História Through the time - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Gina Weasley, Harry Potter
Tags Lamentação, Romance
Visualizações 13
Palavras 1.460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Magia, Mistério, Misticismo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoal aqui está mais um capítulo espero que gostem.

Capítulo 8 - Capítulo 8


P.v.o. Harry

" diante daquelas lembranças lamentei. como uma garotinha de dez anos tinha aquele poder de me desestruturar daquela maneira. Só de ela me desprezar da maneira que ela fez hoje de manhã eu me sentia um completo inútil, pensei."

Acalmei meus pensamentos com a visita de Gina e Lily. Fiquei muito feliz com a atitude de minha filha. Isso de certa forma me deixou aliviado, ver que minha filha não era tão mimada a ponto de não reconhecer seu erro.

Olhei as horas no relógio do meu pulso, marcavam duas horas da tarde. Sai do escritório de Rony e fui para a arena de treinamento encontrar minha equipe de aurores. Ao chegar na arena vi todos reunidos.

- Todos já sabem que um pequeno grupo de comensais da morte estão atrás de um artefato poderoso, que pode trazer resultados desastrosos. Porém não sabemos quem são.

- Podem estar infiltrados dentro do ministério. Rony afirmou e assenti

- Sim, por isso preciso que mantenham sigilo absoluto. Para nosso bem e o mais importante a segurança de nossas famílias.

Bom vou separar vocês em dois grupos. Enquanto um grupo descansa o outro fica de plantão. Não esqueçam o gabinete da ministra é a parte que deve ser a mais bem vigiada pôs lá está o artefato.

P.v.o. Alvo

" Me enfureci com o modo que as coisas estavam caminhando. Meu irmão chegou ao ponto de afastar Rose de mim. Tiago parecia que me odiava, pensei."

Eu não sei explicar o que eu sentia era uma mistura de raiva e dor. Dor por meu irmão me desprezar e raiva por ele querer se achar superior a mim afastando a minha melhor amiga. As lembranças ainda estavam vivas em minha cabeça.

Flashback

- Finalmente acabou as aulas por hoje. Falei para Escorpius e ele assentiu. Estávamos andando pelo corredor até que encontrei Rose e outra menina que não sabia o nome.

- oi Rose! Cumprimentei minha prima e ela olhou com um certo desprezo para Escorpius, fingi que não avia percebido seu olhar.

- Oi ! Ela respondeu de uma forma ignorante. O que não dei muita importância. Continuamos nos encarando até que eu me apresento para a menina e pergunto seu nome e ela simplesmente me ignora.

- Então Rose esse é o Escorpius e a sua amiga quem é.

Ela se virou para a amiga e respondeu:

- O nome dela é Dressa.

- Oi Dressa eu sou Alvo. Ela assentiu e eu percebi que avia algo estranho. Mas nem liguei Então perguntei:

- Vocês querem ir para o jardim assim vocês podem conhecer Escorpius.

Percebi que Escorpius não estava muito à-vontade ali no meio.

Até que finalmente Dressa falou algo:

- Ele é um Malfoy.

- Sim eu sou. algum problema.

Escorpius respondeu. Ele não estava nada contente com o jeito que Dressa falou seu nome. E não era sem motivos elas estavam sendo muito mal educada.

- Rose! você esqueceu que o Tiago.

Dressa cochichou no ouvido de Rose, mas eu pude escutar. Rose não deixou a menina terminar o que ia falar sobre Tiago.

- Dressa! Rose a repreendeu.

Naquele momento entendi o porque de Rose estar esquisita.

- Há algum problema? Olhei para ela que continuava com aquele olhar esquisito.

- Desculpa Alvo hoje não da para eu e a Dressa acompanhar você e o Malfoy é que eu tenho que fazer alguns deveres da aula de transfiguração.

ela estava me evitando por causa de Escorpius. E quem estava por trás disso era Tiago.

- Não se preocupe, Eu já entendi tudo. Sai o mais rápido que podia sem dar tempo de Rose, Dressa e Escorpius dizerem alguma coisa.

Fim do flashback

Como Escorpius ficou depois daquele momento, realmente Ele não merecia o que os outros estavam fazendo com ele. Fui Caminhando até o dormitório entrei no quarto e deitei em minha cama, eu estava exausto por isso dormir com facilidade.

P.o.v. Rose

Eu não queria ter desprezado Alvo daquela maneira, mas o que eu posso fazer ele ficou amigo de um Malfoy.

Uma semana antes de eu vir para Hogwarts escutei meus país conversando sobre os Malfoys. Meu pai falava que Lucius avo de Escorpius tinha sido preso. Eu conhecia os Malfoys de vista pôs sempre apareciam no profeta diário e tambem sabia que os Malfoys e minha família não se davam bem. Draco pai de Escorpius odiava meu pai e principalmente minha Mãe, bom já sabia muito bem que não queria me aproximar de nenhum Malfoy e isso era fato. Alvo a qualquer momento iria se afastar de Escorpius quero dizer meus tios Harry e Gina faria isso por ele já que também não tinham muita afinidade.

Entrei na sala comunal e avistei Tiago estudando no sofá junto a Dominique e Fred. Fiquei surpresa por ver eles estudando. Não por Dominique por que ela gostava muito de estudar mais sim por Meus dois primos que nem sequer pegava um livro. Me aproximei dele e logo Tiago percebeu minha presença ali.

- Oi Rose onde estava? Fred e Dominique se entreolharam.

- Eu estava com Al. Assim que percebi a expressão de Tiago parei de falar.

- Com o Alvo! Tiago levantou-se e se aproximou de mim.

- Sim. Mas. Fred também ia se Levantar quando Dominique o seguro.

- Rose eu te falei para não falar com aquele traidor! Tiago ficou vermelho de raiva.

- Tiago eu sei, mas foi Alvo que veio falar comigo. Me defendi.

- Tiago isso não está certo. Dominique falou se levantando e entrando em minha frente.

Naquele momento pensei que Tiago iria começar a gritar ou fazer algo do tipo, mas estava totalmente errada ele virou as costas e subiu para o dormitório deixando para trás seus livros.

- Estão cometendo um erro, vocês acham que desprezando Alvo irão fazer com que ele se afaste de Escorpius. Estão muito enganados. Ele só vai se aproximar ainda mais. nos somos a família dele e devemos apoia-lo.

Dominique pegou seus livro e subiu para o dormitório deixando apenas Fred e eu.

- Ela está certa, eu fui extremamente injusta. Sentei no sofá e encarei Fred que estava sem palavras.

- Eu concordo com o Tiago, se Alvo considerasse nos como sua família ele ficaria do nosso lado, mas não foi isso que ele fez.

- Fred Não foi o Alvo que parou de falar com agente e sim nós.

- Rose chega desse assunto eu vou falar com Tiago.

- Fred espera eu preciso.

Impressionante como ele são idiotas Fred me deixou falando sozinha.

Olhei para o relógio da sala comunal e era sete da noite. Eu estava cansada o dia foi exaustivo então subi para o dormitório tomei um banho e fui dormir.

P.v.o. Harry

Passei o dia inteiro no trabalho cheguei em casa onze da noite Lily provavelmente dormia e Gina lia um livro na sala enquanto me esperava.

- Harry você demorou! Gina falou levantando-se do sofá.

- Muito trabalho. Ela me encarou preocupada.

- Harry! você não está bem.

Ela capturou meus lábios com um beijo de tirar o fôlego. Como eu adorava chegar em casa e ver minha mulher. Naquele momento sabia que as coisa poderiam ficar um pouco conturbadas devido a essas ameaças no ministérios, mas eu iria fazer as coisas dar certo pela segurança de minha família.

- Linda eu só estou um pouco cansado. Eu estou bem. Ela me passou um olhar que eu conhecia bem.

- Gina eu estou falando sério. Eu estou bem. Ela caminhou até o sofá e pegou o livro e subiu para o quarto eu a segui. Entrei no quarto e ela estava colocando sua camisola...nossa e que camisola. Me aproximei dela beijando seus ombros fazendo ela se esquivar.

- Você não quer conversar comigo, mas quer transar. Harry eu só sirvo para transar. Realmente o tom que Gina falou aquilo me assustou.

- Gina porquê isso agora? Ela me fitou com uma cara de tristeza.

- Harry eu largo meu emprego para dar mais atenção para vocês e quando pergunto se está tudo bem você mente pra mim. Naquele momento Gina já estava alterada.

-Eu não estou mentindo eu apenas falei que estou cansado. Falei e ela saiu do quarto me deixando plantado. Impressione como Gina tinha o humor instável ela conseguiu me deixar nervoso fui atrás dela e a encontrei no quarto de hóspedes.

- Sério! você vai criar um conflito por causa dessa bobagem. Eu a encarava com raiva e ela nem se preocupou em olhar para mim. Eu estava ficando impaciente logo me veio mil coisas na mente.

"Em meio as lembranças suspirei. Ultimamente eu e Gina discutíamos por tudo eu esta começando a achar que Gina não me amava mais, pensei"

-SERÁ?


Notas Finais


Então se gostaram e querem que eu continue por favor comentem e me sigam. Deixem suas sugestões para a fic. Comente por que eu estou ficando sem motivação.😞¥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...