História Three Is Too Much - TaeYoonSeok - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags 3some, Bts, Fluffy, Jikook, Kookmin, Namjin, Taegi, Taeyoonseok, Vhope, Yoonseok
Visualizações 31
Palavras 1.762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


reescrevendo!!!

Capítulo 1 - Capitulo 1


 [HOSEOK ON]

Desde que me mudei para Seoul com minha avó confesso que foi difícil de fazer amizades na faculdade. Mas, isso não é nada que eu não tenha resolvido de primeira. Meu ciclo de amizade se resumia em Min Yoongi. Ele era uma pessoa um tanto calada parecia até certas vezes que nem tinha sentimentos, porém, quando se conhece ele bem ver que no fundo tudo aquilo era apenas uma máscara que ele usava para afastar segundo ele, pessoas irritantes. Entretanto, comigo ele era diferente, sempre se mostrava ser fofo, às vezes briguento, sabe, comigo ele era realmente ele.

E como o passar do tempo, fizemos amigos um tanto estranhos – no bom sentido- mas, aquilo era aquilo que mostrava que nós éramos diferentes. - e eu amava aquilo- Talvez, por que nós não queríamos seguir aquele padrão social que todos impunham. Desde que, ser diferente na visão dos meus pais era um fato absurdamente impróprio, exemplo, um homem foi feito para uma mulher e vice e versa. E foi por conta dessas minhas “diferenças” que hoje estou morando com minha avó. A única que me entendia, talvez por que ela sabe como é se sentir sem apoio dos pais, ela se apaixonou por um homem que seu pai não queria que a mesma se casasse, um homem bem mais velho que ele, então, seu pai a expulsou de casa, bom, essa é a  história de vida da minha omma – sim, omma por que minha avó era a melhor pessoa do mundo-.

- x-

Um vento frio invadia as persianas e arejava todo o meu quarto. Cocei os olhos, ouvindo o despertador tocar fazendo um estrondoso barulho que ecoava no cômodo e assim levantei-me. Sem ânimo nenhum, parti para o banheiro para fazer minha higiene matinal.  Assim que terminei, tomei um banho e em seguida coloquei uma calça preta seguida de uma blusa xadrez branca.  Desci as escadas seguindo para a cozinha, dei-me de cara com minha vovó colocando uma jarra de suco sobre a mesa.

- Bom dia, omma – Fui até ela e depositei um beijo sobre o cenho da mesma.  

 - Bom dia Hoseokie. Ansioso para o primeiro dia de aula? – A indagou sorrindo.

- Sim Sim! – Respondi animado – O Yoongi hyung vai passar por aqui para irmos juntos.

- Então se apresse daqui a pouco ele chega. – Sentou-se ao meu lado - Coma seu cereal e não se esqueça do seu casaco, está frio hoje.

- Okay, Okay,– Comecei a comer, mas logo escutei as batidas constantes na porta. – Ele chegou! -Levantei-me, peguei meu casaco. – Até mais tarde Omma! - Disse e sai de lá seguindo para fora.

- Oh! HYUNG! – Gritei e corri para Yoongi hyung dando-lhe um abraço forte.

- Faça silêncio Hoseok-ah! – Retrucou o esverdeado. – Vamos estamos atrasados.

- Claro. – o soltei e fomos em direção a faculdade.

Meu relacionamento com Yoongi era muito estranho, quer dizer uma hora estamos nos pegando e outra ele ta cheio de “não me toque” e isso na visão das pessoas era horrível pelo fato de ser dois homens e também por ser um puxa- puxa. Nós estávamos em uma situação em que ficávamos e nenhum comentava para os amigos - apesar de que eles já suspeitavam de certas coisas-. Não, não era medo que tínhamos em assumir isso – em certa parte-, só que nem ele e muito menos eu estava preparado para enfrentar os pais do Yoongi e a minha avó que ambos eram conservadores do casal tradicional (homem e mulher)

Yoongi e eu cursávamos musica, já estávamos no 2° período, só mais dois anos para colocar em pratica tudo que aprendi. Minha avó, porém, estranhou de primeira, pois pensava que isso não me trará lucros no futuro, mas era aquilo que eu amava não podia parar. A música me tirava da realidade cruel e preconceituosa em que vivemos, e me levava para uma que tudo era realmente maravilhoso.

Após chegar à faculdade Yoongi e eu avistamos o Jungkook e o Jimin conversando, ou melhor, quase se pegando em meio a todos ali, sem se importar com a opinião alheia. Eu achava “lindo” o romance em que os dois viviam afinal de suas diferenças os pais dos mesmos apoiavam plenamente o seu relacionamento, era incrível.

- Oie Jiminie – Acenei enquanto o chegava perto do Jimin.

- Oi Hyung – Sorriu.

- Oi pra você também Jungkook. – Comentou Jungkook.

- Cadê o Jin e o Namjoon? - Disse Yoongi olhando para o menor

- Acho que eles não vã vir hoje, sabe né – JungKook disse com um sorriso malicioso.

- Jin Hyung depois que assumiu com o Namjoon hyung não querem saber da faculdade.

- O Jin hyung não é tão irresponsável assim gente, mas o namjoon... – Dei ombros.

- Nós parecemos quatro velhinhas fofocando da vida dos outros. Melhor irmos o sinal já vai tocar. – Yoongi falou e me puxou logo em seguida.

Seguimos para a sala onde aconteceria a primeira aula. Chegamos a frente à sala e percebemos que a mesma estava um pouco mais vazia do que o primeiro semestre. Para Yoongi aquilo significava ser maravilhoso já que não teria como ele diz, ah sim, “concorrência” para disputar vaga em alguma empresa de entretenimento, o qual era seu sonho. A nossa primeira aula seria sobre história da música e como a mesma influenciava no mundo atual, o qual era muito chato para mim, porém, para o Hyung era um máximo.

E com o fim da primeira aula temos um pequeno intervalo para a troca dos professores. Dentre esse pequeno tempo de cinco minutos. Fiquei pensando em uma coisa que Yoongi me disse logo que falei que gostava dele, há um semestre quando finalmente tive coragem, foi muito vergonhoso admito, mas, foi libertador colocar tudo o que eu sentia para fora. “Eu gosto de você Hoseok, mas não quero assumir uma coisa que meus pais não irão me apoiar. Então espere mais um pouco eu vou conversar com eles. E quando acontecer eu serei só seu.” Depois que ele falou aquilo  eu não tenho tocado no assunto muito menos ele.

- Hyung! – Falei quebrando o silencio que havia entre nós dois.

- Hum? O que foi? – Retrucou não me dando muita atenção.

- Falou com seus pais sobre aquilo? – Indaguei e vi a expressão de surpresa no rosto dele.

- Ah, ainda não – Suspirou e minha expressão de felicidade foi embora – Mas eu vou tentar falar com minha omma hoje.

- Qualquer coisa que ela falar me avisa por mensagem.

- Não se preocupe Hobi – Ele deu um meio sorriso e meu coração quase saiu pela boca, ele não me chamava de Hobi faz um bom tempo.

- Bom dia alunos... – Começou o professor.

Assim que se passaram as três primeiras aulas fomos até o refeitório encontrar o jovem casal que vivia em sua maioria das vezes discutindo ou se pegando.

 - Eu já disse Jimin não gosto dela! Só fiz dupla com ela na aula para de drama!

- Aham sei! Tu não me engana não JungKook.

- Ei Ei! O que houve de novo? Qual a da vez? – Yoongi se pronunciou.

- Ele fica de coisinhas com uma menina novata da sala dele e pro namorado dele ele fica com glicose anal o ano inteiro – Disse jimin com um bico no rosto.

- Ele está certo JungKook, vamos parar dessa glicose anal e agir não acha? – Falei.

- Aish! Vocês dois não ajudam mesmo.

- Eu ainda estou aqui e sou seu hyung me respeita! – Jimin deu uma tapa na cabeça do seu namorado.

- Ai, caralho! – exclamou jungkook passando a mão no local da tapa.

- Parem vocês dois - Dissemos Yoongi e eu em coro.

- Deixando isso de lado, vocês souberam que chegou um aluno novo? – Comentou jungKook.

- No segundo período? – Falei

- Sim, parece que a faculdade dele era filiada a nossa então não teve muito problema.

- E como você sabe essas coisas Jungkook? – Jimin olhou para ele

- O Minseok disse pra mim. – Rebateu

- Hum... suspeito

- E como é o nome dele?

- É Kim TaeHyung, Olha ali ele – Apontou ele para um rapaz meio perdido caminhando sobre o jardim da faculdade.

- Uau ele é bonito. – Falei olhando para o garoto.

- O fogo já subiu Hyung? – Disse Jimin rindo.

- Não enche Jimin ! – Dei língua para ele.

Depois que elogiei o novato percebi que Yoongi fez uma cara feia e continuou calado enquanto os demais e eu trocávamos palavras até o fim do intervalo. Pensei por um instante que iria passar quando chegássemos à sala de aula. Enganei-me bruscamente. Ele continuou calado a aula toda, espero que esteja pensando como iria contar para seus pais sobre o que tínhamos conversado mais tarde. Assim que terminou as aulas do dia seguimos até o ponto do ônibus.  Yoongi continuava na dele.

- O que houve com você, Hyung? – Falei quebrando o gelo que pairava sobre nós.

- Nada. – Disse ele em um tom frio.

 - Nada? Aham. Vai fala logo – Olhei para ele.

- Você achou mesmo aquele menino fofo? – Ele falou em um tom meigo , que quase derreteu o meu coração.

- É serio que você passou esse tempo todo de cara fechada por que estava com ciúmes, Min Yoongi? – Assentiu – Achei ele bonito, mas isso não significa que irei pegar ele. – Sorri para ele – Você é o único que acho bonito. – Disse e puxei-o para meus braços depositando um selar sobre seus cabelos.

- Aish Hoseok! Aqui não! – Falou ele se livrando dos meus braços.

- Aigoo Hyung, estamos no século vinte e um, algumas pessoas não ligam mais em ver dois homens se abraçando.

- Algumas sim, outras não. Só podemos fazer isso escondido era nosso trato.

- Você é chato demais, às vezes nem sei por que gosto de você. – Depositei um beijo sobre as bochechas do mesmo e corri para o ônibus que havia acabado de chegar.

- Você me paga Jung Hoseok! – Escutei ele gritar e depois caminhar em minha direção.

Para falar a verdade eu entendia o lado do Yoongi, ele era muito vergonhoso e não gostava de se mostrar para outras pessoas e muito menos falar sobre seus sentimentos. Em certas horas penso que meu amor por Yoongi seja unilateral, sei que ele pediu para nós escondermos do mundo, mas, ele poderia me falar de vez enquanto que gostava de mim para eu saber que ainda poderia guardar esperança sobre alguma coisa do nosso futuro. Com tudo, eu só tinha que esperar o que me tem pela frente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...