História Through Me - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~AmIlost

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Exibições 15
Palavras 2.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demoramos um pouquinho mais, mas voltamos!!!!! Nos desculpem por essa demorinha, mas no final de semana é sempre mais complicado para postar e agora como estamos no final do ano tá bem complicado no colégio.

Enfim, eu amo esse capítulo e espero que vocês amém tanto quanto eu!!! (Digo isso em todos né?? Mas é que eu amo mesmo)

Essa foto é da Romee Strijd (Poppy), Jasmine Tookes (Amber) e Taylor Hill (Erin) no Coachella.

Espero que gostem do capítulo, beijos!

Capítulo 7 - Eu nunca


Fanfic / Fanfiction Through Me - Capítulo 7 - Eu nunca

"A vida é muito curta para acumular raiva, empilhar mágoas e juntas desilusões." Clarissa Corrêa

Assim que chegamos no acampamento todos ficaram um tempão reclamando sobre a nossa demora e nos enchendo de perguntas. Mas tudo piorou quando a Poppy viu que eu havia machucado meu pé, ela fez o maior escândalo, nos chamando de irresponsáveis (sim incluiu o Justin nisso), e depois foi fazer um curativo  melhor, para não acabar inflamando meu pé. Dei graças a Deus por eles não terem esquecido a caixinha de primeiros socorros.

Passamos o resto da tarde organizando as coisas, foi uma tarde incrível. Adoro ter experiências novas e estar lá com eles era muito bom, tenho certeza que jamais me esqueceria desses dias que estamos passando aqui.

Era seis horas da tarde quando resolvemos entrar no lago, que ficava bem próximo onde havíamos montado as barracas. Eu e as meninas vestimos biquínis que Poppy havia trazido, aquela mala enorme realmente serviu para alguma coisa, e os meninos iriam entrar de roupa mesmo.

- Nossa Poppy obrigado por ter trazido biquíni para você e para as meninas, e ter me garantido a cena mais linda de todo o acampamento. - Chaz disse assim que nos viu. Ryan e Justin também ficaram nos encarando.

- Viu só, da próxima vez não quero ver ninguém reclamando do peso da minha mala. - Ela disse com um ar de vitória. 

Enquanto ela se empolgava falando sobre o quanto tinha sido esperta por ter trazidos biquínis e mais milhares de coisas, Ryan a pegou no colo e pulou junto com ela no lago. Quando ela atingiu a superfície novamente começou a jogar água e gritar com ele, dizendo que não iria molhar o cabelo. Essa cena nos garantiu boas risadas. 

Logo todos nós já estávamos na água e Poppy continuava brava com Ryan, estava ignorando ele completamente. Não é legal ver nenhuma pessoa brava, mas Poppy é pior ainda. 

- Acho que essas meninas estão todas de tpm. - Justin comentou rindo.

- Ou talvez estejamos de saco cheio com vocês! - Poppy disse cuspindo fogo.

- Ei, eu estou de boa. - Amber comentou.

- É verdade Amber, me perdoe, você é a única das três que não é dissimulada. 

- Nossa Justin está querendo pegar ela também? - Perguntei.

- Olha não vou negar, que se ela me der moral eu caio matando. - Disse me encarando com um sorriso no rosto.

- Ela não seria burra o suficiente para isso.

- Realmente, de burra aqui já basta você. - Ok, essa me atingiu em cheio.

- Pera aí, deixa eu ver se eu entendi, vocês ficaram de novo? 

- Pergunta para ela, ou será que ela vai dizer que esqueceu de novo. - Não respondi, fiquei chocada com esse comentário.

- Pelo amor de Deus, vamos parar de brigar. Vocês vieram para cá, para ficarem discutindo? 

Ninguém disse nada, mas Chaz tinha razão, só que nada era tolerável quando se tratava de Justin. 

- Eu to com fome, vocês estão? - Ele nos pergunta.

- Sim. - Eu digo, na verdade eu tava com muita fome.

- Eu to morrendo de fome. - Ryan diz.

- Eu também. - Amber e Poppy dizem juntas.

- Eu trouxe algo para gente comer, mas temos que colocar no palito e assar no fogo. - Chaz disse.

- Já sei é marshmallow, não é? - Poppy tenta chutar nossa janta.

- Claro que não, você acha que eu ia trazer marshmallow? Eu trouxe algo que enche a barriga de verdade. - Nós começamos a rir.

- Conta logo o que você trouxe Chaz! - Afirmei, já estava muito curiosa, e minha barriga parecia um trator.

- Eu trouxe salsinha galera. 

- Trouxe o que? - Alguém perguntou de novo.

- Salsinha ué, agora a gente assa ali no fogo cada um sua salsinha, dai a gente faz um Hot dog.

- Cara, ótima ideia. - Justin diz, como se pudesse ver um cachorro quente em sua frente.

- Trouxe molho e tudo? - Ryan pergunta entusiasmado.

- Claro, tudo que um Hot dog precisa! - Só o Chaz mesmo, amei essa idéia.

- O que estamos esperando então? Vamos assar as salsichas. - Justin disse faminto. 

- Vamos! - Todos disseram seguindo Chaz que ia direto pegar.

- Eu pego as salsichas, Amber você pode pegar os paes na sacola verde. Erin você pega os molhos na mochila preta, eu acho. Justin pega os palitos que estão perto da mochila preta e coloquem aqui na mesa. Ryan e Poppy arrumem o fogo. - Chaz disse todo ocupado pegando as salsichas e colocando em uma prato.

- Okay Chaz, chefe da cozinha. - Ryan diz rindo.

- Deixa comigo. - Responde Justin.

- Já to pegando. - Amber diz dando um sorriso contente.

- Me sinto no Masterchef. - Falei e todos riram.

- Se você estivesse perderia feio. - Poppy diz rindo da minha cara.

- Olha só quem fala, não é mesmo?- Se eu não sou boa na cozinha, Poppy então é horrivel.

Vou me dirigindo para mochila preta e Justin anda na mesma direção. Espero ele pegar primeiro, mas ele faz o mesmo, então só pego e saio.

- Como tá o fogo? - Justin pergunta para Ryan e  Poppy.

- Ta bom, mas acho que vai precisar de mais gravetos. - Ryan responde, enquanto Poppy vai colocando mais gravetos para alimentar o fogo. Sim um milagre, Poppy está ajudando nas tarefas do acampamento.

Alguns minutos se passaram e logo colocamos as salsichas nos espetos para fazer nosso cachorro quente. A janta foi bem tranquila, sem brigas, apenas nós nos divertindo e aproveitando a natureza.

- Alguém aí quer brigar de eu nunca? - Ryan perguntou tirando da vã várias vodkas.

- Nossa Ryan, que bosta, você tem quantos anos mesmo? - Chaz perguntou, o que fez com que todos nós ríssemos, já que era sempre ele que dava esse tipo de ideia.

- Não tem graça beber por beber. - Ryan disse.

- Eu topo qualquer coisa que tenha bebida. -Justin falou.

- Vamos logo, estou animada. - Amber falou batendo palma.

- A Poppy pode começar, aí eu, Chaz, Justin, Amber e Erin. - Ele foi apontando o sentindo que iria acontecer, que era conforme estávamos sentados. 

- Aí eu não queria começar, nunca sei o que dizer. - Poppy disse reclamando.

- Vai logo Poppy, não temos todo o tempo do mundo. - Falei um pouco irritada.

-Ok. - Ela passou um tempo pensando e depois falou. - Eu nunca dei um número falso para alguém, dizendo que era o número do meu celular. - Assim que ela disse, só as meninas beberam.

- Eu nunca corri semi-nu na rua. - Ryan falou olhando para os Justin, os dois mal conseguiam respirar de tanto que riam. Confesso que minha mente foi invadida pela cena do Justin correndo de cueca, tenho certeza que ele deve ter parado o trânsito mais do que sinais vermelhos. Justin e Ryan beberam e o jogo continuou.

- Eu nunca beijei mais de cinco em uma festa. - Todos beberam, menos eu e Amber. A essa altura no jogo eu já pensava o que iria dizer quando chegasse na minha vez.

- Eu nunca transei. - Justin disse olhando fixamente para mim, assim que virei minha dose, ele fez uma cara de surpresa.

- Eu nunca transei no primeiro encontro. - Confesso que com essa fiquei bem surpresa, já que eu fui a única que não bebi.

- Eu nunca transei na praia. - Poppy falou olhando para o Ryan e ambos riram, eles foram os únicos que beberam. Todos que estavam ali sacaram o que aconteceu.

- Nunca tive a oportunidade, mas isso está na minha lista. - Justin disse me olhando de forma provocante.

- Eu nunca transei com uma mulher. - Ryan continuou. Os meninos como esperado beberam, mas o que nos deixou realmente surpresa foi que Amber também bebeu, todos ficaram a encarando com um olhar de curiosidade.

- Eu nunca namorei por mais de 1 ano. - Chaz disse e fui a única que bebi. 

- Eu nunca beijei alguém e no outro dia fingi que não lembrava. - Justin disse me fuzilando com o olhar e isso só piorou quando eu bebi. Fui a única a beber novamente.

- Eu nunca transei no carro. - Amber disse e todos beberam. A cada rodada Justin parecia ficar mais irritado, ele esperava o que? Que eu fosse uma virgem desesperada por sua atenção? Sonhador.

- Eu nunca beijei uma menina. - Disse logo bebendo minha dose, todos beberam.

- Chega gente, já está ficando sem graça. -Chaz falou.

- Deixa eu fazer mais uma. - Justin falou como se implorasse, todos olharam para ele como se permitissem. - Eu nunca tive vontade de ficar com alguém que está aqui. - Todos beberam e Justin deu um sorriso de canto. 

O tempo foi passando e continuamos bebendo, eu já estava mais para lá do que para cá. Ryan e Poppy tinha ido se pegar no carro, tentaram ser discretos quando saíram, mas todos sabiam o que eles foram fazer. Chaz e Amber foram para o lago e estavam se divertindo como duas crianças.

Consequentemente, eu e Justin ficamos sozinhos. Estávamos sentados longe, mas quando eu vi ele se aproximando senti meu coração saindo pela boca. 

- Então quer dizer que você não ficou comigo porque estava bêbada.

- Porque você está falando isso?

- Primeiro, pois você mesma disse que fingiu que esqueceu, segundo, pois você disse que tem vontade de ficar com alguém que estava aqui.

- Primeiro, o fato de não ter esquecido não significa que eu não estava bêbada, segundo, tem outras pessoas aqui, eu poderia muito bem ficar com uma delas.

- E o que foi aquilo hoje à tarde?

- Foi o calor do momento. - Falei rápido.

- Você está sentindo esse calor agora? - Ele disse passando a mão em meu rosto, enquanto olhava para meus olhos e por vezes para a minha boca. Não consegui responder. Quando estávamos quase nos beijando ele se afastou e disse olhando em meus olhos: - Só te beijo de novo se você me prometer que não vai fingir que esqueceu. - Eu ri e apenas o beijei.

O beijo do Justin é incrívelmente bom, seus movimentos são intensos e quentes, aquele calor invade totalmente meu corpo e sinto como se precisasse beija-lo mais e mais.

- Vamos para a barraca? 

- Melhor não Justin, não lembra? Uma barraca para meninas e outra para os meninos.

- Sério Erin? Olha só para o Chaz e para Amber, Ryan e Poppy. Você acha que eles vão querer se separar?

- Mas nem temos travisseiro. 

- Tem um ali dentro, a gente divide. Vamos vai, não vou te moder. - Ele da uma pausa e depois continua. - Ah não ser que você queira, claro.

- Idiota, okay você já me convenceu.

- Posso te morder então? - Ele diz me olhando com um sorriso de canto.

- Se você conseguir me pegar. - Digo indo para a barraca. Meu pé não doía tanto agora.

Eu entro rapidamente e me jogo no colchão, puxando o travisseiro caso precisasse me defender de Justin. Mas assim que ele entra me envolve em seus braços, mesmo se eu quisesse não conseguiria reagir contra isso.

Ele segura minha cabeça firme e mordeu minha boca forte, então desceu beijando meu pescoço. Seus beijos molhados nesse local me deixam louca provocando inúmeros arrepios. Sinto então seus lábios voltarem desesperadamente para minha boca. Suas mãos passam pelo meu corpo, o que me deixa fervendo.

Coloco minhas mãos em seu cabelo, muito macio por sinal. Então tiro sua camisa pois sua barriga e seus musculos são os lugares onde minhas mãos desejam estar.

- Justin, acho melhor paramos, estão todos lá fora.

- Aproveita o momento, ninguém está ligando para o que a gente está fazendo. - Ele dizia entre os beijos no meu pescoço.

- Mas eu estou, vamos parar por favor. - Demos um último beijo e nos deitamos.

Justin apoiou sua cabeça no travesseiro e eu aproveitei para usá-lo como meu travesseiro. Com a cabeça deitada em seu peitoral conseguia ouvir seus batimentos, que ia acalmando com o passar do tempo, assim como os meus. A última coisa que pensei antes de finalmente me entregar ao sono foi, não queria estar em nenhum outro lugar no mundo que não fosse aqui.​


Notas Finais


Gostaram? Comentem a opinião de vocês, o que mais estão gostando e etc.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...