro que cai no chão de dor, o polícial da um sinal para outros polícias, que logo entran vários levando o homem do beco, fico ali parada sem fazer, minha cabeça ainda estava em procedimento do que havia acabado de acontecer.

- Yara!  - escuto a voz de meu irmão, que logo me abraça  - Desculpa, e-eu...- volto a realidade e logo penso alto.


          Yoongi.....


       Vou ate o mesmo que esta sem levantado pelos políciais,tinha um pouco de sangue em sua boca, e tinha também sangue em sua cabeça.

- Ele vai ficar bem? - pergunto, enquanto o polícial pegava Yoongi nos braços.

- Vamos leva-lo pro hospital agora, depois saberemos se ira ficar melhor  - respondeu levando-o.

- Yara  - chama meu irmão.

- Hiro  - o encaro, logo dando um abraço apertado, logo sinto lágrimas caírem em meu rosto.

- Esta tudo bem, ja acabou  - fala acariciando meus cabelos  - Ja passou pequena.


            Finalmente acabou.....

       *           *           *           *              *

        Dias depois...

       Depois de tudo se resolver, a polícia ter prendido o homem do beco e seus comparsas e denunciar a polícia sobre o sequestro e etc... etc...

        Tudo ficou bem,  fiquei sabendo que Yoongi esta melhor mas continua no hospital em observação,  eu ainda não fui visita-lo, Sayu veio as vezes vinha aqui em casa me fazer companhia junto com Yumi e me aconselharam visita pelo menos pra ver como ele esta.

       Contei ao meu irmão oque o homem do beco havia me dito, ele ficou surpreso, mas quase infartou quando o contei que quem me salvou aquele dia foi Yoongi. Acho que deve mesmo visita-lo.


            .               .               .

- Tem certeza que quer ir, você pode vê-lo quando ele estiver em casa  - fala Hiro enquanto um bolsa para ir pro hospital onde Yoongi estava.

- Tenho. Deveria ir comigo  - falo indo ate a porta.

- Acho melhor não.

- Também acho  - me despeço do mesmo e pego um táxi indo pro hospital.

         Ao chegar lá, a recepcionista me afirmou que o mesmo estava no quarto 66  no terceiro andar, vou ate o quarto e respiro fundo antes de bater na porta, ao bater escuto um  ''entre'' do mesmo, respiro fundo novamente antes de entrar, porque eu estou nervosa?

       Assim que adentro no quarto vejo Yoongi ficar surpreso, ele estava sentando na cama, tinha um venda em sua cabeça,  deve ser pelo ferimento.

- Oi  - falo baixinho, me aproximando de onde estava.

- Hum... você por aqui  - fala se ajeitando na cama.

- Não queria que eu viesse?

- Não! - quase gritou - É que... não pensei que viria  - coça sua cabeça.

- Mas eu vim  - me sento na cama ao seu lado  - E.... obrigada.

- Pelo? 

- Por ter me salvado  - esse agradecimento era pelo que aconteceu faz alguns dias e pelo que aconteceu faz três anos .

- Não me agradeça, melhor eu tenho que te agradecer, fiquei sabendo que esse homem quis me transformar em cinzas  - falo ligo treme o corpo, como se desse um calos-frios, dou uma risada com isso.

- Por acaso.... - o mesmo me olha  - A....três anos atrás  - me olha confuso - Esquece  - ele não entende então fica calado  - Acho melhor eu ir, você tem que descansar  - falo tentando levantar da cama.

- Não!  - Yoongi puxa meu braço fazendo-me sentar na cama de novo  - Fica mais um pouco, me sinto sozinho aqui  - abaixa cabeça.

  
      Apenas fico quieta, ficamos em silêncio alguns minutos, eu sentia o olhar do mesmo em mim  mas eu virava o rosto encarando qualquer parte do quarto.

- Yara  - escuto me chamar viro meu rosto respondendo um  ''hum?''.

       Mas logo percebo que nossos rostos estavam só alguns centímetros de distância, tento me afastar mas uma das mãos de Yoongi estava em minha nuca me puxando para si.

- O-oque vo...- não termino de falar pois Yoongi ja tinha selado nossos lábios.

           Seus lábios eram macios, sua boca maravilhosa, senti algo de estranho em minha barriga, oque será? Não creio que pode ser aquela sensação de borboletas no estômago.

         Nos separamos a escutar uma tosse forçada, me viro meio envergonhada do que acabou de acontecer e vejo uma mulher não muito jovem, vestia um vestido muito chique, a mesma me encara com um olhar de ...nojo?

- Mãe? Oque faz aqui?  - Yoongi pergunta,  era a mãe dele?  Me levanto e fico em pé ao lado de Yoongi, me curvo dando boa tarde.

- Como assim oque eu faço aqui? Eu sou sua mãe, tenho o direito de te ver quando eu quiser  - fala, logo vai ate Yoongi dando um empurrão em mim, qual é o problema dela?

- Pensei que não viria por causa do trabalho  - Yoongi fala, dando-lhe um beijo na bochecha.

- Deixei seu pai encarregado disso  - a mulher da um sorriso  - E como se sente filho querido?

- Bem  - o mesmo respondeu.

- Eu tenho uma notícia pra te contar  - fala meio desanimada  - Mas por favor mande essasinha - me encara  - Ir embora  - isso soou meio que um insulto, porque?

- Mãe não é oque você pensa Yara é só minha...

- Yara  - sua mãe o cortou  - Esse é seu nome garota?  - concordo  - Por favor  - da um suspiro e fica em minha frente  - Não se iluda achando que meu filho terá algo sério com você   - a colocá sua mão em meu ombro  - Pra ele você é só uma das muitas que ele pegou  - vejo Yoongi fazer sinais com as mãos  como  ''ela é louca'' ''ela perdeu um parafuso''  - Te dou um conselho, ache alguém que te ame, uma pessoa com que queira realmente compartilhar a sua vida, meu filho não é disso.

- Ta bom mãe, chega - Yoongi fala  - Yara não é como as garotas com quem eu saía antes  - não sou mesmo, não me pareço nen um pouco com aquelas putas.

- Não?  - a mulher a encara.

- Não  - respondeu Yoongi.

- De que família você é Yara?  - me pergunta.

- Hum?... ah... Choe, família Choe - falo, a mesma parece querer lembrar de algo.

- Empresas Choe?  -  ela  conhece as empresas de minha família, apenas concordo  - Boa família,  ja conheci seus pais e são boas pessoas. Prazer em te conhecer me chamo Kimberley, Min Kimberley  - estende sua mão e eu aperto-a.

- O prazer é todo meu, senhora  - dou um sorriso.

- Que isso, não sou tão velha assim, sou? - a mesma faz uma pose de modelo, fazendo-me rir.

- Não.

- Você parece uma boa garota,  desculpe te confundir com aquelas com que meu filho saía  - Kimberley fala.

- Não foi nada  - foi sim  -  Você ja deve estar acostumada com essas  ''garotas'' - faço entre aspas com as mãos.

- Muito por sinal  - encara Yoongi.

- Afinal, mãe oque queria me contar? - Yoongi tenta mudar de assunto.

- Seu pai  - Yoongi a olha sério  - Ele quer te mandar pra um internato - vejo Yoongi olhar surpreso logo olha pra mim, isso também me surpreendeu e muito.


             Yoongi vai embora?......


Notas Finais


Desculpem pelos nomes, não sou boa em criar nomes.
Bye Bye ♡♥♡♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...