História Thug life - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Gangster, Revelaçoes, Romance
Exibições 366
Palavras 1.432
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEI AMORES DESCULPEM PELA DEMORA, EU FIQUEI SEM INTERNET 👌🏻 O CÚMULO, MAIS HOJE ELA VOLTOU E EU ME APRESSEI EM POSTAR.

BOA LEITURA ❤️😘

Capítulo 41 - Julie


Fanfic / Fanfiction Thug life - Capítulo 41 - Julie

Amber Lightwood pov. 

 

 

Estávamos quase chegando no hospital, e eu estava quase batendo em Izzy e Dallas. A dor só aumentava e depois parava voltando com mais intensidade, me fazendo gritar e gemer. 

- meu deus - murmurei baixo - liga para Morg e Travis - pedi sem encarar Izzy, que apenas murmurou "ok". Como eu queria que ele estivesse aqui. 

Chegamos na frente do hospital, eles desceram e Dallas deu a volta no carro, ele abriu minha porta, me pegando nos braços e seguindo para dentro do hospital afobado. Os infermeiros me colocaram numa maca e encararam Dallas. 

- você é o pai da criança ? - perguntou, mais eu fui mais rápida. 

- NÃO, É O BIEBER - gritei sentindo a dor vim, eu já nem sabia mais o que eu dizia. Afinal por mais que Dallas tivesse me acompanhado durante todo o tempo ele nunca séria realmente o pai de Julie. 

Me levaram da recepção junto com Izzy, enquanto Dallas iria cuidar da minha ficha. Em minutos eu estava deitada em uma cama, com a roupa do hospital e doutora Celine sorrindo para mim. Izzy estava ao meu lado segurando minha mão, e eu apertava a sua na mesma força qual a dor vinha.

- Julie quer nascer - Celine disse sorrindo. - vamos la mamãe, abra bem as pernas e quando a dor vim faça força - me explicou e eu assenti. 

Fiz o que ela mandou sentindo a dor, então empurrei Julie apertando a mão de Izzy com força, na primeira não foi então tentei a segunda. Fiz força sentindo a dor, quando eu estava quase desistindo escuto o chorinho da minha princesa soar alto e estridente, meu sorriso alargou e eu arrumei forças de onde eu já nem tinha e empurrei a última vez. 

- nasceu - Celine falou alto e risonha - uau como sua filha é linda - elogiou e eu sorri sem parar de chorar, eu não poderia controlar.

Ela trouxe Julie para perto de mim enrolada em um pano verde, ela estava chorando e eu também, o sorriso em meus lábios era incontrolavel, igual minha alegria. Quando Julie encostou em mim ela parou de chorar instantâneamente e eu ri. 

- ela é linda, eu a amo meu deus - Izzy falou e eu sorri olhando para a minha filha que era completamente a cara do pai, os cabelos castanhos claros igual ao dele a pele branquinha, a boquinha dela em formato de coração igual a dele, o nariz arrebitado. Ri olhando para Julie, ela era uma versão do pai feminina dos olhos azuis, era a única coisa que tinha de mim, os olhos. 

- eu também - falei sem encarar minha irmã. 

Celine deu Julie a uma infermeira, que colocou uma pulceirinha e olhou para mim. 

- qual o nome dela completo ? Por favor - pediu a mulher. - vamos levá-la para o berçário e sua família iria poder vê-la, segundo andar - informou a enfermeira. 

- Julie Lightwood Bieber - falei e ela assentiu escrevendo ali na pulceirinha. 

- vou avisa que ela nasceu - Izzy avisou dando pulinhos de alegria e com um sorriso que quase rasgava seu rosto.

 

 


Dallas Collins pov. 

 

 

Sempre em algum momento tinham que tocar no nome de Bieber, conhecia ele de alguns anos atrás. Pelo meu pai Marshall Collins. Fui até a recepção, avistando Travis andando para lá e para cá, Morg rindo tentando acalmar o marido e Izzy que parecia esperar por alguém para dar alguma notícia. 

- então...hã Julie nasceu - Izzy disse fazendo as atenções deles se voltarem para ela. 

- NASCEU - Travis falou alto sem ligar para o resto a sua volta. 

- sim - falou rindo. 

- meu deus como ela é ? - Morg perguntou se levantando. 

- linda - respondeu cruzando os braços. 

- onde ela está ? já podemos vê-la ? - Cailin perguntou junto com Morg. 

- está no berçário e sim - respondeu e eles ficaram à encarando como se eu fosse alguma coisa óbvia. - o que ? - perguntou parecendo desconfortável. 

- nos leve para ver Julie oras - Travis disse revirando os olhos, mesma mania de Amber. 

Andamos até o elevador, e ela apertou o segundo andar, em alguns minutos o elevador parou, as portas de abriram, revelando um quarto, o qual tinha suas paredes de vidro. Os bebês estavam todos ali, andamos até a frente do vidro, vendo Julie no primeiro berço. 

- então qual é ela ? - Travis perguntou animado. 

- ta na cara que é essa, é a cara do Bieber meu deus - Cailin disse apontando para a garotinha. Revirei os olhos e Izzy me encarou se aproximando de mim, enquanto Travis e Morg babavam a neta e Cailin sorria para o vidro.

- o que quer ? - perguntei encarando ela. Eu e Izzy não nos dávamos muito bem, não sei o motivo mais era assim que era. 

- quero que você coloque nessa sua cabeça que você não é o pai de Julie e que ela vai esfregar isso na sua cara toda vez que você olhar para ela, Dallas - falou apontando o dedo na minha cara, apenas dei de ombros. 

Uma enfermeira pegou Julie e disse que iria levá-la para a mãe. Nós assentimos indo até onde era o quarto de Amber. 

 

 


Amber Lightwood pov.

 

 


Uma enfermeira tinha trago Julie para mim, e ali estava minha pequena, nos meus braços. Eu esperei tanto por isso, para sentir seu maravilhoso cheirinho de bebê, sua pele macia como algodão e seus olhinhos azuis me encarando. Justin vinha a minha mente todas as vezes que eu olhava para Julie e isso me destruía. Eu queria ele ali, queria dividir aquele momento com ele. Mais isso faz parte das consequências de seus erros, eu estava magoada, e só estava fazendo o que EU achava certo. 

Travis entrou no quarto acompanhado por Morg, Izzy, Cailin e meu atual namorado Dallas. Eles sorriram e vinheram até mim, e Julie e a enfermeira que estava colocando Julie para mamar. 

- ela é linda - Travis disse sorrindo. 

- obrigado, mais não parece nenhum pouco comigo - falei rindo. 

- verdade parece toda com Bieber e de você só tem os olhos, criatura abençoada - Izzy disse afobada vindo até perto de mim e passando as mãos nos cabelos de Julie. E eu ri. 

- realmente - Morg concordou parando do outro lado da cama e encarando Julie. 

- cara sua filha é muito linda - Cailin comentou pegando a mãozinha de Julie que abriu os olhinhos azuis na mesma hora - oi dinda - Cailin disse rindo. 

- posso pega-la ? - Dallas pediu e eu assenti sorrindo. Tirei Julie do peito subindo a camisola e dando ela para Dallas. - Bieber tem sorte por ter ela como filha - ele falou me encarando como se tivesse se desculpando, dei de ombros assentindo. 

Julie ficou passando de braço em braço até de noite, de vez em quando ela chorava agoniada. A noite foi tranquila e ela dormiu a noite toda. Fomos embora para casa no outro dia de manhã e tudo se resumia em : Julie, o quanto ela parecia com Justin e o quanto era linda. Chris, Angel e Cait ficaram encantados com minha filha, falaram que ela parecia um mini anjinho. Apenas agradecia e sorria, agora estava de noite e todo mundo estava em sua casa, menos Cailin que tinha ficado para me ajudar com Julie. Izzy estava em seu quarto, Travis em sua cobertura junto com Morg e Dallas tinha ido para casa a poucos minutos. Luna babou Julie o dia inteiro, já Alec nem sabia que tinha uma sobrinha, já que nunca mais tive contato com ele depois do assalto. 

- oi filha - falei fazendo carinho no rostinho de Julie que sorriu de lado - agora posso conversar com você pessoalmente meu amor - falei sorrindo, ela segurou meu dedo com força e eu ri - então, jamais irei deixar que nada aconteça a você Julie, eu te amo e você é a cara do seu pai - falei olhando para o outro lado do quarto, vendo Cailin nos encarando da porta do banheiro. 

- em uma única foto que você me mostrou de Justin eu posso dizer que ela é a cara dele mesmo - falou rindo. 

- to sabendo - falei rindo também. 

Cailin se juntou a mim e a Julie na cama, e assim nós dormimos. Cailin, Julie e eu. Agora eu estava completa, com nossa filha em braços, Bieber. 


Notas Finais


Esse foi um cap totalmente voltado para a vida de Amber longe do Justin.

Mais e então ? Gostaram ? 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...