História Through The Dark - Capítulo 88


Escrita por: ~ e ~DarkLipa

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Josh Devine, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Exibições 119
Palavras 876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


➧ OI AMORAS! VOLTEI MAIS CEDO
➧ HOJE TERA DECLARAÇÃO DE AMOR DO LOUIS POR MEIO DE SEUS PENSAMENTOS E DOENÇAS DO NATE DKKLDKD
➧ MIL DESCULPA PELO CAP SUPER PEQUENO, ACHO QUE NUNCA POSTEI UM CAP TÃO PEQUENO COMO ESSE, MAS PROMETO QUE TERA MAIS UM AINDA ESSA SEMANA ENORME E CHEIO DE REVELAÇÕES
➧ Quero que todos tenham uma boa leitura :)

Capítulo 88 - Declaration and Diseases


Fanfic / Fanfiction Through The Dark - Capítulo 88 - Declaration and Diseases

(...)

Louis P.O.V

Faz um bom tempo que Jessie subiu com Nate e eu fiquei aqui, tendo que aguentar essas crianças insuportáveis. Eu odeio esses moleques mais que tudo. Nem pra Jessie estar aqui me fazendo companhia. O que será que aqueles dois estão fazendo? Se eu levantar e ir lá ver, Jessie vai falar que eu não confio nela e eu confio, então vou continuar aqui, tentando manter a paciência. Tô louco pra levantar daqui e estrangular Taylor. Ele está de costas pra mim, me provocando... Minhas mãos coçam e pedem pelo pescoço dele. Eu posso levantar rápido e apertar um pouco até ele morrer. Se eu fizer isso, meu sonho vai se realizar. Mas eu não posso, não quero brigar com a Jessie de novo. Um dia, eu ainda realizo. Ah, se vou realizar, vai ser o segundo dia mais feliz dia da minha vida, o primeiro vai ser meu casamento com Jess, que eu também vou realizar. Esse eu tenho certeza que já está por vim, mas agora eu preciso saber o que a Jessie está fazendo lá em cima com o ruivo. Quero muito subir, mas é melhor eu me segurar aqui embaixo. Ah foda-se.

Levantei e subi, me aproximei da porta e tentei abri-la, mas estava trancada. Bati de leve nela e ninguém respondeu. Bati mais forte e nada. Peguei meu celular e liguei pra Jessie. Chamou, chamou, chamou e ninguém atendeu. Bati na porta mais forte, já estava começando a ficar irritado.

– Jessie? Nate? – Os chamei.

– Pera aí amor. – Escutei a voz da Jess do outro lado da porta, depois a mesma sendo destrancada.

– Porra, mulher. – A abracei.

– Desculpa amor, acabei pegando no sono juntos com Nate. – Ela me abraçou de volta.

– Tudo bem, tudo bem.

– Amo você. – Ela me beijou.

– Eu te amo.

– Tudo bem. – Ela sorriu. – Taylor está te deixando louco, né? Por isso você subiu? – Ela riu.

– Sim, eu quero estrangular ele.

– Você está sendo forte, parabéns meu amor, estou muito orgulhosa de você.

– Obrigado, eu acho. – Sorri.

– Eu vou ficar com Nate até ele acordar. De noite, eu te recompenso por essa paciência que você está tendo com Taylor. – Jess me beijou de novo. 

– Tudo bem, qualquer coisa estarei no quarto.

– Vai lá gato. – Quando eu virei, ela bateu na minha bunda. – Eu namoro um cara que tem a bunda maior que a minha.

– Você quer uma bunda grande? Você tem que trabalhar, vadia! – Levantei os braços e entortei um pouco o corpo.

– Esse é meu homem. – Olhei pra trás e mandei um beijo no ar pra ela. – Te amo amor.

– Também te amo.

Ela riu e entrou de volta pro quarto. Segui para o meu e fiquei lá, deitado na cama, pensando na vida. De como eu amo a Jess, de como eu vou montar uma família com ela. Vamos ter dois filhos e eles serão lindos iguais a ela. Louis Junior e Jessie Sandy. Não que eu não goste de Thomas, mas Louis Junior é bem melhor e eu sei que ela não vai deixar eu colocar o nome dele assim. Não sei porque... Jess me deixa louco. Louco de um jeito bom, de um jeito apaixonado. Gosto dessa sensação que apenas ela me dá. Apenas ela me deu, foi a única, e isso faz com que eu a ame cada dia mais. Espero que essa sensação nunca se acabe porque ela me faz bem, muito bem. Como ninguém nunca me fez. Apenas uma, ela mesma, minha Jessie, Pequena Gafanhota, minha mulher, a mãe dos meus filhos. Eu a amo tanto E ela também me ama. Amo esse amor que temos um pelo outro. É único e especial. Perfeito, assim como Jess. Fechei meus olhos e logo adormeci.

(...)

Nash P.O.V

– Só eu acho que a Jessie está estranha? – Taylor perguntou.

– Como assim “estranha”? – Perguntei.

– Distante, antes ela preferia ficar com a gente, do que ficar em casa.

– Talvez, ela queira ficar longe de você. – Matt riu.

– Engraçado. – Ele riu forçado. – Ela me ama, por que iria querer ficar longe de mim?

– Porque você é um doido que só quer transar com ela.

– Não sou diferente de vocês, né, Nate? – Vai começar.

– Calem a boca. – Nate revirou os olhos.

– O que vocês ficaram fazendo em um quarto com a porta trancada? – Taylor é meu amigo, mas ele está precisando levar uma surra.

– Dormindo, os meus remédios me dão sono.

– Por que você toma tanto remédio, está morrendo é?

– Eu adquiri várias doenças ao longo da minha vida, então fica quietinho.

– Diga uma. – Porra!, Taylor está provocando, fica cuidando da vida dos outros.

– Só porque você pediu uma, eu vou dizer várias. Diabete, bronquite, rinite, mal funcionamento dos rins, asma, intolerância a lactose... Quer mais?

– Nossa, você é todo fodido. – Cameron falou.

– Eu sei disso... E tem mais.

– Nate, fica quietinho. – Gilinsky falou. – Todo mundo já entendeu que você está morrendo.

– Esse é o meu querido e amado primo. – Ele suspirou.

– Você também é assim, acho que isso vem de família.

– Infelizmente.

– Sabe o que é engraçado. – Johnson falou. – A mãe do Nate é louca e a do Jack não.

– Isso não é engraçado. – Os Gilinsky falaram juntos.

– É sim porque elas são irmãs. – Ele riu.

– Continua nada engraçado.

– Seus sem humor.

– Cala essa boca.

 


Notas Finais


Não deixem de deixar sua opinião, é muito importante para nós :)
Amamos voces <33
Tha&Nany


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...